1. Spirit Fanfics >
  2. Lemon Boy - (Sasunaru) >
  3. I am a wreck when I'm without you.

História Lemon Boy - (Sasunaru) - Capítulo 6


Escrita por: oldsatan

Notas do Autor


Capítulo não revisado por que vocês sabem que eu sou lerda, qualquer erro so me avisar!

MEU DEUS DKSJS& :D Muito obrigada pelos 152 favoritos eu to muito AAA VOCES SAO TUDO❤️Obrigada pelo apoio de vdd.<br /><br />Me desculpem pelo atraso, acabei acumulando atividades dnv, vou fazer o melhor que eu conseguir! ❤️

Capítulo 6 - I am a wreck when I'm without you.


Fanfic / Fanfiction Lemon Boy - (Sasunaru) - Capítulo 6 - I am a wreck when I'm without you.

—Sasuke? Alo?— Finalizo a ligação em estado de choque. Essa história não pode ser verdade em hipótese alguma. Claro, eu ja tinha em mente que o passado do Naruto escondia algo sério e talvez meio sombrio mas eu jamais imaginei algo nesse nível. Ser vendido? Matar alguém e depois se matar? Francamente me parece mais coisa de filme do que algo que realmente aconteceria na realidade. Decido tomar um banho gelado para refrescar minhas ideias e minha cabeça que esta prestes a explodir. Aqui estou eu novament me preocupando com algo que nem tem tanta relevância assim. Mas é importante pra ele, não é? Afinal, foi assim que ele morreu... Quer saber? Foda-se. Uma hora ou outra ele vai me contar o que aconteceu e eu vou parar de criar tempestade em um copo d'agua.


Enrolo uma toalha na cintura e outra na cabeça, caminho até o meu quarto para buscar algumas roupas e vejo Naruto ressonando baixinho enquanto dorme tranquilamente.


— Sabe fazer algo além de encher meu saco e dormir?— Falo sozinho enquanto pego uma camiseta e uma calça no armário. Aproveito que ele está dormindo e me visto ali mesmo.


— Naruto. Consigo sentir seu olhar queimando nas minhas costas— Me viro e ele começa a disfarçar descaradamente— Me espionando de novo?


— Você se acha ein! Eu só acordei com você fazendo barulho, eu não tava encarando ou coisa do tipo...— Sim, ele tava.


— Você tem hábitos estranhos...— Comento me aproximando da cama.


— Você é meu hábito estranho. — Coro violentamente depois desse comentário repentino.


— Então quer dizer que eu sou só um hábito?— Me faço de arrependido com uma cara dramática. Ele vira os olhos e sorri da forma mais pura possível.


— Idiota... vem deita aqui— Sem nenhum aviso prévio ele me puxa ao seu lado, envolvendo seus braços ao meu redor e encostando sua cabeça no meu peito.


— Você sabia... espíritos que continuam na terra tendem a dormir quase o tempo todo por que custa muita energia se manter presente aqui... Eu sei que te incomoda mas eu espero que entenda o meu lado...


Dou um sorriso discreto e envolvo seu rosto com minhas mãos, apertando levemente suas bochechas fofas.


— Você não me incomoda com isso de forma alguma.— Ele sorri e parece se sentir mais confortável comigo ali. Não demora muito tempo para que Naruto caia novamente no sono. 


Decido sair um pouco de casa. Aproveitar o clima fresco e dar uma caminhada. Antes de ir, escrevo um bilhete para que Naruto não se preocupe caso eu suma do nada. Digo que vou apenas dar uma volta no parque.


Saio de casa aproveitando a brisa fresca fazendo meus cabelos voarem. Hoje eu acordei com um bom humor verdadeiro, algo que, convenhamos, é bem difícil. Depois de um tempo caminhando pelas calçadas finalmente chego ao parque que tem aqui perto, mesmo sendo um fim de semana quase não tem ninguém por aqui. Aproveito a privacidade e vou até a ponte que atravessa um lago que cruza todo o parque. Fico um tempo ali apenas observando a água e alguns animais aquáticos passeando por perto, imagino que ja deve ter passado uns 45 minutos desde que eu cheguei.


— Sasuke-kun... quem diria que eu te encontraria aqui— Escuto uma voz me chamar timidamente. Me viro para ver quem é e me deparo com o fantasma da garota de cabelos rosas.


— Sakura...— Evito revirar os olhos ou coisas do tipo, afinal ela nem fez nada. Ainda.


Ela chega mais perto e se apoia na ponte junto comigo, com o olhar baixo.  Conversamos casualmente por um tempo. Uma conversa comum e não muito específica e confesso ate ter dado algumas risadas.


— Olha, eu sei que você não retribui meus sentimentos — Ja tava na hora.


— Imagino que saiba... então por que não desiste?


— Como você pode ser tão insensível em relação a isso?— Olho de relance surpreso para ela— Eu ja estou morta, Sasuke-kun.  E você é a única coisa capaz de fazer eu me sentir viva de novo. Você não sabe como é desesperador correr atrás desse sentimento...


— Se eu só desistisse... vai ser como se ele não tivesse importância. Mas eu vou te deixar em paz com essa história, se eu sou tão inconveniente assim...


— Você não é inconveniente... é so que...— Tento achar palavras pra reconforta-la mas acabo não conseguindo.


— Ta tudo bem...


Ficamos em um silêncio constrangedor por um tempo apenas olhando o movimento lento da água.


— Ei Sasuke-kun... Eu queria te dar isso antes de ir embora.—  Me viro para ver o que é e antes que eu possa fazer alguma coisa, Sakura me prende ao cais da ponte e envolve seus braços ao redor do meu pescoço, selando nossos lábios em um beijo forçado.


Por estar em choque e por não conseguir me mexer, fico parado esperando ela terminar.


Ela acaba de me beijar e some tão rápido quanto apareceu. Não antes de me lançar um olhar maligno que por enquanto eu não sei o que significa. Passo a mão na boca pra ver se tira esse gosto horrível da minha língua, chega de parque por hoje.

—🍃🍋🌱—

Chego em casa e ela continua vazia, sinal de que Itachi ainda não chegou do tal passeio. Entro e me deparo com um bilhete no chão.

Checo o bilhete e ele é o mesmo que eu escrevi pro Naruto, porém tem mais coisas escritas na parte de trás dele.

"Sasuke-kun.

Aqui é o Naruto. Vi o seu bilhete e e entendi o que quis dizer com ele. Fui até o parque e vi vocês dois. Não tem problema, poderia ter me contado de outra forma. Eu estou indo embora, ficando aqui eu só te atrapalho. Provavelmente que eu ja vou ter saído quando você chegar, saido pra nunca mais voltar.

Eu te amo muito, sempre vou te amar. Te espero do outro lado. Não ouse se esquecer de mim.

– Naruto"

Não, não, não, não... Ele entendeu errado. Tudo errado! Sinto as lágrimas começarem a escorrer pelo meu rosto violentamente.

— NARUTO!— Corro até o meu quarto para ver se ele ainda esta la. Nada, vazio.

Eu não queria isso, eu nunca quis isso. Naruto por favor...

Começo a sentir fraqueza nas minhas pernas, sento na cama e aperto meus braços com força, até eles sangrarem por conta do meu nervosismo, lutando pras lágrimas não saírem cada vez mais.

— Não posso ficar aqui... se eu ainda tenho oportunidade de procura-lo é esse... não posso deixar ele ir embora.

Começo a pensar os possíveis lugares onde ele pode estar. Vou até a sacada e subo no telhado. Nada.

Vou até a praça onde tomamos sorvete. Nada.

Só me resta um lugar onde nos encontramos que eu sei que ele pode estar. Pelo visto, terei que invadir uma escola hoje.

—🍃🍋🌱—

A escola está funcionando apenas para os alunos da tarde agora, e pra minha sorte eles não usam o segundo andar, que é onde a sala com o piano fica. O primeiro lugar onde nos encontramos.

Consigo convencer um pirralho pra fingir que eu sou um irmão mais velho ou algo assim que veio resolver coisas com alguém da diretoria. Quando me certifico de que não tem ninguém vendo, corro até as escadas e vou até a sala de música no segundo andar.

— Naruto!— E ele está ali, sentado na janela, com os raios de sol refletindo sob todo o seu corpo, como na primeira vez que eu o vi. Mas seu olhar está diferente. Está tão... vazio.

— Naruto, você entendeu errado! Eu posso explicar. Eu não queria aquilo, foi algo totalmente forçado da parte dela e...— Antes que eu termine ele coloca a mão do meu rosto com a cabeça baixa.

— Esta tudo bem, você não precisa explicar nada, eu sei o que aconteceu... mas é que, me fez perceber uma coisa.

O encaro esperando ele terminar de falar, com as mãos trêmulas.

— Eu te amo, Sasuke-kun.— Lágrimas agressivas escorrem pelo seu rosto— Eu te amo mas você não pode me amar de volta pois somos muito diferentes.

— Naruto...

— Eu sou apenas um problema ambulante, meus traumas sempre vão machucar as pessoas ao meu redor, não posso fugir dessa maldição.

— Eu sabia que uma hora eu teria que ir, mas eu queria saber como era ser amado de verdade antes. Mas agora eu sei que... alguém como eu, alguém problemático, não sabe o que é o amor— Ele chora mais ainda, com o coração despedaçado.

— Eu ja tinha visto a Sakura uma vez e algo que ela disse foi verdade... Ela disse que mesmo você não a amando, você também nunca me amaria de volta...

Olho incrédulo pra ele sem acreditar nessas palavras.

— Tem tantas outras e... Ah e elas são damas... e eu sou só... alguém incompleto, e é por isso que estou indo embora, não é justo eu te prender comigo.

...

— Cale a boca.— Digo com a cabeça baixa.

— O que?

— EU MANDEI CALAR!— Ele abaixa o olhar — Como que, depois de tudo que a gente já conversou, você acha que pode simplesmente ir embora? COMO? COMO ISSO SERIA JUSTO...

— Eu só acho que..

— FICA QUIETO! Você não acha nada, sabe por que? Por que eu te amo. Amo cada traço do seu rosto, cada curva do seu sorriso, cada mínimo detalhe e cada defeito seu. Naruto Uzumaki, eu te amo por completo. Sabe o que não é justo? Eu ouvir de alguém que diz que me ama que essa pessoa vai embora.

Deixo as lágrimas caírem enquanto aperto os lábios com os dentes, ele me encara surpreso.

 Eu te amo.— Falo bem alto para que ele escute. — Por favor não me abandona, eu seria um desastre sem você, eu preciso de você aqui...

Espero uma resposta e nada, então apenas seguro o rosto dele e o beijo. Profundamente, com saudade, com arrependimento, com medo. Ele retribui o beijo carinhosamente.

— Obrigado...— Ele diz me olhando com ternura.— Mas meu lugar não é aqui.


E, quando percebi, ele ja havia sumido.


Continua rs


Notas Finais


Cap curtinho mas eu espero ter mexido com as emoções de vcs >:)<br /><br />Calma q ainda não acabou.<br /><br />Mas eai, o que acham que vai acontecer agora?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...