1. Spirit Fanfics >
  2. Laços sanguíneos (Itasasu x ObiDei) >
  3. - Uma visita inesperada...

História Laços sanguíneos (Itasasu x ObiDei) - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem ♥️

Capítulo 3 - - Uma visita inesperada...


O loiro só tinha uma certeza nessa vida, mataria aquele mal-amado do Obito. O outro havia gravado um maldito vídeo seu, cantando uma música da Barbie, era muita audácia!  Deidara estava tão bêbado que nem sequer lembrava, mas quando acordou, a primeira coisa que viu foi aquele vídeo comprometedor.

— Olha, eu não quero saber que não tenho hora marcada! – O loiro bateu no balcão, estava alterado, não foi atendido pelo outro e seu vídeo ainda estava na internet. – Não se marca hora para matar alguém!

— Senhor, sinto muito, mas se é mesmo amigo dele, deve ligar e... – A pobre atendente tentou explicar.

— Ele não atende!... – Deidara percebeu que estava sendo ignorado, mas, talvez por um salvamento divino, achou Itachi, que parecia ter descido para comprar um café. – ITA! ITACHI!! – Gritou, enquanto balançava o braço, Itachi o percebeu e se aproximou.

— Dei, o que faz aqui? – Questionou, enquanto se aproximava. – Veio ver o Suke?

— Itachi, preciso subir e não me deixam! – Resmungou, cruzando os braços e encarando a atendente.

— Dei, se quer falar com o Sasuke, não creio ser um bom momento, você... – Deidara o cortou.

— Preciso matar o Obito! Aquele idiota postou um vídeo meu! – Se explicou.

— É algo que eu gostaria de ver, mas não acho que aqui seja o lugar... – O mais velho foi compreensívo, mas não poderia deixar o loiro escandaloso destruir o prédio.

Deidara o encarou, mataria Itachi também, mas, como o loiro pensou: Itachi foi salvo por Sasuke. O caçula parecia ter tido a mesma ideia do irmão.

— SASUKE!! – Berrou no meio do prédio, despertando o interesse do Uchiha menor, que sorriu quando viu o loiro e foi ao seu encontro.

— Dei, veio me visitar? Olha que eu fico mal acostumado! – Sasuke brincou, percebendo a presença do irmão, o que fez seu sorriso morrer um pouco.

— Não gastaria meu tempo com você! – Resmungou, inflando as bochechas. – O Obito postou um vídeo meu! – Reclamou.

— Eu vi... – O Uchiha tentou segurar o riso. – O que quer aqui?– Perguntou, já sabendo a resposta.

— Vou matar aquele idiota, Hn... Ele não tinha o direito de postar aquele vídeo! – O loiro se irritou, novamente.

— Oh, finalmente uma coisa interessante! Vamos, eu preciso ver isso! – Deidara foi impedido pela atendente. – Algum problema?

— O senhor Itachi disse que não, me perdoe Senhor... – A mulher disse, temerosa. Sasuke franziu o cenho e encarou o irmão, Itachi se manteve calado.

—Bom, eu estou dizendo que sim. – Respondeu, mas já havia entendido tudo.

— Desculpe, mas o senhor Itachi é seu superior. – Aquilo fez o sangue do caçula ferver e Deidara, percebendo o quanto Sasuke estava irritado assobiou, como se dissesse "palavra errada".

Certo, Sasuke tinha total noção que Itachi era seu superior, mas não era como se o caçula acatasse suas ordens, para falar à verdade, ele desdenhava delas, só fazia quando o dava vontade e se achasse necessário. Aquele não era o melhor momento para o lembrar daquilo.

— Ficou mudo?! – Sasuke questionou, não tinha muito o que fazer, mas não pediria nada.

— Aqui não é lugar para isso. – Falou, sem muita importância. 

— Resolveu acata as ordens da empresa, agora? – O caçula desdenhou.

— O que quer dizer? – Itachi questionou, levantando seu olhar para o caçula. Ambos se encararam por longos segundos, pareciam dialogar daquela forma, sem nenhuma palavra, apenas com o olhar. – Tanto faz... – Itachi suspirou. – Deixe-o entrar. – Falou, saíndo.

— Vamos! – Sasuke puxou o amigo para o lado oposto, entrando no elevador.

— Sas?... – Deidara o chamou, depois do elevador ser fechado. Estavam sozinhos.

— Sim? – O Uchiha questionou, bebendo um pouco do seu café.

— Assim, juro que sou ótimo em olhares... – Se vangloriou. – Quando disse sobre "não acatar as regras", quis dizer que... Itachi Uchiha, o certinho, transou com você, aqui?! – O loiro foi direto.

Sasuke, que no momento estava bebendo seu café, distraído, engasgou, tossindo freneticamente.

— Credo, por você eu não colocaria minha mão no fogo, mas colocaria pelo Ita... – Deidara deu tapinhas nas costas do amigo. – As pessoas são imprevisíveis... Você é uma péssima influência!

— Deidara, eu estava falando sobre à Izumi! A estagiária que ele está saíndo! – Deidara soltou um "Ah".

— Ah, mas como eu iria saber? – O loiro questionou. – O Itachi deve ter pensado o mesmo que eu! – Sasuke ponderou.

— Daí já não é culpa minha! – Se defendeu e Deidara arregalou os olhos.

— Vocês fizeram mesmo!?... – Antes que o loiro o perguntasse os detalhes, o elevador parou e, para sua sorte ou azar, Obito estava lá, conversando com Karin.

Ninguém trabalha nessa Empresa? Pois o Suke arruma tempo até para escapar para o escritório do chefe! – Pensou Deidara. – Espera, será que isso é um fetiche?! Com certeza é do Sasuke, Itachi não me parece ser o inconsequente, mas não dúvido de mais nada...

OBITO SEU MALDITO! – Deidara largou seus pensamentos.

O filho de Madara arregalou os olhos. Sua reação foi levantar as mãos e recuar, havia visto todas ligações do loiro, mas não teve coragem de atender. Como poderia dizer? Deidara e ele não tinham uma relação de amizade, o loiro o odiava, para ser sincero.

Eu vou matar você por ter postado aquela porcaria!– Brandou. – Ainda me fez vir aqui! 

— Desculpa, eu pensei que você não iria se importar e... – Antes que o Uchiha pudesse terminar, Deidara o atacou.

— Só faltou uma pipoquinha... – Sasuke disse para Karin. – Grave para mim, quero materiais, vai que eu pense que isso foi um surto coletivo? – Debochou. Karin acatou seu pedido, pegando seu celular e filmando tudo.

— O que está acontecendo aqui?! – Madara questionou, mas Obito estava ocupado, tentando salvar sua vida e Deidara estava tentando o matar.

— O Deidara viu o vídeo. – Sasuke deu de ombros. A expressão de Madara se suavizou e ele tentou segurar o riso.

— Quando ele vai perceber que o Obito gosta dele? – Izuna apareceu no meio de Madara e Sasuke.

— Sei lá, o Obito vivi o irritando... – Sasuke respondeu.

— É, milhões de espermatozóides e fecundou o mais diferente de mim. – Madara cruzou os braços e negou.

— O quê? Pensei que a estupidez era hereditária! – Izuna indagou, fazendo Madara revirar os olhos.

— Você também faz parte dessa família! – Madara debochou, não ficando para trás.

— É doença dos primogênitos. – Rebateu, batendo na mão de Sasuke. – Devemos salvar o Obito?...

— Que nada, faz tempo que não me divirto tanto! – Madara sorriu e todos concordaram.

A cena era hilária, Deidara estava pendurado nas costas de Obito, com seus braços em volta do pescoço do outro, o dando um belo "mata leão", enquanto Obito tentava o tirar de suas costas, mas não estava fazendo nenhum movimento brusco, apenas tentava não morrer enforcado. Deidara era bem mais forte do que pensava.

APAGUE O VÍDEO, SEU BAKA! NUNCA MAIS ME GRAVE BÊBADO! – Deidara berrava.

—  Dei, ele precisa estar vivo para desbloquear o celular! – Sasuke interveio.

Deidara pareceu pensar e logo se afastou, saindo das costas do mais velho.

— Apague o vídeo! – Ordenou e Obito anuiu, puxando o ar com certa dificuldade.

Quando o Uchiha pegou o celular, aínda respirando com certa dificuldade, Deidara puxou o aparelho para si, mexendo furiosamente, queria apagar aquele vídeo o mais rápido possível.

— Desculpa, Deidara... – Obito pediu.

 Deidara devolveu o celular, mas parecia pensativo, abismado.

— Não faça mais isso... – Respondeu, ainda pensativo. Estava calmo. – Sas, preciso conversar com você, mais tarde... – O loiro estava estranho. – Vou na sua casa... – Deidara entrou no elevador, mas ainda parecia pensativo.

— O que deu nele? – Obito questionou...


Notas Finais


O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...