História Kurai Shiro - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~Kitty_Farron

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 7
Palavras 657
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Famí­lia, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 5 - Dusk


Fanfic / Fanfiction Kurai Shiro - Capítulo 5 - Dusk

Dark

Uma terceira voz se levantou... mas não era White, era uma voz mais velha e vinha da porta da frente.

– Alguem abre logo!

            E light foi, e abriu, não era a White mas se assemelhava, era ela só que no futuro, a mãe da White era albina de modo similar a White, porém, os olhos eram violeta ao invés de azuis.

– Quem é o rapaz? – disse a senhora.

– É um amiguinho estranho da White – disse light.

– Meu nome é Dark...

– Hahaha se está esperando ela acordar é melhor se levantar daí, melhor voltar outra hora ou ir lá acordar ela você mesmo, se não vai ficar aqui até de noite – disse a mãe – leve ele ao quarto dela filhinha, e venha trancar a porta, eu já vou voltar ao trabalho, só vim pegar algo.

            Light levou Dark em direção ao quarto de White logo depois de uma pequena discussão sobre alguma coisa com a mãe sobre o tempo que ela passava em casa, Dark não se importava em escutar, ele só queria vê-la logo, aquele seu anjo...

– Ta aí tchau – o jeito que light falava rápido nas frases com “tchau” era bem bizarro, como se faltasse uma vírgula.

            Mas enfim ele entrou, e ela estava lá, ainda com a mesma camisa do dia anterior, com um coelhinho, porem estava com um shortinho branco no lugar da calça, todo o quarto era tão claro, branco e rosa, e fofo. Ela estava com o cabelo todo desarrumado e o cobertor estava todo espalhado e enrolado, parecia ter se mexido bastante enquanto dormia. Era tudo lindo, as bochechinhas rosadas, o modo como respirava, o jeito que o corpo estava todo largado de bruços na cama enorme, bem que ele observa-la pra sempre assim.

            Ele sentou ao seu lado, e começou a fazer carinho na sua cabeça, desarrumando ainda mais seus cabelos brancos, no mesmo instante um sorriso nasceu daqueles lábios cor de rosa.

– Fofa... acorda... por favor...

            Ela continuava dormindo, mas ele não se importava, ela parecia feliz dormindo, e ele gostava de vê-la feliz.

– Tão linda... tão brilhante... tão perfeita.

            Suas mãos agora seguravam as delas, delicadas e macias. Enquanto observava seus dedos, ele pensava na piada que a light tinha dito mais cedo, sobre o sono ser uma pessoa, não tinha graça a piada, nem a própria light ria então nem sabia por que tinha dito, mas sabia que “se o sono fosse realmente uma pessoa... morreria de inveja dele...”, foi o que ele disse ao observar o corpinho de White, suas pernas, seus seios, seu cabelo e sua bochecha que foi o lugar que ele se aproximou para dar um leve beijo.

– Acorde... – ele sussurrou no ouvido de White, e por um momento ele pensou que ela realmente acordaria, se virou depois do beijo, deitando-se com o rosto pra cima, frente a frente com o rosto de White – eu... adoro tudo em você... gosto de você... acho que te amo... – ela continuava dormindo, e sorria, ele não conseguia parar de olhar para aquela boca, e quando percebeu ele já estava a beijando, não conseguia se controlar, quando terminou o beijo, ela estava de olhos abertos, aqueles lindos olhos azuis e cintilantes, ele não sabia o que aconteceria, provavelmente ia brigar com ele por tê-la beijado sem permissão... mas tudo o que ela disse foi:

– Acho que também te amo... – e depois se beijaram novamente – mas agora eu to com sono idiota... – disse ela depois do beijo, e logo depois ela o abraçou, o puxando para a cama, o obrigando a deitar-se com ela – dorme comigo... está frio e você é quentinho...

            Não havia palavras para descrever tamanha alegria, depois de tantos dias, de quase uma semana quase interminável, Dark finalmente dormiu, ao lado de quem amava, ao lado de seu sonho, ambos com sorrisos estampados em seu rosto, enquanto Light fechava a porta, observando-os calmamente enquanto as luzes azuis do anoitecer substituíam as laranjas do entardecer.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...