História Laços Indestrutíveis - Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Casamento Arranjado, Eckert, Hentai, Hetero, Jungkook, Lobos, Lua De Sangue, Romance, Sobrenatural, Suspense, Vampiros, Yaoi
Visualizações 64
Palavras 1.354
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Queria deixar claro que: EU NAO TENHO CONTROLE DA MINHA MENTE.
OK, desculpa gente, mas é mais forte que eu. Uma hora tô de boa e na outra to postando. Eu sei que preciso atualizar as fanfics, mas não resistir. Essa Fanfic estava nos meus projetos escondidos faz tempo e resolvi por em prática. Espero que se agradem viu? E mais uma vez, Karen fez minha capa lindíssima! Obg MONAMUR <3

Capítulo 1 - Cavando a própria cova.


E de frente aquele enorme espelho, eu passei a observar cada detalhe que havia naquele vestido branco feito sob medida do meu corpo. Eu não iria me casar por amor, muito pelo contrário, iria me casar porquê já havia sido prometida assim que nasci da barriga de minha mãe.

 

Contrato, acordo, como quiser chamar. E foi através desse contrato há 17 anoss atrás, que a paz entre os dois piores inimigos foram seladas. Uma união entre um lobo e um vampiro, assim para acabar com qualquer guerra que ainda havia ali. 

 

Eu soube desde pequena, mas pensei que de alguma forma, iriam esquecer e continuariam suas vidas a fim de sumir com aquela idéia maluca. Eu não era contra os lobos, até, porque, eu tinha amigos assim. 

 

O casamento estava previsto para acontecer daqui exatamente 6 meses. Quando a lua de sangue apareceria e assim nossa união se selaria para sempre. Uma mordida e nosso para sempre iria começar, mas a quem eu queria enganar? Sempre me contavam, mas eu não o conhecia pessoalmente. 

 

E então, meses atrás, nos mudamos para a cidade dos lobos. Stenfoord. Rodeada por florestas, mas apenas lobos e vampiros freqüentavam ali. Não havia humanos, pois era um lugar totalmente escondido de tudo e de todos. 

 

Fui tirada de meus pensamentos assim que mamãe chegou por trás com um certo brilho no olhar. Era nova para me casar, mas eu não tinha saída. 

 

— Minha querida Liv, você está maravilhosa! A nossa costureira fez um bom trabalho. Estou emocionada! — algumas lágrimas escorriam de seu rosto me fazendo bufar. 

 

— Você sabe muito bem que não estou me casando por amor, mamãe. Não fique feliz, pois eu não estou nenhum pouco. — fui curta e grossa. Eu não queria ver a felicidade de ninguém ali, já que tiraram a minha liberdade. 

 

— Entenda de uma vez por todas, filha. Você não tem saída! Esse acordo foi selado e não terá mais voltas. Vamos terminar aqui, pois hoje você finalmente irá conhecer o seu querido noivo. — sorriu mais uma vez batendo palminhas.

 

— Preferia que ele morresse...— sussurei para mim mesma.

 

— O que disse? — minha mãe me encarou séria.

 

— Falei que mal posso esperar para conhecê-lo! — forcei um sorriso no rosto. O sorriso que escondia todas as minhas mágoas. 

 

 

[...]

 

 

Um jantar de noivado oficial, significava que teria bebidas e vários outros convidados, desde parentes, até amigos dos meus pais. Fora a parte dos cachorros, quero dizer, lobos. 

 

O barulho lá em baixo já era presente, a música clássica tocava suavemente enquanto ouvia várias vozes ali presentes. Minha audição era bem apurada e isso não me orgulhava nenhum pouco, pois todo dom, havia um lado ruim. 

 

Arrumei os últimos detalhes da minha maquiagem bem feita, enquanto o vestido preto deixava ainda mais  expostas minhas curvas. Ok, definitivamente eu nunca me arrumei tanto para uma ocasião antes, mas hoje era especial para eles, mas não para mim. Hoje seria o dia que eu cavava a minha própria cova. 

 

Assim que retoquei o batom vermelho sobre meus lábios, segui ao rumo da porta de meu quarto para sair. Dei uma última suspirava observando o lugar no qual nasci e no qual eu não iria mais ficar daqui alguns dias. Eu iria me mudar para casa de meu futuro marido, apenas nois dois.

 

Desci as escadas com cuidado por causa de meu salto alto, no qual eu não era acostumava a usar com freqüência. A atenção dos convidados se voltaram para mim, seus olhares surpresos e cochichos começavam e isso me deixava nervosa. 

 

Um detalhe sobre mim: Eu leio mentes.

 

Engoli seco enquanto caminhavam em direção aos meus pais que me encaravam com olhares orgulhosos. E bem ao lado deles, percebi um casal junto ao seu filho que deduzir ser o meu futuro marido. 

 

Me aproximei sem quebrar o contato dos nossos olhos. Tentei ler sua mente, mas eu não conseguir. Estava um completo vazio. Como isso era possível?

 

Me curvei comprimentando-os educadamente. 

 

— Liv! Conheça o senhor e a senhora Jeon, seus futuros sogros. — pausou olhando diretamente para meu noivo. - E este é o seu futuro marido, Jeon Jungkook. - concluiu com um ar de orgulho.

 

— Prazer em conhecê-los. E você também, meu futuro marido. Espero que nos demos bem. — ele sabia que minha voz saiu sarcástica. Sempre soube, pois seus instintos de lobo acusava quando alguém falava a verdade ou não.

 

— Igualmente, minha esposa. — devolveu o sarcasmo.

 

— Meninos, por que não vão dar uma volta e se conhecerem melhor? Daqui a pouco iremos anunciar o noivado oficial. — senhor Jeon pediu e apenas assentimos com a cabeça, saindo dali.

 

Caminhamos lado a lado até os fundos da minha casa onde havia um jardim enorme com uma piscina. As luzes acesas dela davam um constrate belo, assim como eu estava achando aquela noite. Belíssima para mandar alguém tomar no cu.

 

Paramos de frente para a piscina e automaticamente me virei para o meu noivo, enquanto ele fazia o mesmo. Nos encaramos por breves segundos antes dele quebrar o silêncio.

 

— Não pense que irá se casar comigo e será um mar de rosas, pois garanto que farei da tua vida um inferno. Não te prometo amor, pois isso jamais terá de mim. — suas palavras saíram rudes até demais. 

 

— Deixe-me lembrar de quando foi que eu pedi algo à você. — me calei por breves segundos enquanto fazia uma cara pensativa, mas logo devolvi a patada. — Pois, é. Não pedi! — sorri falsa.

 

— Para uma sangue-suga, você é bem atrevida por sinal, né? A parti dessa semana que iremos morar juntos, eu não quero que se intrometa na minha vida. E não fique perguntando quando eu levar alguém para lá, pois até onde sei, esse é apenas um acordo. Nunca será real. 

 

— E quem disse que eu ligo se o cachorrinho levar alguma mulher para nossa casa? Até onde sei, se você pode, eu também posso. — sussurei sem quebrar o contato de nossos olhares.

 

— Eu nunca disse que eram mulheres. — sorriu satisfeito assim que meus olhos se arregalaram.

 

— C-como? — perguntei confusa tentando absorver a informação.

 

— Eu sou gay, Liv. E tenho um namorado que se chama Jimin. E acho bom que você não abre essa sua boquinha de sangue-suga para ninguém ou eu mesmo te matarei antes. — ameaçou.

 

— Tente a sorte de tramar algo contra mim e garanto que vai conhecer o inferno mais cedo também. Acha que só você tem seus meios, Jungkook? Pois saiba que não temo por suas ameaças, você não é mais forte que eu e muito menos veloz. — retribuir a ameaça.

 

— Você nã — Jungkook foi interrompido por meu pai que  chamava para entrar.

 

— Melhor não dizer nada mesmo, pois seu cheiro de cachorro me enoja. — o provoque fazendo o mesmo bufar com raiva. 

 

Aproximamos de meu pai e o mesmo pediu para que segurasse as mãos um do outro. Claro que protestei, mas ele havia me ameaçado mentalmente e sabia do dom de ler mentes. Engoli seco e me aproximei mais de Jungkook entrelaçando nossas mãos.

 

Éramos como gelo e fogo, ele era quente enquanto eu tinha uma pele fria. Assim que encostei em sua mão na minha, uma corrente elétrica passou diante do meu corpo. Tremi, mas logo arrumei minha postura.

 

Eu sei que ele sentiu o mesmo.

 

Entramos de mãos dadas como um casal apaixonado, apenas para agradar os mais presentes ali. Todos sorriam e levantavam as taças em cumprimento. Eu sabia o que se passava naquelas mentes diabólicas, mas tratei de não ligar e ignorar todos aqueles pensamentos ao meu redor.

 

— Estamos aqui para oficializar a união entre um lobo e um vampiro pela primeira vez. Essa união que irá beneficiar à todos nós! Um brinde ao casal, Liv e Jungkook. Aos noivos! — meu pai levantou sua taça enquanto todos seguiam o mesmo movimento. 

 

Jungkook e eu continuamos a forçar o sorriso enquanto estávamos ainda de mãos dadas. Não podíamos beber, pois éramos de menor ainda. 

 

— Eu te odeio... — ele susurrou perto do meu ouvido.

 

— Eu te odeio muito mais, pode ter certeza.— susurrei de volta enquanto sentia o aperto de sua mão se intensificar sobre a minha.

 

Isso vai se melhor do que eu esperava.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...