História Lágrimas Após Lágrimas - imagine Jeon Jungkook (BTS) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé
Tags Mistério, Romance, Sobrenatural, Tristeza
Visualizações 58
Palavras 664
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi❤

Obrigada pelos favoritos e comentários❤❤❤❤


Boa leitura e espero que gostem❤

Capítulo 3 - O final do começo


Após sair da casa de S/n, Jeon voltou imediatamente para a escola. Porém antes de chegar na mesma passou pelo cemitério... Aquele cemitério. 

Arrepios apareceram assim que as lembranças vieram. Aquela noite que ele ousou ir atrás de S/n. O vento gelado soprou com força contra o Jeon, isso significava que havia chuva por perto. Seus cabelos voavam sobre seu rosto. Até que aquele homem apareceu. Aquele homem.

O homem que cuidava das tumbas... 

Jeon sentiu seu corpo estremecer. Imediatamente voltou para o seu caminho em direção a escola. 

Assim que chegou se direcionou para a sala mas antes de chegar alguém o chamou.

- Menino! - voz feminina.

Jeon olhou para trás para saber quem o chamava. Uma garota baixinha de cabelos curtos e negros corria em sua direção.

- Você estuda na sala da S/n, né? - disse a menor pouco ofegante.

- (Seu nome completo)?

- Sim, essa mesma.

- Estudo, por quê?

- Preciso conversar com ela. Que horas vocês estão liberados?

- Ela não veio hoje.

- Não? - perguntou a baixinha arragalando seus olhos verdes.

- Ela deveria estar aqui? - guardou as mãosno bolso da calça.

- Você conhece alguém que é próximo dela?

- O que você é dela?

A menor o olhou um pouco insegura.

- Obrigada pelas informações.

A menina o cumprimentou como se faz na Coreia (cumprimento popular cultural) e foi -se embora.

Jeon não entendeu bem o que acabara de acontecer. Na verdade ele estava muito confuso com tudo acontecendo.

O Segredo da S/n;

O homem do cemitério;

A morte da mãe da S/n;

Essa menina estranha…

Tudo estava muito mal contado e ele amava mistérios, porém nunca tinha vivenciado algum. Entretanto sentia em seu interior que não deveria mexer nessa história por não ser seu problema. Mas Jeon é teimoso e não deu ouvidos aos anjos que o protegiam. O Divino precisará protege-lo assim como protege a S/n.

As aulas se passaram, Jeon foi para casa pensando na S/n. Ao chegar no seu quarto abraçou a almofada fingindo estar abraçado com a atração principal de seus pensamentos.

S/n lavava o pote que estava a sopa. A comida rendeu para 2 refeições e isso levantou a saúde dela. Tomou um banho bem tomado e saiu para respirar um pouco. Antes de sair de casa colocou uma faca no bolso. Ela não confia em ninguém.

Colocou a carteira no bolso e foi para a rua. A chuva já acabara, ou seja, não precisava de guarda chuva.

Ela andou, andou e andou até chegar no lugar marcado.

- O que você quer, X?

A baixinha a olhou de cima a baixo.

- Você emagreceu, o que aconteceu?

- O que você quer? - insistiu.

- Quero saber quando você vai fazer o que prometeu. - seus olhos verder brilhavam na penumbra daquele beco.

- Eu não vou fazer aquilo, estava com raiva jamais faria…

- Mas você prometeu - interrompeu.

- Eu retiro minha promessa.

- Não tem conversa, S/n.

- É… eu já vi que estou sozinha.

- Eu vim te avisar de que seu tempo está acabando. - X segurou o rosto da S/n com as duas mãos - Estou contigo para o que der e vier.

- Uhum.

S/n retirou as mãos da X e se afastou.

- Eu tenho quanto tempo?

- Você tem exatamente um ano.

- Ele está sabendo?

- Óbvio que não. Se ele soubesse você já estaria morta. Mas você prometeu para a Susan. Então você precisa fazer.

- Eu não quero matar ninguém..

- E eu não quero que você mate. Mas ou ele morre ou a família da Sana morre, aí você quem escolhe.

S/n mais uma vez pos-se a pensar.

"Como eu vou defender a Sana?" Pensava o tempo todo.

- Não tem jeito, a gente precisa convocar o pessoal - disse a S/n por fim.

- Amanhã as 8:00 horas na casa de cima.

- Ok.

As duas saíram e foram para suas residências...

Amanhã começará o inferno na terra, que Deus nos abençoe!!!



Notas Finais


Obrigada por ler❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...