História Lança do céu - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 20
Palavras 1.483
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Terror e Horror
Avisos: Homossexualidade, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


Eu sempre me interesei,por mitologia de diversos países,mas nada me inspirou a escrever igual a mitologia japonesa,e sua complexidade.

Capítulo 1 - A profecia


Fanfic / Fanfiction Lança do céu - Capítulo 1 - A profecia

A muito tempo atrás,os deuses primordiais,foram para uma outra realidade e viram que só havia trevas e um vazio,então eles se reuniram e decidiram
criaram dois seres que viriam a ser os criadores dos vastos mundos ,divindades.

Izanagi era um ser extremamente poderoso que possuía a forma de um homem e Izanami era uma divindade em forma de moça de beleza estundiante,os deuses entregaram a lança do céu forjada pelas trevas e luz,junto com o pedaço de cristal de forjado pelas sombras e dobrado pelo deus do tempo, na qual criaram tudo que tem no mundo,meses depois eles tiveram duas crianças a o jogar na correnteza do rio Onogoro e por meio de um buraco, ,por não serem considerados divindades,mandados a uma realidade recém criada pela lança do destino ,então criada para animais irracionais e uma outra vegetação,Izanami chorava mas nenhuma criatura saia das suas lágrimas,eram lágrimas de amor de mãe,mas seu orgulho falava mais alto.

Anos depois

Izanami estava parindo o Deus do fogo nas margens do rio onogoro , durante o parto o neném acabou queimando todo o seu corpo o fogo do neném não era o fogo comum,era algo celestial,no primeiro choro do bebê,Izanagi pegou a lança da vida e assasinou a pobre criança cegado pelo ódio ,o sangue escorreu indo parar no rio onogoro ,do sangue do deus do fogo caindo na água e se espalhando , surgiram os seres humanos eram confusos,e emergiram do sangue milagroso, assim eles mandados para a mesma realidade que os filhos de Izanagi e Izanami,por serem considerados impuros para viver em um mundo como aquele segundo a ideologia de Izanagi.

Os Deuses primordiais ficaram chocados,não podendo inteferir ,alguns estavam discordando de tudo que acontecia ali,outros sabiam que algo maior ainda aconteceria.

Um dos deuses primordiais vendo a tal atrocidade se levanta,os outros deuses sem reação não dizem nada,era o Deus do Tempo,e escreve em um pergaminho o seguinte texto,que era uma profecia:

"Que todo o mal cairia,sobre uma alma,a única capaz de empunhar a lança do céu novamente,do mesmo jeito que todo mal poderia partir,o bem também poderia cair,essa criança celebrará a vida mas poderá mergulhar as realidades no caos."

E mostra a todos os deuses,eles concordam.

Os deuses preoculpados em como saberiam quando o tal milagre aconteceria criaram guardiões,raposas com diversas habilidades extraordinárias e maravilhosas,assim nasceram as raposas kitsunes,eram majestosas,algumas tinham diversas caudas,outras carregavam uma esfera brilhante,tinham olhos brilhantes e belos,elas iriam para a outra realidade e aguardariam,o nascimento do tal milagre.

O deus do tempo se manifesta orientando as raposas kitsunes como seria a outra realidade.
-vocês veram líderes cairem e líderes crescerem,verão coisas extraordinárias,veram o mundo crescer e mudar,mas nunca esqueçam o por que estão indo nessa missão.

Elas vão através de um feixe de luz .

Izanagi chorava e de suas lágrimas surgiram criaturas que tomariam os mares e a terra,segurando sua esposa , sua esposa no último suspiro de morte percebeu o que os deuses haviam planejado,criando o mundo yomi,a terceira realidade criada até então.

Lana estava sonhando com uma floresta cheia de esferas brilhantes e diversos chamas flutuantes , enquanto uma raposa contava toda essa história para ela,uma raposa de cor branca que tinha uma bela esfera de luz segurada por suas duas caldas.

Lana questiona:

- então eu sou o tal milagre ?

Antes da raposa dizer algo
Ela acorda com o barulho de despertador

-e lá vamos nós para a escola de novo.

Ela se arruma,e desce para a cozinha,correndo

Lana acorda com ve seus país fazendo um belo café da manhã,seu pai era um homem importante,tinha cabelos grisalhos e não era de aparência bonita,já sua mãe era a clássica rainha de escola ela tinha madeichas morenas como as de Lana,e de belo sorriso,antes de Lana sair seus país chegam com um bolo de aniversário e chapéus de festa.

Eles gritam Parabéns bem alto.

Ela se sentia incomodada,ela estava chateada,todo ano seus pais davam uma desculpa para não comemorarem seu aniversário,mas ela sabia o por quê trabalhavam muito.

Ela decide ir para a escola,as árvores se moviam imensamente,o vento corria, e um sorriso era colocado no seu rosto,ela tinha uma certa queda pela natureza,a mesma trilha da cidade pennyville,a cidade pennyville era conhecida pela cidade do sorvete,tinha o melhor sorvete do estado,além de ser uma cidade pequena,tinha uma grande fábrica de sorvete, pennycream era o nome .

Elena é melhor amiga de lana,buzinava sem parar,eram insuperáveis,Elena tinha 19 anos,cabelos ruivos e uma pessoa doce e calma.

Chegando na escola que ela estudava,conhecida como Pennyville high,era uma escola clássica americana,tinha os nerds,as princesinhas etc... na entrada tem o seu amigo Ryan,um amor de pessoa,ryan e seu namorado o Lincoln eram um casal muito fofo,Ryan era uma pessoa atenciosa,amorosa e maravilhosa,tinha cabelos crespos,de pele morena.

Ele chama Elena para um Canto para falar sobre a festa surpresa da Lana:

-Então a festa tem que estar perfeita,será que ela sabe que estamos planejando uma festa

Ryan e Elena olham e dizem não simultaneamente

Elena fala:

-Bem depois da aula alguém tem que distrair ela,sobra para mim e você,Ryan concorda.

Elena sai com um sorriso e se dirige a sala de aula.

Ryan com um sorriso profundo aceita e vai conversar com Lana

Ele pergunta :

-Como anda seu relacionamento com o Toddy.

Lana responde:

- Estamos indo muito bem.

Nos pensamentos de Lana,ela sabia que não amava ele,não sentia aquele sentimento recíproco que ele queria que ela sentisse,era algo completamente mal construído,ela não queria aquilo e ela sabia que não queria aquilo.
Um silêncio fica mútuo entre os dois,então ambos se dirigem a aula.

Durante a aula de biologia,ela olhava para a janela,vendo o tempo passar,até um fogo azul se movimentou,era algo puro, a o mesmo tempo com uma imagem bela e aparentava inocência,ela limpou os olhos e o fogo sumiu.

Sua professora logo lhe deu uma bronca:

-seria bom você prestar a atenção na aula,Lana!!!

Lana continua olhando,o fogo acabou voltando mas tinha virado roxo.

Algo naquele fogo incomodava,derrepente ele toca em uma árvore e um verdadeiro incêndio começa.

Ela não acreditava no que acabava de ver,ela lembra que a o redor da raposa dos seus haviam esses fogos.

Derrepente ela grita
-A Árvore está pegando fogo
Os alunos se levatam,a professora perplexa com a situação corre para a sala do diretor.

Todos observando o que ia dar,alguns ligaram para os bombeiros,o fogo começaria a se alastrar.

Os deuses primordiais,observando as três realidades perceberam que o tal milagre estava correndo um perigo,apagaram o fogo

O lugar em que os deuses primordiais viviam era algo que ficava no centro das três dimensões,era algo coberto de marfim,algo deslumbrante,as torres eram gigantes de grama era como uma nuvem, no centro havia o papel da profecia e uma grande mesa,havia um pomar lindo,com todos os tipos de frutas, onde iam para olhar o mundo yomi,diferente das realidades o templo ficava a cima de todas elas em si,não era uma realidade.

Um dos deuses preocupados,percebeu que algo escapava do mundo yomi,algo que podia colocar Lana em perigo.

Após o incêndio sumir instantaneamente,Lana e seus colegas observam, a professora chega com o diretor McCartney

McCartney diz:
-só me chame em extrema emergência sra. Kepner

Após o longo período de aula,os alunos finalmente saiem,de Pennyville high.

Lana,Elena e Ryan estão em frente a escola.

Lana diz a Elena:

-sinto que algo de ruim está prestes a acontecer

Ryan com seu deboche diz
- algo tipo uma árvore que estava pegando fogo ou não ?

Lana retruca:

-todos viram a árvore mas o fogo misteriosamente sumiu.

Eles apenas saem de braços cruzados,e um silêncio se inicia,vão a o carro de elena,todos entram e vão a caminho da festa surpresa.

Mas em uma estrada próxima

A o som dos Beatles,um garoto dirige seu carro,ele acaba atropelando algo,acaba indo verificar o que é.

A o ver,ele olha uma senhora toda arrastada
com um sangue verde a o seu redor,ela começa a se retorcer,e o sangue verde,voltar a o seu corpo,algo frio e seco e ela tinha um cabelo grisalho,prendido por um palito,tinha olhos de largato, o homem assustado vendo aquilo se retorcer,começou a correr

A velha logo gritou
-Homem mal,Homem mal,volte aqui

Ele não aguentou e parou de correr

Logo a cara da pobre velhinha começava a mudar,um rosto repetiliano com olhos vermelhos estava ali,ela estava com uma língua gigantesca,garras e ela começa a correr como um leopardo alcança o cara,ele começa a chutar a cara dela,nada faz efeito,ela pega suas presas e prende no pescoço do cara,tudo que restava,os olhos deles ficam brancos e sem cor,a senhora ganha olhos laranjas e acaba voltando a forma normal.

O fogo flutuante estava lá,apenas observando todo o ato da velhinha .

Lana tem uma visão com a raposa de duas caldas
- vá para a estrada perto da cidade

Ela fica pensativa

Elena dentro do carro pergunta:

- Aconteceu algo ?

Lana responde :

- Nada,apenas um pensamento meu.


Notas Finais


Obrigado a todos que leram,agradeço de coração


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...