1. Spirit Fanfics >
  2. Last Hope (BTS) >
  3. Verdades.2

História Last Hope (BTS) - Capítulo 32


Escrita por: MoaneFics

Capítulo 32 - Verdades.2


Fanfic / Fanfiction Last Hope (BTS) - Capítulo 32 - Verdades.2

Assim que Jin fechou o livro você apenas deixou as palavras saírem.

— Jin, eu tentei dizer antes e acho que por mais complicado que seja, não dá mais pra adiar. - ele se levantou e foi colocar o livro de volta a prateleira, sem dizer nada. – Hoseok, é mais que meu amigo.

Ele não ficou nem um pouco surpreso, mas mesmo assim foi difícil de ouvir.

— Acho que eu já tinha entendido essa parte quando se abraçaram lá naquelas ruínas. - ele disse quase irônico com tom de ciúmes. 

— Eu sinto muito não ter te dito antes, mas eu fiquei meio sem chão quando encontrei você. - você peemanecia parada em meio a sala ereta e falando firme como se estivesse perante um juiz. 

Jin se sentou sobre a mesa de frente pra você a analisando. 

— Você pensou que eu estava morto, acho que não posso te cobra nada por isso.

— Foi muito difícil ficar sem você - você relxou os ombros - Eu e Hoseok nos conhecemos recentemente como eu havia mencionado antes, nós estamos juntos a alguns meses. – você já não se sentia mais tão nervosa, contar a verdade sempre foi mais libertador.

— E o que isso faz de nós dois? – ele quis saber por também era confuso pra ele – Namorados, amantes? Apenas velhos conhecidos?

Essa era uma pergunta difícil, uma que fazia a si mesma todos os dias desde que o reencontrou. 

— O que eu sinto por você, não foi esquecido, acho que você também conseguiu deduzir isso quando nos beijamos.

Jin se levantou e sorriu meio triste.

— Eu não sei, quando nos beijamos eu estava beijando a minha namorada, era [S/N] e Jin como sempre foi. – ele esfregou os olhos - Mas agora está isso confuso pra mim.

— Eu não vou mentir pra você, Hoseok é um homem incrível e eu não estava com ele só pra suprir a sua falta, ele não é um passa tempo.

Óbvio que ouvir aquilo causava um grande desconforto para Jin, óbvio que feria um pouco seu orgulho.

— Eu não vou te dividir com ninguém [S/N]. Então é melhor que decida quem você quer antes que machuque alguém. – ele disse firme e quando mencionou "machucar alguém" ele se referia a Hope, não nele.

Você abaixou a cabeça olhando a aliança em sua mão, essa era pra ser uma decisão fácil não é? Não se pode amar duas pessoas ao mesmo tempo, o mais difícil era saber que qualquer escolha que fizesse estaria perdendo um dos dois.



Sentada a mesa do café com Yong e Jungkook, [F/N] estava com seus pensamentos longe e foi surpreendida pela presença dos meninos, Namjoon entrou na sala com J Hope e Jimin.

— Ah! Bom dia meus novos melhores amigos! – JK logo disse se levantando da mesa tentando ser caloroso – Venham, aproveite enquanto está tudo quente.

Namjoon não respondeu a ele, só olhou pra as meninas e perguntou.

— Onde está a [S/N]?

[F/N] olhou automaticamente para Hope antes de falar com muita cautela.

— Ela... está lá em cima, falando com o Jin.

J Hope ficou incomodado, mas manteve a postura.

— Certo, então vou falar com vocês primeiro, podemos fazer isso a sós? – Namjoon.

— Oh, saquei! A "sós" - JK fez aspas com os dedos - Eu vou deixar vocês a "sós" – ele respondeu e antes de sair apertou os ombros de [F/N] – Qualquer coisa me chama, Bestie!

Namjoon pensou que ele só estava provocando então respirou fundo e esperou ele sair.

— Precisamos ir embora daqui o quanto antes! – Namjoon disse sem rodeios e Jimin só baixou a cabeça, aparentemente sem querer tomar partido.

— O que?! – Yong retrucou na hora – Você quer que voltemos lá pra fora?

[F/N] já esperava por essa reação dele, então se manteve neutra.

— Você já esqueceu porque estávamos lá fora pra começo de conversa? – Namjoon respondeu logo – Estávamos em busca de um lugar seguro, longe de toda essa droga de gangues e conflitos! Aqui definitivamente não é esse lugar!

— Se quer saber, eu esqueci sim! Me esqueci disso quando quase fui devorada por centenas de Z’s, quando quase perdi o meu Bebê e logo mais fomos capturados... precisa que eu continue listando ou já deu pra entender? – Yong disse nervosa, ela estava com medo de ter que passar por tudo isso de novo.

— Eu entendo totalmente como se sente, Yong – J Hope tomou a palavra – Isso aqui parece muito bom, não é? Mas não é real, essa gente não ta aqui pra ajudar ninguém, eles só vão nos causar mais problemas!

— “Essa gente” não costuma perder homens ajudando estranhos pra depois “causar problemas” a eles! – Jin disse aparecendo atrás dos meninos na sala de jantar com você.

[F/N] levou a mão a cabeça, esse não era um bom começo. Os meninos se viraram rápido pra ele e J Hope engoliu a seco vendo você do lado dele.

— O que está acontecendo aqui? – você perguntou e completou – Olhe só pra vocês, acha que uma noite bem dormida foi o suficente pra se recuperarem? Eu sei que não estão confortáveis aqui, mas não podemos ir embora com vocês nesse estado!

— Nós não temos nada a oferecer, então não queremos abusar da sua "Hospitalidade". – Namjoon se manteve inflexível e Jin deu de ombros.

— Não me lembro de ter pedido nada pra vocês em troca.

Namjoon sorriu debochado.

— Espera que eu acredite somente em suas boas intenções?

Jin retribuiu o sorriso e deu um passo a frente.

— Não, então acredite em meus interesses... E é de meu extremo interesse que [S/N] fique aqui, então todos que reforcem isso são bem-vindos, independentemente de sua gratidão. – ele disse sem meia voltas e J Hope olhou pra você depois de volta pro Jin e recuou.

Namjoon notou algo estranho em Hope assim que ele não tomou nenhuma atitude perante sua menção.

— Chega gente! – você entrou no meio dos dois – Não vamos discutir está bem?! JIN, por favor nos deixe a sós, eu falo com eles. – você o guiou pra fora da sala e fechou a porta. – Eu não to dizendo que você está errado Namjoon... – você disse voltando até ele – Mas precisamos de um tempo.

— “Nós” precisamos ou você precisa? – J Hope replicou com ar de traído.

— A [S/N] está certa! – sua amiga se levantou interferindo antes que as coisas esquentasse mais – Nós podemos partir assim que vocês estiverem prontos pra isso, precisam comer e se recuperar totalmente primeiro se quiserem enfrentar o mundo lá fora. Vocês não precisam confiar em ninguém, só precisam parar, por um ou dois dias!

— Eu concordo com isso! – Yong disse – Somos um grupo então decidimos JUNTOS! Três de nós concordamos em ficar...

Jimin se encolheu um pouco e resolveu dizer o que pensa.

— Quatro. – ele corrigiu Yong – Eu também acho que seria uma boa, nós descansarmos um pouco.

Namjoon olhou pra Jimin meio desacreditado e ficou calado, eles eram votos vencidos, o que mais podia dizer?!



...

Longe dali Jin e Jungkook conversavam sobre você.

— Ela e aquele outro cara “Hoseok” estão juntos. – Jin dizia olhando o horizonte desapontado.

— É? E o que você esperava? Que ela virasse freira depois de você? – JK sempre foi sincero acima dos sentimentos de qualquer um.

— É claro que não! Eu não ligo dela ter ficado com ele ou com quem quer que seja, o que ta me matando é o fato dela estar indecisa quanto a nós dois. E-eu achei que éramos um, que nada ficaria no nosso caminho se um dia voltássemos a nos ver.

— Mulheres são complicadas meu amigo, elas são sempre tão dramáticas - JK disse fazendo gestos e bocas – Quer um conselho meu? Deixa ela viver essa novela Mexicana por uns dias e depois verá como tudo vai voltar ao normal.

— Diz isso baseado na experiência? - Jin se virou pra ele um tanto mais animado – Porque a [F/N] ainda parece que vai te socar a qualquer hora.

— Ah, é só o jeito dela, ela ainda me ama. – ele disse com convicção e Jin riu.

— Queria que as coisas fossem tão simples assim com a [S/N] também.

— Relaxa, você é o worldwide Handsome Jin! E vai salvar o mundo, se esqueceu? Ela tem que ser muito louca pra não te escolher. – ele hesitou e JK continuou – Além do mais, sempre podemos eliminar a concorrência, huum? O que acha? – ele cutucou Jin com seu sorrisinho diabólico – Vamos fazer dele um voluntário, ninguém precisa saber.

Jin riu com o humor negro de JK, então balançou a cabeça.

— Você é terrível.

— Aha! Mais você até que ponderou, não foi? – ele disse rindo.

— Cala a boca! – Jin riu o empurrando de leve.



De volta aos quartos os meninos também falavam sobre você, J Hope contou aos outros sobre Jin e o porque de suas atitudes.

— Isso é muita loucura! – Jimin disse abismado com a historia – Então o líder da W é ninguém menos que o namorado da [S/N]? EX! – ele corrigiu na hora – O Ex morto que na verdade está vivo, caramba – ele levou a mão a cabeça - Minha cabeça ta até doendo!

— Hoseok, como você está se sentindo com isso tudo? - Namjoon disse segurando os ombros de Hope, apertando levemente em sinal de apoio.

— Sinceramente? Eu não sei. – ele tirou as mãos de Namjoon e foi andando pelo quarto – Ela nunca superou a perda dele, mesmo quando estávamos juntos. Eu não me importava porque ele era só uma sombra do passado, mas agora?! - ele esfregou a cabeça e continuou a andar – Ela me disse uma vez o quanto ele significava, ela tinha planejado toda uma vida com ele, como eu posso ter chances contra isso?

Namjoon queria ajudar e ser positivo, mas estava sem argumentos.

— Do que ta falando?! – Jimin falou por ele – “Ela planejou uma vida com ele” idaí?! Isso tudo foi no passado! Vocês tem o agora, tem uma historia também!

— Jimin tem razão, as coisas mudaram, acha mesmo que ela ficaria com alguém da W depois de tudo que vocês passou na mão deles?

— Eu não sei! Não sei como ela se sente, como ela pensa! – J Hope retrucou agitado.

— Que tal perguntar pra ela?! – Jimin disse sendo óbvio ao seu ver.

— Eu não quero a pressionar, a deixar mais confusa.

— Então vai sentar e esperar que ela decida por si própria? Acha que esse Jin vai fazer o mesmo? – Jimin deu de ombros o encarando.

— O que espera que eu faça? – J Hope perguntou injuriado.

— Eu espero que você faça o que sempre fez e brigue pelo que quer. Você não quer a [S/N]?

— É o que eu mais quero.

— Então lute! Dificulte a vida desse Seokjin, faça ela ver quem é o homem certo pra ela!

Namjoon olhava Jimin admirado com sua maturidade e ao mesmo tempo sentia uma chama crescendo no peito como se aqueles conselhos servissem pra ele também.



Quando Namjoon deixou o quarto seguiu com os punhos fechados e o olhar confiante, mas toda essa pose se foi quando seus olhos encontraram os de [F/N] subindo as escadas. Ela parou ao vê-lo ali ao topo, então ambos andaram passo a passo até ficarem de frente um pro outro.

— Oi. – Namjoon disse suave e sem jeito.

— Oi. – [F/N] ainda trazia o olhar triste, com pesar pelos recentes acontecimentos – Como estão suas mãos? Se lembrou de trocar os curativos? – ela questionou, sabendo que mesmo sendo médico ele podia se esquecer de se cuidar, tendo o bem estar dos outros em primeiro lugar.

Namjoon sorriu de leve.

— Eu ia fazer isso agora.

— Oh, certo. – ela se afastou pra ele passar, Namjoon desceu um ou dois degraus então parou.

— Será que pode me ajudar com isso? – a pergunta pareceu a pegar de surpresa. Pois com certeza quem cuidava disso no passado era Hee. 

— Ah... Claro. – ela respondeu voltando a descer a escada.

Na sala da enfermagem Namjoon dispensou a ajuda da mocinha que ficava lá e se sentou na frente de [F/N] que começou a tirar os curativos antigos. Namjoon estava pensando se deveria mesmo falar qualquer coisa, todo mundo sabia que Jimin gostava dela, seria uma traição gostar dela também... 

— O que aconteceu com a sua mão? – [F/N] quebrou o silêncio.

— Passa esse aqui primeiro – ele indicou o procedimento e então respondeu a pergunta – Descobriram que eu era médico quando me viraram cuidando da Yong, um deles estava bem mal e queriam que eu ajudasse com isso... Eu me recusei e parece que eles não ficaram muito contentes.

Ela olhou pra Namjoon.

— Então que bom que a W acabou com eles! 

Essa afirmação fez Namjoon questionar se ela não estava se deixando levar como Yong pelo conforto oferecido pela W.

— Você confia neles agora?

— Não – Ela respondeu e voltou a cuidar da mão dele – Mas acredito que Jungkook não quer me fazer nenhum mal. Acho que ele aprendeu a lição dele – ela tentou brincar, mas Namjoon permaneceu sério.

— Acha que se a historia se repetisse agora, ele não faria o mesmo que fez? – Namjoon perguntou sabendo mais ou menos dessa historia.

[F/N] riu, não da pergunta, mas de si mesma.

— Eu acho que ele faria tudo exatamente igual.

— Então eu não entendo.

Ela parou o que fazia e olhou Namjoon de relance, depois procurou outro lugar pra fixa seu olhar.

— Acho que a questão nunca foi o que ele fez em si e sim como eu me senti, como lidei com isso... Eu o culpei pela morte do senhor Han, porque era mais fácil culpar ele do que a mim mesma. – ela respirou fundo - Eu o culpei por me deixar lá, porque eu teria feito qualquer coisa por ele, os meus sentimentos não eram recíprocos e isso me deixou bastante frustrada.

Namjoon parecia mais confuso do que esclarecido.

— E agora...?

— Agora eu acho que cresci um pouco, consigo ver o que não via antes.

Essa ainda não era a resposta que Namjoon procurava.

— E quanto a reciprocidade do seus sentimentos? – [F/N] olhou pra ele um tanto intrigada com a pergunta e ele desconversou – Só... Quero saber se o Jimin ta encrencado.

— Ah... – ela voltou a terminar os curativos de Namjoon – O JK não gosta de mim, ele nunca gostou, Não assim. E eu, também não gosto mais dele... Não assim. – ela sorriu sem graça olhando pra Namjoon – Acho que o Jimin não corre perigo, não é?

Esse era o momento, com certeza era, Namjoon sentia em seus ossos, ele só precisava dizer algo ou fazer algum movimento, só precisava ser verdadeiro e dizer o que sentia. 

[...] 


Notas Finais


As coisas continuam complicadas pra SN e quanto a FN? Acha que Namjoon vai abrir o jogo?? E o Jiimin-shi?! Como fica nessa história?!!

Obrigado a todos por nos ler e favoritar, comentar. Nos vemos no próximo capítulo 😍😘🔥😵


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...