1. Spirit Fanfics >
  2. Leitora X Boku no Hero Academia >
  3. Prova da U.A - INICIAR!

História Leitora X Boku no Hero Academia - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


tradução da imagem: "não, ela me salvou"
OIEEEE
a provA
CHEGOOU
mas falando de outra coisa
voces viram o ultimo epsodio que saiu da quarta temporada (episodio 17)
maaaaaan o endeavor me supreendeu
e por causa da atitude do endeavor a historia do seu papai vai mudar um pouquinho :*
mas bem vamus la le

Capítulo 4 - Prova da U.A - INICIAR!


Fanfic / Fanfiction Leitora X Boku no Hero Academia - Capítulo 4 - Prova da U.A - INICIAR!

Três meses havia se passado e o dia da prova da U.A finalmente chegou.

Eu estou tão nervosa. Essa prova pode decidir tanta coisa. Uma nova escola, talvez novos amigos, o bicolor, o Midoriya e o Bakugo, meu pai.

Eu acordei tão disposta, ontem eu não havia treinado para que eu pudesse ter uma ótima noite de sono, dizendo meu pai, que parecia tão ansioso quanto eu. Às vezes penso que por ele não poder voltar a ser herói, ele volta a viver isso baseado em mim.

Eu vou correndo pro banheiro e tomo um banho demorado, e depois volto cambaleando para o quarto me arrumar. Visto uma legue e uma blusa comprida preta e um tênis qualquer. Amarro/ajeito meu cabelo e vou pra cozinha. Meu pai já havia saído então apenas minha mãe estava em casa.

 –Como está se sentindo filha? –mamãe ajeita minha blusa que esta um pouco amarrotada e me entrega um pedaço de bolo.

–Um pouco nervosa, mas também confiante. –eu como um pedaço do bolo com um gole de suco.

–Você vai conseguir querida, você é muito forte, e treinou tanto pra isso. Aposto que vai sair em primeiro lugar. –ela da um sorriso esperançoso e me abraça.

(...)

Eu cheguei ao local da prova, estava olhando pra todos os lados a procura de algum conhecido, ninguém. Quando entrei na sala eu sentei nas cadeiras do meio e mais uma vez olhei ao meu redor. Não sabia seu eu tava procurando uma cabeleira verde ou bicolor. Um cara loiro com roupas de couro e um óculos um tanto estranho entrou no suposto palco.

–Eai galeeeera? –o mesmo grita pelo microfone– Estão animaaaados para a prova? –Eu queria gritar que sim, mas todo mundo ficou em silencio, então decidi ficar na minha.

 –Bom, –ele coça a garganta e depois continua– eu me chamo Present Mic, e eu vou explica passo a passo da prova pra vocês.

Ele explica alguns detalhes sobre a prova, mas logo depois é interrompido.

–Professor, esse garoto aqui não para de conversar, ele está me atrapalhando. –um garoto de óculos com um semblante sério estava apontando para a pessoa cujo estava acusando enquanto falava... Espera! Esse é o Midoriya! Ele veio! Aquele do lado dele é o Bakugo? Eu realmente não entendo esses dois.

–As coisas estão esquentando tão rápido assim? –O loiro se põe a dar uma gargalhada– Silêncio minha gente, eu vou terminar de explicar a prova.

Então a explicação finalmente acabou. Nós fomos para uma área aberta, tinha uma porta grande do outro lado. Eu queria procurar o Midoriya, mas tinha tanta gente que era impossível reconhecer alguém.

–O que vocês estão esperando? –surge o Present Mic do alto de um... Morro? –A PROVA JÁ COMEÇOU!!!

Em um piscar de olhos todo mundo começou a correr em direção a porta que de algum jeito estava aberta. Chegamos a uma “cidade” com vários prédios espalhados, e então todo mundo se divide. Eu vou pro lado esquerdo e encontro uma garota de cabelos castanhos curtos, ela me olha de relance e depois continua correndo em direção contrária a minha.  Depois de alguns segundos eu sinto uma tremedeira vindo do chão, cada vez mais forte. Dois robôs gigantes logo aparecem a minha frente, os dois de três pontos. Sem perder tempo eu os levanto com a minha telecinese e os pressiono até os mesmo explodirem no ar. À minha volta estava muita barulhenta, robôs explodindo, robôs caindo, então eu decidir pegar todos os robôs de três pontos e levantá-los com a minha telecinese –eu posso levantar qualquer coisa que eu queira e que esteja mais ou menos perto de mim. Isso é 100% apelão? talvez– tinha em média uns doze robôs flutuando sobre mim. –Eu poderia apenas queimá-los, mas eu tenho medo que o fogo possa sair do controle, pois desde aquele dia eu nunca mais treinei meu fogo ou meus ferros– Eles eram um pouco pesados, mas nada que eu não pudesse aguentar. De um em um eles começaram a explodir depois que eu os pressionava fortemente. Logo em seguida eu já estava com bastante ponto. Acho que depois de tantos robôs explodidos eu estava em primeiro lugar.

Eu me encontrava no meio de várias pessoas que procuravam alguns robôs enquanto eu tentava avistar alguém. De repente eu consegui ver o Midoriya, ele parecia preocupado. Quando eu fui chamar seu nome, um robô gigante apareceu, era um robô de zero ponto. Todos começaram a correr em direção oposta, eu acabei sendo empurrada pela multidão que mais uma vez me fez perder o Midoriya de vista.   

Depois que eu lutei contra a multidão tentando não ser mais empurrada do que eu já estava sendo, eu consegui enxergar o Midoriya novamente. Ele olhava fixamente pro robô que lentamente se aproximava. Sua expressão era de medo, depois ele começou a observar em uma direção específica enquanto o robô destruía tudo a sua frente. Quando eu olhei por aquela direção eu consegui ver aquela mesma garota de cabelos castanhos curtos que eu tinha visto algum tempo atrás, ela estava debaixo de algumas pedras, a mesma não conseguia sair dali. Quando fui ao seu encontro, Midoriya logo “vôo” ao céu, seus punhos estavam fechados e direcionados para o robô. Ele não vai fazer o que estou pensando, vai? Quando me dei conta, Midoriya, o mesmo garoto que eu conheci um tempo atrás que sequer tinha individualidade havia destruído um imenso robô com apenas um soco.  

Mas que estranho, ele parece estar caindo... Merda! Ele realmente ta caído.

Eu o seguro pela minha telecinese e cuidadosamente o coloco no chão. Depois do feito eu corro em sua direção preocupada, seu braço direito estava muito roxo, parecia estar quebrado. Como será que ele fez aquilo?

Quando eu me agachei perto dele o Present Mic grita de longe confirmando o término da prova. Depois disso algumas pessoas vieram ao encontro da garota que provavelmente o Midoriya estava tentando salvar.

 –S-sinto muito _ _, e-eu falhei. –Midoriya derrama algumas lágrimas– pelo menos e-eu fiz a prova né? –sua voz estava um pouco falha por conta dos machucados que ele tivera.

–Você foi incrível Midoriya-san. –eu toco em seu rosto cuidadosamente para não machucá-lo– você teve coragem, diferente de todos daqui. Você não teve medo de enfrentar o robô. Mesmo sabendo que não ia receber nenhum ponto em troca, você salvou aquela garota, como um verdadeiro herói, mesmo que tenha se machucado no final, você se sacrificou por ela. –ele sorri timidamente enquanto algumas lágrimas percorrem em seu rosto.

–O-obrigado. –ele responde como se eu acabasse de dizer tudo que ele queria ouvir.

Depois de um tempo a emergência chegou e o ajudou. Eu queria fazer alguma coisa pra ajudar o Midoriya, ele me dissera que não tinha conseguido fazer nenhum ponto. Mas se bem que realmente tem alguma coisa que eu possa fazer. Eu tenho pontos o suficiente parar dar e ainda passar na prova, porem eu com certeza não vou ficar em primeiro lugar...

Ah, quer saber? Que se dane meu pai!

Eu fui atrás do suposto Present Mic, ele estava conversando com outras pessoas. Quando cheguei perto deles, eles imediatamente pararam a conversa e olharam confusos para mim.

–E-eu poderia falar á sós com o senhor, Present Mic? –eu dirijo meu olhar para o chão depois de alguns olhares tortos que eu recebi.

–Claro jovem! –ele da um sorriso confiante– vocês podem me da licença por alguns minutos pessoal? –as outras pessoas balançaram a cabeça positivamente e depois se retiraram conversando entre si. –Pode falar agora.

–É sobre o Midoriya. Aquele garoto que foi pra cima daquele robô de zero ponto e acabou quebrando o braço. –ele fez um sinal para que eu prosseguisse– E-eu quero dar alguns dos meus pontos para ele, por favor! –eu percebi que acabei falando alto de mais, mas ele também faz isso então acho que não tem problema.

Ele me olha de cima para baixo e depois solta uma gargalhada

–É muito gentil da sua parte querer doar seus pontos para aquele garoto, mas infelizmente você não pode. –quando eu ia dizer algo ele me interrompe estendendo a mão– Ele já irá receber bastantes pontos pelo seu resgate. –eu fiz uma cara de quem não entende nadinha e depois ele repete mais claramente– Ele irá receber pontuação pelos nossos juízes, que no caso são super heróis, sobre o resgate daquela garota. E cá entre nós ele foi incrível. –ele da uma piscadela– Bom, se era só isso, eu tenho que me retirar agora. Volte para casa, você deve estar cansada. –O mesmo se retira assobiando uma musica bem popular que Haruta costuma cantar sempre.

Aliviada por saber que o Midoriya ainda tem chance de passar e que ainda vou poder sair em primeiro lugar, –sobre quando eu falei que eu estava “dane-se” pro meu pai, era só adrenalina, ok? Eu não posso fazer nada que prejudique minha mãe– eu volto pra casa. Eu encontro minha mãe varrendo a sala de costas pra mim. Eu chego de fininho e abraço-a por trás. Ela logo se vira lentamente e me da um beijinho em minha testa.

–Como foi a prova, querida? –ela faz cafuné na minha cabeça.

–Ótima! Eu acho que sai em primeiro lugar mamãe. –eu dou um sorriso carinhoso e logo sou retribuída pelo seu.

Depois de um longo dia em casa, meu pai havia chegado. Ele levou a mim e a minha mãe para jantar fora junto com os amigos de trabalho dele, o mesmo me forçou a falar com todos eles e contar como me saí prova. O pior de tudo nesse jantar era como os filhos daqueles homens me olhavam, minha mãe de vez em quando percebia e segurava minha mão. Resumindo, a única coisa boa desse jantar foi a comida.

Chegando em casa extremamente cansada, eu me despeço da minha mãe e vou logo dormi, ignorando todas as mensagens que recebia de Haruta, eu estava sonolenta demais para respondê-la, ela pode esperar mais algumas horas.


Notas Finais


ola de novo
meeeeu deus o midoriya é um amor
aaaa e sobre o clube de eliminar o endeavor, cancela ok?
(quem assistiu o ultimo episodio sabe o que to falando)
pior que eu nao sei se eu do uma romantizada de leve entre o fofo do midoriya e a _ _ ;-; mas ok
eu vou pensar muito sobre isso ._.
mas por que nao, ne?
hehe
gente do seu olha esse AMV do midoriya que fodaaaaaaa: https://youtu.be/QE1tnokPWX8


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...