1. Spirit Fanfics >
  2. Lemon Boy - (Sasunaru) >
  3. Lemon boy and me started to get along together.

História Lemon Boy - (Sasunaru) - Capítulo 2


Escrita por: oldsatan

Notas do Autor


Queria agradecer muito mesmo ao apoio e ao carinho de vcs ja no primeiro cap, sério, isso me motiva bastante, fiquem com o novo e boa leitura ❤️

— Autora.

Capítulo 2 - Lemon boy and me started to get along together.


Fanfic / Fanfiction Lemon Boy - (Sasunaru) - Capítulo 2 - Lemon boy and me started to get along together.

Vim escrever pra esquecer as decepções amorosas.


—🍃🍋🌿—


Depois de muita insistência de minha parte, consegui com que Naruto me desse um tempo e o deixei assistindo TV com Itachi — é óbvio que meu irmão não sabe que ele está lá, mas o ponto é, vou ter ao menos umas horas de sossego, benditos sejam os programas de culinária.


Abri a janela do meu quarto e pude sentir a leve brisa gelada que vinha de fora, ja haviam dito no noticiário que os próximos dias seriam frios e isso definitivamente não me incomoda. A tarde ja estava chegando ao fim e eu estou deitado na cama sendo possuído por uma onda profunda de tédio, é estranho para quem está acostumado com uma bagunça diária ter mais de 5 minutos de silêncio. Parando para pensar, esta realmente tudo quieto. Quieto demais. Suspeitosamente quieto. Decido descer as escadas para ver como as coisas estão (como o bom dono-de-casa que eu sou).


– Itachi? Ta escondido de que? – Pergunto ao ver meu irmão deitado em uma posição um tanto estranha do lado do sofá, ele esta cobrindo o rosto com os braços, me pergunto o que aconteceu pra ele ficar assim. Me aproximo mais e percebo que ele esta totalmente apagado.


– Ah, finalmente apareceu – Dou um pulo pra trás ao ouvir uma voz, Naruto estava encostado na parede da sala — ele estava aqui o tempo todo? Moleque esquisito —


– O que você ta fazendo ai? E por que caralhos o meu irmão ta apagado no chão? – Pergunto enquanto ele se aproxima e senta no sofá.


– Ah, isso...


Ok, a cara que ele fez é extremamente suspeita.


– Naruto... o que você fez com o Itachi?


– Foi um acidente! Ele foi tomar alguns remédios e eu acabei trocando sem querer as pílulas por soníferos quando eu fui ler a embalagem, ele pegou o pote errado e tomou direto uns cinco, mas não foi culpa minha!


– Espera, ta me dizendo que drogou o meu irmão? – Se ele não fosse transparente eu daria um soco na cara dele.


– Tecnicamente ele que se dopou... ele ainda ta vivo?


– VOCÊ NEM PAROU PRA VER SE ELE TA BEM – Corro até o corpo do meu irmão mais velho e checo seu pulso, por sorte ele não morreu de overdose.


– É ÓBVIO QUE ELE NÃO TA BEM SASUKE! ELE TA DESMAIADO.


AH, NÃO ME DIGA.


Eu estou cercado de idiotas.


– Ta falando sozinho por que? – Dou um grito tão alto que com certeza até personagens de outros animes escutaram.


– Não quebra a quarta parede.


– O que?


– O que?


– O que? – Deidara diz por trás de mim.


– Por que ninguém sabe avisar antes de aparecer atrás de mim aleatoriamente?– Isso ja ta me dando nos nervos.


– Tava passando aqui por perto e decidi te encher o saco, mas eai, tava falando com quem? – Congelo no lugar e sinto o cu trancar, uma gota de suor frio escorre pelas minhas costas, agora eu tenho duas opções. Ou eu pago de louco contando a verdade, ou eu pago de louco mentindo. Olho em volta e percebo que Naruto não está mais aqui, ótimo, menos um problema.


– Eu tava... falando sozinho?


– Isso foi uma pergunta?


– Não?


– Sasuke você ta estranho, e por que caralhos o seu irmão ta apagado?


– Ele tomou soníferos.– Longa história.


– Ok, é melhor eu ir embora, quando ele acordar pede pra me ligar, tenho que resolver umas coisas com ele– Essas coisas seriam foder até o talo? Por que se for eu não vou avisar não.


– Ok, ele te liga– Após me despedir de Deidara, com muito esforço — muito mesmo — coloco o Itachi apagado em cima do sofá e o cubro com um lençol, o clima esta esfriando e a última coisa que eu preciso agora é cuidar de um marmanjo adulto que não trabalha espalhando germes pela casa


Subo até o quarto e chego a conclusão de que eu deveria ter ficado deitado, coloco minha playlist para tocar no aleatório e sinto-me aprofundando dentro da melodia e das letras. Prestando atenção em cada acorde e nota musical dos instrumentos, e mais uma vez o que mais me chama atenção é o som doce e fluído das teclas do piano. Nada supera essa sensação. Ao pensar em piano, o que vem na minha mente é automático, Naruto. Pra onde ele foi? Fantasmas podem se teleportar, certo? Por que ele sairia assim de repente? Muitas dúvidas, muitas mesmo, tanto que não consegui mais relaxar, não é como se eu me preocupasse ou coisa assim, mas é melhor ter certeza que ele não esta aprontando. Ele é um espírito, então provavelmente vai ouvir eu chamando se ele estiver por perto.


– Naruto? Você ta ai? – Espero não estar fazendo papel de idiota agora.


Apenas um silêncio prevalece. Eu o chamo novamente, mas dessa vez escuto um barulho vindo do telhado.


– Naruto, me diga que você não ta no telhado.


– Eu to no telhado.


Ok. – Dou um breve suspiro antes de pensar num jeito de chegar até la em cima, decido apenas subir pela sacada do meu quarto e torço pra não acabar igual o Naruto — No caso, morto.


Subo as telhas e começo a tremer de frio, como se ja não bastasse a têmpera ter caído, aqui em cima também venta muito. Vejo-o abraçando os joelhos de cabeça baixa, me sento ao seu lado e começo a cantarolar uma melodia, a mesma de quando nos conhecemos, essa música não sai da minha cabeça desde então. Escuto Naruto fungando e posso ver algumas lágrimas escorrendo, começo a imediatamente ficar preocupado. Coloco minha mão por cima da sua, e, por algum motivo, consigo senti-lo como se estivesse vivo.

– Ei... calma, ta tudo bem, eu to aqui, aqui com você.

Ele para de ofegar e me encara. Os olhos antes mais brilhantes que o sol, agora emanam um sentimento frio. Sinto um nó na minha garganta se formar.

– Me desculpa, eu sempre quis muito te conhecer, e... – Ele volta a chorar descontroladamente – Desde que eu cheguei eu só atrapalho, a gente nem tem intimidade e eu já ferrei com tudo. Mas... se você der uma chance eu prometo, prometo que vou fazer de tudo pra valer a pena, mas por favor não me odeie.

Meu coração quebra em milhares de pedaços. Então ele esta assim por minha culpa, não hesito antes de puxa-lo com força para um abraço apertado. Por mais que seja um espírito, eu consigo senti-lo. Eu sei que ele está aqui agora.

– Ta tudo bem, Naruto. Você não estragou nada, ao contrário, você me salvou de um dia tedioso, não precisa chorar, eu juro que não vou sair do seu lado por uma coisa besta dessas. – Ele aperta mais ainda o abraço, e com uma voz embargada me pergunta.

– Sasuke... você prefere usar alguém ou perder alguém?

– Por que a pergunta?

– Jamais deixe que as pessoas te usem, que destruam sua vida... me prometa que não vai deixar elas entrarem na sua cabeça.– Por mais que isso seja uma declaração um tanto estranha, prefiro não questionar o que ele fala por enquanto.

– Tudo bem, eu prometo. – Nos soltamos do abraço e deitamos no teto em silêncio, o sol já havia caído e o que se fazia presente era a luz de uma lua cheia.

– Você não acha estranho?– Ele me pergunta levantando as mãos para o céu.

– Como nós estamos perto demais das estrelas... até o ponto que nos tornaremos uma.

– Naruto... se você não se importa, pode me dizer como você morreu? E por que veio me encontrar?

– Isso é uma história pra outro dia. Mas pra não te deixar na dúvida... Vim te encontrar por que não tive a chance de ser feliz em vida, muita coisa me foi tirada muito cedo, não tenho memórias, tenho cicatrizes, então decidi procurar a felicidade agora. Nunca é tarde demais, certo?

...

Certo.


Notas Finais


desculpem o capítulo curto, tava cheia de coisa pra fazer e meio sem criatividade😔👉👈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...