1. Spirit Fanfics >
  2. Legends of Quantic >
  3. Um começo conturbado

História Legends of Quantic - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Historia nova, espero que gostem...

Capítulo 1 - Um começo conturbado


O dia começou como outro qualquer, eu me levantei, me arrumei para ir pro trabalho, isso mesmo, trabalho, meu nome é Lucas Vanderok, tenho I9 anos, e tenho pós-doutorado em ciências carbônicas. Você deve estar se perguntando se nao sou jovem demais pra isso, mas eu não sou o único. Recentemente eu minha equipe composta por minhas amigas Maria, Carine e Vanessa e minha Irma Mayara temos trabalhado em um projeto que vai renovar as fontes de energia do mundo, um gerador de energia infinita, basicamente ele funde 5 elementos primários e cria energia limpa e sustentável, ainda não testamos o projeto fisicamente, mas as simulações deram I00% de certeza.

-Bom dia Maria. Disse animado.

-Bom dia Lucas. Respondeu Maria a chefe de laboratório.

-Eu terminei ontem a noite o injetor de carbono, falei com a Maya e a Vanessa e elas também terminaram os delas. Informei a Maria.

-E quanto a Carine? Perguntou Maria curiosa.

-Quase pronta, ela disse que encontrou algumas variáveis na contenção do nitrogênio, mas ela esta resolvendo. Respondi calmamente.

-O que estamos perto de realizar, será fantástico, pense Lucas, vamos salvar esse planeta. Disse Maria muito animada.

-Eu espero que sim. Disse meio inseguro.

-Assim que a Carine terminar o injetor de Nitrogênio dela, poderemos começar os testes. Disse Maria esfregando as mãos

-Eu acho que deveríamos fazer mais uma simulação, pra ter certeza. Disse iniciando uma simulação no computador.

-Do que tem tanto medo Lucas? Cada um de nos é especializado em um elemento da fusão, e as simulações nos deram 100% de resultado. Disse Maria com a mão em meu ombro.

-Eu sei, mas tenho medo de errarmos uma variável e comprometer o projeto inteiro. Disse iniciando a simulação.

Havíamos criado uma maquina capaz de fundir os cinco elementos primários Carbono, Nitrogênio, Oxigênio, Hélio e Hidrogênio. A fusão desses elementos em teoria geraria energia o suficiente para alimentar o planeta inteiro, mas eu ainda estava com medo. Passei o dia revisando as simulações e fazendo ajustes na maquina. Ao entardecer Carine veio até o meu setor.

-Lucas do céu, mds eu terminei. Disse Carine cansada porem animada.

-O injetor de nitrogênio? Perguntei inocentemente.

-Não com meu namorado, obvio que foi o injetor de nitrogênio.Disse Carine sarcástica.

-Então isso significa... Disse pausadamente.

-Que estamos prontos, conseguimos. Disse Carine me dando um bate aqui.

Fiquei tão feliz, trabalhamos nesse projeto por meses, ninguém colocou valor nele, tínhamos só o nosso apoio, mas para a gente era o suficiente, estávamos sempre unidos, e agora a um passo do futuro.

-Maria, quando vamos começar? Perguntei.

-Agora. Disse Maria ligando a maquina.

-Ta doida, não podemos começar agora. Disse colocando a mão no painel.

-Por que não? Os injetores estão prontos, e eu terminei o núcleo de Hidrogênio, temos tudo pra começar. Disse Maria olhando em meus olhos.

-Confiamos em você Maria, você é nossa líder, se você diz que estamos prontos então estamos. Disse Maya minha irmã.

-O que me diz Lucas? Perguntou Maria com a mão no botão de ligar.

-Por favor Lucas, eu nunca te pedi nada. Disse Maya implorando

-Ta bom, vamos fazer um teste rápido. Disse concordando mas com insegurança.

-Isso bate aqui Maria. Disse Maya levantando a mão para Maria.

-Vou pedir para Carine e Vanessa trazerem os injetores delas pra sala do núcleo, Você e Maya Levam os seus. Disse Maria iniciando o sistema da maquina.

-Ok. Respondemos juntos.

Eu estava apavorado, chequei o cilindro de injeção três vezes pra ver se estava funcionando, fui o ultimo a ir pra cabine, mas eu estava com fé, se desse certo, estaríamos salvando a terra de uma possível extinção.

-Todos prontos? o Lucas já fez onda de mais há há há. Disse Maria pelo microfone.

-Engraçadinha, só quero garantir nossa segurança. Respondi pelo microfone.

-Então vamos lá. Disse Maya na cabine ao meu lado acenando para mim.

Cada um de nos ficava em uma das cabines de injeção, e a Maria ficava na sala do núcleo, um nível abaixo das cabines, pra controlar o fluxo de hidrogênio.

-Ligando núcleo em 3, 2, 1 que se faça historia! Disse Maria ligando o gerador.

Eu nem acreditei, a Maria ligou a maquina e o núcleo de hidrogênio funcionou perfeitamente, o gerador começou a ligar e a sala toda começou a tremer.

-Ta dando certo, vamos começar com a injeção dos elementos no núcleo, Mayara, Primeiro voce! Afirmou Maria.

-Entendido, iniciando injeção de oxigênio. Respondeu Maya liberando seu cilindro.

O núcleo ficou vermelho, iluminou a sala inteira.

Injeção bem sucedida. Disse a inteligência artificial.

-Vanessa! Disse Maria em sequencia.

-iniciando a injeção de hélio. Respondeu Vanessa liberando seu cilindro.

Injeção bem sucedida. Disse a inteligência artificial.

-Minha vez! Iniciando injeção de Nitrogênio. Disse Carine liberando seu cilindro.

Injeção bem sucedida. Disse a inteligência artificial.

-Vai Lucas fecha com chave de ouro. Disse Maria empolgada.

-Iniciando injeção de carbono. Disse preocupado porem confiante.

-Vai, Vai... Dizia Maria esperando os resultados.

Injeção bem sucedida. Disse a inteligência artificial.

-Conseguimos, conseguimos!!! Gritou Carine Animada.

-Calam gente, Mayara? Status? Perguntou Maria.

- O núcleo esta estável, e parou de consumir dos injetores. Disse Maya.

-Vanessa? Perguntou Maria.

-Gerando 13 milhões URF por tic. Disse Vanessa.

-Ta funcionando. Disse pra mim mesmo.

O núcleo tinha estabilizado, e começou a gerar energia, muita energia, estávamos tão felizes, éramos jovens de 19 anos que haviam inventado uma energia limpa e infinita, nós estávamos pasmos, a Maria começou a dançar no meio da sala, então a gente se juntou a ela, a Maya ate colocou musica.

-A gente ta famoso!!! Disse Vanessa.

-E ricooo!!! Gritou Carine.

-Vamos abrir um champanhe gente! Temos que comemorar. Disse Maria.

-Eu vou buscar. Disse Maya.

Esava tudo inda as mil maravilhas, ate o alerta da Vegas a inteligência artificial.

Aviso, núcleo superaquecendo, o desligamento é necessário. Disse Vegas.

-Como assim Vegas? Não tem como ele superaquecer, já estabilizou. Disse Maria em voz alta.

Núcleo instável, resfriamento automático iniciado. Disse Vegas.

A sala ficou vermelha e o alarme de radiação disparou.

-Tem algo errado, voltem pras cabines! Gritou Maria.

-Eu não entendo, o nitrogênio liquido deveria estar resfriando o núcleo e não o aquecendo. Disse Carine tentando liberar o nitrogênio do injetor.

-Não da pra desligar o núcleo, ele ta gerando energia pra si próprio. Disse Vanessa desesperada.

-Podemos tentar isolar o núcleo e parar a fusão! Disse iniciando a sequencia de isolamento.

Erro ao isolar o núcleo, nível critico atingido. Disse Vegas.

-Maria sai daí, isso vai explodir!!! Gritou Maya.

O núcleo começou a expandir, mas a Maria se recusou a sair, ela queria estabilizar a reação, porem era tarde.

-Maria sai!!! Gritou Vanessa.

-Eu vou conseguir Vanessa!!! Gritou Maria entrando na sala do núcleo.

-Eu vou tirar ela de lá. Gritou Vanessa saindo de sua cabine.

-Vanessa não, Vanessa!!! Gritou Maya.

O núcleo explodiu, e com ele os injetores, que causaram uma reação em cadeia, a Maria era a mais próxima do núcleo no momento da explosão, ela foi arremessada pro outro canto da sala. Vanessa tinha entrado na sala e estava perto do injetor de hélio, na explosão ele estourou e foi jogado na direção da Vanessa.

-Maria, Vanessa!!! Gritei.

As cabines haviam sido projetadas pra aguentarem uma explosão nuclear, mas não estavam suportando. Minha cabine a da Mayara eram próximas, mas a da Carine era do outro lado da sala, ela tentou abrir a porta, mas estava emperrada. O núcleo de energia havia explodido porem os injetores não, mas começaram a ficar instáveis e super energizados, então ouvimos o barulho.

-O que foi isso?

-O injetor de nitrogênio, Vai... explodir, Carine sai daí. Gritou Maya.

-Eu não consigo, to presa, a porta...Nao abre. Disse Carine desesperada.

-Calma, vamos te tirar daí. Disse tentando acalma-la

-Gente me ajuda, me ajuda!!! Disse Carine em desespero vendo o injetor ficar vermelho e dilatar.

O injetor de nitrogênio explodiu e espedaçou a cabine da Carine, ela recebeu uma rajada de nitrogênio energizado ao maximo, minha ultima visão foi vela queimando com uma espécie de fogo azul.

-Carine!!! Gritei em pânico apertando os botões.

-Carine!!! Gritou Maya quase chorando.

Então os injetores de oxigênio e carbono também explodiram, e levaram a cabine em que eu e Maya estávamos com eles, a ultima coisa de que me lembro e de ver minha Irma envolta em uma energia vermelha, e sentir algo arrancando a minha pele, depois disso eu não consegui mais respirar, então apaguei, não sabíamos se a explosão havia se espalhando para alem do laboratório, mas o que eu sabia é que colocamos tudo que tínhamos nesse projeto, sem ele, o que a gente teria .



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...