História Lembre-se - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Izumi Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, TenTen Mitsashi
Tags Lembre-se, Sakura, Sasuke, Sasusaku
Visualizações 999
Palavras 787
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Hentai, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Por favor, me ajude!


Fanfic / Fanfiction Lembre-se - Capítulo 6 - Por favor, me ajude!


 

Escuto os gritos, e são de uma mulher, um homem estava segurando ela por trás, a mão estava dentro da saia, ela se debatia e gritava. Então, vendo aquela cena nojenta, puxei o cara para trás e dei um muro no rosto dele que o fez se afastar. Ela cai no chão.

— Não está vendo que ela não quer nada com você! Seu covarde de merda.

Cuspo de tanto nojo.

— Não se meta, ela é minha! Procure a sua.

Grita ele desequilibrado.

— Por favor, me ajude!

A mulher me olha com os olhos mais verdes que já vi na vida, ela está muito assustada e chorando.

Estico a mão para ela se levantar do chão.

—Venha te levarei para casa.

— EI! Tire as mãos do que me pertence! Ela é minha!

 Disse o cara que tentava estuprá-la. Sinto as mãos dele no meu ombro e me puxando para trás. Me viro e dou outro murro, só que agora no queixo dele. Então ele cai no chão desacordado.

Levo a moça que estava chorando muito para meu carro, noto que os cabelos dela são rosas. Ela está muito nervosa. “Eu só me meto em merda, vou deixar ela em qualquer ponto de táxi e irei para casa”.

Abro a porta do meu carro e ela entra como um raio. Vou para o lado do motorista, ligo o carro e arranco dali.

— você mora? Ou prefere que eu a deixe em um ponto de táxi?

— Eu, moro perto da Universidade de Toronto.

— Certo, sei a fica a universidade é bem perto daqui. Quando chegar perto você me ensina como chegar à sua casa.

— Esta bom, muito obrigada. Não sei como agradecer, eu só tenho dois dólares.

 Ela estica a mão com a moeda de dois. Sinto vontade de ri daquele comentário, eu Sasuke Uchiha que ganho 30 mil dólares por hora sendo pago com dois dólares.

— Obrigado, pode ficar com a sua moeda. Aquele homem é seu namorado?

— Oh não! Ele é um maníaco que queria algo comigo e eu disse não na boate, e ele me seguiu e me arrastou para aquele beco.

 Noto que ela fala com a cabeça baixa. Tem algo errado, deve ser muito mais que só um tarado.

— Hump.

.♔♔♔♔♔♔♔

Eu grito, grito como nunca havia gritado, mas parece que ninguém está me ouvindo, “também Sakura já são mais de duas horas da manhã. ninguém ta acordado, e quem estão acordado está numa balada”.

Sinto a mão dele roçando nas minhas pernas indo em direção as minhas partes íntimas, eu me desespero.

Grito ainda mais, então sinto que ele me solta e se afasta. Caio no chão úmido e sujo.

Um homem alto e aparentemente forte estava lá.

— Não está vendo que ela não quer nada com você! Seu covarde de merda.

— Não se meta, ela é minha, procure a sua.

Otto grita

— Por favor, me ajude!

  Pedi desesperadamente. Quero sair de perto de Otto o mais rápido possível, mesmo que seja com um estranho.

— Venha te levo para casa.

 Então olho para o rosto do homem que acaba de me salvar. Ele tem o rosto sério, cabelos pretos e olhos igualmente pretos. É um homem alto e bonito.

Então ele me leva para o carro dele, entro apressada como se estivesse fugindo da polícia. Ele logo arranca dali.

— Onde você mora? Ou prefere que eu a deixe em um ponto de táxi?

 Sua voz é rouca e grossa.

Olho mais uma vez para ele, e internamente estou orando para que Deus não deixe ele fazer algo pior ou igual ao que Otto faria.

— Eu, moro perto da Universidade de Toronto.

— Certo, sei a onde é a universidade é bem perto daqui. Quando chegar perto você me ensina como chegar na sua casa.

— Esta bom, muito obrigada. Não sei como agradecer, eu só tenho dois dólares.

 Então tiro da minha bolsa, o único dinheiro que tenho. Me sinto ridícula, era evidente que ele não precisa do meu dinheiro.

— Obrigado, pode ficar com a sua moeda. Aquele homem é seu namorado?

— Oh não! Ele é um maníaco que queria algo comigo e eu disse não na boate, e ele me seguiu e arrastou para aquele beco.

 Era evidente que Otto era mais que aquilo. Aquele homem destruiu minha vida. Mas não contaria meu segredo mais íntimo a um estranho.

— Hump.

Foi tudo o que ele disse, estava na cara que ele não acreditou em mim. Então ele seguiu o caminho rumo a Universidade.

Não sei por que, mais estou me acalmando. Esse homem me passa sensação de segurança. Então caio no sono profundo.


Notas Finais


Uma música para ouvir enquanto ler; https://www.youtube.com/watch?v=dvgZkm1xWPE&index=27&list=RDGMEMQ1dJ7wXfLlqCjwV0xfSNbAVMSXiSVQZLje8...

Os próximos capítulos serão maiores. Acho que amanhã devo posta outro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...