História Laços de Paixão (Romance Gay) - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amizade, Bissexual, Bissexualidade, Boyxboy, Criação, Drama, Explicito, Festa, Gay, Hetero, Heterossexual, Homo, Homossexaual, Lemon, Lgbt, Originais, Original, Paixão, Romance, Romance Gay, Shounen Ai, Yaoi
Visualizações 341
Palavras 847
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 14 - Cap 14: Gay ou Bi?


Fanfic / Fanfiction Laços de Paixão (Romance Gay) - Capítulo 14 - Cap 14: Gay ou Bi?

Eu estava exausto de tudo o que estava acontecendo, era informação demais para mim, meus pais haviam chegado em casa e ao saber pela boca gorda da Neide de que eu estava lá foram até o meu quarto, me obrigando a abrir a porta e agora estavam me dando o sermão mais longo que eles poderiam me dar, e ao contrário do que pensei eles não iriam me mandar em algum lugar que me fizesse "endireitar", ainda bem.

Depois de muito tempo la sentado, prometi a eles que tentaria melhorar e fugi para a sala encontrando 'Neide: A Judas' pelo caminho e lançando a ela meu olhar mais mortal, não a suportava e ela havia virado a joia da minha mãe por esse exato motivo.

Peguei meu celular e liguei para Lais, precisava urgentemente falar com alguém e ela com certeza era a melhor pessoa depois de Tales, mas ele não estava aqui; ela atendeu no segundo toque.

"Oi bebê, o que foi?"

Henry: Podemos conversar?

"Claro, quer que eu vá ai?"

Henry: Não não não, minha mãe não pode te reconhecer de jeito nenhum.

"Tem razão, bom então venha aqui."

Henry: Eu só preciso conseguir sair de casa.

"Não me diga que esta de castigo nessa idade."

Henry: É que eu não posso perder mais nenhum ponto com meus pais sabe?

"Entendo, bem entrega o celular para o seu pai que eu falo com ele pode ser?"

Henry: O que vai dizer?

"Algo para te dar passe livre, apenas entregue o celular, e lembre-se, tem que ser para o seu pai."

Eu estava estranhando muito essa conversa mas fiz o que ela me pediu, levei o celular até meu pai que estava na cozinha e disse que uma pessoa queria falar com ele.

Harry: Quem quer falar comigo? - meu pai perguntou estranhando a ligação vinda do meu celular.

Henry: Só atende pai.

Ele pegou o celular da minha mão o colocando no ouvido e pronunciando um alô baixo, eu não conseguia ouvir nada que Lais dizia do outro lado apenas as confirmações de meu pai.

"..."

Harry: Sim

"..."

Harry: Oh eu não sabia disso, como vai?

"..."

Harry: Muito bem, no que posso ajudar?

"..."

Harry: Ora mas é claro, não se preocupe que conversarei com minha esposa sobre isso.

"..."

Harry: Imagina, o prazer foi meu. - ele disse desligando e me entregando o celular.

Ele se virou para a mesa pegando a chave de seu carro e a jogando para mim.

Harry: Tome cuidado no caminho e não faça nada que eu não faria. - ele se virou indo em direção a sala.

Fiquei parado alguns segundos com cara de besta sem entender o que havia acontecido, sai de casa indo até o carro do meu pai e sai disparado até a casa da Lais.

Quando cheguei lá ela ja estava esperando na porta da frente com um grande sorriso vitorioso no rosto.

Lais: Então eu sou ou não sou foda? - disse ela me abraçando quando fui até ela.

Henry: Sim você é, mas quer me contar o que você disse para o meu pai?

Lais: Nada demais, bem talvez nós estejamos saindo na cabeça dele, é só uma hipótese.

Henry: Ah ja entendi, você é esperta.

Lais: Pois é, eu sabia que se eu falasse isso seu pai iria deixar você vir, pelo jeito que você me contou que ele é.

Henry: Não me lembro de ter contado dele.

Lais: Foi quando estava bebado, enfim vamos entrar. - falou entrando e me pedindo para fechar a porta.

Fomos até seu quarto no andar de cima e sentamos na cama.

Henry: Onde estão seus pais?

Lais: Trabalhando, eai vai me contar o que houve?

Estava com um pouco de receio de contar tudo, mas sentia que poderia confiar nela.

Contei toda a historia desde a parte da festa, depois dos olhares no acampamento, até chegar na parte complicada.

Henry: Bem acontece que ontem...

Lais: Ontem?

Henry: Ontem ele me beijou, quer dizer, nos beijamos. - disse bem baixinho com a esperança dela não escutar direito, mas sua cara mostrava que ela ja havia entendido.

Estava com medo, ela me olhava séria com a boca aberta, demorou alguns segundos até que ela finalmente reagisse.

Lais: VOCÊS SE BEIJARAM?

Henry: Shiiiiu, não grite assim.

Lais: MEU DEUS, QUE COISA MAIS LINDA, EU TO SHIPPANDO.

Henry: Você ta chupando? Pera o que?

Lais: Nada, Nada, vem cá e me conta o que sentiu.

Ela me puxou para que eu chegasse mais perto e fez um sinal para que eu contasse.

Henry: Eu não sei, na hora eu gostei... muito, mas depois entrei em pânico e sai correndo.

Lais: Ora entrou em pânico pelo o que?

Henry: Lais eu beijei um homem.

Lais: E dai? Isso é tão natural quanto respirar, sentir algo por alguém e querer senti-lo, te-lo, Beijo-lo, independente do gênero é lindo.

Ela dizia com tanta paixão na voz e com tanta convicção que me acalmei ao escuta-la.

Lais: Não entre em pânico só porque você beijou um homem e gostou.

Henry: Mas isso me faz gay, imagina se meu pai descobre, eu não quero nem pensar em algo assim.

Lais: Eu entendo, claro que entendo seu ponto, Eric tem os mesmos medos.

Henry: O que?

Ela soltou um suspiro e começou a falar.

Lais: Eric é bi, ele descobriu a alguns anos e você nem vai acreditar na maneira.

Henry: Pera, ele é o que?

•◇•



Notas Finais


Epaaaaa ta chegando

Não se esqueça de votar e comentar se gostou


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...