1. Spirit Fanfics >
  2. La belle rose de versailles >
  3. A princesa austríaca

História La belle rose de versailles - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - A princesa austríaca


Maria Antonieta on

Mais uma vez eu estava correndo pelos corredores do palácio tentando fugir da aula da professora Marieta, minha professora de geografia , eu me escondi atrás de uma pilastra e vi a morena passar reto pelo local que eu estava escondida.

Eu coloquei a minha mão na boca para abafar a minha risada sapeca, quando eu vi a morena cruzar o corredor eu saí rapidamente do local que eu estava brincando e corri direto para o jardim.

Quando eu senti o vento bater nos meus longos cabelos meio avermelhados eu sorri alegremente e comecei a correr pelo canteiro de flores.

Quando eu cansei de correr pelo jardim eu me joguei no meio das rosas.

Maria Antonieta- aí, é tão gostoso ficar de boa -eu sorri alegremente em quanto via as estrelas brilharem no belo céu estrelado

Eu fechei os meus olhos cristalinos e senti o vento bater no meu rosto.

Maria Antonieta off

Narrador on

Mais uma vez a bela arquiduquesa Maria Teresa estava se retirando da sala de conselhos calmamente.

A professora da jovem se aproxima da arquiduquesa que estava conversando com um conhecido.

Professora Marieta- boa noite -Maria Teresa e o seu conhecido se apresentam a professora, o amigo de Maria Teresa sai e deixa às duas à sós.

Maria Teresa- boa noite senhorita Marieta -a arquiduquesa sorriu para a professora de sua família- aconteceu alguma coisa?

Professora Marieta- a senhorita Maria Antônia desapareceu senhora, eu a procurei em todos os lados é não achei ela em lugar nenhum e eu estou muito preocupada -a Imperatriz arregalou os seus olhos cristalinos.

Maria Teresa- não acredito que Maria Antônia fez isso novamente.

Professora Marieta- espera um minuto, senhorita Maria Antônia cabulou nas aulas de outras professores além da minha? -ao perceber o que havia dito Maria Teresa tentou disfarçar e contornar a situação.

Maria Teresa- óbvio que não senhorita, a minha filha jamais iria cabular uma aula, provavelmente ela se sentiu mal ou a aula já acabou e a senhorita nem percebeu -a Imperatriz sorriu para a professora- vá descansar um pouco, a senhorita já trabalhou muito por hoje, eu acharei Maria Antônia, não se preocupe.

Professora Marieta- então está bem, muito obrigada.

Maria Teresa- de nada senhorita Marieta, descanse bem.

Narrador off

Maria Teresa on

Quando a professora Marieta foi embora eu comecei a andar pelos corredores à procura de Maria Antônia, eu parei no meio do corredor e respirei profundamente.

Maria Teresa- bem, vejamos… se eu fosse Maria Antônia onde eu me esconderia para ninguém me achar… -eu fiquei parada uns minutos até ter uma idéia até onde ela estava.

Eu comecei a andar rapidamente até o jardim, quando eu cheguei até o jardim eu vi de longe a minha menina olhando para as estrelas e eu suspirei aliviada.

Eu andei até a loira com cabelos meio avermelhados calmamente.

Maria Teresa- sabia que você estava aqui -a minha filha se senta rapidamente na grama e me olha preocupada.

Maria Antonieta- me desculpa -eu me sentei ao lado dela e a abracei.

Maria Teresa- tudo bem, só não faça isso novamente -eu passei a minha no seu rosto e segurei à vontade de chorar quando me lembrei da carta que eu havia recebido a resposta da carta que eu havia enviado para o Luís XV.

Maria Antonieta- o que está acontecendo mamãe? Porque a senhora está desse jeito -eu respirei profundamente e me segurei para não chorar.

Maria Teresa- Maria Antônia, me perdoa, mas você irá se casar com o seu primo de segundo grau, Luís Augusto -nessa hora eu pude ver seus olhos cristalinos se encherem de lágrimas, por instinto maternal eu à abracei e comecei a fazer carinho na sua cabeça- você sabe muito bem que Áustria e a França não nós damos bem, o único modo de dar fim à essa briga é com o seu casamento minha filha -ela se soltou do abraço e tampou os seus olhos.

Maria Antonieta- mais eu não quero me casar mamãe -ela disse entre soluços.

Maria Teresa- Maria Antônia, a missão de uma princesa é servir sua pátria e proteger o seu povo, você realmente deseja ver o seu povo definhando aos poucos?

Maria Antonieta- n-não mamãe -ela secou as lágrimas e engoliu o choro- eu vou me casar com Luís Augusto.

Maria Teresa off

Oscarina on

Quando eu cheguei no andar de cima eu fui direto para o quarto que eu divido com as minhas irmãs.

Abri o quarto calmamente e andei tranquilamente até a minha cama.

Tirei os meus sapatos, soltei o meu rabo de cavalo baixo e rezei antes de dormir.

Quando eu terminei de rezar me deitei na cama e me cobri.

Oscarina off



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...