1. Spirit Fanfics >
  2. Lei do amor >
  3. Você

História Lei do amor - Capítulo 11


Escrita por:


Capítulo 11 - Você


Uma semana se passou,e resolvi dá um tempinho do trabalho, até por que estava exausta sobre o acontecimento da semana passada. E não parava de pensar em como o Peter estaria. 

Eu estava vendo tv com um roupa de dormir,ainda, às três da tarde. Comendo chocolate e assistindo filmes românticos dos anos oitenta. Até alguém bater na porta.

- Que saco! — mumurrei. Fui até a porta e abri e a pessoa pulou em cima de mim me abraçando. 

- Pequena Katherine.— disse a mulher. Ela era bem parecida comigo só que mais velha, ela tinha um sorriso intenso.

- Você é... 

- Kat,eu sou sua tia materna. — ela falou. — Você é tão parecida com a sua mãe...— ela acariciou meu rosto. 

- Entre! — sugeri.— Eu nunca soube de nenhum parente da minha mãe. 

- Seu pai te trouxe do México bem pequena.— ela disse entrando.— E desde então não sabíamos como acha-la. Eu mantinha contato com ele, só não tinha dinheiro pra vir pra cá.

- Eu entendo... Mas que bom você veio! — sorri. 

- Eu sempre quis vir te conhecer,eu sou sua madrinha sabia? — ela falou sorridente. 

- Jura? Eu nem tinha ideia que tinha uma.

Começamos a conversar por um bom tempo, e até que a Safi era bem legal e elegante. Ela tirou várias risadas minha.

- Ele é ... Tipo um galã de novela.— falei. 

- ele realmente mexe com você, da pra ver o brilho nos seus olhos.— falou ela. 

- O que essa mulher faz aqui? — meu pai chegou autoritário.

-  Josh ... — Safi se levantou espantada.

- O que ela está fazendo aqui,Katherine? — ele repetiu a pergunta comendo a mulher com os olhos de raiva.

- Pai,ela é só minha tia. Nada demais! — me levantei. 

- EU NÃO QUERO NINGUÉM DA FAMÍLIA DA SUA MÃE AQUI, NINGUÉM! — ele começou gritando e jogando as coisas no chão. Nunca havia visto meu pai daquele jeito,mas ele estava bem agressivo. 

- JOSH EU NÃO TENHO CULPA DO QUE ACONTECEU COM A MAIARA! — ela gritou no mesmo tom que ele.— 

- POR FAVOR GENTE,PARA! — gritei.

- Eu vou subir e quando eu voltar eu não quero ver essa mulher mais aqui! — ele disse em um tom ameaçador e subiu as escadas batendo o pé. 

- Me perdoe,tia...eu não queria que...— suspiro.

- Tudo bem,Kat. — ela me abraçou.— Eu vou ir pra um motel. E te mando uma mensagem pra conversamos depois ok? 

- Claro tia.— retribui o abraço. Ela saiu sem graça e eu me joguei no sofá. Algubs minutos depois meu pai foi pra cozinha.— Eu posso saber o por que desse escândalo? 

- Eu não quero essa gente aqui! Muito menos você com eles! — ele engoliu sua água.

- Você não pode fazer isso,são minha família! — revirei os olhos. 

- Sua família? — ele riu. — Sua família sou eu, que te dou casa,comida, tudo enquanto você é uma advogada de porta de cadeia,pra defender um marginalzinho. 

- EU NÃO DEFENDO MARGINAL,EU DEFENDO SERES HUMANOS QUE TEM CHANCES,QUE MERECEM TER UMA CHANCE.— suspiro.— Você não pode falar assim,você não estava no caso. Você sabe que ele foi inocentado que não foi culpa dele! 

- JÁ CHEGA,KATHERINE! — ele segurou meu braço.— Você tem vinte e três anos, eu não vou descutir com você! Você já é uma mulher,sabe se virar. — ele soltou meu braço após ter apertado, e ficou dolorido. 

Meu pai estava totalmente estranho ultimamente, eu não sabia o que se passava com ele,mas tudo que ele fazia era só gritar ou brigar comigo. Já não era a mesma coisa. E eu só queria saber o por que de tanta implicância com o Peter. Ele simplesmente tinha raiva no olhar ao falar dele. Seja o que for uma hora eu vou descobrir



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...