História Le Petit Prince - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin
Tags Abo, Alfa, Beta, Hoseok, J-hope, Jikook, Jimin, Jogin, Jungkook, Kai, Kaisoo, Kookmin, Kyunsoo, Mpreg, Namjin, Namjoon, Ômega, Seokjin, Suga, Taegiseok, Taehyung, Taeyoonseok, Yoongi
Visualizações 148
Palavras 1.154
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Crossover, Ecchi, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Sobrenatural, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Posso dizer uma coisa, antes que vocês me matem?
Eu amei esse cap!

Desculpem os erros e boa leitura👓💋

Capítulo 9 - Neuf


Fanfic / Fanfiction Le Petit Prince - Capítulo 9 - Neuf

Pequeno e fofo. Era assim que tinha nascido o pequeno Jimin.

Seu rostinho branquinho e cheinho, cabelos loirinhos, corpo pequenino e uma marca nas costas.

Mesmo pequeno e fraco, Jimin sempre teve um carácter forte mas mesmo assim inocente.

O pequeno tinha nascido de uma beta mas a mesma não tinha conseguido forças após o parto. Mas ninguém tinha 'maldito' o pequeno, no fundo o que uma beta podia fazer?

Passados os anos, o homem que tinha alevado o pequeno loiro, o amava, mesmo não sendo seu filho paternal, o via como filho.

O Park tinha crescido bem, amado por todos e odiado por alguns, inteligente mas não era de fato um nerd, fofo e doce. Um omega perfeito.

Um dia porém, o Kim - pai de Jimin - recebe a chamada de um homem, amedrontado, faz o que lhe foi mandado. Mau sabia que seu filho não era uma vítima a caso.

Depois desse dia, nada mais passou na sua vida. Dor, lágrimas, morte e nada mais.

Era possível que algum dia a sua dor passaria? Que seu pequeno o perdoaria? Que aquela família o deixaria em paz?

Talvez não naquele momento, mas esperaria com toda as suas forças restantes.

Esperaria seu anjo voltar e o perdoar.

-X-

- Jungkook? - O pequeno Omega de pele alva chama pelo Jeon - Posso falar contigo? - O Alfa somente acena. - Pra começar, fiz esses biscoitos que você gosta - Entrega a caixinha - Agora, tenho que te pedir algo..

- Fale então.

- Peço perdão de tuda a dor que fiz no TaeTae. Eu sei que teria que fazer isso junto ao meu Alfa mas sabe como Alfas são, e teria que pedir isso pro direto interessado mas não tenho coragem e nem direito de fazer isso ainda mais agora - Sorri doce mesmo que dentro dele estivesse um grande vazio - Te peço de falar pro Tae, para que ele venha até o meu quarto, tenho que lhe dar uma coisa que esqueci, alguns anos atrás.

Yoongi sai do quarto do Alfa e vai até o seu. Mesmo tendo um sorriso doce no rosto, suas lagrimas caiam, sua dor era transparente.

Não podia estar perto do seu amado para não feri-lo, para não ter que vê-lo sofrir.

Mas tudo tinha acabado, estavam finalmente livres de poder estar com quem que ele ama.

-X-

Taehyung tinha corrido, não podia crer que seu próprio avô tinha mandado matar seu Omma e ainda por cima, tinha organizado o casamento dele com um alfa desconhecido.

Sinceramente, não sabia onde estava a cabeça dele.

Parou de correr quando viu que estava na frente de uma fonte de um jardim. Nem tinha reparado por onde corria.

Sentou-se na borda da fonte ouvindo o doce som dos pássaros que passavam, para logo sentir uma melodia desconhecida vinda de uma voz desconhecida.

- Desculpe, mas, quem é você? - A voz perguntou. Ou para ser mais preciso, a menina alfa perguntou.

- E-eu, me perdi desculpe! - Falou apreçadamente. Não tinha medo de Alfas mas não gostava de estar perto de um - Já estou indo, desculpe pelo incomodo!

- Ehi, calma, não é por ser alfa que irei te pegar, ou algo assim! - A menina disse com tom divertido. - Alias, me chamo Sunhee, Park Sunhee, prazer de te conhecer...

- Jeon Taehyung - Murmura

- Então, o que te porta aqui, Taehyungie? - Fala fofa, fazendo suas bochechas corarem.

Sabia com certeza quem era aquele garoto, e não pela fala de seu pai, e sim pelas fotos que o avô dele levava até ela.

- Estou, como dizer, fugindo de um omega e de um alfa - Fala timido. Aquela alfa era fofa e nem parecia ser realmente uma.

- Entendo quer entrer, minha mãe fez thé e bubbletea - Fez cara fofa, mas mesmo assim não tinha ganhado a confiança do Beta - Por favor~ Assim você pode me falar mais do porque estas fugindo deles!

- Meu Omma sempre me ensinou em não confiar em estranhos.

- Então, o que acha de toma-mos aqui? - Aponta para uma mesa branca, mas o Jeon ainda continha o rosto duvidoso - Nunca ouviu falar do ditado de que "Falar para um desconhecido é melhor do que falar para um amigo, pois o desconhecido leva consigo tudo o que foi lhe dito"?

- Está bem, mas só se for uma xicara de bubbletea! - A Alfa sorri batendo palmas enquanto corria para dentro e contava para mãe a novidade.

Talvez não fosse bom falar com aquela garota o que tormentava - claro deixando a parte o fato que seus problemas partissem de seus avós -, e talvez assim fizesse uma nova amiga, ou algo a mas.

-X-

Já era tarde quando Taehyung e Sunhee estavam chengando na casa dos Jung, e nenhum dos dois se importava muito com isso.

- Sabe TaeTae, não sei como alguem posso te fazer tanto mau - A mais baixa diz sorrindo doce enquanto massageava a bochecha do Beta com o polegar - Você parece ser tão delicado, fofo e doce. Certamente se eu fosse a sua Alfa não faria tão mau quanto esses dois. - Diz já rente a boca do loiro.

- Desculpe mas essa não é hora de estar beijando garotos na porta de ninguem! - Fala um menino baixo de cabelos loiro - Não creio que o Jimin tenha ensinado isso pro Taehyungie! - O Park fala com fogo nos olhos.

Não tinha gostado daquela cena pur nada no mundo. E aquilo não era ciúmes de mãe.

- E quem seria você, baixinho? - Pergunta com ironia

- Omma do TaeTae

- Sim, claro, e seu sou a Branca de Neve com os sete anões! - Revira os olhos. Sabia muito bem que o Omma do Jeon tinha morrido, não precisava um genio pra saber aquele menino era jovem de mais para ser Mãe.

- Sun, ele realmente é meu Omma - O Jeon diz, fazendo a menina arregalar os olhos e rir nervoso enquanto o Park estufava o peito

- Agora, com licença, TaeTae temos hospite, então entre rapido para sauda-lo - Manda e o loiro corre para dentro, encontrando dois meninos com o rosto cheio de ciúmes. Aquela garota tinha um não sei o que de estranho e estava muito chegado no Jeon, para telo conhecido em tão pouco tempo - E você é melhor ir embora logo antes que te leve para sua casa puxando teus cabelos - Fala entre dente, fazendo seu cabelo mudar um tanto de cor.

- Eu vou mas volto!

- Clássico Sunhee, mas seria mais fácil se falasse isso para alguem da tua espécie. - Sorri de lado fazendo seus cabelos mudarem totalmente de cor, virando assim suas mexas negras.

O Park realmente sentia que algo naquela menina não ia, algo que o fazia estar com raiva e com uma vontade desumana de ter aquela menina de cobaia por algo de muito pouco calão.


Notas Finais


Será que Jimin vai matar a mina?😮😲😆😆


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...