História Last Weeks Of Love - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Eddsworld
Personagens Patryk, Paul ter Voorde, Tom, Tord
Tags Eddsworld, Tomtord, Tomxtord, Tordtom, Tordxtom
Visualizações 129
Palavras 1.353
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


aviso!

~ Neste capítulo haverá lemon, se não gosta, pode pular o cap. mas eu não recomendo, então, caso ainda queira ler o cap mas não goste de lemon, colocarei ♥ quando começar. avisado!

Olá! Meu bloqueio criativo passou e, finalmente consegui escrever! Desculpem qualquer erro de português! Desfrutem bem desse cap.
Ps: capa diferente pq é um cap é especial 7w7

Capítulo 5 - Chapter Four


Fanfic / Fanfiction Last Weeks Of Love - Capítulo 5 - Chapter Four

Tord | Point Of View. •

    Eram 5 da manhã e, lá estava eu, deitado no sofá, pensando no que poderia fazer no meu último dia com Tom. Mas, por que isso seria tão importante? Sempre nos odiamos e, não é agora que eu me apaixonei por ele que isso vai mudar, talvez eu nem esteja apaixonado por ele, talvez seja apenas a doença que me deixou tão rebaixado a ficar tão apaixonado por Tom. Esses pensamentos só me infernizam! Decidi pegar uma de minhas revistas hentai e comecei a ler, até parar na página de yaoi. E, me veio a ideia que me tirou do controle: Eu quero fazer coisas interessantes... com Tom. Mas, ele não está nem ai pra mim, o que eu faço?... Irei arquiquetar um plano.

× Quebra De Tempo ×

Tom | Point Of View. •

   

    Havia a recém acordado, peguei meu celular e vi que havia acordado bem tarde. Mas, também percebi uma mensagem de Todd. Cliquei na mesma e fui ver:

    " Tom! você quer ir num bar aqui na cidade beber um pouco? É que amanhã eu vou ir embora da cidade... "

    Respondi:

    " Claro. Pode ser as 10 horas da noite? "

    " Sim! "

    " Te vejo lá. "

    Depois de responder Todd, me levantei e vesti meu clássico moletom azul, olhei no armário e percebi que Todd havia deixado seu moletom branco aqui... Eu não aguentei e peguei o mesmo e cheirei... E me lembrei de Tord, ai ai... Por que tudo me lembra de Tord? É como se ele fosse minha sombra... Por mais que eu tente, não posso fugir dela. Guardei o moletom de Todd, Desci as escadas e tomei meu café da manhã: Torradas e suco. O Edd que era o cozinheiro, não eu! Falando no Edd, como deve estar indo a viagem deles? Espero que esteja tudo bem. Sentei-me no sofá e liguei a Tv, comecei a assistir alguns programas aleatórios, até que olhei no relógio e já estava perto da hora do "encontro". Peguei meu celular e mandei uma mensagem pra Todd:

    " Qual é o bar que você está? "

    " É o bar perto da sua casa :v "

    " Ok. "

    Me levantei, me olhei no espelho e vi que estava bom, abri a porta de casa, sai e logo depois a tranquei. Fui até o bar perto de minha casa: O nome era Lemon Eyes, gostava desse nome. Vi Todd abanando a mão me chamando na entrada do bar, então fui até ele.

Tord | Point Of View •

 

    Meu plano estava dando certo! Eu havia planejado o seguinte: Iria botar estimulantes sexuais na bebida de Tom. Você pode dizer que é loucura, mas eu acho que seria mais loucura ainda eu chegar nele e dizer: "Vamos transar" né? Mas bem...:

    - Oi, Todd. - Disse Tom, sempre com aquele tom sério dele.

    - Oi Tom! ~ - Respondi, animado. - Você gosta deste bar? Vi o nome e achei que gostaria. - Realmente, eu sabia que Tom gostava de nomes deste tipo...

    - Sim! Adoro este bar. Vamos entrar? - Ele disse. Bingo! Acertei hehe.

    - Claro! - Respondi.

    Entramos no bar, Tom e eu sentamos nos bancos a frente do balcão; Ele pediu uma smirnoff, clássico Tom, essa é sua bebida favorita. Eu pedi a mesma coisa, porque também gostava.

    - Você também gosta de smirnoff? - Ele me perguntou.

    - Sim, surpreso? - perguntei.

    - Talvez, hehe. - Ele respondeu.

    Após uns 5 minutos, O barmen deu nossos pedidos e começamos a beber e conversar, até Tom ir ao banheiro. Vi que ninguém estava olhando e botei os estimulantes na bebida de Tom e, logo depois o mesmo voltou. Oh... Já estou pensando nas coisas que posso fazer com aquele corpinho ~ :

    - Voltei. - Disse Tom.

    - Que bom, hehe. - Disse.

    Ficamos conversando mais um pouco, até Tom dar um gole na sua bebida... Após uns 10 minutos ele falou:

    - Está... Calor aqui... - Ele falou, percebi que ele estava suando... Ótimo! Os estimulantes estão fazendo efeito.

    - Quer ir pra casa? - Perguntei, oh... aquela carinha de Tom me fazia mordiscar e lamber os lábios.

    - S-sim... - Ele disse, parecia tão fraco... hehe.

    Caminhamos até a casa dele, no caminho ele acabava dando alguns gemidos baixinhos, ai ai, naquelas horas minha vontade era beijar ele ali mesmo. Então, quando chegamos Tom destrancou a porta e logo se jogou no sofá:

    - T-todd... ah... - Ele falou.

    - O que foi? - Perguntei, como eu queria já tirar a riupa dele ali mesmo...

    - M-me leva pro quarto. - Agora era a hora...

    O peguei no colo e o levei para o quarto, deitei ele calmamente na cama.

    -  Precisa de algo? - pergu tei.

   

Tom | Point Of View. •

    Me sentia quente, o que era incrível pois recentemente havia entrado na época de inverno. E, o que mais me surpreendeu... eu estava com uma incrível vontade de fazer "coisas erradas." Droga! Acho que me drogaram. Mas agora já era, eu me aguentei até agora, mas estava perdendo controle, olhei para Todd e, falei a coisa que destruiu todo meu orgulho próprio:

    - Eu q-quero que você transe comigo, T-todd... - Falei, não estava aguentando mais...

Narradora | Point Of View. •

    Tord olhou com malícia para Tom, mas o mesmo não percebeu.

    - Ok... - Falou Tord, apenad concordando.

    Tom se surpreendeu; Teria mesmo de fazer fazer aquilo?! Não que ele reprovasse a ideia, mas fazia pouco tempo que havia conhecido Todd/Tord. Tord comecou a trilhar beijos do pescoço de Tom, até chegar aonde estava sua calça e, Tord gentilmente tirou a mesma.

    - Está preparado? ~ - Falou Tord, queria que a experiência fosse a melhor possível para Tom.

    - V-vai logo...

    Tord começou a massagear o membro de Tom por cima da cueca, o mesmo deixava escapar alguns gemidos baixos, que eram música ao ouvido de Tord. Depois de um tempo Tord parou de massagear o membro de Tom e, recebeu como opinião alguns murmuros de resmungo.

    - Calma, o que eu vou fazer agora será muito mais prazeroso! ~

    Tord aproximou o rosto perto da cueca de Tom e tirou a mesma com os dentes e, a tacou para um canto qualquer e, logo começou a lamber, chupar e lambusar o membro de Tom. Em reposta, recebeu alguns gemidos que Tom tentava conter a todo custo.

    - Pare de tentar conter a sua música, ela é ótima... ~ - Opinou Tord, com um tom de luxúria.

- C-cale e boca e só c-continue o que está fazendo... A-ah...

Tord apenas segui as ordens de Tom, até que o mesmo disse as seguintes palavras:

- E-eu acho que vou...

Então Tord imediamente parou.

- P-por que parou?! - Reclamou Tom.

- Não é justo apenas você sentir prazer... - Disse Tord, tirando lentamente sua calça. - Eu prometo, não vai doer nadinha, apenas tenha calma ~

Após tirar sua calça, Tord tirou também sua cueca, mostrando seu membro já ereto.

- Vire de quatro pra mim. - Mandou Tord, num tom autoritário.

Tom apenas obedeceu e, recebeu como reposta:

- Bom garoto, agora relaxe. ~

Então, Tord penetrou Tom, ele começou a se mexer devagar, mas mesmo assim viu Tom soltar alguns gemidos de dor, então ficou parado para Tom se acostumar, até o mesmo rebolar o quadril dizendo que Tord podia ir fundo. Então Tord começou se movimentando lentamente e, logo começou a dar estocadas tão fortes que não demorou muito para atingir em cheio a próstata de Tom, que deu um gemido tão alto que devia ter acordado a vizinhança inteira; Mas não importava. Agora Tom era só seu e de mais ninguém. Então, Tord começou a dar várias estocadas no mesmo ponto, até os dois gozarem em sicronia, então Tord com cuidado tirou o membro de dentro de Tom e se deitou na cama e, olhou para Tom; que dormia ofegante. Então Tord tampou Tom e a si com um lençol.

- Boa noite... - Tord disse e, logo adormeceu.


Notas Finais


Eu dei meu melhor, eu juro. ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...