História Leo e Nico - {EM CORREÇÃO} - Capítulo 13


Escrita por: ~ e ~styx_18

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Annabeth Chase, Frank Zhang, Hazel Levesque, Jason Grace, Leo Valdez, Nico di Angelo, Percy Jackson, Personagens Originais, Piper Mclean
Visualizações 20
Palavras 745
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiii voltei gente, e espero que gostem da leitura.

Capítulo 13 - A porta


LEO POV

Eu havia contado ao Carlos o porque precisamos de para essa missão e mesmo assim ele aceitou vir conosco, eu estava feliz e animado, iria ter meu Nico devolta, mordo o lábio ansioso para ver ele é o abraçar forte e nunca mais soltar muito menos o deixar sozinho novamente. Estávamos no argo || agora indo em direção às condenadas que foram nos dadas, eu só espero que não seja um caminho errado, não quero perder mais tempo, só quero achar meu pequeno, suspiro e saio da minha cabine e vou até o deck respirar um pouco.

Escuto alguns passos para perto de mim e olho para o lado vendo ser o Jason, sorrio de lado e volto a olhar o mar.

— Você está bem? - ele pergunta e olha o mar

— Estou sim, só estou ansioso para achar o Nico

— Acho que sei como você se sente, ficaria da mesma forma se Percy desaparecesse

— Vocês realmente estão ficando sério? - o olho e ele afirma dando um sorriso em seguida

— Ele e demais sabe, eu não sei explicar, mas só de acordar e ver ele Eli do meu lado, na minha cama, já faz meu dia o mais feliz e clareado de todos, mesmo que esteja nublado, mas não é muito legal irritar ele, - ele ri e eu rio muito

— E irônico ver vocês dois juntos - digo e o olho

— Porque?

— Vocês se odiavam Jason, na podia ficar no mesmo lugar por muito tempo que já se pegavam no pau

— Frank diz que era sentimento enrustido, que nos amávamos mas não queríamos assumir ou não sabíamos como reagir a aquele sentimento estranho - ele ri

— Frank sempre tão de humanas, - rio — Mas eu tbm acho sabe, que aquele ódio na verdade era amor

— Será? - ele rio e logo somos interrompidos pela Annabeth

— Estamos chegando - ela diz e olho vendi que estávamos perto da ilha onde supostamente Nico estava, mordo o lábio ansioso mas com medo de ser alguma armadilha e ele não estar ali .

Entro e começo a conversar com o pessoa e com o Marcos em especial e falando com ele tendo certeza se ele queria aquilo, o alertando de qualquer coisas mas ele aceitou mesmo assim,afirmo e logo chegamos, saimos todos com suas devidas espadas na mão preparados para qualquer coisa. Vamos caminhando por uma trilha durando 20 minutos até que achamos uma cabana, fomos até ela é abrimos a porta dando de cara com Eros sentado em uma poltrona.

— Muito chateado por acharem que eu seria tão baixo assim é armaria uma armadilha para vocês ou que iria endereço de semideuses na porta para lugar com vocês ou até monstros - disse ele e guardamos as espadas

— melhor previnir do que remediar não é mesmo, de você pode se esperar de tudo, já que vc adora se vingar, a culpa não é minha se as pessoas gostam mais de Afrodite do que de vc - rio o olhando e ele fecha a cara na hora me olhando como se quisesse me matar, acho que ele não gosta que brinquem com ele, uma pena , não sabe brincar não desce para o play.

— Já chega, trouxe o que eu pedi Valdez? - ele diz se levantando

— Sim - tiro o Carlos de trás de mim que sorri fofamente para Eros e. Nega perto e analisa o garoto dos pés a cabeça.

— Parece que acharam mesmo, - ele sorri e eu ponho a mão no ombro do Carlos e o olhos

— Mas antes, nos de o Nico, esse era o trato

— Ah claro, me desculpe - ele estalados os dedos e aparecem duas portas e ele sorrio, fico sem entender e o olho

— O que é isso?

— Em uma dessas duas portas está o Nico, na outra algo que pode matar vocês todos, mais o Nico, ou talvez só o Nico quem sabe, - ele ri - boa sorte Valdez,!- ele ri e some com o Carlos, sinto meus olhos marejarem em uma mistura de raiva e medo, olho as portas

— Esse não o trato, - olho o pessoal

— Calma Leo, fecho os olhos , respira fundo e segue seu coração — disse Piper e eu fiz exatamente o que ela falou, olho as portas e vou até a segunda, ponho a mão na masaneta e a giro abrindo a mesma.


Notas Finais


E aí gostaram? Eu espero que sim, bom, até o próximo capítulo unicórnios. Beijão pra vcs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...