História Lados opostos (Imagine - Kim Taehyung e Jeon Jungkook) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Kim Taehyung (V)
Visualizações 20
Palavras 1.762
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá bbzitos❤

Pov do Kim Taehyung
O próximo capitulo o pov será da S/N

Boa leitura
TT

Capítulo 3 - Chapter three


Fanfic / Fanfiction Lados opostos (Imagine - Kim Taehyung e Jeon Jungkook) - Capítulo 3 - Chapter three

POV KIM TAEHYUNG 

2 DIAS ATRÁS - 7:15 AM


Aqui estava eu, no meu carro indo em direção a delegacia para mais um dia cansativo em minha vida.

Eu sou muito bom no que eu faço, tenho um raciocínio muito bom, eu sei solucionar casos que em 3 meses um grupo de investigadores não conseguiu terminar.

Mas as vezes as pessoas abusam dessa minha habilidade, qualquer coisa que Acontece, de uma perda de caneta a uma perda de sapatos eles me mandam procurar, eu acho isso ridículo, parece até mesmo uma brincadeira.

Saio do meus pensamentos e percebo que já estava na delegacia, estaciono meu carro que era uma Mercedes benz branca, desco do mesmo e entro na delegacia.

Assim que entro vejo um dos tenentes virem até mim.

- Bom dia senhor Kim Taehyung, que bom que veio - o mais velho se pronuncia sorrindo 

- Bom dia tenente Oh - o respondo da mesma forma, entregando ao mesmo um sorriso

- Bom, creio que este caso irá ser fácil para você, como um erro nosso, não o contatamos antes porque achei que iriamos dar conta, mas como tudo não é um mar de rosas, não foi nada fácil - o mesmo fala e eu apenas assinto com a cabeça - Você é um ótimo investigador e precisamos da sua ajuda neste caso, mas claro que se você quiser ajudar não é mesmo - sorri ladino

- Estou a sua disposição senhor Oh, poderia me passar os relatórios do caso ? - pergunto e o mesmo assente 

O mesmo sai e depois de 30 segundos contados por si só, volta com uma pasta azul escrito caso N° 1776, me entrega a pasta e me explica o caso.

O caso era nada mais nada menos que o sumiço de um bebê de 7 meses, sumido há 2 meses atrás, tinha várias pistas naquele relatório


________________________________________

Pistas

1. Sangue com Dna da empregada da casa da vítima  

2. Mal cheiro no fundo da casa da vítima 

3. Garrafas de vidro quebrada no armário da vítima 


_______________________________________


Aquilo era tão óbvio, pedi ao tenente o endereço da empregada da casa da vítima, o mesmo assente e me entrega um papel com o endereço.

Saio da delegacia e vou em direção a casa da tal empregada. Não demora muito e em 15 minutos chego em frente a casa da mesma, mas antes de sair pego o relatório que estava os dados da empregada.


________________________________________

Relatório 

Caso N° 1776

PRINCIPAL SUSPEITA

Nome : kim haneul

Nacionalidade : Sul Coreano

Aprox da vítima : Empregada

Idade : 29 anos

Onde estava : De acordo com o interrogatório, a mesma estava no primeiro andar da casa

O que fazia: lavava o banheiro do primeiro andar segundo o interrogatório 

Problemas : Vício em álcool e ansiedade


Ficha da desaparecida


Nome: Oh hani

Idade : 7 meses

Nacionalidade : Sul Coreano

Pai : Oh jisung

Mãe: moon Bae

Problemas : Crises de choro//criança especial//diversas doenças 

Onde estava e com quem estava : Segundo a babá eletrônica a garota estava no quarto chorando muito, ouve-se a voz da empregada 

_______________________________________


Saio do carro e vou em direção a casa em que morava a Kim haneul, em uma só tentativa de bater na porta alguém abre

- Pois não - Uma mulher que aparentava ter 1,60 por ai, fala

- É aqui que mora a senhorita Kim haneul ? - pergunto 

- Sou eu - responde

- Eu sou Kim Taehyung, um dos investigadores da policia central de Daegu, prazer - estendo a mão para mesma apertar mas não obtive sucesso

- O que quer ? - pergunta 

- Eu vim aqui ter uma conversa sobre o caso, da garota de 2 meses atrás, acho que você deve saber não é? - pergunto 

- E-eu não sei de nada - fala fechando a porta mas eu a impesso 

- Mas você era a empregada da família da vítima não era ? - pergunto 

- Eu..eu..eu - tenta responder mas não obteve sucesso, então começa a correr

Corro atrás da mesma logo a alcançando.

- Kim haneul você está presa por homicídio ! - falo pondo as mãos da mesma juntas para poder prender 

- Eu não matei aquela garota - fala tentando se soltar

- Você tem o direito de se permanecer calada, tudo que disser poderá ser usado contra você num tribunal - falo terminando de algema-la

Levo a mesma para o meu carro no porta malas e o tranco, logo depois indo para a delegacia. Ao chegar na delegacia tiro a criminosa do meu carro e sigo com a mesma para delegacia.

Ao entrar na delegacia, todos me olham com os olhos arregalados, logo vejo o tenente vindo em minha direção com a cara de espanto.

- Como você..- tenta falar mas o interrompo 

- Ela matou a Oh hani, ninguém estava em casa, como marcava no relatório, a empregada estava cuidado da criança, ela não poderia deixar a criança sozinha pois a mesma tem problemas, a criança era uma criança especial, como obtia na ficha da vítima, ela tinha crise de choros e a haneul não estava aguentando tantos gritos, então como a criminosa era viciada em álcool pegou uma de suas garrafas e bateu com tudo na cabeça da vítima, eu não sei se foi por querer ou por quê ela queria que o choro amenizasse, então quando a viu que a matou pegou o corpo da criança e pôs num saco plástico preto e jogou no lixão abandonado atrás da casa da família, por isso os cheiros fortes. O corpo ainda está lá, atrás da casa, Meus pênsames a familia, estou indo tenho muito trabalho a frente - saio deixando até a criminosa de boca aberta

Saio daquela delegacia e vou para meu carro, entro no mesmo ligo e dou partida  indo em direção ao meu prédio onde localizava o meu escritório.

Esses tipos de casos era muito fácil pra mim, em toda minha vida nunca finalizei um caso errado ou sem prender o criminoso.

Ao chegar no meu prédio, estaciono meu carro, saio do mesmo o tranco e chamo o elevador que logo vem, entro no mesmo e clico no botão do meu andar.

Chego no meu andar e passo por 4 escritórios antes do meu, logo estava na porta do mesmo, destranco a porta e logo entro.

Meu escritório era muito espaçoso eu adorava aquele lugar, a vista para fora era realmente incrivel.

Tiro meu casaco, pego o controle do meu ar condicionado e o ligo , ligo meu computador, minha intenção era checar meus e-mails e assim o fiz.

Chequei todos os meus e-mails, a grande parte era de agradecimento por ter solucionado os casos mas me surpreendi com um e-mail da delegacia central de Seul


Email 


07:45 - Seul

Delegacia central de Seul

Detetive senhor kim Taehyung, a Ásia inteira está preocupada com um assassino que anda rodando pelo nosso continente, fazendo vítimas aonde passa, isso está preocupando muito o governos dos países Asiáticos, tão quanto isso nos preocupa.

A delegacia base do Japão junto com os seus investigadores estão tentando solucionar esse caso mas não obtiveram sucesso, não só o Japão mas Taiwan, Rússia, até mesmo a Tailândia estão tentando solucionar o caso, mas até agora, infelizmente não teve progresso. 

Nós da Policia de Seul estamos nos juntando para encontrar este sujeito, para que possamos ter a segurança de todos os nossos cidadãos, estamos contatando os melhores polícias, cabos, tenentes subtenentes para este caso. E como o senhor já solucionou casos rapidamente, e tem fama de um dos melhores investigadores da Ásia, nós da delegacia Central de Seul vimos pedir ao investigador a possível ajuda neste caso.

Sabemos que com sua ajuda solucionaremos este caso o mais rápido possível, caso tenha enteresse neste caso, porfavor entre em contato conosco via Ligação.

N : XXXX - XXX

De : Delegacia central de Seul, Subtenente xxxxx

Para : Kim Taehyung 


_________________________________


De alguma forma aquele e-mail me interessou muito, faz tempo que não estou num caso grande assim, acho que irei aceitar.

Sem mais delongas, ligo para o numero que estava no emaili


Ligação on


- Delegacia central de Seul bom dia - ouço a voz de um homem 

- Bom dia, me chamo kim taehyung sou o investigador aqui de Daegu, liguei por causa do e-mail que recebi agora pouco

- Oh sim, um momento - aguardo um pouco e depois o mesmo volta - Então senhor kim, estamos interessados em envolve-lo nesse caso o senhor estará disposto ? - pergunta 

- Sim, estarei disposto

- Que bom que aceitou nossa propósta senhor kim, se for possível, o senhor poderia vir para Seul daqui a dois dias ? - pergunta 

- Claro, farei o possível para está ai em dois dias! - respondo 

- ok, te aguardaremos até mais senhor kim ! - se despede e eu logo desligo 


Ligação off


Depois daquela ligação fiquei mais um pouco entretido no computador até receber uma ligação do Senhor Oh, o mesmo dizia que tinha achado o corpo, e que tudo que falei tinha batido.A cabeça da vítima teria mesmo sido golpeada.

A tarde inteira fiquei no meu escritório até que bateu o horário e fui para o meu apartamento.


2 DIAS DEPOIS 


Saberia que Iria ficar mais de meses neste caso em Seul então aluguei uma casa mobiliada por 3 meses no centro de Seul. Eu não viajei de avião e sim de carro, a viagem foi longa e cansativa.

tinha chegado há 30 minutos atrás, neste momento estou em uma loja de conveniência comprando alguma coisa para não passar fome, depois de escolher os produtos vou para o caixa pago  logo voltando ao carro e indo em direção a minha nova casa.

Mas  antes recebo uma ligação do subtenente perguntando se havia chegado, eu assenti e o mesmo mandou dá uma passada na delegacia para mim conhecer a mesma, mesmo cansado, eu fui.

Chego na porta da delegacia e logo sou recebido por um homem que aparentava está em seus 38 anos .

- Olá senhor kim sou o subtenente, o que o senhor mantém contato - fala sorrindo e pega em minha mão a apertando

- Olá senhor ! - o cumprimento - Eu posso falar com o tenente? - pergunto

- Oh claro irei chama-lo - responde vejo que o mesmo tirou o sorriso de seu rosto

O mesmo sai e eu fico ali parado por alguns segundos, vejo uma cadeira e sento na mesma. Não demora muito e logo vejo o subtenente vim em minha direção com um sorrisso no rosto 

- Ele está naquela sala - aponta pra sala da onde ele mesmo saiu, assinto e saio dali indo para a sala que o mesma me recomenda.

Bato na porta e o mesmo me manda entrar.

- Senhor - me aproximo da mesa onde estava um homem de aparência jovem sentado com folhas em suas mãos - Kim Taehyung detetive de Daegu 



Continua...



Notas Finais


Essa história está ficando interessante ein...

Gostou? Votem e comentem!!^^

ATÉ O PRÓXIMO CAPITULO ^^

Espero que tenham gostado
TT


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...