História Laços além do sangue - Capítulo 154


Escrita por:

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Aria (Eru), Articuno, Ash Ketchum, Bianca, Braixen, Brock, Bruno, Calem, Charizard, Charmander, Cheren, Chikorita, Clemont, Cynthia, Dawn Hikari, Delia Ketchum, Diantha, Drew, Eevee, Fennekin, Gardevoir, Gary Carvalho, Giovanni, Grace (mãe de Serena), Iris, James, Jenny, Jessie, Johanna, Korrina, Looker, Lt. Surge, Lucario, Lyra, Max, Meowth, Mew, Mewtwo, Misty, Moltres, Natural Harmonia Gropius "N", Ninetales, Norman, Oshawott, Paul, Personagens Originais, Pidgey, Pikachu, Professor Birch, Professor Carvalho, Professor Oak, Professor Rowan, Professor Sycamore, Professora Juniper, Ralts, Red, Regigigas, Registeel, Riolu, Sabrina (Natsume), Serena, Snivy, Squirtle, Tierno, Tobias, Togepi, Tracey Sketchit, Treecko, Trip, Umbreon, Xerneas, Zapdos, Zekrom
Tags Amourshipping, Ash&serena, Aventura, Esperança, Forma Humana, Furry, Híbrida, Multiverso, Reencontro, Reescrita, Satosere
Visualizações 26
Palavras 2.311
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Kasumi tenta...

As pokémons de Satoshi...

Em Kuchiba City (Vermilion City)...

Capítulo 154 - A decisão de Machisu


Fanfic / Fanfiction Laços além do sangue - Capítulo 154 - A decisão de Machisu

As pessoas que acompanharam a batalha e que haviam ficado surpresas pela explicação da mulher de cabelos rubros, passaram a compreender a origem do conhecimento dela e que fato, ela era uma especialista renomada, pois pertencia a Elite Four que era formada pelos melhores treinadores de Kantou e que eram autênticos especialistas, tal como os Gym Leaders.

Kasumi fica chocada e olha do garoto para a mulher, que vira as costas para ela e caminha até Satoshi e os seus amigos, falando:

- Eu vi as batalhas de vocês no Gym e estou ansiosa para vê-los desafiando nós quatro e o nosso Líder, o campeão da Elite Four. Vou comunicar aos meus amigos sobre vocês. Nós ansiamos enfrentar treinadores distintos como vocês – o seu sorriso some ao se virar para a garota de cabelos laranja, dedicando um olhar gélido para ela, como se fosse um mero lixo, indigno de qualquer atenção – É uma pena que tenha pessoas que acabam ofendendo a nós, os verdadeiros especialistas, ao se declararem especialistas, sendo que não chegam sequer às solas do pé de um autêntico especialista de tipo.

Nisso, ao se afastar deles e se aproximar de um rio, ela pega uma pokéball e a lança, fazendo surgir uma Lapras que repousa na água ao sair do objeto, com a treinadora subindo nela, para depois partir sobre a estupefação de muitos por terem visto um membro da Elite Four, pessoalmente.

- Ela era a Kanna-sama e eu... – Kasumi murmura chocada por seu comportamento perante um membro da Elite Four que era especialista em tipos Water, além do tipo Ice.

- Pelo menos, ela tem discernimento da diferença de nível entre elas. Eu estou surpreso. – Satoshi comenta.

- Pikapi. – o Pikachu que estava em seu ombro consente.

O jovem treinador de cabelos espetados havia terminado de usar um Potion na Ponyta, tratando dos danos que ela sofreu do Swift, para depois, eles partirem, com o Magby ficando um pouco fora da pokéball, apreciando a sua vitória contra um tipo Water, sendo que a Ponyta também compartilhava desse sentimento, com o adicional da felicidade de ter humilhado a humana arrogante, a seu ver, além de ter dado a vitória ao seu amado treinador.

Enquanto isso, Yukiko havia postado o vídeo da batalha do seu irmão contra Kasumi, para depois, mostrar o vídeo da primeira batalha deles para Takeshi, com o moreno perguntando incrédulo, após alguns minutos:

- Após essa derrota avassaladora, ela insiste em batalhar contra o Satoshi-kun? O que ela tem na cabeça?

- É o que nós questionamos, também. – Shigeru comenta em um suspiro.

- Eu acho que ela não tem nada na cabeça. Bem, esta seria uma explicação consideravelmente plausível. – Satoshi comenta.

- Com certeza. – Cheren consente.

- Ippui! – a eevee exclama, consentindo.

- Idem... Bem, vamos para o próximo Gym. Esse lugar está fedendo. – Takeshi fala, enquanto eles se afastavam.

Eles consentem e simulam que o mau cheiro vinha de Kasumi para fúria da mesma, sendo que ela se ergue e se prepara para dar um tapa no rosto de Satoshi, quando as demais fêmeas dele saem de seus respectivos receptáculos sobre relinchos da Ponyta, que as havia avisado do movimento da garota ao usar a linguagem de sua espécie, com todas as fêmeas olhando com fúria para a humana que ousara dar um tapa no amado treinador delas.

A garota recua para trás ao ver o olhar irado delas, sendo que fica aterrorizada ao ver uma Beedrill shiny que zumbia com fúria, fazendo a jovem correr dali, enquanto era perseguida pela vespa pokémon que a fazia gritar a plenos pulmões, fazendo-a gritar ainda mais ao ser pega pelos braços da frente do tipo Bug e Poison, que joga a humana dentre em um monte de sacos de lixo que estavam em uma lixeira comunitária.

Após largá-la dentre o lixo, a pokémon esfrega com satisfação as patas dianteiras uma na outra, com as outras fêmeas comemorando, para depois a mesma retornar para o seu amado treinador, falando:

- Lugar de lixo é no lixo, né, Satoshi-sama?

- Isso mesmo, Beedrill-chan! Você está certa! Não devemos jogar o lixo no chão e sim, em uma lixeira – sorrindo de forma orgulhosa, ele a afaga, sendo que precisava afagar todas as outras, antes delas voltarem para as suas pokéballs por si mesmas, com exceção da Ponyta e da Sandshrew shiny.

- É bom saber que os pokémons tem consciência que devemos desprezar o lixo em seu devido lugar. – a albina comenta, satisfeita.

- Com certeza, nós temos noção. – Hime fala, sendo que estava no ombro da sua treinadora.

- Quando o harém do Satoshi tiver mais fêmeas pokémons, somente um louco ou sem amor a vida tentaria fazer algo contra ele.

- Bem, loucos e suicidas é o que não falta, Shigeru-kun. – Cheren comenta, ajeitando os óculos no rosto.

- Com certeza. – o moreno consente.

Então, enquanto Kasumi lutava para se erguer dentre os sacos de lixo, Satoshi e os outros gargalhavam gostosamente, antes de saírem da cidade, com Yukiko pesquisando as rotas em seu GPS.

Há dezenas de quilômetros de Nibi City, mais precisamente no Centro Pokémon em Kuchiba City (Vermillion City), o GYM Leader, Machisu (Lt. Surge), estava pegando os pokémons que havia enviado ao Centro Pokémon mais cedo, após enfrentar alguns treinadores.

Normalmente, era um dos estagiários que as pegavam, sendo que havia a opção de envio das pokéballs pelos médicos do local via transferência.

O motivo de estar ali, pessoalmente, era por causa de um pokémon especial e enquanto esperava o tratamento dela, se recordava da dor intensa que sentiu em seu coração e da angústia que o tomou ao vê-la se ferir e conforme refletia sobre o que sentiu nesse momento, ele percebeu que sentia tais sentimentos há algum tempo e com o advento dos meses, havia ficado cada vez mais intenso.

Claro, o Gym Leader amava todos os seus pokémons, mas em relação a essa pokémon, ele sentia que os seus sentimentos eram mais profundos e intensos, por mais estranho que fosse esse pensamento e que haviam surgido desde que ela era uma Pichu shiny, se recordando do fato de ficar feliz ao vê-la sorrir, chegando ao ponto de apreciar esse sorriso.

Inclusive, de todos os seus pokémons, com exceção do seu Raichu Kantonian que foi o seu primeiro pokémon e que saia quando desejava, a Raichu shiny alola também saía por si mesma da pokéball, sendo que adorava a presença dela junto dele.

Inclusive, o treinador se sentia feliz em tê-la ao seu lado.

Ele estava tão imerso em suas próprias reflexões, que uma Chansey precisou sacudi-lo levemente, o fazendo ficar surpreso ao ver o quanto se encontrava imerso ao ponto de não ouvi-la o chamando, com a pokémon falando gentilmente:

- Os seus pokémons já estão curados.

- Obrigado.

- Por nada.

Nisso, ele vai até o balcão, colocando as pokéballs em seus bolsos, uma vez que se encontravam pequenas, com exceção de uma que ele fez ficar em seu tamanho normal ao apertar o botão.

Então, ele perguntando com evidente preocupação em seu semblante, conforme segurava o objeto em uma de suas mãos que se encontrava espalmada:

- Já está melhor, Raichu-chan?

Nisso, uma Raichu shiny Alolan sai da pokéball por si mesma, surfando em sua cauda, para depois, ficar na frente dele, exibindo um rubor intenso em seu focinho, enquanto esfregava as patinhas uma na outra, falando:

- Sim. Machisu-sama.

Ele se permite recordar do dia que ela mostrou o seu desejo de aprender a linguagem humana, sendo que havia ocorrido há algum tempo, atrás, quando percebeu que ela olhava para a tevê, mais precisamente para um comercial que falava sobre as aulas do Meowth falante, Hakai e que o mesmo tinha aulas próprias para os pokémons aprenderem a linguagem humana e conforme observou o fascínio dela ao ver vários pokémons falando, com as patinhas junto do seu tórax, enquanto os seus orbes ônix brilhavam, uma vez que era um Pikachu shiny, ainda, o Gym Leader se aproximou dela que estava na sala da casa dele e perguntou gentilmente se ela queria aprender a linguagem humana, com o tipo Eletric consentindo, demonstrando um intenso entusiasmo pelo aprendizado, conseguindo avançar bastante nas aulas em virtude do fato dela raramente batalhar em decorrência do seu nível alto, sendo o mesmo para o seu Raichu, um Kantonian, que foi o seu primeiro pokémon e que também havia aprendido a linguagem humana ao assistir as aulas com a Pikachu shiny que evoluiu para uma Raichu shiny Alolan quando pediu para evoluir, com Machisu concordando com o pedido dela.

- Que bom. Vamos. – ele sorri, enquanto ficava aliviado ao ver que ela estava bem, sendo que sentia uma felicidade imensa quando o tipo Eletric e Psychic estava ao seu lado.

A pokémon consente timidamente e o segue, após se despedirem do médico, sendo que ele notava pelo canto dos olhos que ela sempre ficava corada perto dele, enquanto flutuava ao seu lado.

O Gym Leader volta a ficar em estado reflexivo por alguns minutos, se recordando dos sentimentos que o acometiam quando ela se feria ou era finalizada, enquanto se lembrava da sensação de plenitude e de felicidade que ela proporcionava com a sua presença, juntamente com o seu usual sorriso doce, além de achar ela fofa quando corava e esfregava as patinhas uma na outra.

Então, após tomar uma decisão irrevogável, ele sai dos seus pensamentos e fala, sem olhar para a Raichu Alolan shiny, enquanto olhava para um ponto qualquer a sua frente:

- Você não vai mais batalhar.

Ela fica surpresa e consente, sendo que sempre ficava corada pela proximidade com o seu amado treinador, pois ficar perto dele fazia o seu coração bater rápido, a fazendo se sentir imensamente feliz, com a pokémon não compreendendo o que eram esses sentimentos e o fato de sempre sonhar com ele, enquanto que era ciente que os seus sentimentos eram diferentes dos outros pokémons para com os seus treinadores.

Após alguns minutos, a tipo Eletric e Psychic pergunta com a sua usual voz meiga, uma vez que aprendeu a linguagem e escrita humana:

- Por quê?

- Não quero mais ver você sendo ferida.

A pokémon sorri docemente, para depois pensar em algo que a fez ficar apreensiva e ao notar a apreensão dela, o Gym Leader fica preocupado, pois desejava vê-la sempre sorrindo com o seu doce sorriso em seu focinho e os orbes azuis brilhando de felicidade:

- O que houve?

- Ainda posso ficar ao seu lado, Machisu-sama? - ela pergunta, juntando as patinhas contra o seu tórax, enquanto exibia os orbes azuis umedecidos pelas lágrimas não derrubadas.

Ele sorri e a afaga gentilmente, a fazendo corar ainda mais, para depois falar ao ficar aliviado em saber que poderia banir a tristeza dos seus orbes azuis:

- Claro. Eu me sinto feliz com a sua companhia.

- Posso mesmo ficar junto do senhor, para sempre? – ela pergunta esperançosa.

- Claro! Por que achou que não poderia? – ele pergunta, arqueando o cenho.

- Eu fiquei preocupada que não precisasse de mim, quando me retirou das batalhas e que isso significava que eu seria libertada, algo que não desejo. Eu quero ficar para sempre com o senhor.

Ele sorri imensamente, exclamando, enquanto sentia o seu coração se aquecer pelas palavras dela e o desejo sincero de ficar junto dele:

- Claro que eu preciso de você! No caso, da sua companhia. O que acha?

A Raichu shiny alolan cora ainda mais, esfregando a sua bochecha na dele, com ambos sorrindo, enquanto era afagada gentilmente pelas mãos másculas e gentis em carícias suaves na sua pelagem macia como seda, conforme eles caminhavam de volta ao GYM, com a pokémon flutuado feliz ao seu lado, conforme se ruborizava intensamente, ao mesmo tempo que esfregava as patinhas uma na outra.

Então, ela cora ainda mais, se era possível, ao se lembrar das várias vezes que saiu da pokéball por si mesma para observá-lo malhando com os aparelhos da academia que ficava na parte interna do Gym, enquanto procurava se esconder atrás de alguns tambores para olhá-lo em segredo, suspirando ao vê-lo trabalhar os seus músculos, pois nesses momentos ele usava apenas uma calça, enquanto que as suas bochechas ficavam coradas, ao mesmo tempo em que tentava compreender o que eram esses sentimentos incompreensíveis que a tomavam sempre que estava junto dele ou quando sonhava com ele. A única coisa que ela tinha certeza era que os seus sentimentos eram diferentes dos outros pokémons, sendo que não conseguia compreender o que eram esses sentimentos indecifráveis, a seu ver.

O tipo Eletric e Psychic sai dos seus pensamentos e recordações, enquanto observava a altura dele que o fazia se destacar dentre as pessoas, juntamente com a sua postura, sendo que sorria imensamente ao ver o quanto respeitavam o seu amado treinador quando o cumprimentavam, conforme ele andava pela rua, com o mesmo retribuindo o cumprimento, chegando ao ponto de distribuir alguns autógrafos para as crianças que o procuravam avidamente, ao mesmo tempo em que afagavam a Raichu shiny que exibia o seu típico sorriso meigo para as crianças, com a pokémon sendo ciente de que ele era considerado um dos Gym Leader mais poderosos, além de ser um exemplo para a cidade, seguindo com afinco as novas regras da Liga Pokémon, enquanto era considerado um grande protetor da cidade, pois eles tiveram alguns ataques da Equipe Rocket e os mesmos foram neutralizados sumariamente por Machisu ao ajudar a polícia, ao mesmo tempo em que era implacável com os bandidos, fazendo questão de feri-los gravemente por terem atacado a sua amada cidade e pelas maldades que praticavam contra as pessoas e pokémons.

Ademais, muitas crianças se inspiravam nele e sempre procuravam afagar carinhosamente a Alolan Raichu shiny, que era bem paciente e meiga com as crianças que achavam fascinante o fato dela flutuar na cauda.


Notas Finais


Yo!

Eu quero agradecer aos comentários de: herison, Sambr, caiox2 e laritho.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...