História Let me fuck you - (Imagine Hot Park Jimin) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys (BTS), Hot, Imagine Hot, Park Jimin
Visualizações 131
Palavras 2.024
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Come baaack, boa leituraaa beninas !!!

Capítulo 3 - O passado retorna


Fanfic / Fanfiction Let me fuck you - (Imagine Hot Park Jimin) - Capítulo 3 - O passado retorna

Cheguei um pouco mais tarde na empresa hoje, tive que resolver olhar um ensaio de fotos da nova coleção, um estresse que já sugou minha alma por hoje.

Eu precisava de um café, indo pra minha sala, vejo um moreno bem alto de costas, apertando a mão do Hoseok, não é possível, eu reconheveria essa feição em qualquer lugar.

–Olá S/n – Deu um sorriso largo, esse cretino ainda tem coragem de agie como se nada tivesse acontecido.

–Oi – Falei seca, o que fez ele rir baixo.

–Espero que o que houve no passado não nos afete, ou melhor, afete nossos negócios – Ele sempre foi muito elegante, com seu terno cinza e gravata preta, e cabelo com gel.

–Que negócios? – Falei cruzando os braços.

–A parceria que eu acabei de fechar com Jung Hoseok, ele deve ter comentado algo certamente – O sorriso cínico do mais alto me deixava com ainda mais raiva.

–Comentou, mas não achei iria adiante.

–Pois provei o contrário, espero que me acostume por me ver todas as semanas – Continuou sorrindo, e foi em direção ao elevador.

Fui praticamente bufando até a sala do Hoseok, em passos largos, tentando manter a calma.

–Você fechou o contrato com aquele verme? – Me debrucei sobre a mesa dele.

–Bom dia pra você, e sim, eu fechei, negócios são negócios.

–Eu sei disso, é que, eu ainda tenho tanto desprezo por ele, que eu sou calaz de esganá-lo na primeira reunião – Me joguei no sofá cinza grande da sala dele.

–O que ele fez foi errado sim, mas use a insensibilidade da sua vida amorosa pra cá pelo bem da nossa empresa ok? – Revirei os olhos com a fala dele, eu poderia fazer um esforcinho.

–Claro, posso ao menos avaliar o contrato? 

–Claro, está aqui e S/n? Antes de você ir, você sabe que ele está se divorciando certo?

–Sim, mas não me importo nenhum pouco – Apenas sai da sala, eu não me importava com nada da vida daqueles dois, agora apenas me importo com o trabalho dele aqui e mais nada.

Jimin on~

–Ainda esta saindo com Sook? – Jin me perguntou tirando minha atenção do celular.

–Não, já larguei ela há muito tempo – Dei ombros.

–Ótimo, queria chamar ela pra sair, em falar nisso você ainda está...pegando a S/n? – Arregalei os olhos com a pergunta dele, que interesse repentino na minha vida amorosa.

–Por quê quer saber?

–Não precisa, já tenho minha resposta – Gargalhou – Quem diria que fazer uma aposta pra pegar ela naquele dia no bar ia te trazer mais benefícios ainda, sem contar que você está saindo com a Hwang, a nossa querida chefe sabe disso?

–Claro que sabe, é uma das coisas que gosto nela, ela não se incomoda se eu sair com outras, e ela também quer apenas sexo, sem contar que na cama...Aish, não quero nem pensar que eu fico de... 

–Ta ta Jimin, não precisa entrar em detalhes, realmente não posso negar que ela é uma mulher muito bonita, mas acho que devia falar pra Hwang que está gostando da sua chefe, porque ela parece estar gostando de você.

–Jin! Eu não estou gostando da S/n! É só um sexo muito bom, só isso! – Falei em um tom mais alto do que antes, odeiam que me contradigam.

–Ui, Park Jimin se apaixonou pela chefe gostosa? – Jungkook falou entrando na sala com os cafés na mão e Namjoon rindo com os bolinhos.

 –Vão se foder, eu não estou apaixonado coisa nenhuma – Sai da sala, quando os meninos dão com uma coisa nunca mais param de encher o saco.

Pra melhorar tudo, S/n estava no meio do corredor olhando uns papéis enquando caminhava pra sua sala, não posso negar o quanto ela fica elegante nas roupas usuais de trabalho, e ainda mais séria, só de pensar o quanto ela geme meu nome quando está comigo...Vou chamá-la pra minha casa hoje, precisava ter ela.

–Jimin! – Uma voz a qual eu já sabia estava me chamando, ela pode ser bonita mas era irritante.

–Ah, oi Hwang – Me virei e sorri pra mesma.

–Você tem algo hoje? 

–Não.

–Quer ir no cinema hoje e depois podemos ir pra sua casa? – Ela se aproximou brincando com a minha gravata.

–Eu não gosto muito de cinema, mas você pode apenas ir pra minha casa gatinha – O que é verdade, eu não gosto de cinema, prefiro assistir meus filmes em casa, além disso, cinema significa algo parecido com namoro e eu queria deixar claro que não queria nada disso.

–Ah, certo, eu posso levar uns filmes e vou pra sua casa, até mais tarde – Ela pareceu um pouco decepcionada, mas ainda feliz, o que eu posso fazer? Pelo menos fui sincero.

–Até – Ouvi saltos vindo até mim, já o ouço tantas vezes no dia que já até consigo reconhecer.

–Da próxima vez vá ao cinema com ela, uma mulher não vive apenas de sexo – Passou por mim sem se virar ou me olhar.

Caralho, a S/n é a mulher mais sexy que eu conheci, de fato é, nem sei porque penso nisso agora, afinal eu sou lindo, posso ter a mulher que eu quiser.

S/n on~

Depois de mais um dia de trabalho cansativo e estressante, fui pra casa, pretendia tomar um bom banho na banheira, na verdade eu queria mesmo um bom orgasmo mas pelo o que eu vi no escritório Park Jimin estaria ocupado hoje e euestava cansada demais pra sair de casa e ir pra alguma boate transar com qualquer um.

Dirigi até em casa, logo cheguei e estacionei na garagem, um cheiro ótimo vinha da cozinha, fui até lá.

–Sra.Han, que cheiro ótimo – A abracei, eu tinha um afeto enorme por ela, ela trabalhava na casa dos meus pais quando ainda morava lá, mas pelos devidos acontecimentos tivemos que demitir, e quando comprei minha casa a chamei para trabalhar aqui, ela sempre cuidou de mim quando minha mãe não estava presente.

–Estou fazendo almôndegas, eu sei que você gosta.

–Amo, eu vou tomar um banho bem longo, me chame quando estiver tudo pronto.

–Aviso querida – Subi para o meu quarto, entrei no banheiro e liguei a torneira colocando alguns sais de banho para fazer espuma, tirei minha roupa.

Fui na última gaveta do criado mudo, e peguei meu amiguinho que me salvava quando eu não tinha uma companhia, o bom e velho vibrador.

Entrei na banheira, relaxando um pouco, acariciei minha intimidade a preparando para o aparelho, peguei-o e pressionei contra minha intimidade, encostei a cabeça no canto da banheira e comecei a gemer iniciando movimentos circulares na minha buceta ansiando por um orgasmo.

[...]

Depois do meu banho bem relaxante, ouvi a campainha tocar, alguém chegou e eu não tinha ideia de quem.

–O que está fazendo aqui Chanyeol? – Fui em direção ao ser humano que estava no sofá.

–Vim ver como você está – Falou de levantando vindo até mim.

–Estou bem obrigada, agora pode ir – Apontei pra porta, eu o mal tinha visto e já edtava começando a me irritar.

–Não vou, quero conversar com você, sobre nós, sobre o que houve, se passaram 3 anos.

–Pra começar, não tem nós, o que houve foi que você é um canalha ambicioso, e sim se passou muito tempo, ou seja, não tem motivo para falarmos disso.

–S/n me perdoe por ter feito aquilo com você, por favor, eu vivi esses anos infelizes com a Hyunee por isso estou me divorciando, se eu soubesse de tudo isso não teria te deixado.

–A verdade é que se você soubesse que eu consegui ter uma boa vida de novo, nunca teria me deixado, e quer saber foi até bom, eu deixei de ser tão ingênua.

–Não faz assim, olha pra falar a verdade eu queria que ao menos voltássemos a ser amigo, afinal nossas empresas vão ser parceiras, nada mais justo.

Respirei fundo, fodase, eu ainda guardava rancor dele, o que me faz sentir fraca, por sentir algo por ele, mesmo que seja negativo.

–Que seja, eu não quero ser sua amiga, nossa relação vai ser restrita ao trabalho somente.

–Como queira, você ainda vai ceder a mim.

–Senhorita com licença, o jantar está pronto, devo por a mesa? – Sra.Han surgiu na sala enxugando o guardanapo em mãos.

–Pode sim – Sorri docemnte pra ela.

–Mesmo que eu te odeie, não vou ser mal educada e não te convidar pra jantar, vem – Chanyeol abriu um sorriso vitorioso, desnecessário, apenas convidei para não fazer desfeita.

Comemos em silêncio, e de vez em quando ele olhava o que não devia olhar, meus seios, lembrei que estava sem sutiã, afinal estava em casa, sozinha, não era tão perceptível mas do jeito que ele observava dava até pra fazer um raio-x.

–Gosta do que vê? – Ele riu abafado percebendo que eu tinha reparado.

–Muito, S/n eu fui mesmo um bobo em terminar com você, você é linda, e ainda tinhamos uma química incrível na cama – Falou de forma natural enquanto colocava um pedaço de kimchi na boca.

–Não adianta ficar relembrando um passado mais do inútil – Revirei os olhos, enquanto falava, e ele riu cínico de novo, que merda, eu nem consigo ao menos irritá-lo.

Minha família adotiva sempre foi rica, eu e meu irmão tínhamos do bom e do melhor, a corretora do meu pai era muito famosa em Daegu e se duvidar na Coreia, acontece que a rebeldia do meu irmão levou ele às más influências, e acabou se envolvendo com drogas e álcool.

Ele se envolveu com agiotas, e na gravidade que tava ele tentou roubar o cofre da nossa casa várias vezes, até que meu pai pagou a dívida absurda, eu quase tive que sair da faculdade, arrumei um emprego pra ajudar meus pais, a corretora faliu com os gastos que o meu pai teve com clínicas e saúde, nesse meio eu e Chanyeol namorávamos desde o colégio, íamos nos casar, estávamos noivos, ele terminou comigo e admitiu que só estava comigo pelo dinheiro, pra deixar tudo pior, ele me traía com a minha melhor “amiga” Hyunee, eles jogaram tudo na minha cara, tudo ao mesmo tempo acontecendo.

Até que quando as coisas estavam começando a melhorar, eu comecei a namorar com Hoseok, na faculdade, ele me deu muito apoio, nossos pais eram amigos de ramo, mas nunca cheguei a notá-lo, com ele eu pensei que amaria de novo, mas ele se assumiu gay pra mim, eu me senti insuficiente, rejeitada, achava que o problema era comigo, Chanyeol de casamento marcado e meu atual namorado se assumiu gay quando estava comigo, claro que eu o ajudei, com a família e tudo, ficamos melhores amigos mas ainda sim, não queria me machucar de novo e sem contar nos fracassos amorosos depois disso, então decidi que apenas iria usar os homens para o sexo e apenas isso.

–Obrigada pelo jantar S/n, posso levar você em um restaurante outro dia, com direito a um bom vinho e uma noite no melhor hotel da cidade – Beijou a minha bochecha antes de eu abrir a porta.

–Minha resposta é não, agora pode ir – Ele continuou com o sorriso cínico, ao abrir a porta, a pessoa que eu menos imaginaria ver hoje.

–O que esse idiota tá fazendo aqui? – O sorriso cínico de Chanyeol sumiu, quando viu Jimin, se tornou em pura raiva.

–O único idiota aqui é você, e o que está fazendo na casa da S/n? 

–Tomando de volta o que era meu – Os dois estavam se fuzilando com os olhos, só faltava sair faíscas.

–Se vocês brigarem aqui eu vou chamar o segurança! Vai embora Chanyeol, já deu por hoje.

–Pelo visto sua qualidade caiu não é S/n? Park Jimin? Me poupe – Bati a porta sem responder.

–O que faz aqui? – Falei fechando a porta.

–Eu vim ficar com você, mas pelo visto não precisava – Falou emburrado.

–Achei que você iria ficar com a sua amiguinha secretária – Cruzei os braços.

–Eu fui...Mas queria você, foi um erro eu ter vindo – Falou se virando indo em direção a porta.

–Não aconteceu nada – Jimin parou no meio do caminho.

–E como você conhece ele? – Falou agora de frente pra mim.

–Ele é meu ex-noivo...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...