História Let me know - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kim Nam-joon / Rap Monster
Personagens Rap Monster
Tags Bts, Cophine, Got7, Jackmon, K-pop, Namjin, Orphan Black
Visualizações 28
Palavras 3.675
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Ficção, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii amores 😊 prestem bem a atenção nesse casalzinho, eles terão um papel importante no final 😉
Boa leitura 👓 ✌

Capítulo 18 - Closet mágico (VKOOK)


Fanfic / Fanfiction Let me know - Capítulo 18 - Closet mágico (VKOOK)

Jungkook pov.

Sabe quanto você está dormindo e tem a sensação de que alguém está te chamando, você está naquele meio sono onde ainda não sabe o que é real e o que é sonho? Foi assim que eu acordei hoje, com a MinSun me chamando.

-Tio Kook, tio Kook...

-Hum?

-Levanta! Nós estamos atrasados, você dormiu de mais tio Kook.

-O que?

-ATRASADOS!

MinSun gritou e saiu correndo em direção ao banheiro, eu ainda não estendia o que estava acontecendo, então, lentamente me virei e peguei o meu celular na mesinha do lado da cama.

-Sem bateria? Ah Ótimo!

Me levantei e fui andando/me arrastando até o corredor para ver as horas no relógio de parede, meu susto foi enorme! Acordei totalmente e corri também para o banheiro.

-Sun, são 07:20, nós temos que correr...

-Eu sei... Eram 07:10 quando eu acordei.

-E por que você não me acordou também?

-Eu tentei tio Kook, eu tentei!

-Sun, você vai ter que ir pra empresa comigo, vou mandar uma mensagem pro NamJoon avisando que depois do almoço eu te deixo lá.

-Tá bom.

Ainda bem que temos toddynhos e bolo para o café da manhã, não vai dar tempo de fazer outra coisa. MinSun e eu terminamos de nós arrumar, comemos uma fatia de bolo cada um e bebemos um toddynho.

-Coloque na sua mochila alguns toddynhos caso você fique com fome depois.

-Quantos?

-Quantos você quiser.

-Peguei três.

-Tá bom, vamos então.

-Vamos...

Saímos de casa faltando apenas 10 minutos para o meu horário de trabalho começar, ainda bem que não terei que ir de metrô, recentemente adquiri o meu próprio carro, um Kia Optima GT, como eu consegui dinheiro para comprar esse carro? Bom, trabalhando como estilista para uma das maiores empresas de tecidos da Coréia do Sul, é por isso que não posso perder esse emprego. Coloquei a MinSun no banco de trás, verifiquei o sinto dela e depois entrei no carro colocando o meu próprio sinto.

-Hummmm adoro o cheiro de carro novo!

-Eu também!

Peguei alguns atalhos, mas mesmo assim acabei chegando atrasado e para a minha surpresa, o dono da empresa estava me esperando no Hall de entrada, ele veio sorrindo em minha direção.

-Jeon Jungkook...

-Sr. Kim Taehyang...

-Por favor, eu já disse para você não me chama de senhor... Nunca!

-Ah desculpe, é por educação.

-Hahah tudo bem, você pode me chamar de Taehyang ou só de Tae se preferir.

Taehyang pareceu perceber pela primeira vez a presença de MinSun ao meu lado e ao vê-la ele abriu um sorriso ainda maior.

-Ei... Quem é essa dama linda?

-Meu nome é Jeon MinSun.

-Jeon?

Taehyang me olhou como se me questionasse sobre ela ter o mesmo sobrenome que o meu, será que ele pensou que ela é minha filha?

-Ela não é minha filha! Ela é minha sobrinha, a mãe dela é minha irmã...

Respondi de pressa e meio atrapalhado, acho que tanto a MinSun quanto o Taehyang perceberam o meu nervosismo, eles começaram a rir de mim e tenho certeza que minhas bochechas estavam vermelhas, Ah Jungkook por que você não consegue ser normal perto de Kim Taehyang?

-Por que você a trouxe para o trabalho?

-Bem, na verdade eu tinha que deixá-la com o pai dela, mas acabei me atrasando, então preferi trazê-la, tem algum problema nisso?

-Não! De maneira alguma.

Taehyang se abaixou ficando cara a cara de MinSun que segurava a minha mão.

-Pequena Sun, você gosta de jogos?

-Sim...

-Ótimo! A minha sala está cheia de jogos e não tem graça jogar sozinho, você e o seu tio vão jogar comigo hoje.

-Mas... E o meu trabalho, Taehyang?

Ele se levantou ficando muito próximo de mim e olhando dentro dos meus olhos, seu olhar era incrivelmente profundo e sua boca se movimentava de forma lenta ao pronunciar suas palavras, eu quase esqueci de respirar, não tenho certeza se eu estava olhando de volta em seus olhos ou se eu procurava a sua boca uma vez ou outra, preferi, por fim, apenas desviar o olhar de seu rosto.

-Eu pago muitas pessoas nessa empresa para trabalharem, mas poucas delas eu convido para jogar comigo, então Jeon Jungkook, não ouse dizer não para mim!

-Tá...

Foi tudo o que meu coração me permitiu dizer, Taehyang sorriu de uma forma que o deixava muito parecido com uma criança, ele pegou na mão de MinSun e começamos a andar nós três de mãos dadas pela empresa, entramos no elevador e Taehyang começou a conversar com a MinSun.

-Qual é o nome da sua mãe e do seu pai, pequena?

-Minha mãe se chama JhanaSoo e o meu pai se chama NamJoon.

-NamJoon? Eu tenho um amigo chamado NamJoon...

-Taehyang, é o mesmo NamJoon.

-Como assim Jungkook?

-É o mesmo NamJoon, o Kim NamJoon, ele é o pai da MinSun, apesar de eu ter as minhas dúvidas ainda.

-Eu não sabia que o NamJoon tinha uma filha.

-Ele também não sabia, descobriu recentemente.

-Será que o meu irmão já sabe disso?

-O que o seu irmão tem a ver com isso?

-Bom, o meu irmão e o NamJoon... Ah você sabe né?

-Não, não sei...

A porta do elevador se abriu, nós atravessamos um corredor e entramos na sala do Kim Taehyang, essa nossa conversa está meio estranha, não sei se eu quero dar continuidade nela com a MinSun aqui e além do mais, eu me lembrei que tenho que enviar uma mensagem para o NamJoon avisando que vou levar a MinSun depois do almoço pra ele, peguei meu celular e comecei a digitar uma mensagem para o número que a Jhana me deu enquanto Taehyang continuava a falar.

-Jungkook, o NamJoon veio me procurar esses dias pra conversar a respeito dos sentimentos dele pelo o meu irmão e um outro rapaz.

Nessa hora, MinSun que até então ouvia com atenção todas as nossas palavras, arregalou os olhos e pós as mãos sobre as bochechas formando um biquinho com os lábios e gritando em seguida:

-O MEU PAI É GAY?

Eu e Taehyang nos surpreendemos com essa atitude, porém não conseguimos evitar as gargalhadas que sucederam após a fala de MinSun, Taehyang pegou Sun no colo e caminhou até um grande sofá que tinha no meio de sua sala, sentando-se com ela em seu colo.

-MinSun, qual o problema se o NamJoon for gay?

-Bom, é que ele nunca vai voltar com a minha mãe se ele for gay.

"Voltar com a minha mãe..."? Que história é essa? É a primeira vez que escuto a MinSun falar sobre isso, essa idéia é mesmo dela ou isso é coisa da minha irmã?

-Sun?

-Fala tio Kook...

-Sobre o NamJoom voltar com a sua mãe, não acho que ele faria isso nem se fosse hétero, então eu tenho que te perguntar..._ Me aproximei sentando ao lado de Kim Taehyang, de frente para MinSun que estava em seu colo, Taehyang me observava falar com ela de forma doce, afinal de contas, se isso for mesmo idéia da Sun, não quero mágoa-lá. -Isso é mesmo idéia sua?

-Não... Minha mãe quer voltar com ele e ela disse que eu iria ajudar, mas agora, se o papai gosta de outra pessoa, eu não posso fazer isso, seria errado né tio Kook?

-Sim, seria errado por que não é você que escolhe quem outra pessoa deve amar, apenas prometa-me que você não vai se envolver nesses assuntos da sua mãe, você é muito pequena pra ficar no meio disso.

-Eu prometo tio.

-Aaaahhh, mas vocês são muito fofos mesmo!

Taehyang disse isso puxando MinSun para um abraço bem apertado, logo depois ele a largou sobre o sofá e começou a olhar em volta como se estivesse procurando algo.

-Já sei! MinSun, vamos montar uma casinha no meu closet.

-Vamos!!!

-É o que? _Fui ignorado! •_•

MinSun e Taehyang deram as mãos e foram caminhando em direção ao closet, Taehyang parou na entrada e olhou para mim, que permanecia no sofá, apontou para uma direção na sala e disse:

-Jungkook, traga as xícaras de chá.

Olhei para a mesa no lado esquerdo da sala e havia uma bandeja com xícaras de chá de porcelana com pinturas que pareciam ter sido feitas à mão, com certeza, eram xícaras bem caras.

-Pra que?

-Hora! Não tem graça brincar de casinha e não beber um bom chá com uma princesa.

-Você é louco?

-Me respeita que eu ainda sou seu chefe!

-Desculpa!

-É brincadeira Kook...

Taehyang veio correndo em minha direção e pegou em minhas mãos me fazendo girar com ele pela sala, tenho certeza que eu mantinha meus olhos arregalados enquanto Tae apenas sorria, que sorriso lindo, que sorriso adorável, esse sorriso... Eu me perdi completamente nesse sorriso e me permiti sorrir também, foi esse sorriso que me conquistou. Paramos batendo na mesa, estávamos tontos, as risadas pararam e eu percebi que Taehyang estava preso em meus braços e eu nos dele, com a respiração ainda ofegante pela agitação do momento, eu e Taehyang trocávamos olhares, não posso mentir, várias idéias pervertidas se passaram pela minha cabeça, aaahh se MinSun não estivesse ali... Um tanto mais livre da tontura, juntei toda a força que eu tinha e dei um passo para trás, Taehyang ficou sério, ergueu um pouco a cabeça, me olhando de cima com o olhar de uma águia, eu me senti ameaçado.

-Foi difícil?

-O que?

-Se afastar de mim?

Não esperava por essa... O que Kim Taehyang quer com esse tipo de pergunta? O pior é que eu não tinha uma resposta, ou melhor, eu tinha, mas não queria dá-la a ele tão facilmente, apenas sorri de lado, mexi no cabelo atrás da orelha e me virei para ir até o closet sendo impedido pela mão de Taehyang no meu braço, ele se aproximou por trás sussurrando em meu ouvido uma simples frase que nunca em minha vida eu poderia imaginar que alguém conseguisse dizer isso de forma tão sexy.

-Jungkook, você esqueceu de pegar as xícaras...

Minha pele se arrepiou, Taehyang passou por mim e o cheiro de seu perfume foi a única coisa que restou quando em fim ele desapareceu dentro do closet, mas eu sabia que, lá dentro, ele estava me esperando, então, peguei a bandeja com as xícaras de porcelana e fui também para o closet brincar de casinha com a MinSun e o Kim Taehyang.

Taehyang pov.

Entrei no meu closet e vi MinSun sentada sobre o tapete bege, usando um dos meus casacos que por sinal, ficou enorme nela, o casaco era de seda aveludada vermelho vinho com detalhes em fios de ouro, sim! Era um dos meus casacos mais caros, parece que a pequena MinSun tem muito bom gosto, peguei uma echarpe de tule azul-turquesa que estava próximo a mim e o arrumei em meu pescoço enquanto me sentava no chão ao lado de MinSun.

-Vocês estavam demorando...

-Desculpe, eu fui buscar as xícaras.

-E onde elas estão?

-Seu tio está trazendo.

-Hummm, Kim Taehyang?

-Sim?

-Você quer ser a princesa?

-Eu? Por que eu tenho que ser a princesa?

-Por que daí o tio Kook pode ser o príncipe.

Gostei do jeito que essa menina pensa! Será que ela já percebeu que eu estou afim do tio dela? Bom... Vou jogar esse jogo então, conforme as suas regras, pequena.

-E você seria o que?

-O Gênio, é claro!

-O Gênio? Tipo o Gênio da lâmpada?

-Sim.

-Isso está parecendo Aladin, eu conheço essa história e eu gosto do final...

-Aqui estão as xícaras.

Jungkook entrou me entregando a bandeja com as xícaras que logo eu pus no chão a nossa frente, mas antes que ele se sentasse ao chão, eu disse-lhe que pegasse qualquer peça de roupa do closet e vestisse.

-Jungkook, não se sente ainda...

-Por que não?

-Escolha qualquer peça de roupa desse closet e vista-se para a brincadeira.

-Hum, ok!

-Ah... Jungkook, eu e a Sun decidimos que você vai ser o príncipe.

Troquei um olhar cúmplice com a MinSun, eu sabia que ela estava ansiosa para começar a brincadeira, já havia se passado metade da manhã, ela é uma garotinha muito comportada e eu tenho certeza que ganhei, não só uma nova amiga, mas também uma aliada.

-E quem vai ser a princesa?

-Eu! _Respondi olhando para Jungkook, vi sua expressão mudar um pouco, ele sorriu, colocou as mãos para trás do corpo e sem olhar diretamente para mim, disse:

-Você vai ser a minha princesa, Kim Taehyang?

-Se você for o meu príncipe, eu posso ser a sua princesa...

-Aaahh Acho que eu vou vomitar um arco-íris daqui a pouco.

Eu e Jungkook rimos constrangidos por causa da MinSun, ele preferiu mudar um pouco o rumo da conversa.

-Então... Eu posso escolher qualquer coisa daqui para vestir?

-Sim, foi o que eu disse...

-Que tal esse?

Jungkook escolheu um manto preto de cashmere com um broche de esmeralda verde do lado esquerdo, colocou sobre si e me encarou esperando uma resposta, ele ficou lindo! simplesmente lindo!

-Esse com certeza ficou excelente em você Jungkook...

-É tio, ficou muito bonito!

-Obrigado, Obrigado!

-Você não se importa de sentarmos no chão usando essas roupas, Taehyang?

-Não...

-Mas são roupas caras?

-Sim e eu sou o dono das empresas que as fabricam, eu acho que um momento como esse, de estar na presença de pessoas que você goste, vale mais do que a preocupação com um tecido, mesmo sendo um tecido caro, te ver sorrir Jungkook, é mais valioso pra mim.

Vi suas bochechas ruborizarem e seus olhos brilharem, eu sei que estou te conquistando Jungkook, você logo será meu!

-Nossa Tae! Você me deixa sem graça assim, vamos brincar logo...

-É verdade, vamos brincar, Kim Taehyang se você quiser continuar elogiando o meu tio, convide ele para jantar com você.

MinSun disse isso de forma tão simples, eu não sabia o que dizer... E pelo visto nem Jungkook, mas já que essa pequenina está abrindo o caminho para mim, eu vou parar de caminhar e vou começar a correr em direção ao meu alvo, que no caso, está sentado na minha frente com um lindo sorrizinho tímido.

-Você aceitaria? Quer dizer... Você aceitaria jantar comigo Jungkook?

-Bem... Se você me levasse em um lugar bem legal...

-É, eu posso te levar em um lugar bem legal, que tal... Hoje à noite?

-Uau! Que rápido hahah... Tá, hoje à noite então.

Sorri e abaixei a cabeça, MinSun fez de conta que estava enchendo as xícaras com chá, nós começamos a brincadeira, mas o meu coração pulava dentro de mim, hoje à noite eu vou levar o Jungkook para conhecer o meu palácio, nessa brincadeira eu posso até ser uma princesa, mas na vida real eu sou uma rainha e vou mostrar ao Jungkook em quais lençóis uma rainha dorme!

Jungkook pov.

O resto da manhã passou de pressa, Kim Taehyang é muito divertido, ele e a MinSun se deram bem e isso é uma coisa importante. Nem consigo acreditar que o Tae me chamou para jantar com ele, eu sei que foi idéia da Sun, mas ele não perdeu tempo e agora, tenho certeza que hoje a minha noite vai ser beeemmm longa, graças a MinSun e a este closet mágico! Já estava na hora do almoço, eu, MinSun e Taehyang decidimos ir almoçar juntos.

-Bom, Taehyang, a brincadeira está divertida, mas eu e MinSun temos que almoçar para que depois eu possa deixá-la na casa do NamJoon.

-Entendo... Eiii? Por que vocês não almoçam aqui?

-Aqui na empresa?

-Sim, vamos até a cantina, eu, quando almoço aqui, sempre peço para que o meu almoço seja servido na sala, mas hoje como vocês estão comigo, vamos almoçar todos juntos na cantina da empresa!

-Vamos almoçar com o Tae, tio Kook... Por favor!?

-Tá bom, acho que podemos almoçar com ele...

-Ótimo!

Taehyang saiu na frente, porém eu o chamei de volta, acho que ele tinha esquecido de um detalhe.

-Taehyang... Você vai para a cantina usando esse echarpe aí?

Ele olhou para si, depois para MinSun e finalmente seus olhos pararam em mim, eu também não havia tirado o manto, apenas MinSun já estava se livrando daquele enorme casaco de seda aveludada, ele era bem pesado pra ela e lógico que a pequena não conseguiria andar com aquilo.

-Não! Eu vou com o casaco que a MinSun está tirando...

-Ata... Não, pera... O que? Kim Taehyang?

-O que é Jungkook? Você não pensou que eu tenho todos esses casacos só para enfeitar o meu closet né?

-Na verdade... Pensei sim!

-É por isso que nós vamos sair hoje à noite... Para você me conhecer melhor.

Taehyang deu uma piscadinha para mim e ela me atingiu como um tiro, eu apenas abaixei a cabeça para esconder as minhas bochechas avermelhadas, em seguida, Kim Taehyang retirou a própria echarpe e seu olhar se prendeu na MinSun que aguardava em pé, nós observando.

-MinSun, você pode ir com a minha echarpe... Vem aqui eu vou arrumar ela em você.

MinSun correu até o Taehyang e ele passou a arruma-lá, Tae é tão delicado e atencioso, tenho certeza que ele será um ótimo pai um dia. Comecei a tirar o manto, porém Taehyang simplesmente me ordenou que não o fizesse.

-Jeon Jungkook pare agora mesmo!

-O que foi?

-Você também irá como nós.

-Está brincando, não está?

-Estou com cara de quem está brincando?

-Não!

Taehyang mantinha um olhar firme, seu corpo tinha uma postura de comando e eu fraquejei...

-Já que você ordena vossa alteza...

Ele sorriu e MinSun também, ela estava pronta e Taehyang foi até onde Sun havia deixado o casaco, ao passar por mim, Taehyang, parou, olhou-me dos pés a cabeça e disse em voz baixa para que só eu ouvisse:

-Você também pode me chamar de meu bem.

Enquanto meu coração queria pular para fora do meu peito, Taehyang, em um só movimento, colocou o casaco de uma forma elegante e... Devo admitir... Bem sedutora.

-Todos prontos?

-Sim!

-Sim!

-Então vamos!

***Alguns minutos depois***

Eu e Taehyang caminhávamos um pouco atrás de Sun, que ia na frente como se fosse uma princesa, ah... uma princesa gênio, não posso esquecer! Eu me sentia um pouco desconfortável com tantos olhares que me eram lançados enquanto passávamos pelos corredores do primeiro andar da empresa, entramos na cantina e a mesma ficou em silêncio total, todos pararam para olhar Kim Taehyang, eu estava nervoso e Tae percebeu.

-Acalme-se Kookie, são apenas pessoas, apesar de algumas delas terem vontade de pular em cima de você... . elas não vão fazer isso aqui.

-Por que você acha que algumas delas querem pular em cima de mim?

-Talvez pelo mesmo motivo que eu quero!

-Como assim?

-Deixa pra lá... Vamos almoçar.

Taehyang fez um sinal com a mão chamando uma das moças da cozinha que logo veio até nós.

-Sr. Kim Taehyang no que posso ajudá-lo?

-Prepare uma mesa para mim e meus amigos, hoje iremos almoçar aqui.

-Sim Sr. Kim... O Sr. tem preferência por algum lugar?

-Apenas que não fique muito ao meio.

-Vou preparar a mesa, sirvam-se enquanto isso.

-Tudo bem, obrigado!

Nós fomos até o bife, cada um com a sua bandeja, é claro que eu tive que ajudar a MinSun a se servir, ela segurava a bandeja atrás de mim e eu a servia, fomos até a mesa que a moça havia preparado, chegando lá, Taehyang lembrou-se que não havia pegado as bebidas, então largou sua bandeja sobre a mesa e foi buscar sucos para nós três.

-Tio Kook...

-Sim?

-É ele, não é?

-Ele o que?

-É o Kim Taehyang o homem que você gosta!?

-É... É ele sim.

-Dá pra entender o porquê... Sabe tio? O Taehyang também parece gostar de você.

-Você acha?

-Na verdade eu tenho certeza...

Começamos a rir e o Tae voltou trazendo sucos naturais de abacaxi.

-Qual o motivo dos risos?

-Nada, deixa pra lá...

Eu disse lembrando-me que mais cedo, Taehyang disse a mesma coisa pra mim, ele apenas suspirou, sorriu e começou a comer. Nós almoçamos enquanto conversávamos sobre coisas aleatórias, foi um almoço divertido, mas a hora de ir embora chegou. Voltamos para a sala do Kim Taehyang, tiramos os casacos dele, pegamos nossas coisas e antes de ir embora, MinSun decidiu que precisávamos ter uma sobremesa.

-Pra você tio Kook [...] e pra você Tae.

-Um... toddynho?

-Sim, eu e o tio Kook adoramos toddynho.

Tae sorriu, eu achei que ele fosse fazer alguma piadinha, mas na verdade, ele apenas sorriu, furou a caixinha com o canudinho e começou a beber o seu toddynho, MinSun também já estava bebendo, só faltava eu, então, enquanto eu furava a minha caixinha, fui me aproximando do Tae, encostei a bunda na mesa como ele e bebi o meu toddynho ao seu lado.

-É, acho que é hora de irmos...

-Ok, eu também vou indo, tenho que me preparar para um jantar essa noite.

Eu quase esqueci que vou jantar com o Taehyang hoje e pelo sorriso no rosto dele essa janta vai ter uma ótima sobremesa, acho que estou começando a ficar nervoso com essa noite se aproximando.

-Que horas eu posso passar na sua casa, Jungkook?

-Às 20 horas fica bom pra você?

-Sim, às 20 horas eu estarei lá...

Nos despedimos meio sem graça, Taehyang me deu um beijo no rosto e eu pude sentir minhas bochechas ficarem vermelhas, depois ele beijou MinSun que já estava em meu colo, eu e ela saímos de sua sala e fomos para o meu carro.

-Jeon Jungkook... Você vai ter um encontro!

-Não diga isso MinSun! Eu já estou muito nervoso...

-Não fique ou você terá rugas.

-Se eu tivesse rugas, você acha que o Kim Taehyang ia gostar de mim?

-Não sei... Mas você vai poder perguntar pra ele hoje à noite.

-Acho que nós não vamos conversar sobre isso hoje à noite, MinSun.

-Então sobre o que vocês vão conversar?

A verdade é que eu não pretendo conversar muito e certamente, o Taehyang, também não! Mas a MinSun ainda é criança, eu não posso explicar pra ela que hoje a noite o prato principal será servido depois da meia noite.

-Provavelmente... Conversaremos sobre a comida!

***CONTINUA***  


Notas Finais


O Jantar eu vou deixar para contar em um outro capítulo mais para a frente ☺


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...