1. Spirit Fanfics >
  2. Let Me Down Slowly "NoMin" >
  3. 38

História Let Me Down Slowly "NoMin" - Capítulo 39


Escrita por:


Capítulo 39 - 38


- O que aconteceu? - Mark perguntou ao ver minha face perder a cor.

- O Jeno, ele... - eu estava nervoso - Ele...

- Ah meu Deus, Jaemin. Ele o quê? - Renjun perguntou preocupado.

- Porra, ele está me mandando mensagem! - praticamente gritei.

- Então responde, ué - Donghyuck falou como se fosse a coisa mais fácil do mundo.

- Não!

- Então me dá que eu respondo - Renjun estendeu a mão.

- Não! - apertei o celular entre meus dedos.

- Ok, Jaemin. Assim não dá para te defender - Mark cruzou os braços - Qual o problema, cara?

- Sério? - falei indignado e os outros meninos assentiram - Eu não quero levar esporro, não hoje.

- E quem disse que ele vai brigar contigo? - Donghyuck perguntou.

- Hyuck, o que mais ele iria querer fazer comigo?

- Não sei - deu de ombros - Responda ele e descubra.

- Nossa, como vocês são sensíveis - rolei os olhos.

Finalmente peguei meu celular e entrei na conversa com Jeno.

Me: Olha, por favor, se for brigar comigo, deixa pra segunda.

Stalker: De onde tirou que vou brigar com você?

Me: O que mais eu poderia pensar?

Stalker: Não sei o que você poderia pensar, mas não quero brigar com você

apenas conversar

Me: Desculpa

Stalker: Pelo que?

Vamos nos ver

Me: Não consigo te encarar, Jeno

Stalker: Para de frescura

Me: Por favor, me entenda. Eu não consigo.

...

- Não dá - joguei o celular na cama.

- Ah, Jaemin, dá uma chance pro cara se explicar - Renjun segurou em meu joelho.

- Eu vou no banheiro - Mark se levantou.

Mark /On

Me: hey

Jeno: Eu tentei

Me: Quer o endereço da casa dele?

Jeno: Ele vai ficar chateado se eu for

Me: Relaxa. Eu, Renjun e Haechan estamos aqui. Trás comida.

[LOCALIZAÇÃO]

...

Jeno /On

- Você tem certeza que vai lá? - Lucas perguntou.

- Mark disse que está lá com os meninos...

- Sim, mas você sabe que não se compara aos meninos - disse.

- Ok, eu sei. Mas, mesmo não sendo amigo dele, o conheço e sei o quanto ele deve estar se culpando desde ontem... Só de pensar no sofrimento, eu...

- Ok, ok, não precisa mais falar - abanou as mãos - Quer que eu vá com você? Afinal, os meninos estão lá como apoio para ele, não quero te deixar sozinho.

- Seu namorado não vai ligar se você sair?

- Você viu que ele está atolado de papéis - Lucas deu de ombros.

- Quando você falava que ele era ocupado, eu pensava que era apenas uma desculpa dele para não sair com você - fui sincero.

Lucas riu.

- Antes de eu começar a frequentar sua casa, pensava a mesma coisa. Brigávamos demais... - disse.

- Então vamos - me levantei decidido.

Nós caminhamos pouco, a casa de Jaemin não era tão longe da casa de Jungwoo. Meu coração estava descompassado.

- Vai, toca a campainha - empurrou meu ombro.

- Toca você - empurrei o dele.

- Não... toca você - me empurrou de novo.

Logo estávamos nos estapeando na frente da casa do garoto.

- Vocês podem se comportar como pessoas normais? - Mark abriu a porta e a fechou devagar.

- Deu para ouvir? - perguntei preocupado.

- Bom, do quarto, eu acho que não, eu estava na sala. Mas mesmo assim, cara, o que vocês são? Débi e Lóide?

- Nos chamavam assim no ano passa... Ui - Lucas começou a explanar nosso passado sombrio e dei uma cotovelada em sua barriga.

- Como você vai fazer com que Jaemin fale comigo?

- Siga o mestre - abriu a porta e nós entramos devagar - Vou levar essas coisas para o quarto, quando eu chegar lá, vou dizer que esqueci o refri e pedirei para ele vir buscar. Yukhei, quando ele aparecer, entra dentro do quarto e fecha a porta.

- Você acha que eu iria escutar a conversa? - Lucas perguntou indignado.

- Preciso responder? - Mark arqueou uma das sobrancelhas - Então, vamos logo?

Assentimos.

...

Jaemin /On

- Por que o Mark está demorando tanto? - perguntei.

- Ele provavelmente queimou alguma coisa - Donghyuck disse.

- Ele não sabe cozinhar?

- Assim, as comidas que ele faz são realmente deliciosas, só que... Ele não tem noção de tempo, entendeu? - Renjun respondeu e me permiti rir.

- Voltei babes - Mark entrou no quarto com um prato de brigadeiro em mãos.

- Cadê a água, Minhyung? - Donghyuck perguntou.

- E o refrigerante? - foi a vez de Renjun.

- Eu posso saber com o que vocês estão me confundindo? Com um garçom ou com um polvo? - Mark perguntou indignado.

- Então deixa que eu pego - levantei rapidamente e saí do quarto.

Fui correndo para a cozinha e acabei esbarrando em Jeno.

- Mas que merda! - gritei e ouvi a porta do meu quarto se fechar.

- Quem te contou onde moro? - perguntei irritado.

- Nós podemos conversar? - ele estava assustadoramente calmo.

- Jeno, eu juro que iria falar com você amanhã na escola.

- Eu sei que não iria - me contrariou.

- Sim... Mas isso não te dá o direito de vir na minha casa!

Ele respirou fundo, se aproximando com os braços cruzados e a expressão séria.

- Vou repetir minha pergunta: Podemos conversar? - ficou encarando meus olhos.

Me afastei indo de encontro com a parede e engoli em seco, assentindo levemente com a cabeça.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...