1. Spirit Fanfics >
  2. Leitora x Demon Slayer >
  3. Novos oponentes

História Leitora x Demon Slayer - Capítulo 13


Escrita por: e Nira-Hee


Notas do Autor


COF COF,

EI você aí

Tu que fica pulando as notas do autor, vai ver o último cap pra entender o pq eles vão ficar com 15 anos agora sendo que eu tinha modificado a idade deles antes, bom, em minha defesa eu tava sem computador (ainda to, to usando outro) por isso demorei tanto ok? Bom, aproveitem e boa leitura :3 A E kkkkk esnquanto tu tá lutando imagine uma trilha sonora de antigamente ok? bai

Capítulo 13 - Novos oponentes


-Não tenho mais nada para ensinar a vocês - Um ano depois de eu e Tanjiro chegar no monte Sagiri, ele nos disse isso, de repente... - o resto depende de vocês! Se vocês serão capazes ou não de elevar o que eu ensinei - estamos em meio as árvores altas com neve aindo em cima de nós, Tanjiro estava agachado com as mãos nos joelhos recuperando o fôlego mas se levanta após o Sr. Urokodaki falar isso - Venham comigo - o Sr. Urokodaki continua. 

 

Seguimos ele até uma rocha com uma corda em volta muito grande, maior que as do meu treinamento e maior que nós mesmos

-Se você conseguir cortar essa rocha, eu permitirei sua entrada na seleção final. - Tanjiro (que está do lado esquerdo o Sr. Urokodaki e eu no lado direito) olha para ele depois para mim, eu fico parada olhando para rocha em minha frente...rochas...são algo que nós cortamos? Dá mesmo para cortar com uma espada? Será que Tanjiro consegue? Porque provavelmente sua espada irá quebrar! Como se lesse meus pensamentos ele coloca sua mão na espada que o Sr. Urokodaki deu para ele com uma expressão preocupada olhando para a rocha. Sr. Urokodaki se vira e pega em meu braço me puchando com ele

-Sr. Urokodaki! Espera, por favor! - Tanjiro diz com um tom de voz preocupado se virando para nós que já estamos meio longe dele - Sr. Urokodaki! - eu olho diretamente para Tanjiro com um olhar preocupado e ele retribui o olhar, mostro um sorriso bem pequeno para ele e depois volta minha atenção para minha frente com o Sr. Urokodaki ainda me guiando. Depois de um tempo caminhando n[os voltamos para casa do Sr. Urokodaki 

-Hã? - tombo a cabeça um pouco para o lado em sinal de confusão, porque voltamos para cá? Eu também não vou ter um teste final para o teste final? Olho para o Sr. Urokodaki e ele esta me encarando, desvio o olhar para sua casa já que ele intimida muito.

-S/N - ele me chama a atenção e então volto a olha para ele, o mesmo se afasta um pouco de mim e pega sua espada (e de onde ele tirou aquilo?) a apontando para mim, Jesus Cristo o que ele tá fazendo? - Se você conseguir me derrotar, eu permitirei sua entrada na seleção final - É O QUE?? Será que ele sabe que é errado matar os próprios alunos? Olho para ele com uma cara assustada e preocupada.

-O senhor está falando sério? - pergunto para ele em um tom preocupado e colocando minha mãos na minha frente as balançando freneticamente, ele assente com a cabeça e eu percebo que mais sério não poderia ser, pego minha espada (que é praticamente igual a do Tanjiro, a única coisa que muda é a cor dos detalhes do cabo que são rosa) e aponto para ele orando pela minha vida, olha eu queria ficar viva para conseguir exterminar os Onis, mas acho que esse não é o plano do Sr. Urokodaki. Avanço rapidamente para cima dele deixando poeira no caminho e então tento acertar ele no seu rosto, ele se defende com facilidade e então me empurra para longe, dou uma cambalhota para trás e fico em pé novamente, é garota, isso não vai ser fácil.

 

Todos os dias, eu repetia os treinamentos que o Sr. Urokodaki me ensinou antes de eu lutar contra ele. O básico de como segurar a respiração e flexibilidade, fico feliz de ter uma memória boa e guardar todos os treinamentos que tive na minha vida, tanto o do Sr. Urokodaki quanto os do meu pai e minha mãe.

Mas...mesmo depois de seis meses eu não consegui fazer um arranhão nele, eu me sentia frustrada, não era o bastante! Me faltava treinamento, muito treinamento! Precisava treinar mais! Mais!

Será...

 

Será que eu sou muito fraca? Não vou conseguir proteger a Agatha? Estou a ponto de desistir! Não aguento mais! Em toda luta contra o Sr. Urokodaki eu saio ferida demais para treinar depois e nem consigo o atingir! Caio de joelhos no chão com os olhos marejados atrás da casa do Sr. Urokodaki.

-Vai mesmo chorar? - levanto um pouco a cabeça, abro os olhos e olho para frente e novamente lá estava ele com as pernas cruzadas escorado em uma árvore...pai. - Se eu me lembro bem você não desistia tão fácil assim, e nem chorava pelos cantos - De novo? Porque ele apareceu de novo? Ele não estava desparecido? NÃO TAVA MORTO? - você não era fraca assim, o que houve? - fraca...ele me acha franca? - eu não tinha te treinado para isso - ele se levanta - se você for mesmo minha filha... - ele avança para cima de mim mirando a espada em meu rosto como na primeira luta que eu tive com o Sr. Urokodaki e eu defendo colocando minha força na espada para ele não me atingir, com o impacto nós dois fomos empurrados um pouco longe um do outro, ficando de frente um com outro. - lenta, irresponsável, confusa, e fraca. Essa não é minha filha.

 

-O... o que o senhor está fazendo? - pergunto eufórica com uma feição preocupada olhando para ele que está com uma expressão muito calma

-Eu que te pergunto, o que você está fazendo? - ele pergunta com uma voz calma

-Co-como assim? E-eu tô... - fico parada pensando no que eu iria falar, afinal ele está certo, quando eu treinava com ele mesmo que eu ficasse ferida eu sempre ficava animada e queria treinar toda hora, mas agora eu só fico chorando e lamentando tudo o que aconteceu de uns tempos atrás.

-Como você quer proteger seus amigos e sua irmã chorando pelos cantos? - ele pergunta cerrando os olhos e eu fico surpresa co o que ele falou e fico refletindo abaixando a cabeça - erga sua cabeça! - ele fala meio alto me olhando diretamente, com o susto eu ergo minha cabeça e engulo em seco olhando para ele - venha me atacar.

-O que? Mas... - eu ia continuar mas ele fica com uma expressão brava como se dissesse ''fala mais alguma coisa que eu acerto essa espada no teu coração'' então eu apenas respiro fundo e ergo minha espada apontando ela para meu pai e então corro para cima dele apontando a espada para ele e tento o atingir com um pulo, mas ele coloca a espada em sua frente e se defende, aproveito que ainda estou no ar e então giro e dou um chute em sua espada e ele vai para atrás deixando poeira no caminho.

Quando olho para ele novamente ele não está mais lá, então sinto uma presença atrás de mim, me viro rapidamente e coloco a espada na minha frente, ficamos cara a cara e ele ainda estava empurrando sua espada numa tentativa de me fazer perder a força e abaixar a minha, mas então com meu outro braço empurro o seu braço direito (o que ele empunha a espada) e então consigo respirar fundo por um segundo, mas então ele começa a me atacar rapidamente sem parar, tão rápido que eu quase não conseguia ver as espadas, mas como eu tenho um reflexo bom fico me defendendo até que ele usa seu pé e me faz tropeçar.

Ele ergue sua espada para cima e desce ela para me atingir, mas fui mais rápida e coloquei a mão no chão dei uma cambalhota no ar e fui para trás um pouco longe dele, fico tentando recuperar o fôlego e tomar um pouco de ar para me manter a calma e parar de suar, mas então ele avança rapidamente em minha direção de novo e mira no meu braço, com dificuldade eu me defendo mas ele tenta me atingir -e consegue- e então me joga com força para trás, fico rodando no chão até que consigo parar dando outra cambalhota para trás e paro agachada, mano, e eu pensando que meu pai me amava.

-Quando vai parar de se segurar e tentar me atingir de verdade? - mas eu só consigo com a minha respiração...não...será que ele tá tentando me fazer usar ela? Quando vejo que ele está se aproximando, mantenho minha respiração calma e fecho os olhos e ergo minha espada.

-Saisho no fōmu: Pōtaru of shadōzu (Primeira forma: Portal das Sombras).


Notas Finais


KKKKKKKKK 7w7


Bai bai, e não desça as escadas com guarda chuva :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...