História La Luna - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Personagens Bella Swan, Edward Cullen
Visualizações 18
Palavras 2.018
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoas! Tudo bem?
Relevem se tiver algum erro, não tive como revisar novamente, mas durante a semana eu tento.
Enfim, espero que gostem
Beijos
Enjoy <3

Capítulo 5 - Tim Tim


Lá por volta das 7 eu levantei, as costas doíam um pouco pelo tempo que fiquei sentado na mesma posição. Eu realmente precisava de uma massagem e algumas cervejas. Suspirei pesadamente e segui em direção banheiro do meu quarto e tomei um banho longo antes de sair do banheiro aproveitei para escovar logo os dentes e depois fui procurar alguma roupa para usar. Acabei escolhendo uma calça jeans e uma blusa mais social de manga da cor vinho, passei perfume e sai pegando minhas coisas no caminho.

Não demorou muito para chegar na casa de Kate que me recepcionou com um largo sorriso. Ela estava com os cabelos longos e loiros presos em um rabo de cavalo com alguns fios soltos pelo rosto. Estava vestida com um vestido florido bem leve que deixou ela com um ar bem juvenil.

-Tenho que dizer que está muito mais bonita hoje. –Lhe elogiei depois de sair do abraço.

-Digo o mesmo, criança. Desse jeito ninguém vai resistir a você hoje. –Ela falou com um sorriso e eu ri enquanto passava na porta.

-Pode passar um dia sem dá em cima da minha mulher, Cullen? –Garrett falou divertido e eu apenas ri e fui lhe cumprimentar com um aperto de mão.

Sentei com Garrett na cozinha e começamos a tomar cerveja e conversar sobre algumas coisas do restaurante. Ele era um amigo excepcional e estava sempre solícito para o que precisasse. Ele sempre me dava toques sobre as técnicas que eu não era tão bom e ajudava nos trabalhos da faculdade quando tinha tempo.

A campainha tocou e Kate gritou para eu abrir já que ela estava ocupada finalizando o jantar. Fui rapidamente para porta e assim que abri dei de cara com Isabella.

Ela estava vestida com um vestido com um enorme decote que faziam seus seios quase aparecer e dá um olá, a faixa marcava sua cintura e depois o vestido seguia solto e rodado até a metade da coxa. A cor azul contrastava com sua pele alva e o salto lhe dava um ar de elegância. O seu cabelo recém cortado na linha do queixo moldava ao seu rosto perfeitamente...

Céus, a Swan estava maravilhosa.

Lhe olhei de cima a baixo de novo e pigarrei pelo tempo que fiquei lhe olhando, aquilo já estava estranho.

-Boa noite Isabella. –Lhe cumprimentei. –Como está?

-Muito bem, Edward. –Ela respondeu. –E boa noite

-Cortou o cabelo, está bonita Swan. –Falei para ela e lhe dei passagem.

-Você também está... apresentável, Cullen. –Ela falou com um leve sorriso no rosto e passou indo cumprimentar Garrett.

Um tempo depois a prima de Garrett chegou e sentamos na mesa para jantar. Era engraçado como a prima dele –Que por sinal nem prestei atenção ao nome –Ficou cheia de sorrisos para mim enquanto eu olhava com frequência para Isabella.

Kate me chamou para lhe ajudar a servir o jantar e eu lhe segui até a cozinha.

-Disfarça. –Ela falou e eu lhe olhei sem entender. –Você não tira os olhos da Bella, parece que a baba vai escorrer a qualquer segundo.

-Você está vendo coisas. Estou apenas vendo que o cabelo curto lhe caiu muito bem. –Menti descaradamente, eu realmente estava babando em Isabella.

-Claro, super sei. –Ela falou rindo e pegou dois pratos na mão e eu peguei os outros dois, depois viria buscar o meu. –Sabe, Bella sempre faz uma mudança no visual quando pretende mudar algo na sua vida.

Kate falou e saiu. Fiquei um tempo pensando e não cheguei à conclusão nenhuma. Não é como fosse mudar algo pra mim a mudança dela, ou iria. Deus, eu fiquei realmente confuso.

Passamos o jantar conversando algumas amenidades e me controlei ao máximo para não ficar encarrando Isabella o tempo todo.

–Eai, já terminou o trabalho final? –Garrett perguntou depois que terminamos de jantar enquanto as garotas conversavam sobre algo que não dei muita importância.

-Terminei, mas ainda não consigo entregar. –Falei sorrindo amarelo, eu estava muito inseguro com o trabalho.

-Cara, o trabalho estava digno de um 10 quando você me mostrou, não deve estar muito diferente agora.

-Não modifiquei muita coisa, só finalizei mesmo e estou tomando coragem para experimentar o prato.

-Me manda o trabalho e vamos marcar de você vir aqui no meu dia de folga. A gente testa o prato e se precisar de alguma mudança eu já te dou uns toques.

-Já está no trabalho final? –Isabella questionou olhando para mim e eu apenas assenti. –Se quiser posso... hm, te ajudar

-Sério? –Garrett olhou para ela meio incrédulo e acho que eu estava com a mesma cara. –Nada contra, você é minha amiga e tudo mais, mas ne...

-Não sou tão horrível assim. –Isabella bufou alto e rolou os olhos. –Enfim, se você quiser pode me procurar.

-Sim, sim. –Falei meio sem entender.

-Então gente. –Kate chamou a atenção de todos. –A intenção é que estivesse mais cheia essa mesa, mas Billi e Sue não puderam vir e Jacob deve estar atrás de um rabo de saia então ne...

Pov. Bella

-Vamos direto ao assunto... –Kate continuou. –Vamos ter um bebê.

-Sério? –Gritei sem perceber e levantei rápido indo abraçar Kate. –Ah meu deus. Parabéns!

-Ta de brincadeira? –Edward falou com um sorriso enorme e veio abraçar Kate também. –Meu amor, parabéns. Meu deus, que felicidade.

Passamos mais alguns minutos entre abraços com Kate ou Garrett a felicidade estampada no rosto de todos daquela casa e o assunto passou a ser somente sobre a gravidez de Kate.

-Queremos falar outra coisa também. –Garrett falou depois de um tempo. –Então vocês são nossa família aqui e mesmo com apenas 3 meses de gestação a gente decidiu uma coisa nesses dias. Decidimos que queremos que Edward e Bella batizem a criança.

-Não que eu não queira, mas porque eu? Vocês me conhecem a pouco tempo. –Edward questionou confuso e Kate sorriu para ele.

-Eu tenho um carinho enorme por você, criança e em poucos meses você se tornou muito especial. Eu me vejo muitas vezes em você... E queremos você como padrinho. –Kate explicou.

-E mesmo você tentando roubar Kate de mim com esse charme, você cuida dela quando eu não estou por perto. –Garrett continuou. –Como Kate mesmo gosta de falar, você é uma criança, mas tem atitude de homem quando necessário, além de um amigo fiel. Mas então, vocês aceitam?

-Eu fico ainda mais feliz com esse pedido. –Falei sorrindo largo. –Eu não sei nem o que dizer.

-Só precisa dizer que aceita, Bella. –Garrett falou e eu sorri mais ainda.

-Claro que eu aceito, apesar da pessoa que vou ter batizar junto.

-Você também mora no meu coração, Swan. –Edward ironizou enquanto rolava os olhos. –E é claro que eu aceito, vou ensinar muita coisa legal pra essa criança.

-Agora com essa criança vocês pretendem voltar para o Alasca? –A prima de Garrett perguntou e eu lhe olhei em expectativa.

Garrett e Kate eram do Alasca e tinham vindo para New York para crescer na carreira e aqui eles tinham criado uma vida. Vez ou outra eles iam para visita-los, depois que seus pais faleceram eles passaram a ir com uma frequência menor, mas ainda assim eram os seus familiares.

-Não pensamos nisso, mas provavelmente não. –Kate respondeu. –Aqui temos uma carreira já. Garrett já é quase sócio de Bella, eu coordeno uma praça... criamos uma carreira que será pouco possível pra lá até porque estamos com uma certa idade já.

-Sim, temos apartamento e tudo... –Garrett complementou. –Vamos visita-los com mais frequência já que eu quero que meu filho tenha contato com a família, mas voltar não.

-Sabem que sempre que precisar podem ir, até porque vocês seguram a barra quando eu preciso ir ver meus pais. –Informei.

Antes que pudéssemos continuar o assunto, o meu celular e o de Garrett começou a apitar mostrando que o alarme do restaurante foi ativado e em poucos minutos a polícia seria acionada caso não desligasse.

Garrett olhou para mim com receio e preocupação e eu suspirei alto, rezando para ser apenas um erro do sistema.

-A noite está boa, mas o dever me chama. –Brinquei e já fui me levantando sendo seguida por Garrett. –Nem pense, essa noite é especial para vocês. Não deve ser nada, vou lá rapidinho e volto.

-Sozinha? Nem pensar. –Garrett negou e eu rolei os olhos.

-Eu sei me cuidar e vou lá rapidinho. –Falei e fui até Kate lhe dando um beijo. –Até mais, hm... Desculpe, como é seu nome?

-Elisa. –A prima de Garrett falou e me deu um até logo.

-Espera Swan, você não pode ir sozinha. –Edward me chamou e eu virei lhe olhando com a sobrancelha arqueada. –Eu vou com você, pelo menos você não vai só.

-Não precisa, eu me cuido. –Falei e fui para saída. –Quando chegar lá eu mando mensagem avisando que está tudo bem.

-Não esquece e cuidado. –Kate falou e eu concordei já saindo.

-Hey. –Edward me chamou quando eu estava em frente ao elevador. –Que coincidência, vamos para o mesmo lugar.

-Não quero sua companhia, Cullen. –Falei friamente

-Apenas vou dá uma volta. Não é como se você mandasse em mim. –Bufei alto e entrei no elevador que havia parado no andar. –A não ser que você aceite que eu vá com você no La Luna.

Rolei os olhos e fiquei encostada em silêncio até o elevador parar no estacionamento. Fui seguida por Edward até meu carro e parei em sua frente.

-Pode seguir seu rumo agora. –Falei e vi ele suspirar e passar a mão nos cabelos nervosamente.

-Pode pelo menos uma vez não ser teimosa e me deixar ajudar. –Ele falou olhando em meus olhos e simplesmente não consegui falar não. Apenas assenti e entrei no carro sendo seguida por ele.

Dirigi o mais rápido que a lei permite, a cabeça martelando enquanto a adrenalina pulsava nas veias. Poderia ser algo na mesma proporção que poderia não ser e o não saber estava me desestabilizando. Era meu sonho em risco, minhas economias, metas, planos... minha vida naquele lugar e poderia ir tudo de mal a pior.

Cheguei e mal estacionei e já fui correndo para entrada vendo que não tinha nenhum sinal de arrombamento o que me relaxou um pouco mais, mas a janela na parte de cima estava aberta o que me fez ficar nervosa novamente. Peguei a chave do restaurante na bolsa e abri as portas sendo seguida por Edward o tempo todo.

-Eu vou dá uma olhada lá em cima e você olha por aqui, qualquer coisa é só gritar. –Edward falou e seguiu em direção a escada. –Fecha essa porta, só por precaução.

Segui olhando todos os lugares com atenção vendo que tudo estava trancado corretamente. O alivio começou a acalmar meus músculos e respirei mais tranquilamente. Enquanto ia subindo desliguei o alarme e mandei mensagem para Kate dizendo que tudo estava bem.

-Alguém deixou a janela aberta ou encostada não sei. –Edward explicou quando cheguei perto. –E um pássaro entrou, acho que por isso o alarme disparou.

O vento passou forte pela janela e a porta foi para trás de vez e voltou batendo e fazendo um barulho alto. Fui até a janela e a fechei enquanto respirava aliviada.

-Obrigada por ter vindo. –Agradeci meio sem graça e ele deu um meio sorriso.

-Disponha, Swan. –Ele falou e tentou abrir a porta, sem sucesso. –Não quer abrir.

-Isso não é hora de brincadeiras, Cullen.

-Você acha que eu brincaria com isso. –Ele rolou os olhos e se empurrou na porta. –Caralho.

-Sai daí, me deixa tentar. –Falei com raiva e ele saiu da frente estendendo a mão como se abrisse caminho.

-Grita com a porta que ela sai da frente, cretina. –Bufei alto e tentei abrir a porta e sem sucesso de novo. -Liga para alguém. –Eu peguei meu celular na bolsa e na mesma hora ele mostrou a tela desligando. Só poderia ser brincadeira.

-Meu celular descarregou. –Ele rolou os olhos e mexeu nos bolsos e puxou os cabelos com raiva.

-O meu não está aqui

-Tá de brincadeira né?

-Não caralho, estamos presos.


Notas Finais


Então, o que acharam? Espero a opinião de vocês.
Até o próximo
Beijos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...