1. Spirit Fanfics >
  2. Lendas Vampirescas >
  3. Capítulo 1

História Lendas Vampirescas - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Erick Peterson conhece Sarah Culligan, o que o espera?

Capítulo 2 - Capítulo 1


Gallows Hills é uma cidade pacata. Com pouco mais de trinta mil habitantes. Fundada no século XVIII. Aqui todo mundo conhece todo mundo e sabe de sua vida.

Por isso não é surpresa que quase todo mundo na cidade compareça ao enterro de meus pais. Eles morreram em um terrível acidente de carro, provocado por um motorista bêbado. 

Charlie Peterson e Susan Roberts, foram os melhores pais do mundo. Mesmo que se passassem anos, eu nunca deixaria de sentir a falta deles. 

Agradeço a todos que apareceram e ficaram comigo até os caixões serem cobertos pela terra.

Todos vão embora e eu volto para a casa, onde a partir de agora viverei sozinho. 

O advogado da família me liga e avisa que virá falar comigo no dia seguinte. 

Vou me deitar e quando fecho os olhos, tenho o sonho de sempre. 

Uma garota de cabelos vermelhos e olhos verdes aparece na orla da floresta, acena com a mão e me chama para segui-la. Sigo-a até uma clareira. 

Fico encarando suas costas até que ela se vira e seus olhos não estão mais verdes, e sim brilhando vermelhos. Presas crescem em seus dentes e ela corre, se movendo como um borrão na minha direção e então me morde no pescoço e aí eu acordo.

Olho ao meu redor e suspiro aliviado, pois, estou na segurança de meu quarto. Levanto-me, olho pela janela, está amanhecendo. Desco e entro na cozinha, começo a preparar meu café da manhã. 

É oito horas quando meu despertador toca, subo e desligo.

Uma mensagem chega no meu celular. 

É do advogado, Sr. Lancaster. 

"Estou chegando".

Desco depois de me trocar e o espero na sala de estar. 

Ele chega lá pelas oito e meia. O Sr. Lancaster é um homem baixinho, de cabelos grisalhos e sorriso gentil.

- Meus pêsames. - Ele diz.

- Obrigado, entre. - Deixo-o passar e fecho novamente a porta de entrada. - Eu poderia oferecer um pouco de café, Sr. Lancaster?

- Sim, por favor. - Responde, sentando-se no sofá. 

- Quantas colheres de açúcar? - pergunto, pegando o bule.

- Duas, se não for incômodo. - Ele sorri ao responder. 

Coloco duas colheres como ele pediu e sirvo o café em uma xícara, levo para ele.

- Obrigado, Erick. - Agradece.

Ele me conta que duas semanas antes do acidente, meus pais o procuraram para pedir que eu fosse emancipado. Passaram todos os bens para meu nome e deixaram uma quantia razoável no banco com a qual eu poderia sobreviver. 

O Sr. Lancaster me entrega alguns documentos e se levanta. 

- Preciso ir. - Ele informa. - Boa sorte a partir de agora, Sr. Peterson. 

Vejo-o ir embora e volto para dentro. Folheio os documentos, vendo qual foram as decisões que meus pais tomaram. Mas fico com um sentimento estranho, é como se eles soubessem o que iria acontecer. 

Guardo a papelada no meu guarda roupa e preparo-me para o colégio. 

Meu nome é Erick Peterson, tenho dezessete anos. 

Estudo na Gallows Hills High School, a mesma escola onde meus pais se conheceram, se apaixonaram e planejaram uma vida juntos.

Chego com minha picape e vejo minha melhor amiga me esperando. Chelsea Daniels além de minha melhor amiga também é amiga de infância. Cabelos castanhos, olhos verdes menos brilhantes do que os da garota que aparece em meus sonhos. 

- Bom dia, Chelsea. - Digo.

- Bom dia, como você está? - ela pergunta colocando uma mão em meu ombro. 

- Melhor, um dia de cada vez. - Respondo. 

Ela concorda com a cabeça e vamos para nossa primeira aula. Estou prestes a entrar pela porta, quando esbarro com alguém. 

Caio para trás e dou um gemido de dor, bati bem de levinho minha cabeça. 

Olho para Chelsea antes de encarar a pessoa com quem trombei. Quase tive um pequeno infarto. 

Diante de mim, estava a garota que aparece em meus sonhos, em carne e osso. 

Os mesmos cabelos ruivos na altura dos ombros, ondulados. Os mesmos olhos verdes cristalinos, brilhantes como um par de esmeraldas. A mesma pele pálida, branca como leite. Vestindo uma blusa de lã que deixava seus ombros nus, calça jeans justa preta com rasgos nos joelhos e um par de botas de couro com saltos. 

Um anel com rubi incrustado no dedo anelar.

- Desculpe-me. - Digo, me recuperando do choque inicial. 

- Tudo bem, Erick. - Ela diz e pega os livros. 

Ela se afasta no corredor e eu a encaro. Como ela sabe meu nome?, fico me perguntando. Entro na sala de aula com Chelsea e vamos para nossos lugares. 

- Quem era ela? Você sabe? - pergunto a Chelsea. 

- Sarah Culligan. - Minha amiga responde. - Se mudou com a família há duas semanas para cá. 

Então, esse era o nome dela. 

Sarah Culligan. 


Notas Finais


Será que Erick se apaixonou a primeira vista?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...