1. Spirit Fanfics >
  2. Konohamaru e Hanabi >
  3. Minha vontade

História Konohamaru e Hanabi - Capítulo 18


Escrita por:


Notas do Autor


Eu amo um clichê, e amo esse casal ❤

Boa leitura

Capítulo 18 - Minha vontade


Fanfic / Fanfiction Konohamaru e Hanabi - Capítulo 18 - Minha vontade

Dias antes da missão de Hanabi





Por Konohamaru:

Era uma tarde fria, eu e minha equipe tinha algumas tarefas a cumprir e agradecia mentalmente por tudo estar indo rápido, tava com uma saudade enorme do meu anjo, e brevemente ela iria pra uma missão de 3 dias ou mais, mal aguento ficar sem ela por uma noite, imagina tudo isso sem me despedir pelo menos.

- Eai pessoal tudo em ordem?

- Sim sensei. Em uníssono responderam Sarada e Mitsuki 

- Vamos esperar o Boruto e...

- TERMINEI! Ufa quanta entrega, a gente já tá liberado?

- Sim estão, até amanhã equipe.

- Até!

- Até 

- Falo


Era 17:00, me perguntei várias vezes em menos de 1 minuto onde ela estaria, e se aceitaria passar o resto do dia comigo, fui pra torre entregar o relatório e quando desci as escadas meu coração bateu mais forte.

- Ti achei! Está ocupado?. Ela dizia entrelaçando nossos dedos 

- Pra você nunca, ia ti procurar agora mesmo. Beijei suas mãos e sorria feito um bobo 

- Vamos comer alguma coisa? 

- Vamos e já sei oque, e onde meu anjo.


A levei pra minha casa, pedi pra aguardar eu tomar um banho, ela estava linda, cheirosa e bem arrumada, enquanto eu estava péssimo... Tomei um banho rápido vesti uma camisa e calça moletom, o tempo estava meio frio, desci as escadas e Hana estava sentada no sofá olhando umas fotos que eu tinha emolduradas com meu avô, tio, equipe... 

- Eu era um garoto lindo, arteiro porém lindo eu sei. Chamei atenção dela enquanto levava um colchão pro meio da sala

- Você foi como um vinho, com tempo só ficou mais gostoso. Me olhando de lado enquanto me aproximava ela disse

- Até diria o mesmo, más pra mim você é uma majestosa obra, perfeita em cada detalhe... deslizava meus dedos por sua pele enquanto dizia. - Traços únicos como uma divindade, e eu sou o privilegiado escolhido por Deus a poder toca-lá.

- Você existe mesmo? Seus braços rodeava meu pescoço me puxando para um beijo.

- Existo e sou seu...


Nos beijamos lento, e aquele poderia ser o nosso 68° beijo, más todos pareciam sempre ser o primeiro, a sensação de tocar sua boca era indescritível, meu corpo era tomado por um desejo imensurável de tê-la na mesma hora... Minhas mãos exploravam cada parte daquele corpo , enquanto isso ela arfava puxando meus cabelos, e me apertando em si. Era difícil me desfazer dessa situação, más...

- Você é irresistível...

- Então porque parou? Já me puxando pra continuar 

- Pra gente continuar oque íamos fazer? Apontando pro colchão eu disse 

- Ah...

- Vai ser gostoso meu anjo, apagamos esse fogo jaja, tenho um negócio legal pra gente. 


Peguei alguns travesseiros e joguei no colchão junto com uma coberta, logo depois fui pra cozinha, peguei chocolates e um aparelho de fondue, cortei bananas e morangos em pedaços, levei pra sala e preparei tudo ao lado, com ela olhando meio curiosa, nos aconchegamos abraçados e enquanto o chocolate derretia eu fazia carinho nos seus cabelos

- Quero falar com seu pai de novo.

- Ele está com a mente fechada, não sei se é uma boa ideia... 

- Ele deve estar inseguro, você é a caçula e a única que restou ao lado dele, entendo isso e não posso só ir adiando a situação

- Não quero que ele ti humilhe outra vez.. disse triste com a cabeça baixa 

- Meu anjo, desde que você esteja ao meu lado, não existirá nada que eu não possa suportar, más acredite eu entendo esse sentimento e quero tirar isso dele.

- Espera até eu voltar da missão?

- Não...


Comemos e passamos o resto da tarde deitados, não havia momento melhor nos meus dias se não com ela nos meus braços, as vezes o silêncio tomava conta, e apenas carinhos e olhares eram trocados, falamos sobre o futuro, tirar férias ao mesmo tempo e conhecer lugares juntos...

- Podíamos ir pra aldeia da areia amor eu amo o calor

- Claro, você ia viver pelada pra mim eu ia amar.

- Haha safado, más não é uma ideia ruim...

- Então imagina que você tá em Suna... Disse tirando a camisa. - E me acompanha 

- Com esse tempo frio é meio impossível, a menos que você faça esquentar... Ela tirava sua roupa, ficando de langerie apenas

- Adivinhou meu propósito...


Peguei seu pé direito e fui deixando beijos enquanto subia, sua pele de aroma doce arrepiava com meu toque e eu achava incrível, chegando próximo as coxas eu mordia levemente... Virava sua perna pra o lado e era uma delícia ouvir seus gemidos após os estalos de tapas que eu dava em sua bunda. Tirei a langerie e a toquei "muito molhada" passei o dedo em volta do clitóris, ela agarrava meu cabelo e manhosa dizia meu nome enquanto os apertava, sem esperar mais, eu a chupei, colocando um dedo, e me dedicava mais a cada suspiro dela, até que seu corpo tremeu em espasmos e ela se derramou em minha boca...

- Konohamaru! Eu quero... Enquanto ficava de frente pra mim ela disse ainda se recompondo - Deixa eu ti chupar também.

- Como quiser meu anjo.


Me sentei no sofá como ela pediu, seus olhos percorriam meu corpo sem vergonha alguma, sua boca e olhar entregavam o desejo que ela tinha em mim, "Ansiosa pra ti provar" ela tava extremamente sexy pelada de pé em minha frente, falando coisas que eu mal prestava atenção de tão focado nela se aproximando...

- Você diz que eu sou gostosa, más porra! Perto se agachando em minha frente, ela alisava meu peito, descendo pro meu pau. - Você é uma delícia de caminho sem volta.


Segurando meu pau fazendo vai e vem, ela me olhava arfar com seu toque, "me ensina como você gosta" 

*porra, como ela consegue...*

- Lambe! Com os olhos focado nos meus ela obedecia. - Do início descendo até a base... Isso... de-va-gar...

"Agora abre a boca!"

Enrolei seu cabelo e conduzi sua cabeça, ela segurava oque não cabia em sua boca e fazia movimentos que acompanhava o ritmo, engolindo meu pau, com seus olhos ainda focados em mim 

- Ah desse jeito eu vou gozar...


Ela então parou e disse "Não, eu tenho um lugar melhor pra você" subiu pro meu colo, e gemendo encaixou-sê no meu pau, apertei suas coxas e dei outro tapa em sua bunda

- Visitei a senhorita Sakura recentemente. sua boca encostou no meu ouvido. - Agora pode gozar dentro.

- Caralho! Sério?


Não dei oportunidade dela falar mais nada, a firmei no meu colo e metia sem pudor, seu corpo caía sobre o meu sem forças enquanto ia mais fundo, eu a segurava pela cintura e a ajudava subir e descer sobre meu pau, "me bate" .

- Adora apanhar não é safada?. A segurava pelo pescoço como enforcamento. - Vai ficar linda toda marcada...


O barulho dos nossos corpos se chocando era alto, minha mão estalava na sua pele branca que já estava vermelha e inchada... Más isso não a incomodava, o jeito que ela pedia por mais, me deixava louco, e cheio de tesão.

- An Konohamaru... Não para, eu vou...

- Vamos juntos...


Rodeou seus braços em meu pescoço enquanto gemia no meu ouvido, que som maravilhoso, aumentei o ritmo e chegamos ao ápice ao mesmo tempo, ofegantes e suados 

- Gostoso! Me alisando ela disse

- Você me deixa louco Hana... A beijei com cede. - Quero ti pedir uma coisa, mais não quero esperar até você voltar.

- Pode pedir amor.

- Casa comigo?

- Casar? Por kami... Amor... É muito cedo pra isso não acha?

- Então namora comigo, sabendo que vou ti pedir em casamento todos os dias, quero passar minha vida inteira ti dando todo o meu amor, cuidando de você, e ti fazendo a mulher mais feliz do mundo! 


Mesmo com as respirações ainda descompassadas pelo que acabamos de fazer, ela me beijou sedenta!

- Sim! Tudo que quero, é ficar ao seu lado pra sempre, eu te amo Sarutobi Konohamaru.


Notas Finais


Obrigada ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...