História Last Summer - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Byun Baek-hyun (Baekhyun), Park Chan-yeol (Chanyeol)
Tags Baekhyun, Chanbaek, Chanyeol, Lemon, Yaoi
Visualizações 28
Palavras 3.417
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Ficção Adolescente, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Primeiramente quero pedir mil perdões pela demora pra postar esse cap. As vezes precisamos de um tempo e não podemos viver sempre a base de escrever fanfics. Prometo que vou me esforçar pra escrever mais rápido e postar o mais rápido possível também.

Eu tenho montado plots de outras fanfics, que modestia parte, estão muito bons. Logo vem outra fanfic pra vocês apreciarem aí. Eu postei no dia 30 uma fanfic one shot, hunhan. Se chama: You Found Me. Vão lá dar uma olhada.
-

Capítulo 8 - Marlboro e Cadillac Deville


Fanfic / Fanfiction Last Summer - Capítulo 8 - Marlboro e Cadillac Deville


Baekhyun sabia que seria tudo mais fácil agora, pra poder se aproximar de Chanyeol. Já que as partes mais difíceis tinham se passado.

Baekhyun tinha apenas uma moto, e a qual ele tinha ido para o show... "quebrou", sendo que na verdade, Baekhyun havia forjado uma falsa falha na moto para que Chanyeol o desse uma carona de propósito. Seria esse o Segundo Passo do plano de tentar se aproximar de Chanyeol, entrar no Cadillac. Baekhyun conseguira essa proeza.

Mas quando descobriu, que Lay tinha ido embora. Aos poucos foi se fodendo pra aposta, e mal se lembrava dela.

----

Para se aproximar de Chanyeol, Baekhyun o disse que, se ninguém fosse buscá-lo, ele não iria aos ensaios. Chanyeol bufou, se emburrou e quase arrancou os cabelos, mas tinha que fazer aquilo. Então teria que buscar Baekhyun em sua casa nos dias dos ensaios, já que os ensaios passaram a ser na casa de Chanyeol agora, por lá ser maior.

Chanyeol não queria ter que buscá-lo, ou talvez quisesse? Não, ele não podia pensar assim! Baekhyun o irritava profundamente e ele estava fazendo isso somente pela banda. Ele era um membro importante, essencial. Todos eram!

Chanyeol dirigia até a casa do rapaz de mullet, emburrado com certeza. A música em seu toca fitas era calma, o fez ficar mais tranquilo. Até ele chegar no destino. Parou em frente à casa de "burguês" do Baekhyun e buzinou. Esperando o mesmo sair de lá, não demorou muito até ele sair pela porta. Usava uma blusa larga, vermelha, e por cima um casaco preto. Baekhyun conseguira chamar a atenção de Chanyeol apenas pela sua vestimenta e forma de andar, na verdade, não fora só isso... ele também saíra da casa com um cigarro nos dedos da mão esquerda, a guitarra na mão direita e passando a língua pelo piercing da boca. Quando passou perto de Chanyeol, o mais alto sentiu o cheiro forte e único do menor, uma mistura de perfume, álcool e cigarro.

- Está me secando de novo? - perguntou o rapaz de mullet, entrando no Cadillac Deville. - Sabe, eu faço um preço acessível pra você. Três horinhas no máximo.

- Ham? - Chanyeol perguntou confuso. Até em poucos segundos entender o que Baekhyun queria dizer. - Argg! Paciência não é meu forte, então não abusa.

Baekhyun dera uma risada alta. Amava provocar Chanyeol. O mais alto liga o carro e sai em disparada. Os dois então, ficando em silêncio. Era finalzinho de inverno, e a temperatura já estava começando a subir. O sol estava se pondo, e o Cadillac passava pela estrada com grandes palmeiras dos lados, dando uma vista difícil de se crer por ser tão linda! Baekhyun observava a praia, quando por um segundo nota que estavam indo por outro caminho.

- Ei! Pra onde estamos indo? - pergunta Baekhyun, fumando o cigarro e olhando pra Chanyeol, que dirigia.

- Eu tenho que passar na casa do Chen pra pegar uma coisa. - respondeu o mais alto, sério.

- Hum. - Baekhyun apenas assentira. Em poucos minutos, eles param em frente à uma casa simples. Chanyeol sai do carro, indo em direção à mesma e entrando como se fosse sua própria casa.

Baekhyun não perde tempo e já começa a fuçar no porta-luvas do carro, procurando por uma fita que o agradasse. Até ele achar a mais perfeita de todas pra si, e dar logo da um sorriso.

Chanyeol rapidamente volta, rápido demais até. E ao chegar perto já olha pra Baekhyun com cara de raiva, o mesmo que dançava sentado no banco. Chanyeol reconhece a música que tocava na hora, era The Less I Know The Better, do Tame Impala. Obviamente Chanyeol amava a música, mas em saber que aquele 'ser' havia mexido no seu toca fitas, o fazia ficar irritado.

- O que pensa que está fazendo? - pergunta Chanyeol, abrindo a porta do carro e entrando, batendo a mesma com força. Enquanto bufava.

- Estou dançando a música. Tá' cego?! - diz Baekhyun, de olhos fechados enquanto movimentava o corpo com a batida.

- Você não podi... - Chanyeol iria dizer que Baekhyun não podia mexer nas coisas dos outros assim, mas nessa hora o mesmo enfia seu dedo indicador por cima dos lábios de Chanyeol, o fazendo ficar quieto para que ele pudesse cantar a música.


"Oh meu amor, você não consegue se ver ao meu lado?

Não suponho que nós poderíamos convencer seu amante a mudar de ideia…

Eu estava bem sem você

Até eu ver seu rosto, agora não consigo apagar.

Ceder a todas as besteiras dele..."

(The Less I Know The Better - Tame Impala)


Ele observou Baekhyun cantar um trecho da música, enquanto estalava os dedos. Chanyeol começa a cantar a música baixinho, para que o outro não ouvisse. Mas não demorou muito até se empolgar demais e começar a cantar tão alto quanto Baekhyun.

- Ah! Essa música é perfeita! - disse Baekhyun, no final da música, dando um sorriso pra si mesmo. Mas logo olhando pra Chanyeol que também cantava, mas ao perceber que o mais baixo o olhava, parou bruscamente e se emburrou.

- Que foi? Tá' olhando o que? - perguntou Chanyeol, obviamente se mostrando nervoso e envergonhado.

Baekhyun apenas ri.

- O que estamos esperando? Vamos embora! - disse Baekhyun, mudando de assunto por causa do constrangimento do mais alto.

- Quando entrei lá, o Chen estava tomando banho, tenho que esperá-lo sair. - respondeu Chanyeol.

- Hum, entendi. - disse Baekhyun, balançando os ombros.

Poucos minutos depois, Chen abre a porta, entregando uma chave e uma caixa pra Chanyeol. Logo se despedindo de ambos no carro, e volta pra sua casa.

- Agora podemos ir, hum? - pergunta o rapaz de olhos verdes.

- Céus! Você é chato! - resmunga Chanyeol, ligando o carro.

.....

Baekhyun decidir mexer no porta-luvas novamente. Só que dessa vez na frente do dono do carro.

- Ei! Tira a mão daí! - diz Chanyeol, que dirigia.

- Humm, interessante! - diz Baekhyun, ignorando o mais alto e tirando do compartimento alguns bilhetinhos amassados, tendo neles mensagens fofas escritas.

Chanyeol tenta tirar os bilhetes da mão de Baekhyun, enquanto tentava prestar atenção na estrada ao mesmo tempo. Mas o rapaz esquivava-se com facilidade, fazendo o outro desistir e bufar.

Baekhyun ria com as mensagens escritas, mensagens românticas clichês até demais.

- Por que isso está no seu carro? - pergunta Baekhyun, morrendo de rir.

- Não te interessa. - responde o rapaz de cabelo rosa, ríspido.

Baekhyun, enquanto ria mais e mais, tira uma caneta de dentro do porta luvas, escolhe um bilhete e começa a escrever algo nele. Em segundos, ele coloca o bilhetinho no volante, com a cola adesiva que o bilhete tinha. Tipo um post-it.

Chanyeol abaixa os olhos pra encarar a mensagem escrita. Aonde antes estava escrito "Gostaria que você estivesse aqui...", até Baekhyun riscar o "estivesse aqui" e por embaixo "Tomasse no cu".

Chanyeol vira os olhos devagar na direção de Baekhyun, que ao receber o contato visual, ri escandalosamente.

- Você me irrita, sinceramente. - responde Chanyeol, amassando o bilhete e jogando fora. Se concentrando novamente em dirigir.

- Amo isso! - diz Baekhyun, pegando mais um bilhete e escrevendo.

- Isso o que?

- Irritar você. - responde Baekhyun, simples. Colando mais um bilhete no volante de Chanyeol, e colando mais e mais, riscando palavras já escritas e substituindo por outras pra provocar o mais alto.

- Vou fazer isso até chegarmos na sua casa.

- Puta que pariu hein, Baek! - resmungou Chanyeol mais uma vez, e sem perceber, chamando Baekhyun pelo seu apelido. Logo em seguida rindo com mais um bilhete do mesmo, colado em seu volante.

Em pouco tempo, chegam na casa de Chanyeol. Esperam Sehun e Xiumin chegar, que não demoram muito, e começam a ensaiar. Lá fora chovia, e chovia muito. Todos os quatro olhavam repetidamente para a janela toda vez que um trovão se pronunciava.

- Podem dormir aqui, se quiserem. - diz Chanyeol, tão baixo que mal dá pra ouvir.

- Tem certeza Chanyeol? Não queremos incomodar você. - diz Xiumin, referindo-se ao Baekhyun, de forma não direta.

- Não me incomoda. - responde o mais alto, novamente, de forma baixa.

Xiumin e Sehun se entreolham, enquanto observam Baekhyun abaixar a cabeça e dar um sorriso que mal notaram, de tão pequeno e ligeiro.

----

Depois de horas de ensaio, todos vão comer e logo se organizam na sala. Chanyeol notou que Baekhyun deixara seu casaco preto no carro, que agora teria zero chances de ir lá pegá-lo por conta da chuva. O ar gelado entrava pelas brechas da casa, porém, Xiumin, Sehun e Chanyeol estavam bem agasalhados, menos Baekhyun, que se tremia de frio mas tentava não mostrar, fracassadamente.

- Toma! - diz Chanyeol, descendo as escadas e jogando um casaco seu, enorme por sinal, no colo de Baekhyun.

- Eu não quero seu casaco, ash! - resmunga o rapaz de mullet, sentado no sofá.

- Fique com frio então! - disse Chanyeol, convencido de que Baekhyun vestiria o casaco uma hora ou outra. Mas se enganou feio, o orgulho do menor o fez não vesti-lo.

Em algumas horas, os três estavam dormindo na sala, menos Chanyeol, que se levanta pra poder ir pra sua cama. Mas para ao olhar Baekhyun dormindo, encolhido no sofá, com o seu casaco afastado. Chanyeol pensara uma, duas, três vezes antes de decidir por fim, ir cobri-lo, antes que o mesmo pegue uma gripe feia. Chegou perto devagar, pegando seu próprio casaco e colocando por cima do menor, logo depois o cobrindo também com um cobertor. Conseguia se notar a respiração pesada de Baekhyun, enquanto ele o cobria. Chanyeol gostou de fazer aquilo, sentiu-se bem consigo mesmo. Fazendo algo gentil a uma pessoa que, talvez, estivesse detestando cada vez menos.

- Eu vi isso, hein! - uma voz sussurrante veio por trás de Chanyeol, o mesmo virando-se rapidamente com o susto. Dando de cara com Sehun acordado, tendo um sorriso malicioso no rosto.

- Vai dormir! - diz Chanyeol, jogando um travesseiro na cara de Sehun, rindo baixo e em seguida subindo as escadas. Chegou no seu quarto e foi direto dormir.

----

Dias Depois

Começo de Primavera


Chanyeol tinha se aproximado de Baekhyun de forma absurda, tanto pra eles mesmos quanto pros outros. E como eles tinham feito essa proeza? Chanyeol indo buscar Baekhyun quase todos os dias em sua casa. No começo era sempre complicado para que se entendessem, mas Baekhyun sempre colocava as músicas no toca fitas, que por coincidência, eram sempre as favoritas de Chanyeol. Então os dois ficavam cantando juntos as músicas, com o carro parado em frente à casa de Baekhyun ou as vezes parado na estrada em frente a praia. O mais alto perdera a vergonha de cantar tão próximo do rapaz de mullet, e até se acostumou com seu cheiro, a mistura impressionante de cigarro, álcool e perfume. Também se acostumou um pouco com os cigarros, que notara que Baekhyun não vivia sem.

E como mais um de seus dias, Chanyeol estava dirigindo em direção à casa de Baekhyun, até ouvir de longe uma discussão.

- Se você e seus amiguinhos chegarem perto de lá novamente, você vai ver o que vai acontecer contigo! - dizia um homem alto, apontando pra Baekhyun, obviamente um motoqueiro pelo seu estilo de vestimenta.

Baekhyun o olhava com desdém, enquanto segurava uma latinha de redbull em uma mão, e na outra, seu baixo.

- Entra no carro, Baek! - disse Chanyeol, de dentro no carro. O rapaz de mullet e o motoqueiro o olham de imediato.

Baekhyun ergue a latinha até sua boca e dá uma última golada, antes de chegar perto do motoqueiro.

- Não gosta da gente? Simples, tome redbull crie asas e vá pro inferno! - disse Baekhyun, jogando a latinha na lixeira do lado e logo depois saindo de perto do homem, entrando no Cadillac. Chanyeol liga o carro e sai em disparada. Deixando o motoqueiro estressado pra trás.

- O que foi aquilo? - perguntou Chanyeol.

- Apenas um babaca preconceituoso me incomodando.

Chanyeol revira os olhos.

- Ok, esqueça isso. Vamos tocar no restaurante em poucos horas e temos que nos concentrar. - diz Chanyeol, enquanto dirigia, indo em direção à casa de Xiumin para buscar o mesmo.

Baekhyun ignora o mais alto e acende um cigarro, tragando e assoprando pra longe.

- Fumando de novo?

- Estou estressado. - respondeu, simples.

- Vai te fazer mal! - disse Chanyeol, olhando pra estrada.

Baekhyun vira o rosto pro mais alto, e dá um sorriso debochado.

- Preocupado comigo, Park?

- N-não, porra. Só estou te falando que faz mal. Se quiser fumar até cair morto, que faça. - responde Chanyeol, de maneira nervosa.

Baekhyun apenas riu, como sempre. Sempre ligou o "foda-se" pra tudo, mas talvez fosse isso mesmo que ele queria. Fumar até cair morto.

----

Horas Depois


- Anda! Vamos pegar os instrumentos logo, estamos atrasados já! - dizia Sehun, saindo do carro de Chanyeol, junto de Xiumin e Baekhyun. Enquanto o dono ia estacionar.

Era um restaurante grande, ficava bem longe de Greenville, em uma cidade bastante conhecida aliás, tocar ali traria ainda mais sucesso. A banda já fora chamada pra tocar em vários lugares nesse 'pouco' tempo, fizeram sucesso muito rápido e já estavam sendo conhecidos por muita gente. Garotas e garotos ficavam em cima dos meninos com frequência, agora que já tinha uma boa fama em Greenville.

Os quatro eram jovens, fortes, diferentes e bonitos, quem não ficaria em cima? Tinham um jeito diferente de tocar, de se vestir, de falar, sorrir e andar. Uma banda que já chamava atenção só pelo nome, e ainda mais por conta dos cabelos rebeldes dos membros; vermelho, laranja, rosa e preto. E quem poderia adivinhar que motoqueiros e surfistas iriam montar uma banda? Era totalmente novo.

- Baek, vai primeiro. Nós vamos nos organizando enquanto isso. - disse Xiumin, entregando o baixo pra Baekhyun.

Baekhyun subiu no palco, muito mais moderno e maior que o do Beach Bar. Ele puxa o microfone pra si e ajeita o seu baixo, e no momento que ia começar a tocar, ele observa Chanyeol entrando no restaurante, indo diretamente pra onde Xiumin e Sehun estavam organizando os instrumentos.

Então Baekhyun começa a tocar, usando seu baixo de maneira mágica, e logo em seguida cantando a música do Arctic Monkeys.


"Você está com as bochechas coradas?

Você já teve aquele medo de não poder mudar.

O tipo que gruda como algo em seus dentes?

Há algum Ás na sua manga?

Você não faz ideia de que é minha obsessão?

Sonhei com você quase todas as noites essa semana. 

Quantos segredos você consegue guardar?"

(Do I Wanna Know? - Arctic Monkeys)


- Nossa ele realmente toca baixo muito bem, tão bem quanto guitarra! - disse Sehun.

Chanyeol observava Baekhyun com surpresa, o jeito como a voz dele soava era perfeita.


"Porque existe essa música que encontrei

Que me faz pensar em você de alguma forma

E eu a coloco para repetir

Até eu pegar no sono

Derramando bebidas no meu sofá."

(Do I Wanna Know? - Arctic Monkeys)


Baekhyun termina de cantar e o restaurante se agita, gritando e batendo palmas, porque afinal.. Baekhyun era admirado por qualquer um pelo seu talento.

- Ah não. - disse Xiumin, resmungando pra si mesmo.

- O que foi? - pergunta Sehun.

- O Lay! O que ele está fazendo aqui? - pergunta Xiumin, apontando pra Lay, sentando em uma cadeira em um canto escuro, observando Baekhyun descer do palco.

- Não sei. Não o conheço.

- Eu sei disso, mas é muito estranho. Ele sumiu, e do nada aparece aqui. - diz Xiumin, se afastando e indo em direção à Baekhyun, contar pro mesmo.

Baekhyun se espanta e na hora vai falar com Lay, pra tirar satisfações. Enquanto Chanyeol observava tudo de longe.

- Você me deve uma ótima explicação! - diz Baekhyun de braços cruzados, parando na frente de Lay.

O motoqueiro ri, de forma triste, bebendo a bebida alcoólica em seu copo e fitando os olhos de Baekhyun logo em seguida.

- Não tenho que te dar satisfação de nada. Apenas quis sair daquele lugarzinho de merda.

- Como se eu fosse acreditar nisso. Você deixou seus amigos sem dizer nada.

- E daí? Foda-se, ninguém se incomodou!

- Eu me incomodei! - retruca Baekhyun, semicerrando os olhos.

Lay suspira, mudando sua expressão de raiva e tristeza, pra uma expressão de como se estivesse pensando em algo.

- Você está a cada dia mais bonito... - disse ele, dando um suspiro e observando o corpo de Baekhyun em sua frente.

- Para com isso Lay.

- Quié'? Já está compromissado? Por acaso conseguiu cumprir a aposta e gostou, hum? - disse Lay, voltando a ter a expressão de raiva.

- Não estou. E não quero mais saber dessa merda de aposta, desde o dia que você foi embora.

- Ah jura?! Bom saber que está gostando dele. Não achei que fosse se apegar à alguém desse tipo. - disse Lay, rindo de deboche.

- Eu não gosto dele. Chega ok? Eu sei o que está acontecendo Lay... - disse Baekhyun chegando mais perto do loiro. - Você transou comigo, se apegou a mim, foi embora porquê não foi correspondido e agora quer se fingir de desentendido. Abandona seus amigos, e aparece aqui "do nada" justamente na noite em que eu e minha banda viemos tocar, pra poder me chantagear e pagar de 'fodão'.

Baekhyun chega ainda mais perto, se curvando e se aproximando do ouvido de Lay.

- Se acha tanto, e não é porra nenhuma. Então para de querer chamar atenção, vá embora e me deixa em paz! Você acabou de perder os únicos amigos que você tinha. - diz Baekhyun, voltando à sua postura reta e saindo de perto.

Lay fora embora logo em seguida, ficando longe de todas as cidades perto de GreenVille possíveis. Nunca mais seria visto ou teria notícias de si.

The Fallen Angels toca mais algumas músicas, até cair meia noite e dar a hora de irem pra casa. Entrando todos no carro e indo embora. Chanyeol deixa Xiumin e Sehun em suas casas, pra logo em seguida levar Baekhyun pra sua. Parou em frente à casa do mesmo, aguardando ele sair do carro.

- Daqui à dois dias é seu aniversário, não é? - pergunta Baekhyun, se ajeitando no banco.

- É, por que? - responde Chanyeol, estranhando.

- No dia do seu aniversário, vai ter uma chuva de meteoros. Quer assistir comigo? - pergunta Baekhyun, olhando nos fundos dos olhos de Chanyeol, mas parecendo estar com vergonha e desajeitado por ter feito o convite.

Chanyeol pensara que seria loucura. Mas talvez não fosse tão ruim aceitar. Afinal, Chanyeol sempre gostou de ver as chuvas de meteoros, um dos melhores lugares pra se ver era em um morrinho perto da praia.

- Ahm, t-tudo bem. Pode ser. - respondeu Chanyeol, de forma baixa enquanto gaguejava. Por que ele estava nervoso?

- Ok. Quando chegar em casa, veja a mensagem que eu te mandei. - disse Baekhyun, de forma rápida enquanto saía do Cadillac, carregando seu baixo.

- Tá bem. - respondeu Chanyeol, observando o rapaz de mullet entrar em casa. E quando foi ligar o carro, notou uma caixinha de Marlboro perto da marcha.

- Arg! Ele teve que deixar isso aqui?! - Chanyeol resmunga pra si mesmo, ligando o carro e indo pra casa.

----

Quando chega no seu quarto, Chanyeol tira toda a roupa, deitando-se apenas de cueca na cama e enrolando-se na coberta. Pegou seu celular e mesmo não sabendo o porquê, estava ansioso pra saber qual seria a mensagem que Baekhyun havia mandado.

Baekhyun: "Está caidinho por mim."

Chanyeol ao ler aquela mensagem, ri alto. Como ele odiava Baekhyun!

Chanyeol: "Você é muito convencido. Alguém já disse isso pra você?"

Ele responde a mensagem de Baekhyun e desliga a tela do celular, o jogando pro outro lado da cama. Mas em segundos, o aparelho apita, mostrando uma nova mensagem e Chanyeol se estica para pegá-lo.

Baekhyun: "Digo isso pra mim mesmo todo dia."

Chanyeol ri mais uma vez, passou a ser frequente rir com qualquer coisa que Baekhyun fizesse ou falasse. Ele desliga novamente o celular e se ajeita pra dormir. Talvez Baekhyun estivesse começando a se tornar seu amigo, tendo os dois uma amizade baseada em xingamentos e ameaças... mas sim, seria uma amizade.

---- 


Notas Finais


to apaixonada nesse jeitinho que o baekhyun chamou o chany pra ir assistir a chuva de meteoros, que coisa fofa céus :')


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...