História Las Vegas - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan, Bts, Drama, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Lasvegas, Paixão, Romance, Traição
Visualizações 123
Palavras 2.356
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 24 - O Almoço (Parte 2)


Fanfic / Fanfiction Las Vegas - Capítulo 24 - O Almoço (Parte 2)

********************************

- Jungkook? - Namjoon estava surpreso por ver o amigo à sua porta.

- Hyung! Eu estava me sentindo muito sozinho em casa, então pensei que a gente pudesse passar o domingo juntos. Eu trouxe uma garrafa de vinho, a gente podia ver um filme ou jogar video game. O que acha? - Jungkook falava sem parar, sem dar chances para o amigo se manifestar. - Nossa, que cheiro bom! Você tá cozinhando? Meu Deus, vai colocar fogo na cozinha. Vamos lá, eu te ajudo.

Jungkook deixou o tênis preto na entrada. Estava vestido casualmente, com uma bermuda preta, uma camiseta branca e uma camisa jeans por cima. Nada lembrava o CEO do dia a dia. Ele próprio fechou a porta, entrando no apartamento sem cerimônias, afinal, já era de casa.

- Kookie! - Namjoon chamou, fazendo o amigo se virar para ele. - Eu não estou sozinho... Jin é quem está cozinhando e...

Nesse momento, Jimin apareceu na sala, segurando três taças de cristal nas mãos. Jin se juntou ao grupo logo em seguida, se assustando com o convidado inesperado.

- Jimin? - Jungkook disse baixinho.

O loiro nada disse, apenas observou como o outro estava bonito vestido daquela maneira. Seu peito subia e descia um pouco mais rápido agora, sentindo as taças escorregarem um pouco de suas mãos por causa da transpiração.

Jungkook não estava muito diferente, encantado com Jimin usando cores claras, a bermuda expondo as pernas bonitas e a camisa branca parecendo tão perfumada quanto seus cabelos. Quase deixou a garrafa de vinho cair, se não fosse por Namjoon tê-la segurado.

- Olá, Jungkook! - Jin quebrou o silêncio.

- Boa tarde, Jin hyung. Me desculpa aparecer assim, sem ser chamado. Eu deveria ter ligado antes... - Coçou a nuca constrangido.

- Não tem problema! Ouvi você dizendo que estava sozinho hoje?

- Ah, sim... Yeri viajou com a mãe e meus pais foram para o interior visitar a minha avó. 

- Você gostaria de almoçar com a gente? Estou fazendo selleongtang*.

O moreno adorava o selleongtang que Jin fazia, era melhor que o de sua mãe. Mas ficou com vergonha de aceitar o convite. Provavelmente, Jimin não ia querer a sua presença ali.

- V-vamos deixar para outro dia... vocês estão almoçando em família, e eu não quero atrapalhar. - Se virou, indo em direção à porta.

- Jungkook, você também é da família. - Namjoon chamou a sua atenção, observando o amigo calçar os sapatos novamente.

O moreno sorriu tristonho para o amigo mais velho. Sabia que aquilo era verdade, mas deixaria o clima daquela refeição estranho se ficasse. Mas antes que pudesse terminar de amarrar o tênis, ouviu uma voz doce.

- Fique, Jungkook.

Ele parou seus movimentos, tentando decidir se o que tinha ouvido era verdade ou não. Ergueu a cabeça levemente, para confirmar de onde estava vindo aquele pedido.

Jimin olhava para si, sem parecer magoado ou irritado com a sua presença.

- Fique e almoce com a gente. - Jimin repetiu depois que não obteve uma resposta do outro.

- T-tem certeza? Eu não vou atrapalhar?

- É claro que não, Jungkook. - Jin reforçou o convite. - Vamos, fiz bastante comida.

O moreno sorriu largo, voltando a tirar os sapatos. Ele não percebeu, mas Jimin também sorriu pequeno. O loiro ouviu quando o Jungkook disse que estava se sentindo sozinho, e ficou com dó de deixa-lo passar o dia sem ninguém. Namjoon era como seu irmão mais velho, seria muita maldade dizer para ele ir embora.

- O que eu posso fazer para ajudar? - Jungkook se ofereceu.

- Segure essas taças, eu vou buscar mais uma. - Jimin respondeu, oferecendo os cristais que tinha em mãos.

Jungkook foi até ele, e tomou as taças com cuidado de suas mãos. Seus dedos longos encostaram nas costas das mãos do outro, fazendo ambos sentirem um pequeno choque com o contato. Jimin engoliu em seco, e se afastou rapidamente, antes que o moreno pudesse reparar na sua consternação.

Jeon apoiou as taças na mesa de jantar, alcançando o saca-rolhas que estava sobre o móvel. Enquanto fazia um pouco de força para abrir a garrafa, Jimin voltou com mais uma taça.

- Bom, eu vou ficar na cozinha com o Jin. -  O loiro esperou que Jungkook servisse o vinho nas quatro taças, pegando duas para si, indo de encontro ao primo.

Jungkook observou o outro se distanciar novamente, suspirando depois de tomar o primeiro gole da bebida.

- Ele me odeia, hyung. - Disse para o amigo.

- Eu não o julgo.

- Que belo amigo você é, Namjoon. - Jungkook deu um soquinho no ombro do outro.

Mas sabia que ele tinha razão, Jimin tinha todos os motivos do mundo para odiá-lo. Na verdade, ele até achava impressionante o fato do loiro ainda estar por perto, o óbvio seria ele sumir, e nunca mais querer olhar na cara dele. Mas Jungkook, mesmo envergonhado e arrependido, não podia negar que estava feliz por poder passar mais um tempo com Jimin, ainda mas sendo um pedido vindo dele.

[..]

- Hyung, eu trouxe vinho para você.

- Que susto, Jimin. - Jin levou uma das mãos até o peito. - Não estava esperando você aqui.

- E esperava o que? Que eu ficasse na sala junto com ele?

- Oras, você quem o convidou!

- Foi por educação, por pena, Jin.

- Ah, por pena... sei...

Jimin revirou os olhos, sabia bem o que estava passando pela cabeça do primo. Sentou-se em um banco, próximo da bancada onde o outro cozinhava.

- Jimin, me diz uma coisa. - Jin voltou a falar. - O que aconteceu no jantar de ontem? Nos separamos logo que chegamos e depois eu mal te vi. E aí teve aquele lance da Yeri te chamar para fazer um brinde...

- Ah, hyung... ontem foi uma noite intensa, mas não do jeito bom. Jungkook e eu conversamos, enfim. Ele disse muitas coisas, me contou como foi a sua criação, o porquê do seu trabalho ser tão importante para ele, e os motivos que os levaram ao noivado com a Yeri. Ele também me pediu perdão por ter me deixado sozinho em Las Vegas, disse o quanto aquela noite tinha sido especial para ele e o quanto ele se arrependia de ter mentido para mim. - Jimin suspirou triste, brincando com a taça que tinha nas mãos. - E ele quase se declarou...

- Como assim, quase?

- Eu o interrompi, não deixei que ele terminasse a frase.

- Mas por que?

- Como assim, por que? Jin, o que isso mudaria? Nós estávamos em um jantar em comemoração a união dos dois! O que adiantaria ele dizer que tem sentimentos por mim? - Jimin bufou. - Nada... não mudaria nada. Ele já fez a sua escolha...

- Jimin, eu sinto muito por tudo isso que está te acontecendo.

- Eu também sinto, hyung. E depois disso, aquela louca da Yeri nos trancou em um lavabo.

- Ela o que??? - Jin deixou a colher que mexia a panela cair.

- Foi isso mesmo. Ela nos flagrou sozinhos, logo depois que a nossa conversa tinha terminado. Ela me seguiu até o banheiro, entrou e trancou a porta. Começou a me insultar, a dizer que eu estava interessado no dinheiro de Jungkook e que ela não deixaria ninguém atrapalhar os planos do casamento perfeito deles. Ela mandou eu sair do seu caminho, ou não mediria as consequências.

- Eu não acredito nisso, Jimin. Ela te ameaçou?

- Quem tem ameaçou, Jimin? - Jungkook havia entrado na cozinha, com a garrafa de vinho em mãos.

- O-o que? Ameaça? Não, não.. n-ninguém está me ameaçando. Você deve ter escutado errado. - Jimin tentou disfarçar.

- Ah, tudo bem então. Eu vim oferecer mais vinho, vocês querem?

- Sim, por favor. - Jin respondeu, olhando de relance para o primo que suspirava aliviado por Jungkook não ter feito mais perguntas.

Pouco tempo depois, a refeição estava servida. Os quatro se sentaram ao redor da mesa redonda, com o caldo fervente ao centro e pequenos pratos individuais do maravilhoso kimchi de Jin. Iniciaram a refeição em silêncio, aproveitando a comida saborosa.

- Está uma delícia, Jin. - Jungkook elogiou o mais velho, que sorriu satisfeito com o elogio.

- Obrigado, que bom que gostou.

- Jungkook, você sabia que o Jin está abrindo um restaurante de comida japonesa? - Namjoon comentou.

- É mesmo? Eu não sabia. Que bom hyung, aposto que vai ser um sucesso. - Jungkook completou.

- Espero que sim, estou abrindo em sociedade com meu irmão. E por falar em comida japonesa, quando vocês vão partir para o Japão?

- Nós iremos depois de amanhã, na terça pela manhã. - Namjoon respondeu seu namorado.

- Ah, pena que eu não vou poder ir também. Eu adoro aquele país. Mas com toda essa confusão do restaurante e também minha avó, que não anda bem de saúde, não tem viajar.

- É a sua avó também, Jimin? - Jungkook perguntou.

- Não, esta é a mãe do pai de Jin. - O loiro respondeu. - Minha mãe era irmã da mãe dele, e a nossa avó já faleceu a muitos anos atrás. Espero que ela melhore, hyung. -  Jimin se dirigiu ao primo.

- Ela vai, são coisas da idade mesmo, ela sempre tem essas recaídas. Mas é uma mulher forte e sempre consegue se recuperar.

- Tenho certeza. - Jimin sorriu para o seu hyung, gostava de como o primo era sempre muito otimista. - Bom, eu sempre quis conhecer o Japão. - O loiro mudou de assunto.

- Você nunca foi ao Japão? - Jungkook perguntou.

- Nunca tive a oportunidade. Quem sabe agora que estou mais perto...

Jungkook sorriu, estava feliz por poder passar um tempo com Jimin sem que o clima ficasse tenso ou desconfortável. Imaginou como seria legal ir para o Japão com ele. Mostraria cada cantinho, o levaria nos melhores restaurantes, seria o guia turístico perfeito, já que ia ao país com uma certa frequência.

Aish, o que eu estou pensando. Jimin jamais aceitaria ir para o Japão comigo. Jungkook espantou as imagens criadas por sua imaginação.

O almoço seguiu tranquilamente, os quatro conversando sobre assuntos banais. Jungkook sempre observando cada movimento de Jimin, sorrindo vez ou outra, encantado com aquela figura adorável ao seu lado. Jimin, por sua vez, tentava não olhar para o moreno, com medo de denunciar o seu nervosismo com a sua presença.

Jin e Namjoon se entreolhavam, e estavam se segurando para não rir da situação. Era óbvio como aqueles dois estavam apaixonados um pelo outro, não havia dúvidas de que estavam lutando internamente contra aquele sentimento forte. Mas os quatro sabiam que a situação não era tão simples, e estava longe de ser resolvida.

[..]

As barrigas cheias e os copos vazios anunciaram a hora de partir. Jimin se levantou da mesa, juntando alguns pratos e talheres para levar até a cozinha.

- Jimin, não se preocupe com isso. Depois eu coloco tudo na  lava-louças. - Namjoon alertou o loiro.

- Vou apenas juntar as coisas, então. Deixo tudo lá na pia. - Continuou com o que estava fazendo.

- Eu te ajudo. - Jungkook se levantou da cadeira também, pegando as 4 taças vazias.

Jimin apenas acenou com a cabeça e foi em direção a cozinha, sendo seguido de perto pelo moreno. Ao chegar, ambos colocaram a louça na pia e o loiro observou a bandagem na mão esquerda do outro.

- E o seu machucado, melhorou? - Perguntou apontando para o curativo.

- Ah, isso. Sim, já está melhor. Foram apenas alguns pontos, amanhã mesmo eu vou me livrar deles. - Jungkook contou timidamente.

- Que bom...

Jungkook pensou em dizer o quanto Jimin estava bonito naquelas roupas casuais, mas não teve tempo. O loiro virou as costas e voltou para a sala.

- Jin hyung, o almoço estava uma delícia. Obrigado por tudo, mas acho que já vou. Quero descansar um pouco mais, a semana vai ser puxada. - Jimin começou a se despedir. - Vou chamar um táxi.

- Eu te levo... - Jungkook surgiu no cômodo.

- Não precisa, é perto daqui e eu não quero te tirar do seu caminho. - Negou sem mesmo considerar o pedido.

- É caminho dele, Jimin. - Jin se apressou em dizer. - Jungkook, ele está hospedado no The Shilla Seul.

Jimin repreendeu o primo com o olhar, que parecia estar se divertindo com a situação.

- Sim, claro. Eu sei onde é, e eu vou mesmo passar por lá. Vamos? - Jungkook sugeriu com um pequeno sorriso nos lábios.

Jimin suspirou derrotado. - Está bem, vamos.

O sorriso do moreno se alargou mais, satisfeito por poder levá-lo para o hotel.

Os dois seguiram até o carro de Jungkook, estacionado na frente do prédio. A viagem seria rápida, de aproximadamente dez minutos, mas Jimin se sentia ansioso por estar dividindo um espaço tão pequeno com aquele que fazia suas pernas fraquejarem.

Fizeram o caminho todo em silêncio, Jungkook, por diversas vezes, abriu e fechou a boca tentando puxar algum assunto, mas nada saía de sua boca. Jimin mantinha o olhar fixo para fora da janela, observando o movimento da rua.

O maserati preto parou de frente ao hotel de luxo, tirando Jimin de seus pensamentos longínquos.

- Obrigado pela carona. - Jimin desafivelou o cinto de segurança, pronto para abrir a porta do veículo.

- Jimin, espere. - Jungkook apoiou sua mão na coxa esquerda do loiro.

Park sentiu seus músculos da perna darem um pequeno espasmo pelo contato inesperado, e Jungkook pareceu ter percebido, pois tirou a mão logo em seguida.

- E-eu... - pausou - Eu só queria dizer que adorei o almoço de hoje. - Sorriu sem mostrar os dentes.

Jungkook encarou os olhos castanhos por alguns segundos, se perdendo no brilho que eles tinham. E quando achou que não ia obter uma resposta, ouviu sair daqueles lábios que tanto sentia falta:

- Eu também...

E assim, Jimin saiu do carro. Deixando Jungkook para trás com o coração acelerado.


Notas Finais


*O Sulleongtang é caldo de rabada que vai perfeitamente com kimchi. É feito com rabo de boi estufado, macarrão de vidro, e cebolinha.

Para quem quiser acompanhar as fotos complementares da fanfic, me sigam no Twitter! (Almtk_A)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...