História Kotogakko - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 6
Palavras 437
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Ficção Adolescente, Harem, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa noite crianças interiores hehehe. Mais um capítulo pra vocês pra aproveitar esse feriado que é bom demais.

Capítulo 17 - Love Enemy


No dia seguinte, Gio se encontrou com todos os seus amigos na frente da escola. Enquanto todos caminhavam, Walther apareceu do nada atrás de Gio (com uma aura negra, parecendo um fantasma) e disse: Oooiii, meu chapa.

Gio tomou o maior susto e só gritou: Aaah mano do Céu, dá no pé jacaré!!

- Hahaha, desculpa, foi mal, não sabia que estava tão distraído.

- Nunca mais banque o fantasma perto de mim. – disse Gio, ainda eufórico

- Nossa cara, desculpa mesmo. – disse Walther, meio preocupado

- Mano, isso não foi legal – disse Chris sussurrando pra Gio

- Eu é quem peço desculpas. Tô meio de cabeça quente, sabe? – disse Gio, se acalmando

- Ah sei sim. Bom, melhoras. Que até o final do dia esteja melhor – disse Walther sorrindo

- O-obrigado – disse Gio

Ao entrarem na sala, Chris olhou pra Gio; alisou a franja de seu cabelo e disse:

- ô Polaco, você quer que eu pesquise mais a respeito do garoto lá?

- Não, não quero que faça isso não. Esquece ele – disse Gio

- Bom, então, posso perguntar porque você saiu correndo do cinema no meio do filme?

- Ela pegou na minha mão – disse Gio sussurrando

- O QUEE?? – perguntou Chris em tom alto fazendo a sala toda olhar pra ele – desculpa, tô sonhando alto – disse constrangido

- É, eu sei, eu não entendi nada. Mesmo que eu quisesse aquilo, não achei que fosse certo deixar aquilo continuar. E também, ele parece tímido mas é legal. Não quero fazer para os outros o que não gostariam que fizessem pra mim. Vai contra meus princípios, sabe?

- Sei, mesmo assim, é estranho. Depois eu vou conversar com ela saber disso. Mas não se preocupa, eu sei ser discreto – disse Chris dando um joinha pra ele

- Claro, claro, mas olha como vai perguntar. – disse Gio

Depois do intervalo, Chris aproveitou que o professor Tanaka não tinha chegado ainda na sala e disse:

- Seguinte cara, eu fui conversar com ela no terraço e ela me disse o seguinte: “Eu fui colocar a mão no meu apoio mas não vi a mão dele. Eu não tenho interesse nele. Eu gosto mesmo do Walther” (isso fica parecendo como se fosse um flashback).

- Então ela gosta mesmo dele? Bom saber que ela não fez com intenção. – disse Chris

- Mas você tá bem cara? – perguntou Chris

- Estou sim – disse Gio com uma cara meio triste

O professor chega na sala e começa dar a aula.

“Agora sei que não foi intencional, mas...acho que queria que fosse. Ai, ai” – pensou Gio, sentindo seu coração um pouco partido.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...