História .latte - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Haechan, Mark
Tags Donghyuck, Mark, Markchan, Markhyuck
Visualizações 405
Palavras 1.214
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


desculpa isso tá muito ruim

Capítulo 1 - .markitos


— Hm, está muito bom, Haechan! — Mark exclamou, após tomar um gole da bebida que seu companheiro novato havia preparado. — O que você usou aqui?

— Leite, baunilha e um pequeno segredo de chef. — O ruivo disse convencido, apoiando as costas no balcão, ficando ao lado de Mark. 

— Segredo, sei. — Sorriu, sendo irônico, mas prosseguiu, tomando toda a bebida que havia sobrado no fundo do copo. — Mas você fez muito bem em usar leite de soja ao invés de leite de vaca, o sabor combinou muito com a baunilha. Tenho certeza que você vai gostar de trabalhar aqui no café...tem talento para isso. 

— Hm, vou sim, Markitos... — Haechan se colocou a frente do amigo, dedilhando sua gravata de bolinhas que se escondia atrás do avental, enquanto que seu rosto continha uma expressão travessa. — Sabia que melhor que leite de vaca ou de soja, tem o meu leite, chefinho? Ele já é quentinho por natureza. Acho que você iria gostar de provar. 

Mark não pôde deixar de rir com a tamanha ousadia daquele coadjuvante. Desde que DongHyuck começou a trabalhar naquela cafeteria, seu interesse por MinHyung fora imediato e com o desenrolar das semanas, as provocações vindas dele eram cada vez mais frequentes. E de uma coisa o gerente não podia negar: o novato era gostoso pra caralho. 

— Esse não é o comportamento correto para um ambiente de trabalho, Lee DongHyuck. — Mark possessivamente tomou a cintura do Lee, o puxando para perto, fazendo o ruivinho suspirar com a aproximação repentina. — Ainda mais com seu superior, certo?

DongHyuck devolveu a provocação deixando seu rosto bem próximo ao de Mark, espalmando suas mãos no peitoral largo, enquanto a tensão aumentava a cada segundo devido aos olhares penetrantes.

— Me beija, Markitos... 

— Já disse pra você não me chamar assim. — Revirou os olhos, dando indício que iria se afastar. — Eu sou chefe, esqueceu?

O ruivo se inclinou e acabou com a distância, unindo os lábios em um selar, antes que Mark começasse com um sermão que estragaria todo o clima. E, MinHyung também não pareceu protestar, pois foi rápido em retribuir o beijo, apertando descaradamente a bunda do ruivo durante o ósculo.

Tudo que o beijo fez foi desenrolar até que os dois garotos ficassem ofegantes. Permaneceram próximos, aproveitando daquele calorzinho que abrangeu seus corpos até que a sineta na porta tocou, anunciando a chegada de mais um cliente. 

Mark congelou alí mesmo e DongHyuck jurou nunca ter empurrado alguém tão rápido. 

— Seja bem vindo ao Latte, qual o seu pedido? — Mark falou atrás do computador depois de pigarrear, enquanto não conseguia nem encarar o cliente nos olhos devido a vergonha de (talvez) ter sido flagrado. 

— Um expresso e uma caixa média de donnuts para a viagem. — O homem respondeu, tirando o dinheiro para o pagamento da sua maleta. 

Apesar do nervosismo, Mark foi rápido no atendimento do empresário. Quando o viu sair, suspirou aliviado, como se estivesse esquecido de respirar durante todo o tempo que o homem esteve alí. 

DongHyuck — que havia se abaixado e escondido atrás do balcão — começou a gargalhar, achando a situação divertida após o pânico. 

— Você tinha que ver sua cara! — O ruivo exclamou, enquanto abusava da sua risada escandalosa. — Parecia que você iria morrer. 

— Se fôssemos pegos, não só eu, mas você também iria morrer, Haechan. — Mark respondeu sério, não achando nada divertido brincar com aquilo. — Ah, como ficaria minha faculdade se eu ficasse desempregado? 

— Relaxa, okay? Tenho certeza que ele não viu nada. 

— Espero que sim. — Se sentou na cadeira que ficava atrás da registradora e fechou os olhos, tentando controlar os batimentos cardíacos.

— Só eu que estou te vendo de pau duro nesse exato momento.

DongHyuck riu divertidamente e Mark arregalou os olhos, observando o volume que havia se formado no meio de suas pernas.

— Droga, essas calças são apertadas demais. — Balbuciou. 

O ruivo que estava sentado no chão, apoiado na prateleira do balcão, engatinhou até a cadeira de rodinhas e se ajoelhou entre as pernas do gerente. 

— Deixe-me cuidar disso, uh? — Indagou manhoso, esfregando suas bochechas contra as coxas de Mark, enquanto sorrateiramente sua mão flexionava o cinto. — Prometo ser rápido.

— Não. — Sua voz saiu firme, daquela entonação que só usava quando queria dar ordens. — Aqui não é o ambiente correto pra isso. 

— Por favor, por favor... — Dizia, enquanto cada palavra, era um beijinho deixado sobre a ereção do mais velho. 

Mark suspirou pesadamente e cedeu, pois não conseguia negar nada para o garoto com o olhar mais manhoso que já houvera visto. 

— Tudo bem... — MinHyung abriu o cinto e abaixou sua calça até os joelhos, agraciando o ruivo com sua ereção marcando a cueca. 

A boca de DongHyuck salivou ao imaginar aquele membro grosso em sua boca. Começou distribuindo selinhos por toda a extensão coberta pelo pano, enquanto suas mãos eram hábeis em retirar a última peça que cobria a genitália do coreano. Soprou, beijou e sugou o pré-gozo que escorria pela glande rosada, antes de abrigar o membro em sua boca. 

Mark se movimentou inquieto na cadeira, soltando um gemido rouco e quase inaudível, enquanto sua mão adornava os fios ruivos entre os dedos. Quando Haechan deu início a sequência de movimentos, MinHyung apertou seus cabelos, tentando se livrar um pouco da tensão, mas sem obrigá-lo a se mover. 

DongHyuck chupava o pau do gerente sem pudor, analisando cada traço da sua expressão de prazer. Adorava estar no controle, sentir puxões em seu cabelo e sentir o pau pulsando contra sua língua. Mesmo que abusasse da sua expressão inocente, seu sadismo ardia por dentro. 

— Você parece um anjo quando tem um pau na sua boca, Haechan. — Mark disse, durante uma pausa que o ruivo fez para respirar, antes de engolir todo o membro novamente, até que lhe atingisse a garganta.

Dado algum tempo, Mark já encontrava uma bagunça, sentindo seu ápice cada vez mais próximo. Segurou os cabelos ruivos entre os dedos começando a ditar os movimentos, estocando a cavidade quente, até que o membro entrasse por completo. 

Haechan soltava alguns gemidinhos abafados pelo pau em sua boca, enquanto acariciava seu pênis sobre a calça que usava. As estocadas cada vez mais violentas, faziam sua garganta arder, mas os gemidos roucos de MinHyung o fazia praticamente gozar, somente por poder ouvi-los. 

Mark retirou seu pênis e o esfregou contra os lábios inchadinhos do ruivo e acabou por se desfazer, sujando a bochecha e o queixo do mais novo de porra. Haechan fora rápido e obsceno ao pegar o sêmen entre os dedos e sugar antes que escorresse por seu rosto. MinHyung que ainda se recuperava do orgasmo recente, sentiu uma fisgada em seu baixo-ventre, apenas por observar o rosto do ruivinho todo sujo com sua porra daquela maneira 

Ele era lindo de todas as maneiras possíveis.

— O quê acha de fecharmos mais cedo hoje? — MinHyung disse, enquanto acariciava os fios macios do rapaz que descansava em seu colo. — O quê acha da ideia de um jantar?

— Hm, um encontro com meu chefe? — Haechan riu, abraçando o corpo do mais velho abaixo de sí. — Eu acho a ideia maravilhosa.


Notas Finais


[3/8 13:45] 💕— Sam: tô aceitando uma markhyuck sua de presente de aniversário atrasado
[3/8 13:46] 💕— Sam: bastante lemon viu
[3/8 13:52] 🍒 — Majoomie: Iti malia quando foi?
[3/8 13:52] 🍒 — Majoomie: Vou escrever muito uma pra ti
[3/8 13:54] 💕— Sam: foi dia 28 de julho :(
[3/8 13:58] 🍒 — Majoomie: E eu não tava aqui 👺
[3/8 13:59] 🍒 — Majoomie: Pode me bater
[3/8 13:59] 🍒 — Majoomie: Eu deixo
[3/8 14:10] 💕— Sam: bato não
[3/8 14:10] 💕— Sam: mas quero a markhyuck xerosa gostosa com lemon gostoso
-
A @dongssi pediu isso dia três e eu não tava com inspiração pra escrever e ainda não tô.
ficou um lixo, aaaaa, mas prometo escrever outra melhor depois, com tempo e paciência.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...