História Laços de amor - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Jared Padalecki, Jeffrey Dean Morgan, Jensen Ackles, Mark Sheppard, Misha Collins, Robert Patrick Benedict
Personagens Jared Padalecki, Jeffrey Dean Morgan, Jensen Ackles, Misha Collins, Personagens Originais, Robert Patrick Benedict
Tags Alexander Calvert, Alma Gemea, Amor, Jared Palecki, Jensen Ackles, Jensen Ross Ackles, Mishacollins, Robert Benedict, Romance, Sobrenatural, Supernatural
Visualizações 82
Palavras 2.210
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Literatura Feminina, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Como você imagina a Emily?.
Alguém sabe quem é essa atriz?.

Capítulo 23 - Tudo em família.


Fanfic / Fanfiction Laços de amor - Capítulo 23 - Tudo em família.

(JENSEN).


Definitivamente foi a coisa mais dolorosa que fiz nos últimos anos.

Isso é crise de meia idade Jensen”.

Foi o que tentei me convencer,que era um capricho de um homem mais velho...mas eu sabia que tinha decepcionado a mim e a Ella.

Ver o desapontamento no olhar dela me deixou tão surpreso,como se ela tivesse sofrido pela nossa breve conversa..como se ela quisesse estar comigo,tanto quanto eu quero estar com ela.

Será que estava?.

Será que a necessidade era recíproca?.

No final,depois de um banho gelado e de tentar conter a tentação eu fui até o quarto dela,Ella não estava lá..isso me deixou fora de mim.

Será que tinha saído,para pensar?.

Conhecer garotos?.

Eu já tive essa idade.

Tinha esse garoto,jovem e bonito..uma coisa que eu nunca seria.. ele parecia bem interessado nela,por diversas vezes ele perguntou por Ella perguntou coisas bem peculiares e confesso..me deixou incomodado.

Misha percebeu que isso me incomodava,o convenci que era preocupação de tio,mesmo ele falando em como o garoto era especial e único.

Nunca ninguém seria bom para Ella.

De fato ele era especial(mas ainda sim não era bom pra Ella),Alex foi praticamente abandonado pela mãe,ela simplesmente casou e o abandonou com o tio para um terceiro ou quarto casamento, mesmo com toda essa rejeição o garoto continuava firme.

Ontem a noite,depois do banho e de um hora lutando contra mim mesmo eu fui até Ella..não estava no quarto.

Mil possibilidades passaram pela minha cabeça,e a pior era.. poderia estar se consolando com Alex?.

Sei lá, poderia ter dado uma volta no Jardim?.

“Por que insiste em pensar nisso?”.

Depois da raiva momentânea dei uma volta pela casa,isso até notar que ela estava no quarto da amiga,escutei a voz dela.

Isso me deixava mais tranquilo,pelo menos ela estava bem.

“Caramba,ela fica tão linda dormindo”.

Foi meu pensamento ao espiar as duas dormindo pela janela da varanda.

Estava em segurança..

Não consegui pregar o olho,o sono tinha ido embora e no outro dia teríamos um almoço.

Por insistência da minha mãe,ela chamou Emily.

Não que eu não gostasse dela,pelo contrário eu era grato por tudo que Emily Taylor fez por mim.

Ela me manteve firme por tantos anos,mas não era amor.Era sexo selvagem..puro e carnal.

Eu não a amava e ela sabia porque nunca menti,acho que amamos uma vez na vida com toda intensidade de corpo e alma.

E esse amor foi Millie.

Quando ela se foi ela levou meu coração,minha esperança e meu amor com ela.

Sentei na cama,passando as mãos no rosto,me preparando mentalmente para o almoço.

Minha mãe iria tentar me jogar para cima da Emily de qualquer jeito,tudo iria dar errado como sempre.

-bom dia ,meu amor!-Emily entrou no quarto,batendo a porta.

-Emily..oi.-falei desanimado.

-parece que não gostou de me ver-ela abriu um grande sorriso forçado-estava com tanta saudade..desde que você me dispensou.

-eu não fiz isso-falei sem paciência,levantando da cama-você sabe que pedi que desse um tempo até Ella se acostumar.

-Tudo essa garota!-bufou-desde que ela apareceu na sua vida,você não para de dar atenção para ela.

-sério que está com ciúme dela?.

-eu não tenho ciúme de uma pirralha-ela me abraçou,me envolvendo pelo pescoço-sinto tanto a sua falta.No dia da festa..você me dispesou e vem fazendo desde então.

-eu disse que preciso de um tempo-falei desfazendo o laço que seus braços faziam no meu pescoço-você é maravilhosa Emily..mas prefiro que sejamos o que sempre fomos..amigos.

-vai me dispensar depois de tudo que fiz por você?.

-sou grato por ter você do meu lado..-suspirei procurando as palavras certas-mas não posso enganar você..nunca enganei e não farei agora.

-Jensen..não faz isso-ela parecia até desesperada-eu amo você..faria qualquer coisa por você..

-Eu agradeço..mas não posso..não mais.

-espera aí..quem é ela?.

-não existe outra mulher.

-sabe de uma coisa?-colocou as mãos na cintura-você vai voltar para mim..você sempre volta depois dos seus relacionamentos falidos.

-e você..esquece Emily..-um vulto do lado de fora desviou minha atenção.

-eu me contento com as sobras?.Fala..é isso que ia falar?.Que eu me contento com pouca coisa?.

-eu nunca falaria isso.Só estou liberando você do fardo..da dedicação que sempre teve comigo..

-você é um insensível-ela torceu o nariz.

-eu acho que por enquanto é melhor você ficar no seu apartamento..acho melhor que você fique e siga sua vida.

Emily segurou o choro,seu rosto estava vermelho..mas ela era forte e teimosa.Nunca derrubou uma lágrima na minha frente.

Ver ela assim,tão frágil me lembrou de Millie..ela era tão parecida com a irmã quando estava assim fragilizada.

-um dia Jensen..um dia você vai me amar..vai pedir para que eu volte.Eu sei porque você me ama...só não sabe ainda.



(...)


Depois dessa conversa confusa,tomei um banho rápido e fui receber meus convidados.

Estava até feliz em saber que Ella poderia socializar,era uma forma de devolver a família que tirei dela.

Acho que não me sinto culpado de algo à tanto tempo..

Sai do quarto,Ella passou rapidamente por mim, parecia agitada.

-ei,ei espera aí-falei pegando seu braço-porque a pressa?.-nos encaramos por alguns segundos-Ella,tudo bem?.Aconteceu alguma coisa?.

-não..tá tudo bem-ela falou apertando o passo.

-Ella..espera aí-falei a acompanhando-o que foi?.

-que saber o que que foi?-ela suspirou,colocando as mãos na cabeça-pergunte para a Emily..vamos ver o que ela vai responder.

-Emily fez algo para você?.

-eu vou descer,com licença tio Jensen.

-o que ela fez?.

-esqueci uma coisa no quarto.

Ela saiu apressadamente entrando no quarto.

Contive o impulso de ir atrás dela.

Eu não tinha esse direito.




(...)


-Jensen!-Misha me abraçou,dando batidinhas nas minhas costas.

-tudo bem,senhor Ackles?.

-qual é Alex?-levantei as sobrancelhas-é só Jensen.

-Jensen-ele repetiu com um sorriso nos lábios-a Ella vai descer?.

-ele está com pressa-Misha falou piscando-não parou de falar na sua sobrinha.

-estou aqui-ela sorriu timidamente.

-Ella!-o garoto babaca foi até ela-uau!você está linda.

E realmente ela estava linda,mesmo vestida com simplicidade.Vestia uma calça jeans preta com coturnos e camiseta ombro a ombro com um colete da cor da calça,os cabelos crespos estavam soltos e volumosos,nos lábios um gloss vermelho.

-você também está bonito,Alex-falou sorrindo.

Ela me ignorou?.

Completamente.

-onde está mamãe e Emily?.

-na cozinha “supervisionando”a pobre Marie-Misha revirou os olhos.

-imagino..

-Alex-ela sorriu para ele-quer dar uma volta?.

Ela fez isso?.

-claro..vamos!-ele falou animado.

-se importa,tio Jensen?.

Sacudi a cabeça em negativa.

-claro que não.

-então vamos,Alex.



(...)


A manhã graças a Deus passou rápida.

Minha mãe ainda não tinha falado nada sobre Emily e eu casarmos,meu pai como sempre não viria até o almoço e Jared tinha acabado de chegar com uma surpresa.

-essa é Mônica Cooper,estamos nos conhecendo.

-mas ela é tão…-foi o que minha mãe falou,as palavras estavam trancadas na garganta.

E eu sabia bem,sabia do que ela estava falando.

Mônica era negra.

Uma bela negra de olhos marrons e cabelos cacheados esvoaçantes.

-seja bem vinda a minha casa-falei esticando a mão.-é um prazer conhecê-la,Mônica.

-trabalhamos juntos,ela é meu par romântico no seriado -ele falou sem jeito.

Jared tentando se explicar?.

-e na vida real -Misha completou.

-não deixe meu irmao envergonhado-falei segurando o riso,Jared olhou torto.

Fazia muito tempo que ele não apresentava uma garota para a família,o que indicava que a coisa era bem séria com Mônica.

Já tinha visto alguns dos seus trabalhos,ela era bem conhecida no meio,principalmente pelo cinema.

-vocês dois parem-suspirou,passando as mãos pelas costas dela-Mônica não escute esses dois desequilibrados.

-olha..aqui não tem nenhum desequilibrado-Misha fez uma voz engraçada, apertando os olhos e explodiu em uma risada.

-onde está a Ella?-ele olhou em volta.

-no Jardim com o Alex..e a May-falei tentando parecer casual,o que só provocou a ira de Emily.

Ela tinha seus olhos focados no meu rosto.

Depois de algumas bebidas ainda conversávamos alegremente.

Exceto minha mãe,ela olhava para o nada como se algo a incomodasse.

Eu bem que sabia o que era.

Tentei evitar falar diretamente com ela,se eu bem a conhecia,ela não iria perder a oportunidade de falar algo desagradável.

O almoço foi anunciado,Jared foi chamar as “crianças” e fomos para a mesa.

Em alguns minutos estávamos todos reunidos.

Sentei na cabeceira como de costume,a minha direita Ella,May,Jared e Mônica, a esquerda minha mãe,Misha, Emily e Alex.

Falamos amenidades quando ela finalmente falou:

-eu quero netos-levou a taça aos lábios.

-mas você tem a Ella-falei quase que automático.

-eu sei querido,mas falo de filhos seus,filhos do Jared.

-eu passo a bola para você,Jay-falei revirando os olhos-imagina vários jaredizinhos andando por aí?.Sem falar que Mônica é um espetáculo.

-ainda é bem cedo para filhos-Mônica sorriu.

Tentei levar na esportiva,eu bem sabia que essa conversa acabaria com “você e Emily”.

-quando você vai casar com Emily?-ela falou séria.-afinal não é cedo para vocês,talvez para Jared e Mônica sim.

Misha engasgou com a comida, a nova visitante olhava perplexa.

Minha mãe não perdia a oportunidade.

Meus olhos se voltaram para Emily que tinha o olhar triunfante,logo em seguida para Ella que ainda mantinha os olhos no prato,comendo alheia a nossa conversa.

O que ela estava de fato pensando?.

Porque ela não prestava atenção,na verdade ela estavas bem aérea,nem se empolgou por Jared estar aqui.

No começo não me importei,tambem descartei que fosse ciúme da nova namorada do meu irmão.

Ella saiu apressada do quarto,quase que como separar fugir de algo,e agora estava assim..como se não estivesse aqui.

-Jensen?-Jared me olhava com o olhar travesso.

-que?-suspirei.

-responda a mamãe.-ele apontou para minha mãe que parecia impaciente.

-nem sei o que ela perguntou,Jared.

-quando você vai pedir Emily em casamento?-ele falou sério.-foi o que ela falou..

-já falei sobre isso com Emily-falei por fim-com todo o respeito que tenho por você mãe,não acho que seja algo que eu..ou Emily queremos falar em público.

-então vai enrolar ela por mais vinte anos?.-ela deu um sorriso amarelo-eu sei que você não esquece a Millie..mas não esqueça..que você tem que seguir seu caminho.

-não quero falar sobre isso agora,mãe-falei impaciente.-não estrague outro almoço de família.

-não acha Ella que Emily seria uma boa esposa para o seu tio?.-minha mãe sorriu.

Ella levantou os olhos do prato e me encarou,olhando para cada um na mesa,até focar seus olhos em Emily.

-não acho não-falou largando os talheres-eu acho que Emily é perversa e não merece o amor de um homem como tio Jensen-me olhou desafiadora,cruzando as mãos em cima da mesa-creio que ele sabe disso e por isso mandou ela embora daqui..ele merece muito mais do que uma groupie.

-essa doeu em mim-Misha sacudiu as mãos.

-e o que te dá o direito de me julgar?-Emily me olhou com raiva.

-você é uma mulher arrogante Emily-ela revirou os olhos-prova essa foi você ter me batido e falar comigo como uma louca.

-Ella-minha mãe bateu as mãos na mesa-para com isso!.

-você bateu na minha sobrinha?-Jared se levantou,sendo contido por Mônica.

-porque a Emily faria isso?-falei encarando Ella.-por que?.

-ela entrou no meu quarto,Jensen.

-não é desculpa Emily-falei irritado.-você não pode..

-fala tia Emily,fala para o tio Jensen por que me bateu...fala para todos!.

Ella Estava com raiva,ela transparência pelo jeito que estava falando.

-por que você é intrometida-ela bufou-não tem o direito de entrar no meu quarto.

-ela me bateu porque eu experimentei o anel de rubi dela-Ella levantou rapidamente,jogando o guardanapo no prato-perdi o apetite!Alex,você veio de carro?-ela o encarou,Alex fez um sinal de positivo com a cabeça-ótimo!.Estou com falta de ar,você pode me tirar daqui?.

-Ella você não vai a lugar nenhum com ele-falei autoritário.

-não vou?-ela falou com ódio-tente me impedir.

-espera..-Jared se pronunciou-conversa comigo.

-eu não quero ficar aqui nessa casa-ela caminhava em direção a saída-desculpa tio Jared,Mônica..

-deixa ela ir,os jovens são assim.

-agora não mãe-falei indo até Ella-você não vai sair até me contar tudo o que aconteceu-falei no ouvido dela.

-se não me deixar ir eu juro que conto para todos o que aconteceu na praia tio -falou só para mim.


(...)


Não preciso dizer que o excesso do almoço deixou o clima pesado.

Não preciso dizer que Emily ficou desconfortável assim como dos outros.

Misha foi o primeiro a ir embora,disse que Ella poderia estar na sua casa com o sobrinho e levou May consigo.

Depois de muitas desculpas(da minha parte),Jared foi embora com a namorada e levou nossa mãe para casa.

Emily não sairia daqui sem uma explicação.

O porquê ela bateu na minha sobrinha.

E que anel era esse que Ella experimentou,gerando todo esse desentendimento.

Emily estava sentada no sofá,com as pernas cruzadas e uma taça de vinho passando de uma mão para outra.Estávamos em uma das salas da casa.

-pode começar a falar-passei as mãos nos cabelos.

-acho que você já viu por si só,que sua sobrinha é uma desequilibrada,que ela não sabe respeitar as pessoas.

-por que você bateu nela?.Emily?.

-ela entrou no quarto,estava usando as minhas jóias,acha pouco?.

-isso não dá o direito de você agredir alguém,Emily no que estava pensando?

Eu me controlei para não gritar.

-Jensen meu amor..

-eu não quero saber..só me fale o que aconteceu.

-ela estava no meu quarto,tínhamos acabado de brigar e Ella estava lá.

-então você desconta nela sua raiva?.Como você pode bater nela.

-desculpa..Jensen..mas ela me bateu primeiro.

-isso vou averiguar quando ela chegar.-respirei fundo-que história é essa de anel de rubi?.

A primeira coisa que pensei foi no anel de Millie.

Me senti idiota em pensar que poderia ser o mesmo,afinal,quando Millie se foi a única coisa lavanda foi o anel.

Emily não seria capaz,ela estava confusa,talvez com ciúme..mas nunca teria coragem de fazer mal para alguém..muito menos para a irmã que ela amava tanto.

-é uma bijuteria,um anel idêntico ao da Millie..

-o que?-as palavras estavam presas-como você pode,Emily?.

-eu também perdi a minha irmã,ok?.Precisava ter algo para lembrar dela..era a única forma que eu tenho de ficar perto dela..é a única forma..

-você foi longe demais..eu não posso compactuar com isso..

-então vai me expulsar de novo?.Por causa de uma pirralha?.

-acho melhor-nós nos encaramos -prefiro que você não venha mais aqui em casa enquanto ela estiver aqui..para evitar que você faça o que fez.

-você está trepando com ela?.

-não viaja Emily.Ellla e minha sobrinha.E agora ela mora aqui..você tem que se controlar.

O sentimento de que já pensei nessa possibilidade me deixou com vergonha naquele momento.

-eu vejo como você olha para ela,vejo o desejo nos seus olhos Jensen,imagina se sua família..

-chega Emily!.Chega!-falei controlado-você pode arrumar as suas coisas e Jim  leva para você.

-você está me trocando por..aquilo?.Você vai se arrepender por isso Jensen..eu juro.

-não coloque a culpa nela.Você sabe que não estava dando certo..acho melhor acabarmos com tudo..eu devia ter feito isso a mais tempo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...