1. Spirit Fanfics >
  2. Last Day Jenlisa >
  3. Número 7

História Last Day Jenlisa - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei gente desculpa demora, fiquem em casa viu? O coronga vírus tá aí

Capítulo 7 - Número 7


Fanfic / Fanfiction Last Day Jenlisa - Capítulo 7 - Número 7

Exatamente uma semana se passou desde o dia que Lisa recebeu alta, a tailandesa estava melhor, sentia-se bem, até cogitava-se a idéia de estar feliz, mas sua felicidade tinha nome e sobrenome e se chamava Jennie Kim, a tailandesa tentava negar para si mesma que Jennie com pouco tempo que estava ali tinha conseguido lhe fazer florescer, tinha lhe trazido as cores de volta, o sabor da felicidade, o prazer que é vivier, mas não conseguiu negar por muito tempo, ela sabia que seu jeito contagiante, seu sorriso, tudo nela lhe ajudava a enxergar que ela podia ser feliz de novo, bastava se entregar a felicidade.

A amizade das duas cresceram ainda mais, a coreana sempre sazia seus almoços, sempre lhe fazia companhia, gostava de compartilhar suas ideias para seu livro com Lisa e a tailandesa amava dar opiniões de onde ela poderia mudar e acrescentar, as duas ajudavam de maneira única e nem percebiam que quanto mais os dias se passavam mais elas se apaixonavam.

Era uma manhã de sábado fria, o inverno estava castigando os moradores da cidade, Rosé estava no hospital, Jisoo tinha saído e Jennie estava sozinha em casa deitada de bruços sobre a cama, lendo um livro de romance clássico, isso ajudava a abrir sua mente na hora de escrever, a coreana subiu um pouco seus óculos de graus com o indicador, mordendo seu lábio inferior concentrada na trama que lia, seus cabelos estavam feitos em um coque e ela estava vestida apenas com um moletom rosa velho e grande que batia mais ou menos na metade de suas coxas, nos pés ela usava apenas meias.

Jennie viu o celular vibrar e logo pegou o aparelho vendo uma mensagem de Lisa.

[Lisa]: abre a porta pra mim linda.


Ela reitrou os óculos e soltou os cabelos se levantando em um salto e logo indo em direção a sala abrindo a porta pra Lisa que estava em pé sorrindo para a coreana, a tailandesa não deixou de observar as pernas nua de Jennie e salivou com a idéia de poder segura-la com força, de poder sentir a maciez de sua pele, ultimamente ela estava tendo esses tipos de pensamento, estava tento sonhos eróticos com Jennie e se sentia um pouco culpada, a pesar de sentir atraída por ela no fundo sabia que as duas estavam apenas fortalecendo a amizade e Lisa não queria estragar isso por nada nesse mundo.

"Sentiu minha falta?" Jennie brinca piscando o olho em seguida.

"Talvez eu tenha sentido" Lisa diz séria, seus olhos negros brilhavam com um tom único, Jennie sentiu seu rosto pegar fogo, achava o olhar de Lisa muito intenso, lhe queimava por dentro, era como se ela pudesse despir sua alma com apenas o olhar.

"Então venha matar sua saudade Lisa" a menor diz vendo a mais velha sorrir de canto, ela queria matar a saudade porém de outra forma. Lisa fechou a porta da sala e mais uma vez encarou Jennie que sem graça preferiu quebrar o silêncio.

"Vamos para o meu quarto, eu estava escrevendo" a voz doce de Jennie agradava Lisa, era suave mas potente.

A coreana puxa pela mão de Lisa arrastando a mesma para o seu quarto.

O quarto de Jennie era médio tinha um guarda roupa, cama de casal, uma parte para a estante, o banheiro e ao lado se continha mais ou menos cem livros que Jennie se orgulhava de ter, a coreana sentou-se na cama vendo Lalisa observar novamente seus livros, já que ela ja tinha entrado em seu quarto antes, após observar tudo Lisa se senta ao lado de Jennie na cama.

"E como está Paul? Continua o mesmo idiota com Lilith?" A ruiva pergunta curiosa, adorava quando Jennie lhe contava sobre seus personagens.

"Continua o mesmo babaca de sempre, talvez eu precise fazer ele sentir que vai perder Lilith pra ver se no fundo ele possa dar o valor a ela" diz pensativa.

"Você tem razão, talvez ele só precise se sentir ameaçado por outra pessoa, sentir que está perdendo a namorada" Lisa sugere vendo Jennie assentir anotando tudo.

"Mas eles ainda não namoram" a coreana lembra e Lisa sorri sem mostrar os dentes.

"Ainda não" diz.

"Vai demorar um pouco Lisa, ele ainda não é homem ideal para ela" Jennie pensa um pouco decidida a fazer uma revira volta na história.

A presença de Lisa lhe deixava un pouco tímida porque ela nunca sabia o que se passava na cabeça da mais velha, Jennie gostava de ficar próxima a Lisa, gostava de ver que durante esses dias ela estava melhor, apesar de Lisa estar vestida com um jeans colado e uma blusa frouxa, Jennie podia ver que a mais velha tinha ganhando mais alguns quilos e ficava feliz por isso, queria deixar a sua crise alérgica no passado.

Lisa não pode deixar de notar que o moletom que a mais nova estava usando ficava na metade de suas coxas e conforme ela andava ele subia, seu corpo esquentou de tal forma que ela apenas se sentia queimar por dentro, Lisa tentava afastar os pensamentos maliciosos virando seu rosto na direção da janela para observar o céu cinzento e os flocos de neve caindo, era a estação favorita de Lisa.

Jennie voltou a se sentar na cama de frente pra Lisa, as duas se olhavam sem falar nada, no momento não era preciso, o silêncio era confortante, agradável, bom, calmo, mas por dentro elas estavam agitadas, era como se fossem ligadas uma na outra, como se no fundo elas se completassem, como se suas almas se pertecessem.

Porém o silêncio não demorou muito já que se podia ouvir a risada divertida de Jennie que não aguentou muito a troca de olhares e começou a rir, ela ficou tímida com o olhar da mais velha sobre si, Lisa acompanhou a menor na risada vendo que ela tinha corado.

"Você disse que Paul não é o homem ideal para Lilith e eu me pergunto, qual é o homem ideal para você" Lisa questiona e Jennie lhe encara séria, não estava esperando essa pergunta.

"Acho que não é obrigado ser necessariamente um homem" diz e Lisa sorri, ela apenas confirmou o que já sabia.

"Uma mulher?" A ruiva pergunta.

"Meu coração é livre Lisa, ele não escolhe por quem se apaixona" Jennie fala sentindo que a conexão tinha mudado, uma áurea intensa estava ao redor delas.

"E quem é a pessoa ideal para fazer seu coração se apaixonar?" Pergunta

"Aquela que faz meu coração acelerar com apenas um sorriso, que me faz queimar por dentro com apenas um olhar, que me deixa feliz com apenas a possibilidade de poder vê-la de novo, são coisas simples não acha?" Jennie diz baixinho olhando em seus olhos, queria que Lisa percebesse que estava falando dela.

"E você acha que já encontrou?" A ruiva questiona e a mais nova assenti.

Lisa encarou Jennie de maneira intesa, seu corpo explodia em mil pedaços dentro de si, era como fogos de artifício, ela sabia que a coreana estava falando dela e agora mais que nunca queria fazer o que estava querendo fazer desde a primeira vez que lhe viu, queria tocar seus lábios, queria sentir seu gosto, queria prova-los.

A mais velha se aproximou de Jennie levando sua mão direita até o rosto da coreana, ela acariciou sua bochecha com o polegar adorando a textura delicada de sua pele, a cada segundo elas se aproximavam ainda mais, os corpos se unindo, as respirações se misturando, Jennie ofegava sentido seu coração acelerar mais do que o normal, queria que Lisa fizesse logo o que tinha vontade de fazer porém a tailandesa gostava de fazer as coisas com calma, ela aproximou ainda mais seu rosto da outra e toda essa aproximidade só colaborava pra Jennie se sentie ainda mais ansiosa.

A tailandesa segurou os cabelos de Jennie em um rabo de cavalo e forçou a cabeça dela para o lado deixando seu pescoço alvo a mostra, os lábios carnudos de Lisa tocaram a pele exposta de Jennie que se arrepiou inteira, a coreana fechou seus olhos sentindo os beijos subirem até chegar no lóbulo de sua orelha onde sentiu uma leva mordida, ela podia ouvir a respiração de Lisa quente e ofegante bem no seu ouvido, sentia-se desesperada, queria Lisa agora, com urgência.

A ruiva levou a outra mão livre até a cintura fina da menor, ela apertou para descontar a tamanha vontade que sentia de despi-la ali mesmo e lhe fazer sua, mas sabia que tinha que ir com calma, os beijos se prolongaram indo do seu pescoço até a lateral do seu maxilar, Lisa segurou o rosto da mais nova fazendo elas ficarem cara a cara, Jennie viu quando ela encostou a testa na sua e fechou os olhos como se estivesse evitando sentir o que estava sentindo, como se estivesse lutando contra seus sentimentos e desejos.

"Faz o que você tem vontade de fazer" Jennie pede baixinho vendo que agora a tailandesa lhe encarava con seus olhos negros.

"Eu quero" a mais nova sussurra, passando a língua nos lábios e mordendo o inferior logo em seguida.

Lisa não conseguiu mais se controlar diante do ato da coreana, ela se aproximou ainda mais se é que era possível roçando seus lábios de leve nos da coreana para logo em seguida junta-los um braço estava em volta de sua cintura e a outra mão livre estava segurando com força os cabelos de sua nuca, Jennie separou os lábios pedindo passagem com língua e Lisa imediatamente cedeu, elas se tocavam intensamente, as línguas explorando cada canto de suas bocas e quanto mais se beijavam menos queria se desgrudar, para Jennie os lábios cheios de Lisa era a sua maior perdição, ela chupava com vontade, mordia e lambia, já a ruiva se sentia realizada por beija-la, por finalmente sentir seu delicioso gosto, a coreana tinha gosto de morango e menta, era suave e doce, era definição da perfeição.

Elas continuaram se beijando, se permitindo conhecer intimidamente, para elas um beijo era algo totalmente íntimo, e ali era o verdadeiro, o que mostrava as mais sinceras reações no corpo, era um beijo dado entre duas pessoas que se apaixonaram uma pela outra, mesmo que uma tentasse evitar a todo custo não foi o suficiente, acabam de selar a paixão que sentem uma pela outra, podia ser recente mas o amor verdadeiro não mente nem finge sentir, ele só acontece, ele só vem, e foi assim com Jennie e Lisa.

Enquanto isso Jisoo estava junto com seu primo, os dois estavam indo em direção ao apartamento da mais velha, Jisoo queria que seu primo conhecesse Jennie, sabia que o homem iria amar sua amiga e até torcia para que eles se envolvessem, Jisoo apenas queria o melhor para Jennie mesmo que o melhor para Jennie fosse Lisa.

"Você é uma tempestade, veio de repente, me fez sentir o que jamais senti por alguém, você me domina, você me vicia, você abala minhas estruturas, no final das contas eu me convenço de que nasci pra ser sua."


Jennie Kim



Notas Finais


Hmmmmmmmm esse meu Jenlisa, Jisoo filha oq tu ta tentando fazer?

Continua? Comentem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...