1. Spirit Fanfics >
  2. Leitora X Boku no Hero Academia >
  3. Festival Esportivo - Parte 4 - Final

História Leitora X Boku no Hero Academia - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


oie novamente quanto tempo kk
nem parece que eu poitei esse aqui dois segundos depois do capitulo anterior kk
o Bakugo é assustador
lutar com ele não é facil nao vey
va le ai o livro é isso ai
le faz bem pra saude

Capítulo 11 - Festival Esportivo - Parte 4 - Final


Fanfic / Fanfiction Leitora X Boku no Hero Academia - Capítulo 11 - Festival Esportivo - Parte 4 - Final

 

Quando eu chego lá, vejo Kirishima e Tetsutetsu ambos caídos no chão.

–Os dois com individualidades parecidas! Tetsutetsu versus Kirishima! –Present Mic me distrai de meus pensamentos– Uma luta de socos cara-a-cara! O vencedor é... –Midnight vai até os dois

–Os dois estão caídos! Empate! –ela estende a mão– No caso de empate, depois de se recuperarem, o vencedor é determinado numa simples quebra de braço.

–Enquanto esperamos se recuperarem, –Present Mic toma a fala– Vamos começar a próxima partida! –sem pensar duas vezes eu ando em direção a arena. Meus punhos se fecham quando eu vejo Bakugo vindo do outro lado.

Quando nos encontramos na arena, Present Mic inicia

–A oitava e ultima partida da primeira rodada! –os fogos de cada canto se acenderam novamente– Ele era meio famoso na escola! –Bakugo fazia uma careta estranha– Não é a cara de um qualquer! Do curso de heróis, Katsuki Bakugo! Versus... A garota que possui individualidades pra dar e vender! Na verdade, é pra ela que estou torcendo. Do curso de heróis, _ _ Yukuso! –eu inspiro e expiro o ar profundamente para poder encarar bravamente meu oponente– Oitava partida começar!

 Sem muita demora eu me teletransporto atrás do mesmo. Com rapidez ele me ataca com suas explosões, e com isso eu sou empurrada para trás.

–Q-que rápido... –eu me teletransporto pra fora de toda aquela fumaça

–Eu vou destruir você! –ele começa com mais um ataque direto, mas dessa vez eu consigo me teletrasportar a tempo

Se eu tentar o jogar pra fora da arena com minha telecinese ela vai usar suas explosões para não ser empurrado, então eu só tenho que conseguir pedras pra poder distraí-lo.

–Não me subestime! –sem pensar duas vezes eu vou pra sua frente de novo.

–Morra! –Mais uma vez ele contra-ataca. Eu me tetransporto antes

Bora ver quem cansa primeiro, Bakugo!

–A _ _ virou uma suicida? Por que será que ela ta indo direto para a morte?! –Present Mic parece não entender meu plano. Espero que Bakugo esteja na mesma situação

–Se você quer ganhar de mim, use seus outros poderes! –Bakugo consegue me atingir quando me faz lembrar que papai está assistindo

–Cala a boca! –Eu me teletransporto varias vezes ao seu redor, cada vez mais rápido fazendo com que ele use mais vezes suas explosões– Tente me acertar! –com um pouco de lentidão eu continuou com o teletransporte

–_ _ continua provocando sem descansar, mas... isso é... –Present Mic não consegue terminar a fala. Talvez ninguém consiga assistir essa luta sem sentir pena de mim. Mas eu vou provar, eu vou provar que eu sou mais forte que você!

–Pare de brincar comigo! –Bakugo solta essa ultima explosão um pouco mais elevada. Eu me teletransporto pra longe dele

Um pouco ofegante eu escuto as voz de uma pessoa

–Ei! Como você consegue dizer que é um herói dessa forma?! –acho que essa pergunta foi pro Bakugo. Idiotas! Será que eles não percebem que isso é só um plano? Eu não sou uma garotinha indefesa! –Se você sabe que ela não vai conseguir, então apresse-se e jogue-a pra fora sem machuca-la!

Ora seu...

–Fique na sua! Eu ainda não terminei! –dizendo isto o mais alto possível pra todo mundo ouvir, eu vou com tudo em direção a Bakugo. Quando estou próximo o suficiente eu pego todas as pedras no chão e jogo em sua direção. –eu vou vencer! –Bakugo contra-ataca com uma enorme explosão. Dessa vez eu sou atingida em cheio

–Desde que voce é amiga do Deku, eu pensei que voce teria planejado algo... –ele molhava de forma abominável

–Bakugo utiliza uma enorme explosão! Ele consegue acertá-la de frente! –Present Mic não conseguia vez aquilo? Uh? Eu ouvir uma queixa de dor do Bakugo... só pode ser... É hora do plano final!

– E-eu não vou me render tão fácil assim, B-Bakugo... –eu tiro a camisa de educação física toda queimada ficando apenas com a camisa que tinha debaixo– Agora! –as pedras que iam em sua direção naquela hora, eu relativamente tiinha mudado de ideia e as posicionei acima ele. Com todas as minhas forças que restaram, eu as jogo novamente em sua direção. Ele se preparava pra explodir as pedras, então eu usei essa chance para poder jogá-lo para fora. Eu sabia, sabia que era ariscado e que ele poderia usar uma explosão que me afastasse de perto dele. Mas ele é um ser humano, não é? Ele também fica cansado.

Eu o joguei para longe ferozmente. Se ele saiu ou não, eu vou saber agora.

–Bakugo está fora do ringue! –Midnight afirma, logo eu caio de joelhos no chão, eu sinto algumas lagrimas descerem– _ _ avança para a segunda rodada! –Eu consigo ver a cara de surpreso do Bakugo. Ele não demonstrava nenhuma tipo de raiva. Nossos olhares se encontraram.

Depois de tudo eu sou levada pelos robozinhos até a enfermaria, eu tive alguns ferimentos por contas das explosões, alem de estar fisicamente cansada demais para andar.

–A oitava partida da primeira rodada! –de longe eu ainda conseguia ouvir a voz do Present Mic– A _ _ avança para a segunda rodada! Mas, depois dessa luta e tanto, vamos continuar! A primeira rodada acabou! Vamos continuar para a próxima rodada rapidamente após um breve intervalo

A Recovery Girl curou alguns dos meus machucados e depois colocou atadura em outros. Eu recebi de volta uma nova camisa de educação física. Fui liberada depois disso.

Eu resolvi ficar um pouco na sala de espera onde o Midoriya provavelmente vai ficar.

Depois de alguns minutos ele chega.

–Eu nem acredito que ganhei. –eu falo antes mesmo de deixar o garoto entrar na sala primeiro

–Hein? –ele fica com uma cara de quem não esperava isso

–No fim eu meu subestimei achando que não ia conseguir. –eu faço um tapinha com as mãos na cadeira ao meu lado para que ele se sente– Acho que tenho que melhorar mais minha auto-estima.

–_ _-san, e os seus ferimentos? Você está bem? –ele se senta já me enchendo de pergunta

–Sim, a Recovery Girl cuidou de mim! –eu aponto para atadura que tem na minha bochecha– Foi só uma cura moderada, então não drenou minha energia, o que significa que eu ainda tenho arranhões e tudo mais. Mas cara, aquele Bakugo é forte mesmo! Por um momento eu pensei que não ia vencer! –eu parei de falar quando percebi que apertava meu punho com muita força. Midoriya me observava assustado.

–Você... Está bem? –ele perguntou com mais entonação

–Eu estou bem! –eu volto com meu sorriso normal– Melhor do que esperava!

–Eu... –quando ele ia falar, a voz do Present Mic o interrompe

–O empate da sétima partida da primeira rodada! Kirishima e Tetsutetsu! O vencedor da quebra de braço decide quem avança pra segunda rodada... –depois de um tempo nós ouvimos o grito estrondoso da platéia– Quem passou foi o Kirishima! Agora sabemos todos que irão avançar para a segunda rodada! Então vamos começar!

–Já? –ele se levanta da cadeira– Até mais tarde... –Midoriya vira de costas e vai até a porta de saída

–Desculpe, Midoriya! Você não pode se preparar já que eu estava aqui... –eu me levanto da cadeira me sentindo uma idiota

–Que nada, eu estou bem. –ele para e me olha com apreensão.

–Eu estarei assistindo, certo? Boa sorte. –eu devolvo seu olhar na mesma intensidade

–Obrigado. –seu rosto cora um pouco, mas ele não parece ter se importado com isso. Ele vai embora.

Eu saio da sala alguns minutos depois dele e vou em direção as arquibancadas de novo.

–Aqueles dois ainda não começaram? –ao aparecer na frente do lida e da Ochaco eu já chego falando– Eu preciso assistir. –eu me aconchego no meu antigo lugar.

–_ _-chan! Você foi ótima! –Ochaco segura minha mão– Foi difícil assistir sua luta, sabia?

–Na próxima luta você poderia evitar se machucar muito. –lida falava logo após a Ochaco

–Desculpa pessoal... –eu fico meio sem graça, Bakugo deve estar ouvindo tudo já que ele está na cadeira um pouco atrás de nós– Quem é mesmo meu oponente da segunda rodada?

–Sou eu! –Kirishima se encontrava ao lado do Bakugo– Que haja uma ótima luta entre nós!

–S-sim!

–Meu amado público! –Present Mic inicia– Obrigado por esperar! A primeira partida da segunda rodada vai ser incrível! O homem que teve um vitoria incrível na primeira rodada ao deixar a platéia literalmente congelada! Do curso de heróis, Shoto Todoroki! Do outro lado, esse cara mal passou pela segunda rodada! Que tipo de luta ele vai nos mostrar dessa vez? Do curso de heróis, Izuku Midoriya!

–Tokoyami-kun, o que você acha dessa luta? –ele se encontrava ao lado da cadeira do Todoroki, eu o acho inteligente então eu perguntei para o mesmo

–Depende do Midoriya se aproximar ou não do Todoroki. –ele me responde sem olhar nos meus olhos

–Sim. O que o Deku vai fazer em relação ao gelo? –Ochaco mostrou sua preocupação

Eu sinceramente não faço a menor ideia pra quem torcer. Eu gosto muito dos dois. Ah! Eu odeio isso!

–No festival desse ano, ambos mostraram um alto nível de desempenho! É como uma luta de dois grandes rivais! Agora! Midoriya versus Todoroki! Comecem! –Todoroki inicia com seu gelo em direção a Midoriya

–Smash! –Midoriya contra-ataca com uma pressão de ar feita com apenas um estralo do seu dedo. O gelo feito pelo Todoroki se quebra em pedaços. O ar se espalhou pelo local deixando a todos com tremendo de frio

–Incrivel! Midoriya impediu o ataque do Todoroki! –Present Mic faz seu trabalho de narrador. Todoroki avança com seu gelo mais uma vez, e como esperado Midoriya defende com mais uma pressão de ar feita por ele. Mas dessa vez eu percebi que ele parece estar se machucando de novo– Ele impediu de novo! – O ataque dos dois se repetiu mais uma vez. Será que Todoroki vai continuar assim até Midoriya terminar de usar seus dedos não-quebrados? Não... É uma batalha de resistência... Os dois têm um limite de como usar seu poder... Se bem que o Midoriya ta em desvantagem. Todoroki usa mais uma vez o gelo e Midoriya usa seu ultimo dedo da mão direita.

–E-eu não consigo ver... Se ele continuar assim ele vai ficar todo machucado! –Com a mão junto ao peito eu luto pra continuar assistindo

–Eu espero que o Midoriya saiba o que esteja fazendo. –lida parecia estar na mesma situação que a minha.

–Todoroki não liga para os poderes do Midoriya e se aproxima! –Present Mic anuncia. Todoroki avança andando por cima de seu gelo. Midoriya quebra o gelo usando os dedos da mão esquerda, mas Todoroki pula na hora e vai velozmente para cima do Midoriya, mas ele desvia. Quando Midoriya ia se distanciando, Todoroki consegue prender o pé dele no gelo. Pra se salvar dessa vez Midoriya usa seu braço esquerdo, fazendo uma ventania mais forte do que as de antes. Eu ouço o grito agonizante de dor do Midoriya. Ele quebrou seu braço

Ah... Não é só a individualidade do Todoroki. As decisões, as habilidades aplicadas, a mobilidade... Todas as habilidades dele... São fortes!

–Ora, você está todo acabado por se defender e fugir? –Todoroki provoca, mas... Ele está tremendo... Será que o Midoriya percebeu isso? –Desculpa... Obrigado, Midoriya. O rosto daquele cara está coberto graças à voce. –ele deve estar falando do Endeavor– Com seus braços assim você não pode mais lutar, pode? Vamos acabar com isso. –Todoroki ataca mais uma vez sem piedade.

–Todoroki continua atacando com um poder avassalador! –Present Mic dá sua fala– Lá vai o ataque final! –Midoriya defende com um estalo do seu dedo já quebrado. Que força de vontade!

–Você está tremendo, Todoroki. –Midoriya começa– Individualidades também são habilidades físicas. Tem um limite para o quanto o seu corpo pode agüentar, não tem? E não é algo que você pode resolver ao usar o calor de seu lado esquerdo? Todos estão lutando com tudo... Para vencerem e se aproximarem de seus sonhos... Para se tornar um número um... Você quer vencer com apenas metade de sua força?! Você nem me arranhou ainda, sabia? – Midoriya fechou as mãos com todos os dedos quebrados– Vem pra cima com tudo que tem! –Todoroki vai pra cima realmente, mas dessa vez ele está mais lento, provavelmente por conta do seu poder. Midoriya acerta Todoroki na barriga com um soco

–Um golpe certeiro! –Present Mic fala– Tivemos alguma reação! –Midoriya não quebrou o braço, mas se queixou de dor pelo o impacto que seus dedos fizeram no Todoroki, o mesmo havia bolado no chão, ele conseguiu congelar um pouco do braço quebrado do Midoriya. Todoroki ataca com seu gelo novamente, mas ele estava lento então Midoriya conseguiu desviar. Eles começaram a se atacar mais de perto, Midoriya continuava a usar seus dedos já quebrados... Será que a cura da Recovery girl é tão forte pra curar ossos literalmente triturados?

O poder do Midoriya diminuiu, mas ele está conseguindo controlar. Ele não está só lutando sem pensar. Esse é o melhor que ele pode fazer nesse momento. Mas cara... Mesmo que aquilo possa ser curado, pra ser capaz de se mexer daquela forma com tanta dor, exige muita força de vontade. O que será que está motivando ele?

Todoroki começa de novo com seus ataques de novo, mas dessa vez Midoriya usou tanto seus dedos que ele não consegue fazer o movimento de estalo.

–Smash! –Midoriya ele faz o movimento com o ajuda da sua boca

–Por que está indo tão longe? –Todoroki pergunta ao conseguir se manter dentro da arena com a ajuda do seu gelo

–Por que eu quero viver a altura das expectativas de todos... –Midoriya corria lentamente em direção a Todoroki– Eu quero ser capaz de sorrir... E respondê-los... Para ser um herói legal... É isso que eu quero ser! É por isso que... –Todoroki parecia ter se paralisado, Midoriya usou essa oportunidade para socá-lo novamente na barriga– Estão todos se esforçando! Não tem como eu saber tudo que você pensa ou sua circunstancia. Mas pra você se tornar o numero sem se esforçar ao máximo, agora eu acho que você precisa parar de brincadeira! –Midoriya avança pra cima dele mais uma vez– Por isso... Eu vou vencer! – Todoroki continua em transe e recebe mais um soco do Midoriya– Eu vou te superar! –Todoroki tentava se recuperar do soco– É o seu poder, não é? – ele parecia se lembrar de algo e de repente o fogo do seu lado esquerdo se acende como uma enorme chama.

–I-isso é... –Present Mic não consegue terminar sua fala pela surpresa

–O calor está chegando aqui... –eu ouvia Ochaco reclamar, se bem que eu não me importava com o calor, naquele momento eu só sentia... Orgulho.

–Midoriya-kun, não me diga eu você está tentando salvar o Todoroki? –em meio tudo aqui, essa foi a única coisa que saiu da minha boca

–Mesmo que você queira vencer... –Todoroki tomou a fala enquanto o gelo que consistia no seu braço direito descongelava– Maldição... Para ajudar seu inimigo... Qual de nós está de brincadeira agora? Eu também quero... Me tornar um herói! –Os dois garotos sorriam com um ar destemido

–Shoto! –Endeavor descia as escadas para ir mais perto da arena– Você finalmente aceitou a si mesmo?! Isso é bom! Ótimo! Sua jornada começa aqui! Com meu sangue, você vai me superar... Você vai atingir o meu objetivo!

–Endeavor começou a encorajar ele de repente? –Present Mic volta a falar– Que paizão.

–Incrível... –digo maravilhada com a miragem a minha frente– Essa é sua verdadeira força... Todoroki.

–Por que você está sorrindo? –Todoroki se refere ao Midoriya– Com esses ferimentos... Nessa situação... Você é maluco... Não me culpe pelo o que vai acontecer agora. –Todoroki ativa seus poderes de gelo, Midoriya se prepara pra atacar também

–Midnight! – Cementoss acionava seu poder– Se eles continuarem, não vai ser nada bom!

–O corpo dele não vai aguentar! –Midnight se referia a Midoriya, ela rasgava um pouco da sua roupa na parte do braço

Todoroki avançou seu gelo exageradamente grande no Midoriya, o mesmo consegue pular por cima e se aproxima do Todoroki numa velocidade quase imaginária. Todoroki se prepara para atacar com seu lado de fogo, Midoriya já vai usar seu ultimo braço restante. Cementoss usa cinco barreiras de cimentos para tentar impedi-los, mas o impacto do ataque foi tão grande que os quebrou em pedacinhos. Isso gerou uma ventania extremamente forte em nossa direção. Nós não conseguimos ver nada por causa do vento e das pedras

–O que acabou de acontecer? –Present Mic tinha dificuldades em falar– Que diabos é essa sua classe?

–O ar que estava sendo esfriado durante todo esse tempo, foi aquecido de repente e expandiu. –A voz do Aizawa dava de ser ouvida

–Foi isso que criou uma explosão? –Present Mic volta– Quão quente foi esse ataque?! –a fumaça estava preenchendo a arena– Minha nossa, não consigo ver nada! Ei, quem venceu a luta? –quando a fumaça se afastou, nós pudemos ver... Midoriya foi jogado pra fora da arena contra a parede...

–O-o Midoriya está fora da arena... –Midnight anuncia– Todoroki avança para a próxima rodada! –Todoroki tinha metade de sua camisa queimada, ele suava e estava ofegante, o mesmo olhava para Midoriya, que estava caído no chão.

Os robozinhos levaram Midoriya na maca. Todoroki saiu sem falar nada. A arena estava toda destruída

–O que foi isso... –Kaminari olhava pra arena assustado

–Pobre Midoriya. –Yao-momo era a próxima a se manifestar

Eu me levanto da cadeira

–Pra onde você vai _ _-chan? –Ochaco perguntava com uma certa tensão

–Eu vou ver como o Midoriya está. –em uma questão se segundos quatro pessoas levantam ao mesmo tempo

–Eu vou com você! –Ochaco segura meu braço

–Eu vou junto. –lida é o próximo a falar

–Quero ir também! –Mineta me olha com olhos de cachorro pidão

–Se me permitem, eu vou me juntar a vocês. –Tsuyu se aproxima

Nós cinco fomos em direção a enfermaria. Quando entramos lá vimos ele na cama cheio de ataduras e gessos em seus braços. Todo mundo falou seu nome preocupado Eu vou correndo pra perto da cama onde ele está.

–Você está bem? –quando eu olho pro lado, tinha um senhor magrelo e loiro. Ele olhava o Midoriya abatido– Prazer em conhecê-lo... –ele me cumprimenta de volta

–Vocês são barulhentos demais. –reclamava a Recovery Girl

–Pessoal... –Midoriya abriu os olhos– E a próxima luta?

–Já que a arena foi bastante danificada, eles deram uma pausa para repará-la. –lida explicava a situação. Eu olhava Midoriya preocupada

–Aquela luta foi assustadora, Midoriya... –Mineta apontava pra ele assustado– Os profissionais vão querer aquilo?

–Eu não gosto do seu jeito de jogar sal na ferida dele. –Tsuyu da um tapinha na cabeça do Mineta

–Mas é verdade! –Retruca ele

–Fiquem quietos! –Recovery Girl nos afastava para a porta de saída– Sei que vocês estão preocupados, mas eu preciso fazer a cirurgia imediatamente.

–Cirurgia?! –todos nós perguntamos assustados

–Vão, saiam daqui! –ela responde

–M-mas-- –quando ia falar Mineta me interrompe

–Pra precisar de cirurgia deve ter sido bem sério, não foi?

–Os ferimentos dele irão se recuperar completamente? –Ochaco pergunta

–Não se preocupem com isso. Deixem comigo! –A enfermeira nos bota para o lado de fora

–É melhor você ir se preparar, lida-kun. Depois é sua luta. –eu tento mostrar um sorriso acolhedor– Nós vamos assistir voce lá da arquibancada

–Sim! –ele concorda

–Boa sorte, lida-kun–Tsuyu e Ochaco falam ao mesmo tempo

(...)

*Segunda luta da segunda rodada

Ibara avança com suas vidreiras– que na verdade é seu cabelo– pra cima do lida

–Reciproburst! –lida usa sua alto-velocidade para ir pra trás da garota antes que as vidreiras o alcance. Ele empurra Ibara à força pra fora do ringue

–Shiozaki está fora da arena! –Midnight anuncia– Vitória do lida!

*Terceira luta da segunda rodada

–Dark Shadow! –Tokoyami chama seu monstro ao combate

–Entendido! –ele responde

Mina tenta jogar acida em sua direção, mas ele desvia de todos. O mesmo faz impacto com ela a qual faz Mina ser empurrada para perto da linha limite. A mesma perde o equilíbrio e cai para fora do ringue.

–Mina está fora da arena! Vitória de Tokoyami!

Eu vou correndo para a entrada da arena. Era minha vez de lutar e eu tinha esquecido. No caminho eu tropeço com o Midoriya e aquele senhor loiro de antes.

–Midoriya-kun! Você está bem? –eu pegava folego

–S-sim!

–Q-que bom! M-mas agora eu tenho que ir sabe... É a minha vez. –Eu volto a correr

–Eu vou assistir você, então dê o seu melhor! –eu vejo sua voz ressoar ao fundo

–Claro!

Eu chego à arena a tempo. Estou posicionada contra o Kirishima. Parando pra pensar um pouco, acho que ele não tem a menor chance... Seu poder é de ataque de perto e o meu é de longe, eu posso por ele pra fora da arena a qualquer instante

–Comecem! –Present Mic da inicio da partida.

–Você vai me jogar pra fora, não vai? –Kirishima me olhava com um sorriso ingênuo de criança– Está mais do que obvio que eu não tenho nenhuma chance contra voce.

–Kirishima... –eu o levanto com minha telecinese

–Os poderosos sempre ganham, né? –ele faz um sinal de “joinha” com as mãos– Está tudo bem. Eu já sabia disso desde o começo...

É sempre assim... Eu sempre me odeio no final das competições.

Eu o jogo para fora da arena em questões de milésimos

–Kirishima está fora do ringue! –ver seu rosto sorridente me machucou ainda mais– Vitória da _ _!

–Com essa vitória, _ _ avança para a terceira rodada! –Present Mic começa– E isso completa o quarteto das finais!

Depois disso eu vou em direção ao banheiro. Tinha um espelho em frente a pia, eu me posicionei diante dele.

–Eu odeio isso! Odeio esse sentimento! –eu sinto algumas lágrimas escorrerem– Se eu continuar a sentir culpa e tristeza eu não vou conseguir lutar, mas eu também não consigo reprimir-los. Eu senti como se pisasse nos sentimentos e sonhos do Kirishima... Aquilo foi horrível! –eu me escondo numa cabine de banheiro– Se o Midoriya ouvisse o que eu estou dizendo agora provavelmente ele me encheria de lições de morais. Eu aprecio a preocupação de todo mundo, a força de todo mundo, mas odeio, odeio o quanto eu sempre consigo passar por cima de tudo isso.

Eu resolvo sair de lá e me direciono para perto da arena apenas esperando minha vez, e é claro, assistindo a luta também.

–A primeira etapa das semifinais! –Eu conseguia ouvir a voz do Present Mic– Com ambos sendo de famílias de heróis, é uma batalha de elite! Do curso de heróis, lida Tenya! Versus... Também vindo do curso de heróis, Shoto Todoroki! Comecem! – Todoroki usa seu gelo em direção a lida, mas ele desvia com sua hiper velocidade, agora indo em direção a Todoroki.

Todoroki usa seu gelo novamente e lida desvia, mas...

–lida foi cercado! –Present Mic revela o que achava. Todoroki usar outra vez seu gelo– Todoroki partiu para a vitória imediatamente! –impressionantemente, lida consegue saltar por cima do gelo indo em direção do Todoroki

–Reciproburst! –lida dá um chute em direção a Todoroki, mas ele abaixa na hora. Voltando mais uma vez pra cima do Todoroki, lida consegue o acertar, fazendo-o ir para o chão

–Um ataque direto! –fala Present Mic

Ele conseguiu acertar um ataque bem forte...

lida pega Todoroki pela camisa e começa a correr em direção a linha limite. Mas... De repente lida para. Os motores da panturrilha dele foram congelados. Todoroki aproveita a chance e o prende com seu gelo

–lida está imobilizado! –Midnight anuncia– Vitória de Todoroki!

–Todoroki avança para as finais sem mostrar suas chamas! –Present Mic grita como sempre

Quando Todoroki sai da arena nós nos esbarramos.

–Espero encontrá-la na final. –ele diz isso sem olhar nos meus olhos e sai andando

Eu chego a área da luta novamente

–Etapa dois das semifinais! –a voz do Present Mic vem junto com a gritaria da platéia– _ _ contra Tokoyami! Comecem!

Tokoyami ativa seu Dark Shadow, ele vem em minha direção ferozmente. Eu nunca testei isso, então é totalmente arriscado e eu não faço à menor ideia se vai dar certo... Mas é a única coisa que eu consegui pensar

Eu me teletransporto para perto da linha limite. Espero Dark Shadow se aproximar de mim e faço meu golpe final.

Me teletransporto para atrás do Tokoyami e me teletransporto com ele mais uma vez para perto da linha limite, com isso eu o empurro. Ele cai para fora do ringue.

–Tokoyami está fora da arena! Vitória da _ _! –eu ajudo Tokoyami a levantar

–Você é realmente invencível, não? –ele me diz após espanar suas roupas– Não tenho duvidas que vai conseguir vencer do Todoroki.

–O-Obrigado, eu acho. Mas eu não sou invencível, eu apenas nasci com várias individualidades. Não fui eu que quis assim... –de pouco em pouco meu sorriso desmancha

–D-Desculpa, não foi isso que eu quis dizer. –ele fica um pouco sem graça

–Tudo bem.

–Com isso, a luta final será de Todoroki contra _ _! –eu olho para as arquibancadas e logo de cara o vejo em pé perto da parede, ele me encara de um modo nada amigável, eu sou a primeira a cortar o olhar

Eu vou pra sala de espera. Sinceramente eu não consigo pensar em nada... Minha mente está confusa demais. Eu sinto que não vou conseguir. Não pela força do Todoroki, mas sim pelo meu estado mental nesse momento...

–Eu gostaria de ser mentalmente mais forte agora... –Eu abaixo minha cabeça sobre a mesa– Eu também quero ser uma heroína, mas pra mim o desejo de todos sempre são maiores que o meu... Você é importante pra mim, Todoroki-kun, não sei se consigo lutar contra você. Meus poderes estão extremamente fracos agora, eu mal consigo carregar uma cadeira com minha telecinese, e me teletransportar me deixa super cansada. Eu realmente não gosto de como as coisas vão terminar...

(...)

–Finalmente é a ultima batalha do festival esportivo da academia U.A! O melhor dos primeiranistas será decidido nessa luta! A final, só pra deixar claro! Do curso de heróis, Shoto Todoroki! –ele me olhava de forma fria, cada segundo que passava eu tinha mais certeza da minha decisão– Versus... Também do curso de heróis, _ _ Yukuso. –quando eu olho através do Todoroki eu finalmente consigo achar eles... Papai e mamãe. Desculpem, dessa vez eu não vou sair em primeiro. Eu luto pra conseguir conter as lagrimas– Agora... Comecem! –Todoroki joga seu gelo em minha direção

–Eu desisto. –com a mão levantada eu respiro profundamente e encaro o gelo do Todoroki que para antes mesmo de me tocar

–Hein? Tem certeza que quer desistir? –Present Mic interfere– Sabe, é a ultima luta. Isso vai deixar as coisas sem graça...

–Desculpa, mas eu quero desistir.

–_ _ desistiu. –Midnight anuncia– Ou seja, vitória do Todoroki! –a platéia grita a minha volta. Pelo visto decepcionei a todo mundo...

–Bom, agora todos os eventos acabaram! O vencedor dos primeiranistas no festival esportivo U.A nesse ano é... Da classe A, Shoto Todoroki!

Depois de tudo, a arena foi preparada pra receber os premiados, ou seja o primeiro lugar, segundo e terceiro.

–Todos os eventos dos primeiranistas desse ano terminaram. –Midnight começa– E agora vamos começar a cerimônia de premiação! –estavam todos prestando atenção em nós, meus pais foram embora, eu já sei que coisa boa não me espera em casa... Bom, Todoroki estava no pódio de primeiro lugar, eu no do segundo e Tokoyami no terceiro– Em adição a Tokoyami, também temos o lida em terceiro lugar, mas ele saiu mais cedo por motivos familiares. Obrigado pela compreensão! –o que será que aconteceu com o lida de tão importante pra fazê-lo abandonar a premiação? –Agora iremos entregar as medalhas! A entrega das medalhas será feita, é claro, por esse homem– Uma risada familiar foi ouvida por cima do ginásio

All Migth...

–As medalhas estão comigo! –All Migth pousa a nossa frente

–Agora All Migth, por favor, entregue as medalhas começando pelo terceiro lugar. –Midnight entrega as medalhas pra ele.

Mas ele não disse que estava com as medalhas?!

–Jovem Tokoyami, parabéns. –ele coloca a medalha no mesmo– Você é muito forte.

–Você é gentil em suas palavras. –Tokoyami agradece

–No entanto, –All Migth o abraça– para lutar bem contra diferentes tipos, voce não pode depender de sua individualidade. Se voce treinar mais os seus músculos, então terá mais opções para lutar.

–Sim senhor.

–Jovem _ _, –ele coloca a medalha em mim– parabéns. Imagino que houve um motivo pra voce não lutar na final.

–Infelizmente meus sentimentos interferem na força das minhas individualidades, eu estava insegura. Eu quero me tornar uma heroína como voce. Mas eu pensei que não seria certo ser a única a conseguir. –no final eu consigo encarar All Migth

–O olhar em seu rosto está completamente diferente de antes. –ele me abraça– Eu não perguntarei os detalhes. Tenho certeza que voce será capaz de fazer o que é necessário.

–Sim. –eu solto o sorriso pra conter as lagrimas

–Agora, jovem Todoroki! –ele coloca a medalha– Parabéns por ficar em primeiro lugar. Desde o começo voce se mostrou alguém capaz. –ele o abraça– Eu admiro sua enorme força. –depois ele volta a ficar a nossa frente– Bem, eles foram os vencedores dessa vez! Mas ouçam bem! Qualquer um de vocês podiam estar nesse pódio. E como vocês viram. Compitam! Melhorem! E subam ainda mais! A próxima geração de heróis está brotando! Então eu tenho apenas uma coisa a dizer! Pessoal digam comigo! Prontos... Obrigado pelo esforço!

–Plus Ultra! –todos gritaram, mas All Migth errou o logo– O Que?! Devia ter dito “Plus Ultra” All Migth– Todos reclamaram em conjunto

Quando tudo acabou nos encontramos de novo na sala de aula

–Bom trabalho. –Aizawa falava com a menor animação– Não teremos aula amanha nem depois. Tenho certeza de que os heróis profissionais que assistiram ao festival esportivo vão querer recrutá-lo. Mas vamos consolidar tudo e anunciar quando vocês voltarem. Então descansem bem, e aguardem ansiosos.

–Sim senhor! –todos nós respondemos

Voltamos para casa. Dessa vez eu voltei sozinha. Estava decepcionada demais pra falar com alguém no momento. Todo mundo precisa ficar sozinho pelo menos uma vez na vida...

Eu estou na frente da porta da minha casa. Tenho medo de abri-la. Não quero encontrar com meu pai e não quero ouvir o choro da minha mãe.

Reunindo o mínimo de coragem eu entro.

–Cheguei... –antes de chegar eu sou acertada por um soco no olho. Eu caio no chão, minha visão fica embaraçada.

–Não! –Eu ouvia o grito da minha mãe– Não faça isso! Não a machuque! –ela segura o braço do meu pai

–Saia daqui! –ele a empurra com força

–Por favor, me perdoe! –as lagrimas vem a tona

–Não implore! –eu sou atingida por um tapa

–Pare! –minha mãe segurava uma faca e apontava para si mesma– Se você continuar eu me mato! A polícia virá aqui, você não terá pra onde ir e será preso por todas as coisas que você fez!

–Mamãe... –eu balançava a cabeça negativamente. Todos meus pensamentos se vão. Eu começo a soluçar de tanto chorar

–Solta essa faca... –ele sai de perto de mim. Mamãe estende a mão pra mim, ela estava tremendo. Eu levanto com sua ajuda. –Não repita mais isso, você sabe muito bem do que eu sou capaz. –ele se retira e vai furioso pro quarto

–F-filha... Eu estou aqui... A mamãe está aqui... –ela havia soltado a faca e me abraça chorando

–A-a senhora não ia me deixa, ia? –eu apertava sua blusa com força

–Se assim eu pudesse te proteger... –ela acariciava minha cabeça. Eu estava perturbada demais com o que eu ouvi

–N-não faça isso... A senhora é coisa mais importante do mundo! –eu a abraço com mais força– Eu não agüentaria ficar sem você!

Nós duas ficamos assim por um tempinho. Depois ela pediu pra que eu fosse tomar um banho que ela ia preparar algo para o jantar. Hoje com certeza ela vai dormir no sofá...

Sem que minha mãe percebesse eu pego uma das facas da cozinha e vou para o quarto. Eu tiro minha roupa e vou ao banheiro. Eu pego a faca e com ela eu faço alguns cortes no meu pulso, Aquilo doía, mas pelo menos aquela dor me distraia de algo pior... Eu entro na banheira e fico ali por alguns minutos, eu tento lavar os ferimentos para que eles parassem de sangrar, essa era a primeira vez que eu me cortei. Acho que foi o pior sentimento que eu senti até agora.

Eu saio do banheiro e visto uma blusa com mangas longas e um short confortável. Eu me vejo no espelho e noto que meu olho esquerdo está roxo, com uns anos de experiência, eu cuido dele um pouco e coloco um tapa olho por cima, tomo alguns analgésicos contra a dor e vou pra cozinha.

Meu pai e minha mãe já estavam à mesa. Eu me sento entre eles

–Obrigado pela comida. –a janta foi feita em total silencio. Papai é o primeiro a terminar e vai embora

–Você estava incrível no festival. –Mamãe tentava puxar assunto

–Obrigado. Eu tentei meu melhor. –eu já estava quase acabando

–Eu sei. Eu fiquei tão orgulhosa! –ela me dava um sorriso carinhoso

Depois de algum tempo eu volto pro quarto. Eu deito na cama, boto minha cara no travesseiro e começo a chorar.

Alguns minutos se passam e meu celular toca.

Eu olho e é o Todoroki, ele estava me ligando.

Eu respiro fundo e atendo

_ _: –A-alô? –eu vi que minha voz saiu estranha

Todoroki: –Você estava chorando? –ele pergunta preocupado

_ _: –Q-que?! N-não! –eu penso em algo rápido– Na verdade... É que eu tava assistindo um filme triste e acabei não me segurando.

Todoroki: –Ah, espero não ter atrapalhado. –ele fala meio tristonho

_ _: –Você não atrapalha, Todoroki! –eu forço minha voz o máximo que eu posso– Eu fiquei até feliz por você ter ligado... Mas o que você queria?

Todoroki: –Eu só queria conversar mesmo... Eu vi que estávamos nos distanciando e obviamente a culpa era toda minha. –ele pausa um pouco– Quero me aproximar mais de você, entende? –eu dou um sorriso inocente

_ _–Eu adoraria fazer isso também...

Nós conversamos sobre várias coisas, rimos sobre varias coisas, mas não tocamos em assuntos tristes e nem no festival. Eu descobri que ele vai visitar a mãe dele amanha, descobri que ele também gosta de gatos. A nossa conversa foi boa. Por um momento eu esqueci de tudo que aconteceu e minha cabeça voltou ao normal. Mas no momento em que encerramos a ligação, tudo voltou ao que era antes.

Eu vou até a sala pra ver se minha mãe estava lá, e eu acertei. Ela estava dormindo no sofá e sem cobertor ou travesseiro. Papai deve ter trancado a porta do quarto deles... Eu volto pro meu quarto e pego um travesseiro e algumas cobertas. Com cuidado eu a aconchego corretamente. No fim eu dou um beijinho em sua testa e vou dormir


Notas Finais


karaca meu acabou o festival finalmente
ao todo deu 21 mil palavras só no festival
que vida bosta em _ _
pelo menos nós tem o Todoroki
o Midoriya
A ochaquinha
huehue
Quem é pior? ENDEAVOR ou seu PAPAI QUERIDO
kskssk
pra mim ou dois são iguais
mas pelo menos o endeavor parou de batei noo TOdoroki, no?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...