História Lágrimas do Passado - Jikook - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys, Bts, Jikook, Kookmin, Namjin, Omegaverse, Vhope
Visualizações 377
Palavras 1.186
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), LGBT, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite leitoras lindas do meu coração!!! Espero que tenha ficado bom o cap de hoje!

Cap em especial para :Baloneza - jikookianamochi -IvyanIsBad - taexplicado e hopejikook ( Estou lendo e amando as teorias de vocês todas )
BJS

Capítulo 12 - Capitulo 12.


Fanfic / Fanfiction Lágrimas do Passado - Jikook - Capítulo 12 - Capitulo 12.

                Sair à procura de Jungkook se mostrou uma tarefa difícil para Jimin, havia tantos corredores que o ômega não sabia qual o certo, não se lembrava exatamente o caminho que haviam feito mais cedo, pensou em tentar retornar para o quarto e esperar pelo alfa, mas havia um sentimento de urgência que queimava em seu peito, de alguma forma precisava estar junto a Jungkook.

                Jimin virou um corredor a esquerda e escutou algumas vozes, tentou seguir o som e parou em frente à porta de um quarto que estava entreaberta revelando duas figuras, o ômega Jin parecia estar sentado na cama com a cabeça apoiada no ombro do alfa Nanjoom , levantou a mão para bater, mas ao escutar um som como se alguém chorasse, pensou que talvez aquele não fosse um bom momento, se virou para ir embora quando ouviu o nome de Jungkook ser mencionado, movido por um pouco de curiosidade que talvez estivessem falando sobre o casamento e que não concordassem com o mesmo, Jimin resolveu escutar, não era a atitude mais correta, mas gostaria de saber se sua união ao alfa não era bem vista por sua família.

                __Jungkook não deveria fazer isso. – Jimin escutou a voz chorosa do ômega Jin. – Não deveríamos nunca ter ido para aquela cidade, se eu soubesse que isto iria acontecer quando te pedi que comprasse aquela propriedade, eu não teria feito, iríamos para o mais longe possível daqui e ele nunca iria saber de nada.

                __Não se culpe, eu não gosto quando você chora assim. – O alfa puxou o ômega para seu colo ainda mantendo o rosto do menor em seu ombro. – E você sabe que nada poderia impedir que isso acontecesse, é o destino e se está traçado que as coisas aconteçam assim, é o que vai acontecer.

                __Eu não diria que isto é o destino, na verdade a palavra castigo combina mais com toda esta situação.  – Jin riu sem muito humor para depois soluços serem ouvidos. – Eu gostaria de poder fazer algo. – O ômega sussurrou.

__ Isso é assunto do Jungkook, não podemos interferir, sabe disso.

__Justamente por ser assunto dele que devemos interferir, estou tão cansado disso tudo e você sabe bem, temos que fazer algo Nanjoom.

__Não! – O alfa disse firme. – Não é problema nosso.

__Eu acho que é sim. – Jimin viu pela fresta da porta quando o ômega se levantou do colo do alfa e enxugou as lagrimas da face determinada. 

__Você sabe como isso vai terminar no fim. – Nanjoom suspirou ao se levantar, puxou o companheiro para seus braços e o abraçou fortemente.

__Eu sei... Mas eu quero tentar. – A voz abafada de Jin estava mais calma.

__Eu sei. – O alfa riu. – Conheço bem esta parte teimosa sua.

__E mesmo assim me ama.

__Para todo o sempre. – Nanjoom disse tranquilamente antes de selar seus lábios com o do menor.

Jimin se sentiu extremamente desconfortável, sabia que estava corado, se separou da porta e correu para o fim do corredor, uma parte de si estavam bem com escutar conversa alheia, mas a outra não queria ter visto Nanjoom por a língua na boca de Jin, espionar isto já iria passar e muito dos seus limites.

Caminhando sem realmente saber para onde ia, Jimin não conseguia parar de pensar na conversa que havia escutado, não conseguiu entender direito, talvez Jin não aprovasse que Jungkook iria se casar com ele, isso o entristeceu, ele realmente havia gostado do outro ômega, mas não deixaria que  interferisse no seu casamento, tentaria se manter um pouco afastado de Jin se fosse o caso.

__Então você está ai!

                Jimin pulou com o susto, Jungkook estava bem atrás de si com um pequeno sorriso no rosto.

__  Você me assustou. – O ômega não conseguiu esconder o pequeno bico que se formou em seus lábios.  –Isso não é engraçado, pare de aparecer atrás de mim do nada.

__Meu pequeno Jimin pode ficar com raiva então. – Jungkook se aproximou do loiro. – Mas isso só lhe faz parecer um gatinho pronto para arranhar.  - Jimin fez uma careta com o comentário do alfa que riu. – Agora, acho que estava perdido, certo?

__Bem, eu apenas não sabia muito bem para onde estava indo. – Jimin não queria parecer mais tolo confirmando que havia esquecido o caminho pelo qual o alfa havia lhe levado mais cedo.

__Certo, certo. – Jungkook pegou sua mão e puxou para um corredor. – Já que te encontrei, precisamos conversar sobre algo importante.

                O alfa levou o pequeno ômega para um lugar que parecia ser a biblioteca, Jimin se sentiu fascinando, nunca havia visto tantos livros em toda sua vida,  por um segundo sua atenção ficou totalmente presa no que via, por pouco tempo, pois Jungkook puxou seu rosto com os dedos para que o encarasse, os olhos negros conseguiram prender os cinzas do menor, era impossível desviar o olhar do alfa.

                __Amanha, quero que alem de se unir a mim em casamento, quero que aceite minha marca!

                __O-o q-que...? – Jimin não conseguiu conter sua surpresa, mesmo naquela sociedade a marca de um alfa era algo muito serio, muitos casais se união e depois de alguns anos o ômega se deixava marcar pelo seu alfa, permitir ser marcado era algo como dar sua vida, sua liberdade para seu alfa, um ômega marcado não poderia viver sem aquele que o marcara, a dor era intensa  quando separado do mesmo, alem é claro que sempre iria obedecer cegamente o que seu alfa lhe dizia. – I-isso é-é al-algo precipitado, não?

                __Eu sei. – Jungkook confirmou e aproximou seu rosto ainda mais do ômega, seus lábios estavam tão perto que Jimin conseguia sentir o calor quando o alfa falava. – Pode parecer loucura, mas eu quero que você me pertença completamente, confie em mim.

                __E-eu não-não sei... – Aquela proximidade toda lhe deixava tonto, não conseguia pensar direito, nunca pensara em deixar um alfa lhe marcar antes, mas o calor do alfa estava tão perto de si que chegava a lhe queimar.

                __Voce não confia em mim? – Jungkook lhe perguntou soando ferido pela desconfiança de Jimin.

                __Não é isso. – O ômega se apressou a dizer. – Nos conhecemos em tão pouco tempo.

                __Para mim já é o suficiente. – Os lábios de Jungkook encostaram no bochecha do pequeno e se arrastaram are a orelha onde sussurrou. - Não sente o mesmo?

                __Vai mesmo cuidar de mim? – Jimin não agüentava mais aquela tortura, sentir o corpo do alfa colado ao seu, a respiração ao alfa em seu pescoço lhe causando arrepios, uma fome que ele nunca conheceu começava a se arrastar pelo seu corpo.

                __O que acha? – Jungkook lhe perguntou com um sorriso, olhou bem fundo nos olhos do ômega como se pudesse tocar sua alma.

                __Acho que sim. – Jimin lhe sorriu, nunca pensou que um dia poderia se entregar a alguém assim, deixar ser marcado era ao mesmo tempo aterrorizante como também fazia seu coração bater mais forte, nunca pensou que alguém pudesse lhe querer tanto como aquele alfa lhe mostrava e aquilo era o suficiente para que ele o amasse ainda mais e levasse para longe as imagens do pesadelo que havia tido, se sentia protegido com seu alfa.


Notas Finais


É isso, vou ali assistir um dorama e assim que o próximo cap estiver pronto eu posto, vou contar um segredo para vocês: ele vai ser o cap do casamento, então vou me esforçar ao máximo.

BJS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...