História LA Highschool - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 6
Palavras 794
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Escolar

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 12 - Pedido sincero.


Fanfic / Fanfiction LA Highschool - Capítulo 12 - Pedido sincero.

*Chloe*
Ainda constrangida, fui em direção ao parquinho que tinha ali por perto, sentei-me no balanço e liguei para Josh vir me encontrar. Alguns minutos depois, ele chegou e se sentou no balanço ao meu lado.

- Oi, pimentão.

- Oi, mendigo.

- Como você está?

- Completamente envergonhada. O que foi aquilo na hora da saída?

- Também não sei, vi o Hunter sair um pouco sem graça depois.

- Eu não acredito que a Gretta tentou me bater.

- Também nunca imaginei que ela seria capaz disso.

- Por onde andou durante toda essa confusão? Só te vi na hora da entrada.

- Eu estava fazendo um trabalho em grupo, para a feira de ciências. Eu andei pensando... Acho melhor pararmos de ficar.

- Eu também andei pensando nisso, mas... Como você reagiu com o que as pessoas estavam falando hoje?

- Chlow, eu te conheço e sei que você me contaria. Não precisa se preocupar com isso.

- Obrigada pela confiança. – Sorri de lado.

- Amigos?

- Agora meu amigo preferido é o Peter.– Brinquei.

- Olha que eu vou levar a sério.

- Ah, que isso. Ele disse que isso ia acontecer.

Josh sorriu de lado e ficou me olhando. Ele se aproximou, me deu um selinho demorado e depois me encarou.

- Último beijo. Vai sentir falta. – Falou passando o polegar em meu rosto.

- Tem certeza?

Ele riu, se levantou e começou a me empurrar no balanço.

- Como nos velhos tempos. – Disse me inclinando para trás e fechando os olhos.

*Hunter*
Eu caminhei para casa sem pressa e quando cheguei na minha rua, vi Chloe entrando em casa, a chamei e ela me olhou sem graça.

- Você... Quer dar uma volta? – Cocei a cabeça, sem graça.

Ela assentiu com a cabeça e nós caminhamos por um tempo em silêncio.

- Foi mal pelo incoveniente  hoje.

- Sem problemas.

- Eu tive que te tirar dessa. - Falei. - Grace não ia parar.

- Eu sei. Obrigada, mas eu tinha planos para ela, se você não tivesse feito nada.

- Que droga! Por que não disse antes? Tive que me expor. – Brinquei.

- Ah, você se acostuma.

- Mas agora é sério. Quero que tente esquecer o que eu disse, tá?

- Eu vou tentar, mas não acho que vou conseguir. Foi tudo muito estranho.

- Para mim também foi.

- Agora me fala ai. Como foi a cara da Grace?

- Uma das melhores, você precisava ter visto.

- É... Eu acho que não.

- É, com certeza não.

- Hunter. – Disse parando e ficando séria. – Você precisa se desculpar com a Gretta. O que fez foi inaceitável.

Coloquei as mãos no bolso do caso e olhei para cima, dando um suspiro.

- Por que eu faria isso?

- Porque você foi um tremendo idiota, não podemos esquecer.

- Vou pensar.

- Não. Você não tem o direito de pensar, vai fazer e ponto. A não ser que queira levar outro soco na cara.

- Tudo bem, inclusive você é bem fortinha né. – Falei e sorri.

- Pois é, não sou só mais um rostinho bonito.

- Tenho que concordar.

Ela revirou os olhos.

- Tenho que ir. Ainda da tempo de você falar com a Gretta hoje.

- Hoje? – Perguntei desanimado.

Ela me olhou firme e eu suspirei.

- Só mais uma coisa..

- Diga.

- O que achou do beijo na casa de praia?

- Não sei, não prestei atenção. Só queria que me soltasse logo. – Falou se virando para ir embora.

- ADORO QUANDO ME ESNOBA. – Gritei. 

- VOCÊ É MASOQUISTA POR ACASO?

- TALVEZ.

Fiquei com um sorrisinho bobo no rosto e pus minhas mãos sobre a cabeça. Fui até a casa da Gretta e a mãe dela atendeu.

- Olá, Sra.Mitchell.

- Olá, Hunter.

- Sua filha está?

- GRETTA! – Gritou.

Gretta apareceu na porta e me olhou com despreso.

- Vamos lá... – Falei e ela deu um forte tapa em meu rosto.

Fechei os olhos e respirei fundo e a olhei.

- Eu mereci.

Seus olhos se encheram de lágrimas.

- Eu não tinha o direito de fazer o que fiz e... realmente nem sei porque fiz isso. Eu fui um muleque e confesso que não me preocupei com o mau que te fiz, até agora. Gretta... Sei que será impossível você confiar em mim agora, mas eu estou sendo sincero. Não precisa me perdoar, mas não me olhe assim. – Dei uma pausa e lágrimas escorriam de seu rosto e eu passei meu polegar as secando. – Não chore, não por minha causa. Vai encontrar um cara que te mereça.

- Obrigada por se importar, Hunter. Esse pedido de desculpas significou muito para mim, vou me esforçar para perdoá-lo. Será uma tarefa difícil, mas pode ser que aconteça.

Eu me aproximei e a abracei, e ela afundou o rosto no meu moletom.
Enquanto estávamos ali, eu fiquei pensativo. Eu não acredito que consegui ser realmente sincero, sinto pela primeira um peso de tudo que eu fiz.


Notas Finais


O capítulo está curtinho, mas está bom. Espero que gostem.😊😉


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...