1. Spirit Fanfics >
  2. Lemon Boy - (Sasunaru) >
  3. There once was a bitter sweet man.

História Lemon Boy - (Sasunaru) - Capítulo 1


Escrita por: oldsatan

Notas do Autor


olha quem ta de volta ❤️

Capítulo 1 - There once was a bitter sweet man.


Fanfic / Fanfiction Lemon Boy - (Sasunaru) - Capítulo 1 - There once was a bitter sweet man.

-🌿🍋🍃-


Mais uma manhã típica de segunda-feira. Este ano é o meu último no Ensino Médio, último ano tendo que aguentar Sakura pegando no meu pé, último ano suportando professores que não me deixam em paz nem por um segundo, último ano de sofrimento no que eu chamo de inferno, último ano.


- Hey, Sasuke! Pssiu, Sasuke-kun! - E mais uma vez, aqui estava ela, Sakura Haruno, uma fantasma do terceiro ano, morreu por conta de um ataque cardíaco a alguns anos atrás e hoje seu maior hobby é ser a coisa mais insuportável do universo, e eu sou sua cobaia. Sakura é o único espírito que eu desejaria nunca mais ver. No geral, meu "dom" de ver fantasmas nunca me atrapalhou, sempre pude seguir minha vida normalmente como se eles nem estivessem ali, afinal, por quais razões uma alma penada gastaria seu tempo eterno em um adolescente sem graça que só quer terminar o Ensino Médio? Exato, não existem motivos. Mas, por alguma razão, Sakura insiste que eu sou o amor de sua vida, e agora a maluca quer me matar para que nós passemos a eternidade juntos no além.

- Sakura, pela última vez... EU NÃO ESTOU INTERESSADO EM VOCÊ. - Ela me lança um olhar assustador, Deus me defenda.

- Porque?! Porque continua negando o meu amor?!

- PORQUE EU SOU GAY - Filha da puta, esqueci de comentar que, as pessoas ao meu redor não conseguem ver os fantasmas, e talvez eu tenha gritado que sou gay na frente da escola - óbvio que não é nenhuma novidade, mas eu preferiria me assumir de um jeito menos vergonhoso e escandaloso - espero que agora essa praga me deixe em paz.

Pelo jeito funcionou, a vaca cor-de-rosa saiu correndo com as mãos cobrindo o rosto, finalmente um pouco de espaço, vou poder focar nos estudos e-

- EU SABIA! - Mais uma vez meus pensamentos são interrompidos por algum inconveniente, ninguém tem o que fazer nesse lugar não? Dessa vez não foi nenhum espírito ou coisa do tipo, se bem que não esta longe disso, Sasori, ou melhor, satanás em forma de humano incompetente, pulou na minha nuca me derrubando bruscamente no chão.

- O que você quer resto de entulho? - Afasto suas mãos do meu pescoço enquanto levanto do chão, Sasori começa a dar pulinhos frenéticos para todos os lados deixando um Sasuke muito confuso e estressado.

- Ha! Eu sabia que você era gay! Obrigada por se assumir Sasuke-kun~ Graças a isso ganhei a aposta. - E mais uma vez as vagabundas cuidando da vida dos outros.

- Acha teu rumo vai, não tenho um segundo de descanso.

- Como sempre, mais amargo que um limão, nos vemos mais tarde!

- Espero não te ver nunca mais. - Saio de perto antes que ele entre em um assunto aleatório e eu fique ali ouvindo-o falar pelo resto dos meus dias. Sasori no geral não é má pessoa, só é... escandaloso demais, parece que todos aqui são, ou eu sou apenas muito quieto, mas prefiro acreditar que todo mundo aqui tem um fogo no cu eterno, espero que não seja contagioso.

- 🌿🍋🍃-


As aulas se passaram em uma velocidade absurda, provavelmente o motivo é que eu ja domino o assunto da maioria das matérias, porém é sempre bom estar revisando. Sempre gostei de estudar, aprender é um ótimo jeito de gastar o tempo e de conseguir sentir uma satisfação consigo mesmo. Após as aulas me dirigi até a sala de música, todos os dias quando a escola ia se esvaziando em me sentava em frente ao piano e deixava as melodias soltas e as notas aleatórias me guiarem através de uma música, confesso que essa foi a única coisa que senti falta durante as férias.


Sento-me em frente ao instrumento e começo a tocar, melodias soltas e únicas começam a se dispersar pelo cômodo vazio, até o ponto em que consigo criar notas para tocar uma música de verdade, uma melodia melancólica, profunda, intensa, algo verdadeiro, tão forte que sinto que posso toca-la.


- I'll use you as a warning sign. That if you talk enough sense then you'll lose your mind - Dou um pulo ao ouvir uma voz atrás de mim, sentado na janela, um garoto com olhos azuis intensos e cabelos que brilham como o sol me encarava, enquanto canta a letra na mesma melodia da minha música.


- Vamos, continue, você é muito bom nisso - O garoto abre um sorriso que só Jesus pra me salvar, tão iluminado, tão verdadeiro, sinto meu coração pular algumas batidas e minha respiração se desregular, atendendo ao pedido do garoto desconhecido, continuo tocando o piano no mesmo ritmo anterior.


- And I'll use you as a focal point, so I don't lose sight of what I want - Uma voz tão calma e leve, eu poderia escutar para sempre. Começo a olhar o garoto nos olhos, ele continua sorrindo para mim, eu poderia morrer agora, pois sei que minha vida já esta realizada a partir desse momento.


- And I found love where it wasn't supposed to be, right in front of me. - Eu ja havia parado de tocar a tempos, essa parte específica da música me quebrou, fiquei paralisado por um tempo enquanto encarava aqueles olhos descaradamente, meu Deus o que eu estou fazendo? E quem é esse cara?!


- Naruto.


- Oque? - Ele ainda está sorrindo para mim, socorro eu vou morrer.


- Meu nome, você estava se perguntando quem sou eu, Naruto Uzumaki. É um prazer finalmente te conhecer pessoalmente, Sasuke. - Impressionante, o jeito que ele fala, conduzindo as palavras, eu sou muito besta mesmo... Espera, como ele sabe o que eu estava pensando?!


- A resposta é simples, consigo ler a mente das pessoas enquanto olho nos olhos delas. - ESPERA. ENTÃO ELE SABE TUDO OQUE EU PENSEI SOBRE ELE? Deus me mate agora.


- Está tudo bem - Ele da uma risada cínica - Eu também ficaria abismado com a minha beleza~ - Filha da puta. - Mas e então, Sasuke-chan, você fala? Ou eu vou ter que ficar lendo seus pensamentos para sempre?


- Você é um baita de um convencido.


- Nah, só tenho espelho em casa. - Logo após de dizer isso, ele pisca um olho pra mim, mas olha que yag abusada.


- Enfim... o que você quer? - Pergunto na tentativa de me recompor e voltar para minha pose de adolescente frio e calculista.


- Achei que gostava de música, então decidi fazer uma surpresa. - A surpresa era quase me matar com essa beleza estonteante e essa voz maravilhosa? Por que se era meus parabéns, deu muito certo.


- Obrigado, eu sempre cantei muito bem.


- Tem como você respeitar minha privacidade e não ler meus pensamentos? Obrigado.


- Não é minha culpa se você não controla o que pensa. E então, para onde vamos agora?


- Você eu não sei, só sei que eu ja tenho coisas demais para lidar e eu vou pra casa. - Me levanto e dou alguns passos para fora da sala, obviamente Naruto - era esse o nome? - é mais um fantasma que decidiu me perturbar, e por mais que (diferente da Sakura) ele faça muito meu tipo, não quero me envolver com seres sobrenaturais no momento, vai que eles me tacam praga?!


-🌿🍋🍃-


Caminho até em casa, onde meu irmão Itachi está na sala assistindo TV, óbvio que o desocupado não faz nada o dia inteiro, logo eu tenho que fazer o papel de irmão mais velho que supostamente era para ser dele.


- Cheguei... - Digo enquanto deixo meus sapatos na porta e adentro a casa, Itachi apenas da um aceno de mão e continua assistindo qualquer merda aleatória que ele vê o dia inteiro. Subo as escadas até meu quarto guardando meus materiais no mesmo.


Dou um suspiro cansado antes de me jogar na cama, meus pensamentos me direcionam imediatamente ao acontecimento de hoje mais cedo na sala de música, aqueles olhos, aquela voz, aquela música, parecia realmente uma cena de clichê mal escrito, do tipo que ninguém jamais se daria o trabalho de ler. Decido levantar antes que eu pegue no sono e vou até o banheiro, um banho gelado é exatamente o que eu preciso agora, e nada melhor do que ser o primeiro a usar a banheira que instalaram aqui em casa depois de muita insistência minha e vários discursos do por que uma banheira é muito útil nas nossas vidas, digamos que meu irmão não é alguém fácil de se convencer, mas eu obviamente sei me virar.


Jogo minhas roupas no chão e adentro aquela deliciosa e convidativa água em um dia quente, nunca foi tão reconfortante molhar a cabeça como agora, o sabão de morango que eu comprei na promoção ja esta fazendo alguma bolhas e espuma para todo o lado, jogo a cabeça pra trás apoiando-a na borda da banheira. Fico nessa posição por um bom tempo, até sentir uma movimentação estranha daonde não devia.


- Sabonete cheiroso, onde arrumou? - Eu juro que nunca levantei tão alto em toda a minha vida. Naruto - o garoto de mais cedo - estava sentado, dentro da minha banheira, e eu estava em pé, na sua frente, sem roupa. Espera...


- AAAAAH! - Rapidamente me sento na banheira para evitar que o Sasuke Júnior fique bem na cara do meu visitante indesejado, nunca senti tanta vergonha em toda a minha vida, quando eu disse que eu não tinha paz eu não estava brincando.


- O QUE VOCÊ TA FAZENDO NA MINHA CASA? E NA MINHA BANHEIRA?? E CADÊ SUAS ROUPAS?!


- Fala mais baixo! Desse jeito seu irmão vai achar que você enlouqueceu - Ele ta certo, mas não muda o fato de ele ser um inconsequente pervertido.


- SEU TARADO, DA O FORA DAQUI.


- Ei, SHHHH - E então ele pula em cima de mim. Molhado e sem roupas. Cobre minha boca com uma de suas mãos enquanto eu me debato pra tentar sair debaixo dele. Meu Deus que situação precária. - Escuta, não é nada demais, ok? Eu só queria tomar banho com você...


- VOCÊ TA SE ESCUTANDO? - Empurro as mãos dele e pego a toalha o mais rápido que consigo - POR QUE VOCÊ ACHA QUE ISSO SERIA UMA BOA IDEIA?


- Sasuke, cuidado com-


- NÃO! Agora você vai escutar! Não se sai invadindo a casa dos outros, ou melhor, O BANHO DOS OUTROS! Foda-se se você é um fantasma, um anjo, o capeta, ou um dos Teletubbies! Você devia saber que-


- ESPERA - Antes que eu perceba eu estou de cara no chão, maldito sabonete barato e extremamente cheiroso, não vi que tinha deixado ele no chão.


- Eu tentei te avisar, mas você estava ocupado demais sendo moralmente certo para escutar o que eu dizia.


- SOME DAQUI NARUTO!


Ele dá um sorriso.


- Agora que eu te achei Sasuke, eu não te largo mais.


-🌿🍋🍃-


NOTAS:
Tenho fé que ninguém vai ler isso, mas se alguém estiver lendo, perdão pela minha escrita ruim e minha narração medíocre, ainda to aprendendo.


Música- I found.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...