1. Spirit Fanfics >
  2. Labirintos do Coração - Fillie >
  3. Capítulo VII

História Labirintos do Coração - Fillie - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


oioi gente, desculpa pelo horário kkk
Eu estou viajando e só volto dia 19 (q é meu aniversário hehe) ent desfrutem desse capítulo kkk
Boa leitura
Vejo vcs nas notas finais
desculpe qualquer erro

Capítulo 8 - Capítulo VII


31 de janeiro, 1 hora e 19 minutos até a hora 0

— Cadê a saída? Nós estamos andando a séculos e parece que não saímos do lugar - reclamo

— Pelo amor de Deus Millie, faz literalmente - Finn conferiu a hora em seu celular -  2 minutos que descemos do muro

— Mas eu já estou exausta! - exclamo, obviamente brincando

— Se é assim... - Ele, que estava um pouco mais a frente de mim, se vira com uma expressão divertida - Vem aqui que eu te carrego

— Nem ferrando! - Dou uma risada anasalada - Sem querer ofender, mas você é tão magro que devemos pesar a mesma coisa, mesmo tendo uma diferença de uns quase quinze centímetros um do outro

— Como ousa?! - Finge estar ofendido  colocando a mão em seu peito e fazendo biquinho

— Menti? Não menti

O cacheado me lançou um olhar estranho como se estivesse se preparando para correr ou algo do tipo

— Vou te dar uma vantagem de 10 segundos, depois disso é melhor estar em forma, porque eu faço parte de equipes de atletismo desde os doze anos.

Merda, ele provavelmente estava falando a verdade

— Você não faria isso - afirmei

— 10 - inicia

— Você tá blefando - duvido de sua atitude

— 9

O encarei junto por um momento

— 8

— Finn, não - Impus, séria

— 7

— Ai meu deus você tá falando né?

— 6 - Ele deu um sorriso perverso

— PUTA QUE PARIU! - gritei e comecei a correr sem olhar para trás

— 5, 4, 3, 2... - O ouvi gritar

— 1 - sussurrei para mim e o garoto gritou logo em seguida, indo me perseguir

Eu conseguia sentir seus passos firmes no chão. Tentei acelerar o máximo possível.

Virava as curvas com o coração palpitando, indo de um lado para o outro sem saber o que fazer. Eu tinha certeza que Finn me alcançaria, era só uma questão de quando

Depois de um tempo parei de sentir sua presença e estranhei, dei mais alguns passos e não o vi em nenhum lugar

— Finn? - O chamei mas não obtive resposta - Wolfhard! Onde você tá? Finn!

Nada.

Será que me perdi?

Ou pior, será que ele havia caído e se machucado?

— Finn! Para com isso, não tem graça! - Falei quase entrando em desespero. - Cadê você seu...

— Bu - O dito cujo agarrou minha cintura por de trás para me assustar

— SEU DESGRAÇADO - Viro com a respiração acelerado - Você me deixou preocupada, seu bastardinho de merda

Parti para cima do mesmo, na intenção de estapear seu tronco. Acabei o empurrando e o mesmo caiu, me levando junto dele

Quando vi, já estávamos no chão, eu em cima de seu peito.

Nossos olhares se encontraram e eu pude observar de perto sua imensidão de sardas

— Eu te deixei preocupada? - Falou com uma voz rouca, tirando uma madeixa de cabelo do meu rosto e colocando atrás da minha orelha

— Não - fechei a cara em falsa irritação mas logo abri um sorriso sem conseguir disfarçar

— Você é impossível, Brown - Fez carinho de leve em minha espinha, fazendo me arrepiar e aproximar meu rosto do seu

Segui sua íris e percebi que encarava meus lábios, sem entender como, me peguei encarando sua boca também

Encarou me como se pedisse permissão e sem exitar a dei.

Estávamos prestes a selar um beijo quando fomos surpreendidos

— Tá tudo bem por aqui ?- Gaten, o funcionario que tinha me ajudado horas antes, apareceu diante de algum dos corredores - Ahnnn, parece que vocês tão meio ocupados, desculpa interromper, eu ouvi uns gritos e resolvi verificar

Finn e eu pulamos para longe um do outro

Onde eu tava com a cabeça?

Quase beijei Finn Wolfhard, o garoto mais irritante que já conheci

O que carência fez comigo?

— Você não estava interrompendo nada - Digo apressadamente - Nós só estávamos procurando a saída e acabamos nós perdendo

— Nós uma vírgula, eu sei muito bem onde estou - Wolfhard se defendeu - Millie que é uma desesperada

— Então tá - Matarazzo riu meio que de nervoso - Finn, cara, eu queria saber se eu posso fechar as coisas desse lado. O bar está lotado mas como você tinha pedido pra isolarmos o labirinto as pessoas perderam o interesse

— Pode ir e deixar as chaves comigo - Afirmou o dono do local - Vai pra casa e fica com a sua família, irei ficar aqui mais um tempo, só encosta o portão pra mim

— Sério? Valeu cara - O menor agradeceu - Feliz ano novo, pra você também, Millie Bobby Brown - disse, demonstrando que se recordava de mim

— Vocês se conhecem? - Finn pergunta, confuso

— Meio que sim - Gargalhei - Uma hora te explico

— Tá né - O maior da de ombros

— Millie - Gaten chama minha atenção, um tanto pensativo - Por acaso você conhece uma menina chamada Lilia Buckingham? Ela é loira, tem uma estatura média...

— Ela é minha prima, por quê?

— Então é isso! Já sei da onde conheço seu nome. Eu e ela estudamos juntos, e eu te juro que já devo ter ouvido falar de você mais de cem vezes. Lilia vive falando de você, se enche de orgulho toda vez.

Coço meu braço com a consciência meio pesada

— Sério?

— É sim! Eu sou um dos melhores amigos dela, e nesse ponto já devo estar sabendo mais da sua vida que qualquer um. Aliás, parabéns por conseguir manter um emprego e a faculdade ao mesmo tempo - Diz - Enfim, tenho que ir, te vejo por ai

— Tchau - sibilo com uma voz fraca

Wolfhard dá uma conferida para ter certeza que o garoto foi embora e joga um olhar sério

— Eu te disse - Aponta seu dedo indicador para mim - Ouça o que eles tem para dizer, sua prima te ama, da pra perceber, ou você acha que ela falaria de você dessa maneira para outra pessoa sem ter o mínimo de admiração? Não tem que ir correndo para lá agora, hoje, nem amanhã se não estiver pronta, mas pense com carinho no que estou de falando

— Certo, mas nesse momento eu realmente preciso comer alguma coisa - Mudo de assunto rapidamente e passamos a conversar, ignorando o que quase aconteceu a minutos atrás e toda situação com minha prima

Parando para pensar, eu poderia dar uma chance de deixá-la se explicar. Não preciso perdoa-la, mas acho que não seria de todo mal ouvir o que Lilia tem para falar.

Talvez Finn tenha razão, mas só talvez...


Notas Finais


Gaten interrompendo desde sempre nosso casal
O que vocês acham que vai acontecer no próximo? Comentem comentem aaaa
Se chegarmos a 25 comentários eu posto o próximo sábado a noite ou domingo de manhã, se não só segunda/terça


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...