História Learning To Love - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens August Wayne Booth (Pinóquio), David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Ingrid / Rainha da Neve / Sarah Fisher, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emma Swan, Morrilla, Once Upon A Time, Regina Mills, Swanqueen
Visualizações 242
Palavras 720
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey, voltei hoje! Eeeee 😂😂
Espero que gostem e boa leitura!
*desculpem qualquer erro
⚠ LEIAM AS NOTAS FINAIS ⚠

Capítulo 15 - Capítulo 15


  ¥ Capítulo 15 ¥  um mês depois...

Estar em Storybrooke estava sendo melhor do que imaginei, principalmente depois de saber que era onde Regina morava. Estar aqui também fez eu me aproximar mais dela, nós conversávamos mais. Eu conseguia, quase nunca, tirá-la de casa. Ela estava saindo um pouco, coisa que não fazia. Íamos jantar, passear no parque, almoçar, já fomos até fazer compras. Zelena veio até conversar comigo, querendo saber como eu conseguia fazer Regina abrir-se. Apesar de fazê-la sorrir, eu vejo tristeza em seus olhos. Ela sempre tem uma pontada de insegurança, ela pode estar se divertindo, sorrindo, feliz, mas aí ela lembra do embuste do marido e volta a como era, como estava. Isso me dói tanto! Ela, sem sombra de dúvidas, é a mulher mais linda que já vi em toda minha vida. Mas minha morena não tira fotos. Quando Robin fala algo com ela, ela leva à sério tais palavras. Regina é cabeça dura, é bem difícil convencê-la do contrário, do que já está acostumada a ouvir. Ultimamente estou indo bastante em sua casa, Robin quase nunca está, isso é um grande alívio pra mim, pois se ele fizesse algo contra ela em minha frente não daria certo. Meus dias de folga eu vou visitá-la, ou até mesmo quando acaba meu expediente na delegacia.

-Meu plantão hoje é à noite, só nos veremos amanhã.

-Você já jantou?

-Não, acho que nem...

-Daqui a pouco eu chego e comemos algo aí, beijos! - e desligou. Ela sabia que eu não aceitaria, não queria que ela saísse de casa pra trazer algo para eu comer.

-Estou indo, Swan. - avisa meu parceiro.

-Tudo bem, até amanhã. - ele pega suas coisas e sai. Fico alí, enterrada entre os documentos e tudo que envolve a cidade. Pulo da cadeira com o susto do toque do telefone, pego-o e atendo:

-Xerife Swan.

-Nossa, falando assim até parece uma pessoa séria. - escuto uma batida na porta, autorizo e logo vejo Regina entrando, peço um minuto, ela assente e senta de frente pra mim.

-Shannon?! - falo rindo. -Lembrou de mim?

-Eita, faz apenas dois dias que não nos falamos.

-A que devo a honra desta ligação? Não é sempre que uma celebridade me liga.

-Deixa de ser boba, só liguei pra avisar que irei praí perto do seu aniversário. Falta pouco, então...

-Certo... Amanhã eu te ligo e acertamos tudo direitinho. - falo ao ver Regina revirar os olhos. -Saudades de você também... Beijos! - desligo e encaro ela com um sorrisinho de lado.

-Não comece! - ela fala.

-Nem disse nada. - começo a rir. -O que trouxe?

-Chocolate quente com canela e rosquinhas, é oque você mais gosta.

-Hum, ela já conhece meus gostos. Deixe-me advinhar... pra você foi um café e um pequeno pedaço de torta?

-Isso mesmo! - ela rir. Começamos a comer em silêncio, até que decido quebrá-lo:

-Cadê o Henry?

-Vai dormir na casa da Zelena. - ela me encara e com certeza ver a preocupação estampada em meu rosto. -Eu vou ficar bem, Em. É sério. - levanto e puxo uma cadeira, sentando próxima a ela e seguro suas mãos, esse contato faz minha pele arrepiar. Suspiro e falo:

-Eu tenho medo que ele perca o controle... - ela abaixa o olhar e fixa nas nossas mãos unidas. -Ele pode chegar bêbado e querer te bater, morena... se isso acontecer, eu não vou estar lá só como a xerife da cidade, entende? Tenho medo... - levo uma mão ao seu rosto e acaricio, fazendo-a me olhar nos olhos e os vejo marejados. Levanto e a puxo pra mim, fazendo-a passar os braços por minha cintura, me apertando.

-Eu também tenho... - murmura. Aliso suas costas.

-Ir dormir na minha você não vai, então por favor, me ligue e mande mensagens, só pare quando dormir. - ela assente e me aperta mais contra seu corpo.

-É tão bom ter você aqui. - sorrio.

-É bom estar aqui. - me sento em um pequeno sofá de couro que tinha e a trago junto a mim, sem quebrar o abraço. E assim ficamos.

  ¥ SQ ¥

Como tinha pedido, Regina me ligou e mandou mensagens até dormir. Fui pra casa eram nove horas da manhã, me joguei na cama e acabei dormindo enquanto conversava com minha mãe.


Notas Finais


Gente, realmente estou vendo que estão curtos, eu não escrevo diretamente no Spirit, tenho um app que já deixo os Caps escritos e não estava vendo o quão pequenos estavam. Como já tenho até o capítulo vinte escrito, começarei do 21 a trazer maiores. É isto! Beijão 😘🤗
Até mais 🖤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...