História League of Legends - Campeões "Lendários" - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias League Of Legends (LOL)
Personagens Aatrox, Ahri, Akali, Alistar, Amumu, Anivia, Annie, Ashe, Aurelion Sol, Azir, Bardo, Blitzcrank, Cassiopeia, Evelynn, Gnar, Jinx, Karma, Katarina, Lulu, Lux, Master Yi, Miss Fortune, Mordekaiser, Morgana, Nasus, Nocturne, Nunu, Poppy, Quinn, Rakan, Rengar, Riven, Ryze, Sejuani, Shaco, Shen, Shyvana, Singed, Sion, Sivir, Skarner, Sona, Soraka, Swain, Syndra, Tahm Kench, Taliyah, Teemo, Thresh, Tristana, Trundle, Tryndamere, Twisted Fate, Twitch, Udyr, Urgot, Varus, Vayne, Veigar, Vel'Koz, Vi, Viktor, Vladimir, Volibear, Warwick, Wukong, Xayah, Xerath, Xin Zhao, Yasuo, Yorick, Zac, Zed, Ziggs, Zilean, Zyra
Tags Game, História, Lol, Porno
Visualizações 145
Palavras 1.179
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Magia, Orange, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ae esta a redenção dele ;)

Capítulo 17 - Harém Estelar - parti 6 - Lux



Ezreal estava começando a sé alto valorizar demais ali naquela ilha que foi batizada por Jinx de "Ilha Muy Loka". Mas ao final das contas, apesar dele ter conseguido fazer sexo com tantas outras garotas, ainda havia alguém... Ainda havia um desejo dele por sé redimir com sua ex. Ainda restava Lux que de todas era a que estava mais distante. Havia construído uma cabana menor para viver sozinha longe de tudo e de todos na ilha.
Mas com a chegada de uma tempestade as garotas sé juntaram para aumentar o harém. Jinx vez com que Janna aumentasse os ventos para aquele lado da ilha.
Dentro da cabana as palhas voavam de um lado para o outro, à água e a lama adentrava pelas paredes e pelo teto, que provava que não adiantava mais nada para sé proteger, e ali estava ela encolhida no centro, abraçando os próprios joelhos olhando triste para seu cajado que brilhava no chão tentando manter-la aquecida, e no centro, entre as pernas e a barriga ficava sua mascote reclamando em sua língua.
-O que tem demais? - Mais uns grunhidos - Não vem que não tem, não vou ir para aquela cabana de safados, prefiro morre aqui hoje - O bicho começou a gritar de ódio - Ei olha a boca! Eu sei que está frio, mas estou falando de princípios!
Falando isso a cabana inteira saiu voando, deixando ela na mesma posse.
-Aahhh... Tá bom...
(...)
Ezreal estava somente de toalha cobrindo sua cintura quando foi abri a porta, afinal não estava esperando encontra ninguém mais, já que todas as garotas estava tomando banho nas piscinas subterrâneas construídas por Poppy, para que aproveitassem o calor das águas termais. (Menos Jinx e Janna, mas ele não sábia disso).
-Lux?
-...Olha - Ela estava molhada e com raiva - Eu não gosto disso, mas... Pode por favor me deixar dormi aqui?
-Eh... Claro.
Ele fechou a porta com uma expressão de estranhamento ao vê-la. Sábia melhor que todos o quanto ela era orgulhosa, é a determinação que ela deve ter tido para ter ido até lá pedindo ajuda.
-Você pode tomar um banho para sé esquentar. Eu vou para uma das piscinas diferentes deixando você com as outras menias.
(...)
Foi aquilo que ele dize, mas não foi o que aconteceu já que na verdade Lux ficou sozinha no menor buraco d´água enquanto Ezreal estava rodeado por todas as garotas rindo é bebendo água de coco em uma festa sexual onde a maior dificuldade era "prender a respiração".
Lux fica ali irritada ouvindo risos é gemidos, estava em um misto de nojo é vergonha. Algo que aumentava pouco a pouco era seu tesão.
É com o tempo acabou dormindo ali naquela água quente.
(...)
-Lux... Lux... Você está bem? - Era ouvia a voz, ainda com seus olhos fechados é com seu corpo mole - Acho que você dormiu demais...
Ela abriu os olhos é sé viu nos braços de Ezreal sendo carregada até o andar de cima. Estava com o corpo mole e cansado como sé estivesse tendo uma febre forte.
-O que aconteceu?
-Você dormiu no banho, ficou muito quente, acho uma boa ideia você dormi aqui na cama. - Ele cuidava dela com o máximo de carinho é consideração, estaria vermelha sé não fosse o fato de que já estava vermelha.
(...)
Haviam-se passado dias onde Ezreal sé dedicou ha cuidar dela. Limpava-lhe a pele com uma toalha molhada, é dedicava toda a força de seus dedos treinados para lhe dar massagens relaxantes. Dia depois de dias ele só fazia duas coisas naquela cabana: Trepa em um bolo de sexo das outras meninas, é cuidar dela.
Um dia no meio de uma massagem nas pernas dela ativando pontos de pressão dela.
-O que você está fazendo?
-Cuidando de você... Da melhor forma que posso...
Os dedos dele apertavam-lhe os dedos dos pés, é subiam pelos tornozelos ao mesmo tempo que a beijava os pés. Aqueles olhos lindos possuíam luzes próprias ardentes que a clamavam por mais. É ali estava ele subindo ainda mais com sua boca beijando-a cada vez mais.
-Ezreal, você não precisa fazer...
Ela não teve tempo para responder já que ele sé adentrou entre as duas pernas dela beijando aquele par de lábios carnudos lhe dando ainda mais prazer, do que ela não sentia a anos.
Ela levou as duas mãos para a cabeça dele tentando segura-lo para retira-lo, mas não teve força de vontade já que o talento da língua dele era realmente especial.
Primeiro enviou a língua o mais fundo possível e depois começando a girar deixando-a levemente babada, ele soltou-se e tomou-lhe o clítoris entre os dois lábios é começou a chupa-lo com carinho. Os dedos dele chegaram por depois enviando-a ao mesmo tempo em que a chupava.
As mãos dela que antes estavam prontas para arranca-lo de si, agora estavam acariciando os cabelos, enquanto empurrava para muito mais.
Ria forçado, sé mordia, pendia a cabeça para trás, mostrava para Lux que estava fazendo sexo, como um Ezreal totalmente diferente.
(...)
Ela agora estava sentada na cama, olhando para ele de como sé ainda estivesse pensando sé estava fazendo o certo, mas esse pensamento evaporou quando ele a beijou.
Ali os estalares das peles, é a salivação começava acompanhada de batidas fortes daqueles corações rebeldes.
Depois dos beijos as mãos dele cresceram tomando espaço no corpo da loira que sé arrepiava a cada toque do rapaz.
Ele tomou-lhe-a os seios girando para os lados, mas não estava sozinho nesse jogo de mãos. Lux deixou suas mãos acariciando o penes de cima para baixo com as duas mãos de forma que fazia-a pensar "como ele pode ter ficado tão grande?".
(...)
Ezeral deitou sobre ela encaixando seu penes com sua a ajuda de sua mão que encontrou o caminho aquela vagina. A mais desejada vagina que ele queria tomar, Tinha que ser especial é podia apostar que estava sendo especial, já que os olhos dela brilhavam é sé reviravam estampando um gemido doce aos ouvidos dele. É os som que sé sucederam a seguir eram das peles se esfregando, as batidas suadas, os gemidos é os ofegares que só os amantes poderiam querer, um do outro.
(...)
Ela estava de quatro indo para trás encontrando com força na base da pele dele. Seu cérebro estava sendo eletrocutado por impulsos de prazer. estavam sé mexendo tão rápido que parecia que iriam atear fogo um no outro.
Ali ficaram sem parar nem um segundo, enquanto as unhas dela arranhava-o nas costas de Ezreal, que agarrava-a bunda fazendo a cica mais em seu colo, até que ele gozou uma verdadeira enxurrada dentro dela.
Ela sentia sua barriga quente cheia de esperma é pode cair feliz, em ter tido o quarto maior orgasmo de sua vida. Mas estava dedicada em fazer com ele a parti de agora, até bater esse record.
Os dois dormiam, sem nem imaginar que estavam rodeados por todas as outras.
As menias comemoravam pulando e gritando, em saber que agora estavam com o grupo completo novamente.
(...)
 


Notas Finais


Vocês querem mais uma? Tipo com TODAS para encerrar?

[sim] [não]

?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...