História The Outsider - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amanda, Arthas, Dário, Justice, Ken'cry, Ken'eeye, Ken'justice, Ken'ripper, Ken'shyuh, Ken'strong, Kurannabus, Setth, Shiakan
Visualizações 6
Palavras 2.411
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Ficção Científica, Romance e Novela, Seinen, Steampunk, Violência
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - The Less I Know The Better


Fanfic / Fanfiction The Outsider - Capítulo 3 - The Less I Know The Better

-Francamente, como que essa arma conseguiu danificar tão fácil o Justice...- Diz Setth, enquanto concerta as peças danificadas dentro do Justice que esta sentado em um caixote

-Eu também fiquei surpreso, exatamente por isso que eu trouxe a arma pra você analisar- Digo a ele encostado na mesa a sua esquerda

-Eu não acredito...- Ele ainda estava chocado com o poder da arma, então decidi mudar de assunto

-Então, estou pensando em roubar essa tecnologia deles, essa arma e muito forte, e ela estava com um Policial da Guarda Civil- Disse a ele, ele parou e me olhou, perguntou

-E como planeja fazer isso? roubar a tecnologia, acha que pegar uma arma vai me fazer aprender a tecnologia deles? eles refinam muitos materiais, essa arma ai por exemplo- ele aponta pra PG-12 -Ela tem a carcaça toda soldada, as unicas coisa que eu consigo separar ali e o Supressor e o Tambor que carrega algum liquido, a Madeira também da pra soltar, mas as engrenagens, e o resto só da pra tirar se eu cortar mesmo, mas ai eu não vou saber como eles fizeram, adianta nada...

-Entendo- já estava desistindo da ideia

-Mas se você quer roubar a tecnologia deles mesmo, você precisa achar a planta das armas, coisa que eles devem guardar a sete chaves- ele volta a concertar o Justice

-Então se queremos algo tão escondido assim, precisamos de informações de pessoas de dentro!

-E como planeja isso?

-Eu usaria a Amanda pra isso, mas ela só consegue entrar na mente de pessoas atordoadas, com sono, instáveis mentalmente ou que permitem sua entrada na mente, então isso vai ter que ser algo feito fisicamente

-hmm- ele tira o óculos e para de novo de concertar o Justice, ele abre uma gaveta ao lado direito dele tira um papel de lá, ele lé e depois me da e fala -Essa e a festa da Lady Walker, eu recebi esse convite da propria

-Ta brincando né? como aquele tipo de mulher daria um convite de uma festa tão importante pra você?- Na verdade, não e tanta surpresa, essa pele pálida, cabelo branco e olho Azul escuro encanta qualquer garota

-Ela disse que me achou bonito e que seria um honra ter minha presença na festa dela- viu só, eu não disse -mas eu não tava afim de ir, não tinha motivo nenhum pra mim ir, ate agora... mas não sou eu quem vai, e você

-E oque isso tem haver com a tecnologia das armas?- vira a cadeira, respira fundo e fala

-Caralho, você se esforça pra ser burro?- caramba, ofendeu -Ela tem contatos com pessoas da Guarda Militar, o Irmão dela é um Oficial Superior, agora abra essa mente e pense em como usar isso ao seu favor

-Tá bom, mas esse convite tem seu nome escrito, oque garante que ela não vai saber que eu não sou você?- ela deve convidar gente importante, então ela convidar alguém por um motivo pessoal, com certeza ela lembra do rosto dele

-Já se olhou no espelho? você parece comigo, ela me deu esse convite faz 3 meses, eu tenho cabelo branco e você também fala que deixou crescer, o seu e maior mesmo.- Diz ele me olhando como se eu fosse burro pra caramba

-E a pele? você e albino- ate de mais

-Você escutou oque eu disse? foi a 3 meses atras que ela me o convite, isso sem contar o fato de eu ter topado com ela no centro de Kurannabus durante a noite quando eu fui comprar comida, você acha que ela enxerga no escuro?- ele vira-se para o Justice novamente coloca o óculos e continua concertando, e fala -e antes que você pergunte, a chance de ela ter visto meus olhos são minimas, pois e azul escuro

-Certo então, vou me preparar- tenho tempo, e daqui a uma semana e meia

Desci do telhado e enquanto descia as escadas para o hall vi o Arthas comendo no Salão de Jantar, chego por de trás da cadeira e dou um susto nele hihi -BUUUU!

-AAAH!!

-HÁ HÁ HÁ HÁ HÁ HÁ

-AMANDA!! Eu tava comendo caramba, não basta la fora eu tenho inimigos ate aqui dentro!- Há Há Há Há Há

-Búh- que?

-AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH- Tomei um susto com o Dario aparecendo atras de mim que corri pro outro lado da mesa, 2 metros de altura que faz ate sombra, como que não se assusta

-Há Há Há Há Há Há Há Há!- Arthas ficou rindo da minha cara, enquanto isso o Dario senta na cadeira como se nada tivesse acontecido

-Malvado! Hunf- Me sentei do lado oposto da mesa e do Arthas

-Então Arthas, por que me chamou?- Diz Dario com aquela voz de monstro, estridente que ecoa no salão inteiro, Arthas olha pra ele um pouco preocupado e fala um pouco alto pra que eu escute

-Amanda, senta aqui perto pra você escutar direito- eu me levanto e vou ate lá, fico do lado oposto de Dario com Arthas a minha esquerda, Arthas Diz

-Vou executar um plano, e gostaria que todos tivessem conhecimento disso, caso algo de errado- Ele parece bem serio, não consigo entrar na sua mente -Eu vou roubar a tecnologia da arma que pegamos, mas eu preciso da planta...

Enquanto Isso no Quartel de Guatánamo

o Marechal Lífthrasir sai rapidamente de sua sala com passos tão firmes no chão de madeira do Quartel que todos saem para ver oque esta acontecendo, assim que veem o Marechal no corredor o reverenciam no mesmo momento, ele anda rapidamente enquanto um soldado o segue falando

-C-calma senhor, não sabemos a onde eles sequer estão...- o Marechal para de uma vez e fala sem se virar

-E oque todos vocês ainda estão fazendo aqui- Todos se espantam e ficam intimidados e tudo fica em silencio, o Marechal quebra o silencio dizendo -Declare esses fugitivos inimigos do estado e caçados, quero os Oficiais Generais: Almirante Sarah, General de Exército Wolfman e Marechal-do-Ar Jar'Eel, todos no meu escritório antes do sol nascer, Código Preto!

-S-sim senhor!- o Marechal da meia volta e volta para seu escritório e bate a porta, o soldado fala a todos no corredor -OQUE ESTÃO ESPERANDO?! CONTATE-OS!!

Uma semana e meia depois

Entrando pela porta da frente na festa vejo varias pessoas fantasiadas, e eu perguntei pela mente para Amanda que estava no prédio ao 1 km dali "Pergunta para o Setth, por que esse animal não me disse que era pra usar fantasia?" ela me respondeu "ele disse que não sabia"

-Beleza, ainda bem que eu trouxe a mascara pra caso algo desse errado- Coloco a mascara com 3 buracos, um para cada olho, estava com o cabelo espetado mesmo com um sobretudo preto por fora e vermelho por dentro, com uma gravata estilo toalha, Sigo em frente e já logo vejo pessoas bem poderosas, incluindo o próprio Barão Arthur, Lady Beatrice e em pessoa o nosso Rei Magnus, vejo as limusines estacionadas dentro do estacionamento que ficava no caminho da entrada, com um grande muro de grama, assim que na fila, logo atras da Lady Beatrice,  já noto a porta dupla da mansão com a marca da Família Walker na porta, quando finalmente chego a porta, um segurança com sobretudo e um Monóculos Vermelho me aguarda, obviamente ele sabia oque qualquer um carregava sem precisar revistar, e ao outro lado da porta, um segurança bem grande, eu não conseguiria nocautear esse cara, o segurança de sobretudo segurando a prancheta me pergunta

-O Convite Sir- Assim que ele diz eu pego o convite dentro do meu sobretudo e dou a ele, ele segura e coloca em cima da prancheta procurando o nome -oh certo, achei, tenha uma boa festa Sir Setth Stoker

-Obrigado- ele rasga uma parte do convite escrito "boas festas" e me da, acho que e uma garantia de que eu sou realmente convidado, quando estou abrem a porta pra mim, e aquele grande salão de dois andares com um grande lustre no meio e uma escada circular no fundo, fico espantado com tanto branco, cada tijolo limpo e branco, standards vermelho com o simbolo da família em cor preto, eu entro e quando dou alguns passos a dentro, o guarda me chama com a prancheta me chama...

-Ei, você, Sir Setth- eu congelo por alguns segundo e abro meu terceiro olho, sera que ele descobriu algo? que droga! me viro para ele e ele vem correndo ate mim e fala -Se me permite perguntar, como o senhor deixou o cabelo branco-

-Ahh i-isso- aponto para meu cabelo dando gloria por ter sido apenas isso -E apenas a genética da minha família, e mais vista como uma doença na verdade-

-Ah sim, me desculpe o incomodo Sir- na verdade, esse cabelo e um dos efeitos da alteração genética que fizeram comigo no Laboratório

-Há Há tudo bem- ele volta ao seu posto e eu me viro enquanto as portas se fecham atras de mim, fecho meu terceiro olho e falo com a Amanda "entrei" e ela me responde "sim, eu vi, agora você precisa encontrar a Lady Walker, ela provavelmente esta recebendo os convidados na..." todos ficam em silencio por um instante enquanto começam a tocar um violino, enquanto a a Lady Walker desce as escadas com um vestido branco  com um decote lindo, pequeno na frente e grande atras e uma gargantilha com o simbolo da família, alem de seu cabelo curto ruivo, sabemos o porque a chamam de a Dama Ruiva... "Ela esta linda..." a Amanda me responde "Sim..." ela fala com todos e reverencia o Rei, eu a aguardo para falar com ela, ela finalmente vem em minha direção, com algo um sorriso diferente do qual estava com os outros, ela me dirige a palavra

-Setth? e você?- ela diz inclinando um pouco o a cabeça como se quisesse me ver por trás da mascara, eu a respondo

-Sim, sou eu Lady Walker- caramba, que desconfortável fingir ser outra pessoa

-Há Há Há Há, eu já tinha te falado, pode me chamar apenas de Emilly, Esqueceu?- caramba, ele devia ter me dito mais informações sobre aquele breve encontro que ele teve com ela

-Me desculpe Lady Emilly- ela sorri e me abraça, como assim ela esta me abraçando? alguém da alta nobreza abraçando um zé ninguém, não entendo...

-Venha, vou mostrar a mansão- Ela se agarra em meu braço e enquanto saímos do salão, por um momento sinto um calafrio, alguém estava me observando, quando olho para trás vejo o Rei olhando diretamente para mim, seus olhos se destacam dos demais, por alguns segundos tudo fica preto e branco, retorno o olhar para a Lady Emilly, e tudo volta a ter cor novamente, oque esta acontecendo comigo? -Aqui, esta e minha irmã, Clementine Walker, Clementine esse e Setth.

-Ora, ora então e você...- ela esta segurando uma bebida em uma taça, com uma mascara de abelha pra cobrir apenas os olhos, ela sorri para mim -...Que fez o coração da minha irmã né?

-CLEMENTINE!!- Lady Emilly grita e olha para mim ficando vermelha de vergonha e fala -Desculpe por isso Setth

-Rs, tudo bem- dou uma pequena risada enquanto digo isso, ela sorri novamente e a irmã dela diz

-Booooom vou deixar os dois casalzinho a sós, tanto que estou esperando o marido Marechal da Guarda- caramba, não e de se espantas alguém tão importante nesse festa, afinal o próprio Rei compareceu, Lady Clementine se retira para o salão

-ei quero te mostrar uma coisa, vem comigo- diz a Lady Emilly cochichando no meu ouvido, sigo ela, passamos pela cozinha e pegamos um vinho e ela me leva pela escada da cozinha para seu quarto, ao chegar lá, ela deixa a taça vazia em cima da cômoda e deixo a minha ao lado da dela, Amanda fala "por que ela te levou para o quarto?" Respondo-a "eu não sei"  ela me mostra uma estatua de um homem no Jardim dos fundos que dá para ver de sua janela, ela diz

-Aquele e meu pai, Johnnie Walker, ele foi um dos principais responsáveis por tirar os Tiggur do poder do Reino apos a Grande Guerra, pois ele sabia que era ele o responsável por acabar com o recurso do Reino com uma guerra de poderes, então ele botou o melhor amigo dele, o Rei Eliabe, cujo muitos duvidaram dele, mas meu pai como mão-direita do Rei Eliabe, ajudou-o a reerguer esse Reino para ser o melhor de Sinaterry, e ele conseguiu... ele sempre foi meu herói, desde criança- ela começa a chorar, e eu a abraço e digo a ela

-Eu sei, ele e o Rei foram os heróis de nossa época...- ela se afasta um pouco, ela tenta retira minha mascara, minha mascara mas eu não deixo -não, eu estou diferente da ultima vez que nos encontramos...

-Tudo bem, eu não ligo- nesse momento ela tira minha mascara se inclina pra perto de mim e me beija, logo depois escuto a Amanda "meu deus em, ninguém merece, faz oque tem que fazer e eu volto depois" nós nos beijamos e eu a deito aos poucos na cama, ela para de me beijar e me olha nos olhos e diz

-Eu sei que eu não deveria dar a minha castidade para alguém que nem e da realeza mas... Eu te amo- Ela me beija novamente enquanto tira meu sobretudo, eu retiro seu vestido e ela continua a me beijar, eu tiro seu corpete e vejo aquele lindos seios, não lembro da ultima vez que fiz isso, mas parece tão... comum para mim...

-EU NÃO ACREDITO, COMO ELE PODE FICAR COM ELA, COMO? COMO???

-Calma Amanda, você quer que alguém te veja?- diz o Setth pra me acalmar

-NÃO!! MAS COMO O ARTHAS TEM CORAGEM DE BEIJAR ELA SABENDO QUE EU ESTOU AQUI!!

-Você gosta dele então?- Ele me pergunta, e por impulso eu digo

-CLARO QUE SIM...

-Então porque nunca disse isso a ele?- diz Setth e eu fico... sem ter oque falar...

-E-Eu... Eu não sei...

-Acalme-se Amanda, precisamos nos concentrar para garantir que nada...

-EU SEI, EU SEI

-Shhh, Amanda abaixa!- ele me segura e me abaixa a força e ficamos olhando pela beirada do prédio, um homem com uma arma grande se abaixando e mirando para a mansão

-Quem e aquele?- pergunto a Setth

-Não sei, mas com certeza ele não quer algo bom, nenhum dos prédios tem guardas então com certeza aquele não e um guarda...


Notas Finais


-Monóculos Vermelho - Conhecido como Olho-X, uma tecnologia usada apenas pela Guarda ou pela Elite do pais para seguranças, emite uma luz infravermelha que reflete em metais e é possível vê-los através de qualquer camada de pano ou roupa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...