História Laços do crime - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Armas, Crime, Criminosos, França, Máfia, Mafiosos, Ódio, Paris, Perigo, Perseguição, Romance, Stalker
Visualizações 12
Palavras 1.251
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Lírica, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Sobrenatural, Steampunk, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - 8 anos


Fanfic / Fanfiction Laços do crime - Capítulo 1 - 8 anos

• Paris, 31 de dezembro de 2049, 20:50 


Entrei no quarto e vi Lohan esticado numa cadeira, fumando seu cigarro, com algumas faixas envolvidas ao seu abdômen e em cima de sua cama, uma garota que eu costumava ver sempre entre muitas outras que ele dormia.


Ela estava num sono profundo enquanto Lohan gemia de dor na cadeira com uma arma em seu colo.


Eu: Mandou me chamar? - falei entrando no quarto sem nenhuma permissão 


Lohan: Ainda bem que chegou logo... Desculpe por ter estragado a sua viagem desse jeito...


Eu: Não foi nada, eu apenas estava tentando me divertir suficientemente para esquecer esse mundo. - falei com um tom de voz irritado mas ainda mantendo uma pose de calma 


Lohan: Eu precisava de você aqui... aí - ele gemeu enquanto se levantava para ficar de frente para mim 


Ao se levantar, tive que começar a olhar para cima para que pudesse o encarar. Lohan era incrivelmente alto e forte, e por conta disso conseguia colocar medo em qualquer um.


Lohan: Eles tentaram nos atacar há três dias atrás... 


Eu: Eu soube...


Lohan: Por isso te queria aqui, prometi ao seu marido que iria cuidar de você e te proteger. 


Eu revirei meus olhos.


Eu: Você fala isso quase todo dia, Lohan... 


Lohan: Blue Ivy, quero que você me escute bem..


Eu: Pode falar, Senhor Boyer. 


Lohan: Mandei Izzy e Valentin investigarem mais depois do ataque deles... 


Eu: E? 


Lohan: Eles mandaram cerca de duas gangues atrás de você..


Eu: O que? Duas? Por que? 


Lohan: Bom, podemos dizer que seu marido não era muito bem visto por ninguém da máfia francesa, e agora nem você e nem eu.


Eu: Ele trouxe muitos problemas para gente, é verdade...


Lohan: E agora estão tentando se vingar. Se eles te matarem ou sequestrarem, vai ser uma forma de fazer a nossa gangue se entregar e eles nos tirarem do caminho do poder.


Eu: Vocês se entregariam por mim? 


Lohan: Não, porque nunca vamos precisar nos entregar, agora você vai estar mais protegida que nunca.


E assim se pôs alguns minutos de silêncio.


Eu: Por que, Lohan? 


Lohan: O que? 


Eu: Por que toda essa briga pelo poder da França? 


Lohan: Blue, já estamos quase no ano de 2050, estamos vivendo no fim do mundo. 


Eu concordei.


Lohan: Quanto mais poder, mais proteção, mais riqueza. 


A verdade é que, o mundo em que viviamos era completamente perigoso. As pessoas lutavam e se matavam pelo poder de cada país.


Eu e Lohan fazíamos parte da maior gangue da França que disputava contra a própria máfia francesa.


Meu ex-marido, morto em 2047, já havia matado muitos integrantes da máfia junto com Lohan. Eles eram melhores amigos, por conta disso existia um carinho enorme de Lohan por mim. 


Eu olhei para a garota deitada em sua cama que estava aos poucos se acordando. 


Eu: É a sua favorita? - perguntei sorrindo de lado 


Lohan: Qual é, Blue... Eu não tenho favorita, não sou tão babaca assim.


Eu: Mas parece... - falei sorrindo 


Eu saí de seu quarto com cheiro de bebida alcoólica e cigarros e fui em direção a sala, onde encontrei Léon deitado num sofá velho.


A cada duas semanas nós mudavamos de casa. Naquela semana estavamos em uma casa bem velha que estava sendo nosso refúgio por enquanto só para escapar das ameaças da Máfia Francesa.


Léon: Conversou com ele? - disse se levantando enquanto eu olhava seu abdômen definido a mostra junto com várias tatuagens e principalmente a tatuagem de nossa gangue


Eu: Conversei - falei enquanto o abraçava 


Léon: É bom te ter aqui de novo...


Eu: Eu passei muito pouco tempo fora, Léon... - falei rindo


Léon: Eu quis dizer que era bom te ter aqui BEM. 


Eu ri.


Eu: Onde está a Izzy e o Valentin? 


Léon: devem chegar daqui a pouco - disse pegando uma bebida que estava em cima de uma mesinha e mais dois copos - Vai querer? 


Eu: Manda aí...


Eu me sentei no sofá ao lado de Léon.


Léon: Ele veio com aquele papinho de querer te proteger? - disse rindo 


Eu: Veio... - falei com uma voz de tédio 


Léon: Você não tem noção do quanto ele ficou estressado quando soube que haviam ido atrás de você em sua viagem... Ele quase me bateu de ódio. 


Eu: Como ele quase te bateu? 


Léon: Eu disse que não estava conseguindo ligar para você, ele me empurrou na parede, super bravo, e me ameaçou - disse bebendo de vez o whisky que estava em seu copo - Mas já estamos de bem.


Enquanto eu e Léon conversávamos, escutamos a porta ser aberta. 


Léon pegou sua arma em forma de defesa rapidamente e apontou para a porta.


Logo entrou Valentin sendo carregado por Izzy.


Cada pessoa da gangue vinha de um lugar diferente.


Izzy por exemplo, vinha do Japão, E Valentin da Alemanha, Já o Léon vinha do México e só o Lohan que era o francês, por isso considerávamos ele um líder.


Velentin estava com o rosto completamente roxo e ensanguentado.


Léon correu até a porta para ajudar Izzy que já estava cansada e com alguns cortes no rosto.


Eu comecei a gritar por Lohan.


Ele apareceu rapidamente descendo as escadas e ajudou Léon a colocar Valentin no quarto dele.


Assim como Lohan, Valentin apesar de ser o mais novo entre nós, era bem forte e bem alto, no mesmo porte de Léon. 


Léon e Lohan ficaram no quarto com Valentin enquanto eu e Izzy fomos pegar o kit de primeiros socorros.


Peguei o kit e rapidamente levei para o quarto. 


Eu: Izzy precisamos cuidar desses seus cortes - falei pegando algumas coisas.


Izzy: Cuida logo do Valentin.


O mesmo estava ferido e deitado na cama, cuspindo sangue.


Enquanto eu limpava e tentava aliviar o inchaço e feridas no rosto de Valentin, Izzy contava tudo.


Lohan: Quem fez isso? 


Izzy: Quem você acha? - disse revirando os olhos 


Vi Lohan se estremecer de raiva.


Lohan: Como tudo aconteceu? 


Izzy: Eu e o Valentin fomos apenas ao mercado comprar algumas coisas que o Léon pediu e eles nos atacaram lá mesmo.


Lohan: Quantos haviam? 


Izzy: Três... Nós não demos conta. 


Eu: O importante agora é que vocês fiquem bem - falei enquanto via Valentin chorar de dor - Um de vocês dois podem por favor cuidar da Izzy? 


Léon se levantou e foi com a Izzy para a sala.


Lohan ficou no quarto comigo e Valentin, encostado na parede.


Valentin estava quase dormindo.


Eu: Seu rosto já está bem melhor, Valentin... - falei sorrindo 


Valentin: Obrigado, Blue... 


Ele se virou para que pudesse dormir.


Lohan fez um sinal para que eu o seguisse e me deu a mão.


Nós passamos pela sala onde Léon e Izzy estavam dormindo, Léon estava no chão e Izzy no sofá.


Eu olhei a hora e já era 23:50.


Lohan e eu fomos para fora da casa e nos sentamos num banco que havia na frente dela.


Lohan: Daqui a pouco é 2050... 


Eu: Verdade...


Nós ficamos em silêncio, apenas olhando o céu sendo clareado pelas estrelas.


Eu: Por que você quer tanto sempre cuidar e me proteger?


Lohan suspirou.


Lohan: Eu te conheço há 8 anos, Blue Ivy. Você foi esposa do meu melhor amigo, sempre cuidou de mim quando eu me machucava, e agora estou só retribuindo todo o bem que você me causou e ainda causa.


Eu sorri. 


Eu: Você era um ótimo amigo pra ele.


Lohan sorriu de lado, sem graça. Lohan estava bem diferente nos últimos anos, desde a morte do meu marido. Antigamente ele era super frio e seco, não era de rir muito. 


Nós escutamos alguns fogos de artifícios serem soltados.


Ele olhou em seu relógio e depois me encarou.


Lohan: Feliz ano novo, Blue Ivy


Eu: Feliz ano novo, Lohan Boyer. 


                        Continua? 






































Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...