1. Spirit Fanfics >
  2. Legacy City: Contos de Smile >
  3. Força da raiva

História Legacy City: Contos de Smile - Capítulo 1


Escrita por: _-LeoTheSmile-_

Notas do Autor


Eu fiz umas mudanças nos caps e resolvi repostar para ficar melhor

Os personagens já aceitos terão suas fichas anotadas no cap de entrega

Capítulo 1 - Força da raiva


Localização: Área norte de Legacy City

Data: Terça-feira,21 de maio

Horário: 21:30

Em uma rua pouco movimentada e levemente iluminada, um homem corria desesperadamente tentando escapar de algo. Esse homem vestia uma jaqueta vermelha com detalhes em azul bebê na ponta das mangas,  calças jeans pretas e tênis pretos,  enquanto seu rosto estava encoberto por uma máscara de palhaço.

Após correr por alguns minutos, o homem se esconde atrás de uma velha caminhonete, que estava estacionada em frente a um prédio abandonado. Cansado e ofegante,o homem tira a máscara de palhaço, revelando seu rosto jovem com olhos pretos, pele morena e cabelos curtos num tom amarronzado.

– Finalmente...despistei...esse filha da...puta - Sussurra ofegante enquanto olha para os lados,  sorrindo em seguida por ter escapado do seu perseguidor.

O homem então levanta para voltar a correr, porém é surpreendido por um barulho de engatilho atrás dele, sendo seguido por um incômodo na nuca

– Achou que tinha se livrado de mim? - Uma voz pergunta atrás dele - Nenhum ladrão consegue esse feito,  então não se sinta mal

A voz vinha de uma pessoa mais baixa que o homem, um ser encapuzado com um casaco aberto com capuz que descia até as pernas. Esse encapuzado usava uma camisa social branca, luvas pretas, calças sociais e pretas sapatos sociais pretos, como se fossem partes de um terno. O encapuzado estava com uma pistola preta com detalhes vermelho encostada na cabeça do homem. Um detalhe bem visível era que ele estava cheio de respingos de sangue

– C-Calma cara, eu devolvo o dinheiro, não precisa fazer isso não - O homem fala nervoso, enquanto tenta pegar algo no bolso.

– Dinheiro? Não, eu não estou aqui pelo dinheiro,e sim por um simples motivo - O Encapuzado fala enquanto empurra o homem para frente - Acho que podemos resolver isso rapidamente

– Q-Que motivo? Eu não sei de nada cara! - O homem grita desesperado enquanto vira, vendo de frente o encapuzado.

O ser levanta um pouco seu rosto, revelando que tinha cabelos azuis lisos que passavam um pouco de seus ombros e uma máscara branca com olhos pretos e um sorriso. O mascarado (e encapuzado) dá um tiro no chão, fazendo o homem cair para trás

– Quem decide isso sou eu! - Os olhos da máscara brilham em vermelho enquanto as luzes em volta começam a piscar.

Localização: Centro de Legacy City

12 horas atrás…

   Em uma pequena cafeteria,uma moça atendia alguns clientes. Essa moça era branca com belos olhos vermelhos e cabelos curtos pretos. Estava vestindo uma camiseta branca e calças sociais pretas, que eram escondidas por um avental preto.

– Valeu Lucy - Um policial agradece a moça após pegar um copo de café e uma rosquinha.

– Não precisa agradecer sempre Max, é só o meu trabalho - A moça sorri enquanto se despede do policial

   Enquanto a moça estava atendendo outros clientes, uma reportagem na televisão toma a atenção de todos que lá estavam. Na reportagem havia uma repórter, que estava um pouco atrás de uma multidão de outros repórteres próxima a entrada de um prédio

– Bom dia, estamos ao vivo em frente a sede dos Laboratórios C.A.N.D.Y,onde Leonard, o filho da empresária Bonnie, concordou em dizer algumas palavras - A repórter começa a caminhar junto ao câmera para mais perto do prédio - Para aqueles que não acompanharam as notícias recentes, ontem foi declarada a morte de Bonnie Jackson, fundadora e presidente das indústrias C.A.N.D.Y

   Enquanto a repórter falava,um garoto chegava até a frente da multidão vindo de dentro do prédio. Os repórteres logo se aproximam, mas ele pede para que eles não se aproximem muito, fazendo os repórteres não avançarem iguais aos urubus na carniça.
    O garoto aparentava ter seus 14 anos,tinha pele branca, olhos vermelhos e cabelos medianos azuis, que estavam amarrados num rabo de cavalo curto. O garoto estava usando um terno preto com camisa branca, calças sociais pretas e sapatos pretos

– Hoje está sendo um dos piores dias da minha vida, mas eu prefiro vir a público tirar qualquer dúvida sobre o futuro da C.A.N.D.Y antes que alguém invente algo - O garoto fala calmamente, tentando amenizar um pouco sua feição de tristeza - Por favor sejam breves

– Senhor Senhor! - Uma moça grita levantando um caderno em meio aos repórteres que também queriam uma resposta, porém essa conseguiu a atenção do garoto - Amélia Roberts, jornal do canal 8: O evento de caridade da empresa vai ser cancelado?

– Minha mãe nunca deixou esse evento ser cancelado desde que começaram isso, então não vou decepcionar a memória dela, vou pessoalmente cuidar do evento - Responde com bastante tristeza, enquanto a repórter anota o que ele disse.

– Obrigada - Ela guarda o caderno,e logo outros repórteres começam a pedir respostas.

– O senhor - O garoto aponta para um velho repórter mais a frente.

– Jackye James do canal 3: O senhor vai assumir as empresas ou tem algum outro herdeiro mais velho? - O velho repórter pergunta enquanto abre um caderno.

– Como não sou maior de idade irei assumir junto a um conselheiro para ajudar a administrar a empresa 

– Okay, obrigado pela resposta - O velho anota tudo que ele disse.

– Última pergunta - O garoto diz já começando a ficar incomodado, fazendo os repórteres ficarem ainda mais agitados - Pode ser o senh.. - Quando o garoto vai apontar para um repórter, alguém começa a falar bem alto.

– Gus Nyes do canal 1, e gostaria que você respondesse a minha pergunta - Um homem começa a passar pela multidão junto de um câmera - A não ser que você seja medroso e prefira esconder os segredos da sua mãe

Gus é âncora do jornal vespertino do canal 1, porém adora bancar o repórter em notícias que podem lhe dar boa audiência. Ele está na televisão a mais de 15 anos, o que deu a ele uma bela fama e a liberdade para falar o que pensa durante seu programa, principalmente para criticar os heróis da cidade,que ele apelidou de "Super babacas"
    Gus Nyes é um homem na faixa dos 40 anos, tendo cabelos pretos curtos penteados para trás(onde os fios brancos estão escondidos por bastante tinta de cabelo), pele morena e olhos verdes. No momento estava vestindo um terno preto com detalhes em roxo, uma camiseta azul por baixo junto a uma gravata vermelha, uma calça preta e sapatos sociais pretos.

– Pode falar - O garoto diz cerrando os punhos, já que não suportava esse homem.

– Minhas fontes me disseram que sua mãe tinha conexão com os "Heróis" da cidade, poderia falar sobre isso? - Ele fala num tom debochado.

– Não sei quem são essas suas fontes, mas tenho certeza que elas estão te passando informações erradas - O garoto diz já caminhando para dentro do prédio, fazendo os repórteres ficarem pedindo uma última entrevista.

Dentro da sede havia vários andares, e cada andar era bem arrumado,algo padrão da Bonnie. Devido ao ocorrido, não havia quase ninguém no prédio além de seguranças e um ou outro cientista. O garoto vai andando até um elevador, onde ele aperta até um andar no subsolo.
    Após alguns minutos no elevador, as portas se abrem em frente a um laboratório, onde o garoto sai e caminha em direção a uma bancada de ferro no local, onde havia alguns experimentos e uma foto, mostrando uma bela moça morena de cabelos rosas na faixa dos 28 anos junto a uma criança de aparentemente 5 anos de cabelo azul

– QUE MERDA! - Ele dá um soco na bancada, fazendo ela amassar - Eu não sei se consigo fazer isso...eu não vou conseguir sem você aqui... - O garoto começa a chorar enquanto se apoia na bancada amassada.

A expressão de tristeza do garoto logo se torna uma expressão de raiva, porém as lágrimas não paravam,estavam mais intensas

– Vou descobrir quem fez isso,e ele vai se arrepender de ter feito! - O garoto volta a caminhar para o elevador, onde já estava tirando a parte de cima do terno e largando no chão, começando a desamarrar a gravata.

Leonard então começa a apertar alguns botões do elevador, formando um rosto sorrindo, fazendo o elevador piscar e a descer muito rápido. O elevador chega até o último andar, fazendo as portas se abrirem e revelando uma enorme sala tecnológica, que possuía um computador bem grande e alguns armários
    Leonard caminha até um dos armários e coloca sua mão em um leitor, fazendo o armário abrir e revelando um traje: Uma blusa aberta com capuz e que chegava até as pernas como se fosse uma capa,luvas pretas e uma máscara branca com sorriso. Ele então veste a blusa e coloca as luvas e a máscara, indo agora para um segundo armário, onde ele usa mais um leitor para abrir, revelando um arsenal de armas de fogo

– Vamos a caça - Ele diz enquanto pega duas pistolas com detalhes dourados.

O mascarado guarda suas pistolas em coldres enquanto fecha os armários, caminhando agora até um elevador diferente daquele que ele usou e partindo para fora do local.

Localização: Área norte de Legacy City

Horário: 23:30 (horário atual)

O mascarado estava sentado na beirada de um prédio de altura mediana, olhando um caderno de anotações enquanto riscava um nome.Sua máscara, camisa e luvas estavam cheias de sangue, porém isso não parece lhe incomodar

– Mais um que não sabia de nada... acho bom passar para o próximo - Ele pula do prédio, se segurando em um poste antes de cair e escorregando até chegar ao chão
    O mascarado segue uma rua pouco movimentada que estava ao lado do prédio e do poste, porém um som muito estranho faz ele parar de andar. Ele então percebe que o som são pedidos de socorro vindos de um beco a algumas ruas ao sul,sendo captados por sua audição elevada

    Correndo pelas ruas e pegando alguns atalhos,o mascarado vai se aproximando, porém os gritos já tinham parado, estavam apenas barulhos estranhos,como se algo estivesse se alimentando. Acelerando mais a sua corrida,o mascarado chega até a entrada do beco, olhando lá dentro e vendo uma cena horrível: um homem,que aparentava ser um sem teto, tendo sua barriga devorada por uma coisa que só podia ser descrita como uma aberração.

A criatura parecia ser um animal,porém era muito maior e tinha leve semelhança a um humano, com braços e pernas longas. A frente de seu rosto não dava para ser vista, pois estava mordendo o estômago do homem enquanto seus longos braços imobilizavam a presa. Sua cor era escondida pela escuridão do beco,que tinha pouca iluminação

– Que porra é essa? - O mascarado  sussurra enquanto puxa suas pistolas e começa a atirar na criatura, porém suas balas nem penetram na pele dela, fazendo tal ser dirigir sua atenção a ele - Merda..

Tirando seu rosto do estômago do homem morto, a criatura revela ter um rosto humanoide, com a mandíbula inferior um pouco maior que a superior, mostrando seus dentes com pedaços de tripas. Seus olhos eram brancos e seu nariz era humano, estando todo seu rosto coberto de sangue.
    A criatura corre em quatro patas na direção do mascarado, que atira várias vezes nela, porém nada impede que ela lhe dê um poderoso tapa, que o joga na direção de um prédio mais a frente do beco, fazendo ele rachar uma das paredes com o impacto. Porém o mascarado consegue se erguer, preparando para tentar atirar de novo, porém suas pistolas estavam mais afastadas do que ele esperava,tendo agora que recuperar seu armamento antes de matar esse monstro. O mascarado corre em direção as suas pistolas,sendo seguido pela aberração que soltava barulhos de rosnado, mas é interrompida por uma corrente de gelo perfurando seu peito, fazendo a mesma gritar e cair morta no chão.

– Parece que você estava se divertindo bastante garoto - Uma voz grossa diz enquanto puxa a corrente de volta para suas mãos cheia de sangue roxo - Mas acho que isso é trabalho para os mais velhos

– Eu tinha tudo sobre controle Ice! - O mascarado diz ficando nervoso e olhando para a direção da voz.

Ice, conhecido como Ice King, é um membro fundador do grupo de heróis "O Olho", responsáveis pela proteção do planeta.

Ice não tem uma idade aparente, porém seu físico forte e voz descartam ter menos de 30. Ele usa um visual de armadura ninja azul com capuz pretos ao estilo Sub Zero, personagem que com certeza ele se inspirou pro visual. Ice usa uma máscara azul que tampa bastante o seu rosto, revelando apenas seus olhos totalmente azuis

– Independente de ter controle ou não esse não é o seu trabalho, já que deveria estar na sua casa cuidando da sua vida - Ele diz caminhando até o garoto - Smile, eu sei como é perder alguém,e também sei que agir com raiva vai piorar tudo

Smile é um herói bem excêntrico comparado aos outros da cidade, já que ele costuma utilizar métodos violentos para conseguir proteger os civis. Suas ações são muitas vezes comparadas com as ações de um vilão, o que faz ele não ser bem visto pela maioria da população e a não ser membro de grupos de heróis
    Seu uniforme se destaca bastante em apenas dois itens: O longo casaco aberto e sua máscara de sorriso. O restante do seu visual sempre vária em diversos tipos de roupas, porém é mais comum hele usar esse típico visual de roupa social

– Eu não posso ficar parado sem saber o que aconteceu, já que vocês "Heróis do olho" não fazem nada para ajudar!

– Estamos fazendo o possível,mas não dá pra conseguir informações em um dia

– Eu consigo! - Ele mostra o caderno com vários nomes riscados e alguns não - Eu vou terminar essa lista de bandidos e vou conseguir a informação!Eu sei que consigo!

– Espera...então foi você que matou aqueles caras? Esse sangue é deles? - Aponta para as roupas do rapaz.

– Pode até ser, mas eu sei que foi preciso!

– Garoto, você já tá passando dos limites morais, nós não matamos bandidos! -Ele grita vendo a merda que o mascarado fez.

– Vocês podem não fazer,mas eu posso, já não sou mais herói dos seus grupinhos idiotas - Ele começa a caminhar para longe de Ice, porém tem seu braço segurado por ele - É melhor me soltar…

– Eu só vou te dar um aviso: Se continuar com isso vai acabar preso em Vangust com as mesmas pessoas que você está matando!

– Se for preciso fazer isso para achar quem matou ela, eu faço sem exitar! - Ele dá um puxão com o braço e se solta, voltando a caminhar enquanto pega suas pistolas e volta a sua busca.

Ice então volta a sua atenção a onde a criatura estava, podem lá só tinha uma poça de sangue roxo

– Que merda….


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...