História Laboratório Secreto - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 2
Palavras 487
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Magia, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Oportunidades


Uma casa desarrumada, empoeirada, mofada, e levemente quebrada; era o que uma mulher via em sua frente. Seu nome é Camellia, uma mulher com 28 anos de idade, de pele branca rosada, e cabelos laranjas presos num coque. Ela estava visitando a casa que um dia foi de seu avô, um velho sábio e distante, que passava a maior parte do tempo trabalhando. No que trabalhava; nunca foi mencionado por ele, Clóvis era um homem cheio de segredos.
Camellia solta um suspiro e entra na casa com tristeza em seu olhar, aquele lugar a trazia memorias felizes, porém dolorosas quando se tem em mente que nunca aconteceram de novo.
Ignorando a poeira e o mofo, tudo continuava no mesmo lugar; o mesmo corredor cheio de fotos da família; a mesma sala de estar com um sofá vermelho e uma televisão antiga; a mesma cozinha com um fogão á lenha. Tudo menos uma coisa...
Uma porta, no final do corredor, feita de ferro reforçada, era a porta do laboratório. Tomada pela curiosidade, ela se aproximou, colocou a mão na maçaneta, e a puxou.

A porta abriu, soltando um alto rangido, atrás da porta tinha escadas de concreto. Descendo as escadas, ela chega ao laboratório. Logo ao entrar, Camellia percebeu que tinha algo estranho: As luzes estavam ligadas, os materiais de química continuavam em cima das mesas e dentro dos armários. Nem parecia que tinha se passado dois anos desde a morte de Clóvis. Camellia começou a caminhar pelo laboratório, mexendo em tudo que vê pela frente, encontrando recipientes de vários tamanhos e formas, ferramentas cirúrgicas, diversos tipos de produtos químicos, livros de bioquímica, ciências avançadas e... um livro sem titulo?
Ela arqueia uma sobrancelha olhando aquele livro de capa marrom, sem palavras, com um formato estranho. Ela dá uma breve olhada nas primeiras paginas, e decide deixa-lo de lado, pretendendo examina-lo melhor outro dia.
Camellia abriu um sorriso no rosto, naquele momento ela tinha entendido o porque do avô dela passar tanto tempo naquele lugar:
Mesmo estando bagunçado, era encantador, espaçoso, era possível fazer tantas coisas naquele lugar; vendo as invenções que Clóvis deixou para trás. Aquele laboratório era a única coisa que ele deixou para trás.

A mulher se lembrou do quanto admirava seu avô, ela queria ser uma cientista tão boa quanto ele, mas não importava o quanto ela estudasse e apresentasse ideias, ninguém a contratava porque ela não tinha diploma de uma faculdade de prestigio, já que tinha estudado em casa. Mas naquele momento, ela tinha um verdadeiro laboratório de bioquímica em sua frente, e não tinha ninguém para dizer o que ela podia ou não fazer lá, e nem que ela não é qualificada para fazer qualquer coisa.
Ela tinha uma oportunidade em suas mãos, e não iria ignora-la.
Camellia sai do laboratório tomada de empolgação, ela tinha planos para aquele lugar, planos tão grandes que deixariam seu avô orgulhoso...se ele ainda estivesse vivo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...