História Legacy (Clexa) - Capítulo 34


Escrita por: e LoverWoods

Postado
Categorias The 100
Personagens Anya, Bellamy Blake, Clarke Griffin, Costia, Dra. Abigail "Abby" Griffin, Echo, Emori, Indra, Jasper Jordan, John Murphy, Lexa, Lincoln, Marcus Kane, Maya Vie, Octavia Blake, Personagens Originais, Raven Reyes, Roan
Tags Clexa
Visualizações 174
Palavras 1.510
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Científica, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa Leitura.

Capítulo 34 - Tango


Fanfic / Fanfiction Legacy (Clexa) - Capítulo 34 - Tango

E você me pegou tipo, oh

O que você quer de mim?

(O que você quer de mim?)

E eu tentei comprar o seu coração bonito

Mas o preço é muito alto

Querido, você me pegou tipo, oh

Você ama quando eu desmorono

(Desmorono)

Para você me erguer

E me atirar contra a parede

Querido, você pegou tipo, ah, woo, ah

Não pare de me amar (me amar)

Não desista de me amar (me amar)

Apenas comece me amando (me amar)

Ah, e meu bem, eu estou lutando contra o fogo

Só para chegar perto de você

Nós podemos queimar alguma coisa, meu bem?

E eu corro por milhas só para conseguir um gosto

Deve ser amor no cérebro

Isso tem me feito sentir assim

(Sentir assim)

Ele me bate, me deixa roxa, mas me fode tão bem

E eu não me canso

Deve ser amor no cérebro, sim

E ele continua amaldiçoando meu nome

(Amaldiçoando meu nome)

Não importa o que eu faça, eu não sou boa sem você

E eu não me canso

Deve ser amor no cérebro

Querido, continue me amando

Apenas me ame, sim

Apenas me ame

Tudo que você precisa fazer é me amar, sim

Me pegou como, ah, ah, ah, oh

Estou cansada de ser tocada como um violino

O que eu tenho que fazer para entrar em seu maldito coração?

Querido, como, ah, woo, ah

Não pare de me amar (me amar)

Não desista de me amar (me amar)

Apenas comece me amar (me amar)

Ah, e meu bem, eu estou lutando contra fogo

Só para chegar perto de você

Nós podemos queimar alguma coisa, meu bem?

E eu corro por milhas só para conseguir um gosto

Deve ser amor no cérebro

Isso tem me feito sentir assim

(Sentir assim)

Ele me bate, me deixa roxa, mas me fode tão bem

E eu não me canso

Deve ser amor no cérebro, sim

E ele continua amaldiçoando meu nome

(Amaldiçoando meu nome)

Não importa o que eu faça, eu não sou boa sem você

E eu não me canso

Deve ser amor no cérebro

🦁🦁🦁🦁

Assim como o prometido, Ridley me mandou mensagens, convidando a mim e Raven para uma festa em um hotel no centro de polis,o lugar era realmente enorme o que daria a possibilidade de uma escapadinha…Ridley me informou a qual horário eu devia chegar, mais a ansiedade me consumia…e meio relutante eu contei a ela sobre a noite anterior e sobre a briga…ela disse que daria um jeito e que eu não devia me preocupar.

Raven e eu tivemos certo trabalho para convencer Kane que está festa era sim relevante para o nosso caso,ele se deu por vencido após três horas de argumentos.

Em menos de meia hora tanto Raven como eu,já estávamos prontas e vestidas para matar,porém também estávamos com a equipe do FBI mais Niylah grudados em nossas costas…ou bundas…mais Ridley sabia o que fazia então eu resolvi relaxar e agir naturalmente…

Chegamos a festa meia hora adiantadas,e eu queria mesmo era saber como estava o movimento de mulheres azarando minha lobinha, quando a festa estava prestes a começar lá estava eu, e como sou alta, e ainda calçava um par de sandálias de saltos Lexa me avistou de longe, e em meio ao tumulto de visitantes da festa Lexa me seguia com os olhos, meus cabelos estavam presos em um coque perfeito, pois sabia que ela tinha verdadeira devoção pelos meus cabelos, ela acompanhava cada passo que eu dava em sua direção, e na medida em que me aproximava, o sorriso envolvente que minha lobinha tinha ia ganhando espaço em sua boca linda e saborosa.

Quando finalmente nos encontramos, ela me recebeu de forma tão carinhosa, que me senti envergonhada pelo sentimento de ciúmes, que estava alimentando durante toda a viagem até a festa... após conversamos sobre nossa briga e ambas se desculparem,tudo voltou ao normal…prometemos uma a outra que iríamos curtir a nossa noite. Lexa repita sem parar o quanto eu era especial em sua vida,e em como seria um erro me largar…finalizando com uma frase completamente perfeita,com um efeito incrível.

-- você é "única" Clarke _ dizia Lexa _ especial, é a mulher de minha vida.

Lexa me abraçou pela cintura e tocou meus cabelos com uma das mãos e depois me deu um breve beijo, porém apaixonado.

-- o que minha linda leãozinho faz aqui? Além disto tudo, ainda muito cheirosa... _me perguntou de forma doce e ao mesmo tempo curiosa...Lexa sussurrava ao meu ouvido...que tesão _ tão gostosa...estou tão afim que poderia te devorar aqui e agora.

Premeditadamente eu vestia um vestidinho vermelho sangue, soltinho da cintura pra baixo com aberturas laterais, uns quatro dedos acima do joelho, de decote ousado na frente e nas costas, que eu sabia que Lexa adoraria rasgar com os dentes.

-- Vim buscar minha lobinha para dançar... _ sem hesitar respondi, Lexa estava animadinha demais com minha resposta ou talvez com o novo apelido. _ hoje está lobinha irá uivar para mim…

Lexa se aproveitou da escuridão e multidão do local quando me abraçou por trás me envolvendo com o seu calor e me esfregando em sua excitação.

-- Clarke, esta lobinha sou eu? _ perguntou Lexa entrando no meu joguinho, fazendo piadinhas de minhas intenções, mesmo sem saber realmente quais eram elas _ eu uivo todas as noites por você…ainda quero me desculpar por ontem.

-- esquece isso amor, só quero curtir a festa com você e no final da noite irei fazer uma dança especial para você…você não vai me fazer esta desfeita, vai?? _ reafirmei com o tom de voz suave e ao mesmo tempo sedutor. _ hoje eu você irá uivar pra mim e não por mim.

-- Leãozinho, nunca iria recusar um convite seu,eu faço qualquer coisa por você…com você…para você _ respondeu Lexa,após me medir de cima a baixo ela sorriu de forma safada _ que tal nos sentarmos com a Ridley? Antes que eu perca minha cabeça?

-- você não irá se arrepender _ respondi diante da sua provocação, belisquei de leve sua barriga, e reafirmei o convite falando baixinho em seu ouvido _ vamos…mau posso esperar para realizar todo o meu desejo por você.

Na verdade, eu sabia que Lexa não gostava muito de dançar, mas meus planos para aquela noite eram outros…precisávamos extravasar todo esse estresse de estarmos separadas…e da nossa discussão ridícula.

🦁🐺🦌🐯🐻🐁🐍🦊

Duas horas depois…..

Lexa já não conseguia prestar atenção em mais nada,sentadas na mesa, frente a frente, Clarke provoca-a,descalça um pé do sapato e sobe o pé entre as pernas dela, até sentir e acariciar seu sexo, que ameaçava arrebentar o fecho das suas calças. Lexa, continua a conversa, enquanto com o braço de baixo da mesa, direciona a mão para as pernas de Clarke e verifica que estava sem roupa íntima,a morena suspira, cerra o olhos enquanto a acaricia e sente a umidade de sua intimidade latejante.

-- eu vou tomar um ar _ comunicou Ridley deixando a mesa. _ antes que comecem a se comer aqui…

-- vamos dançar ? _ pediu Clarke massageando suavemente o colo da morena. _ por favor?

-- vamos _ respondeu Lexa as guiando até a pista que começava a ser preenchida pelo ritmo sensual do tango _ você quer me enlouquecer né?

-- talvez _ respondeu a loira divertida _ logo você descobrirá…

Enlaçam-se e começam a dançar um tango. As mãos de Clarke, percorrem com sensualidade o corpo de Lexa. Ambas colocam uma perna entre as pernas uma da outra. Sem ser notada Clarke desliza suas mãos e toca o membro excitado da morena . Lexa respira fundo, fica ofegante, não de cansaço, de pura excitação. Roda com ela, puxa-a e ela num salto ágil ,encaixa-se no meio de suas pernas por momentos. Pélvis com pélvis e um roçar pecaminoso de seus sexos. Lexa não perdeu a oportunidade e mordisca os seios perto do seu rosto..

Clarke agora novamente no chão, eleva a perna esquerda e envolve Lexa com ela... a perna fica nua, com as tiras a bailar ,seus sexos se tocam novamente.

Olham-se numa expressão mista de ciúme e de paixão. Agitam as cabeças, olhares de novo fixos... Clarke passa a língua pelos lábios. É o erotismo e sedução em ação.

Clarke leva a mão aos cabelos, e sem ser esperado, liberta os cabelos que caem em cascata até aos ombros. Roda a cabeça... deixa-os permanecer, assim... rebeldes.

Suavemente Clarke desce a perna, e num movimento gracioso, desce o corpo, roçando a boca pelo corpo de Lexa... a morena podia sentir o calor que emanava de Clarke,e a loira podia sentir o desejo da morena estremecendo em seu corpo.

Lexa com paixão eleva-a, e continuam a dança. Coladas, entre os movimentos de cabeça ao ritmo da música, suas bocas vão-se roçando. O calor que delas emanam, aumenta a chama das velas.

Reparam que estão a sós na pista de dança, e no final da música, quem assiste fica por um pouco mudo, até começarem a aplaudir.

Não tinham observado, até àquela noite um tango, dançado com tanto erotismo, sensualidade e paixão... que sentiram sair do local mais profundo do casal.

Tango... erotismo... paixão... sedução... Tesão... amor… Lexa.

Lexa queria Clarke só para ela.

Corpos colocados, entre beijos ardentes e abraços possessivos,elas saíram com pressa do salão ,se agarrando pelos corredores enquanto tentavam chegar ao carro.

O casal Clexa se despediu rapidamente de seus ''cumplices" e saíram de mãos dadas,as duas pareciam duas meninas levadas, após terem feito uma travessura...suas expressões eram de ansiedade e saudade com uma boa pitada de tesão.


Notas Finais


Huuuuuummmmmm


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...