História Let Me Love You (Stydia) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Aiden, Allison Argent, Araya Calavera, Breaden, Chris Argent, Decaulion, Derek Hale, Ethan, Gerard Argent, Jackson Whittemore, Jordan Parrish, Kate Argent, Ken Yukimura, Kira Yukimura, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Mason Hewitt, Melissa McCall, Meredith Walker, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Natalie Martin, Noshiko Yukimura, Personagens Originais, Peter Hale, Rafael McCall, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Theo Raeken
Tags Kalia, Scallison, Stydia, Teen Wolf, Thiam
Visualizações 37
Palavras 1.823
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oieee👋❤😂
Sorry,demorei mesmo esses dias,mas infelizmente estava com muitos compromissos da escola,de casa também,etc...
Mas o importante é que voltamos e que nunca, nunca mesmo abandonarei essa história.

🔮BOA LEITURA!!!!🔮

Capítulo 3 - Is the nightmare real?


Fanfic / Fanfiction Let Me Love You (Stydia) - Capítulo 3 - Is the nightmare real?



–Stiles...

–Nós temos que ajudá-lo! – disse Stiles levantando a cabeça de Scott.

–Não era wolfsbane (p.o.v rápido da autora: desculpem mas deu um leve alzheimer , não lembro tradução😂) muito menos acônito,então não precisam se preocupar,logo ele começará a se curar.

–Mas e a bala,nós precisamos...– disse Stiles mas ela o interrompe.

–Vocês não vão querer que eu atire em vocês,não vão? Então,acho melhor nos obedecer,se não...

Tudo parecia como flashs em minha cabeça,como se fosse lembranças...

Do nada estava caminhando por um corredor, aparentemente uma caverna,continuei caminhando por um tempo até que tinham dois caminhos e resolvi pegar o da esquerda,comecei a ouvir outros passos e então passei a andar com mais cuidado.

Estava muito próximo quando vi um homem,muito jovem amarrado contra as grades, aparentemente muito cansado, então me escondi atrás de uns latões velhos que tinham.

–O-que vai fazer comigo? – disse uma voz que parecia muito familiar.

Alguém parecia se aproximar dele,uma mulher,na qual dava algumas risadas,essa mulher,uma mulher de cabelos compridos e loiros...só possui uma pessoa que conheço com...

Estranhamente ela estava se transformando. Mas que tipo de criatura seria? Não consigo ver,mas aparentemente com a pele pegajosa meio verde mas ao mesmo tempo um azul meio forte mesclado.

Depois de um tempo,a criatura cansou de ficar observando e se aproximou do homem,com suas grandes garras no peito dele,antes que ele dissesse suas últimas palavras...

–Não,Não,Não! Me ajuda Lydia! – essa voz...Derek? A criatura estava prestes a usar suas grandes e monstruosas garras para perfurá-lo com tamanha vontade e maestria...

Ela parou inesperadamente suas ações,ela estava me olhando, realmente pude comprovar ser Kate,ela já não era mais aquela criatura assombrosa,olhava-me seriamente e voltou a se transformar.Ela agora parecia com raiva de mim. Por quê? Ela faria as mesmas coisas que faria com o homem,suas garras,mostradas pra mim,como se eu fosse sua presa...

Mas algo a impede,um grito que estava mais para um rugido. Aquilo fez com que me assustasse e assustasse principalmente Kate que se “destransformou” e se afastando de mim.

–Lydia,Lydia,Lydia?Está me ouvindo? – disse Stiles me “acordando”

–Kate...– disse despertando.

–Kate? – perguntou Scott meio fraco,tentando se levantar mas a “patroa”,o impede apontando uma arma pra Stiles.

–Eu a vi...– disse – ela estava com um homem,bem mais novo...e ela o queria matar

–O que? – perguntou Stiles assustado – nós achando que ela tinha morrido e você tendo suas visões dela matando os outros?! Isso é muita loucura! – diz com a respiração profunda.

–Quem é Kate? – perguntou ela.

–Quem é você? – perguntei me aproximando – se soubéssemos ao menos quem você é,poderíamos dizer quem ela é...

–Sou Araya Calavera...agora diga quem é Kate...

–Kate,Kate Argent. Já deve ter ouvido falar sobre os Argent,são uma família muito antiga também de caçadores...– disse.

–Então ela matou o Derek? – perguntou interessada

–Não! São apenas premonições – disse Stiles.

–Nós não temos certeza – disse – nem sei se é realmente ele...e nem sei se aquela era Kate,porque ela estava muito diferente.

–Como assim diferente? – perguntou Stiles.

•POV STILES•

Kate? Como assim a Kate? É impossível que essa coisa impossível esteja acontecendo.

–Diferente...um ser sobrenatural – disse Lydia.

–Oi? – perguntei.

–Então ela é...– perguntou Araya confusa.

–Uma criatura caçadora – disse Lydia.

Estou preocupado com duas coisas agora,uma com o fato de ter a possibilidade de Derek estar por aí a solta com uma Kate querendo vingança e Scott que está sofrendo com essa bala perto de seu peito.

–Scott? – pergunto vendo ele fazer o mínimo de esforço possível.

–Estou...bem...– disse fazendo força e se levantando com dificuldade.

–Não está! Você levou um tiro! – disse – que ainda bem não tinha...

–Silêncio! – disse a mulher atirando pra cima – Kate...Argent! Aonde ela estava nas suas visões? – perguntou se aproximando de Lydia.

–E-eu não sei! – disse Lydia mostrando insegurança – era um lugar meio escuro,comum...não sei!

–Tinha alguma coisa de diferente? Algo que lhe chamou atenção? – perguntava a mulher pressionando.

Podia se perceber o nervosismo de Lydia somente no olhar,ela até pode ser a banshee que às vezes tem as suas visões,mas essas visões aparecem de repente,não é algo planejado,ela ainda não possui o controle de seus próprios “poderes”.

–Parecia uma igreja abandonada! – esbravejou Lydia depois de ficar um bom tempo tentando se concentrar com aquela senhora Calavera em cima dela.

–Certeza? – perguntou a mulher.

–Sim – disse Lydia.

–Vá chamar Breaden que ela vai os acompanhar na viagem – disse a mulher e nós ficamos parados sem entender – ANDEM! – gritou nos assustando.

Lydia e eu ajudamos Scott a sair da sala e ela com muito cuidado e dificuldade tirou a bala dele.

–Disseram que a Kira e a Malia estão lá fora já com o Jeep – disse.

–Vamos – disse Lydia.

–Ei! Não vai fechar esse buraco que você fez? – perguntou o Scott.

–Não fiz buraco nenhum e não temos tempo pra isso,se não sairmos logo daqui eles vão começar a meter bala em nós,mas daquelas nas quais não poderemos contar história depois – disse Lydia – Stiles,uma vez você me disse que tinha uma caixa de primeiros socorros,ainda têm?

–Tenho – disse.

–Então vamos Scott! Se não se curar,eu faço uns pontos pra você – disse Lydia.

Fomos lá fora e vimos Malia e Kira desesperadas.

–Que bom que todos estão bem! – disse Kira.

–Nem tanto – disse Scott levantando a blusa e mostrando.

–É...acho melhor irmos – disse Malia espantada.

–Não,a tal de Breaden...– disse Lydia – ela ainda não... –no mesmo instante um barulho de moto se fez presente – será que é ela?

–Acho que sim – disse.

–Olá crianças! – disse a mulher parando sua moto que por pouco não nos atropelou,e tirando seu capacete e deixando seus cabelos voarem – vocês que são o bando do Scott?

–Bando? – disse sarcásticamente – ah,esse caso queira saber é o Scott...– disse abraçando Scott que estava ao meu lado

–Vamos,tenho muitos outros trabalhos depois desse – pelo visto essa tal de Breaden não gostou tanto de mim,ela colocou o capacete de volta me ignorando – eu irei na frente,Araya me contou como é o lugar e sei aonde ir mais ou menos.

–Vamos! – disse Scott.

–Não! – disse Lydia – você não irá dirigindo,eu vou!

–Não,não! – disse – acham o que? Que meu Jeep é qualquer coisa? EU O IREI DIRIGINDO – disse pegando a chave do carro e entrando.

–Agora podemos ir? – disse Malia revirando os olhos.

–Vamos – disse Scott.

[•••]

Já fazia quase duas horas que estávamos dirigindo seguindo a tal Breaden

–Ãn? O que? Já..já chegamos? – perguntou Malia acordando assustada.

–Acho que não! – disse concentrado ao volante.

–Credo Malia! Você babou no meu ombro! – esbravejou Kira. Nós começamos a rir descontroladamente,algo que me fez desconcentrar um pouco – isso não tem graça!

–Ih gente,não é nada...– disse.

–Stiles...– disse Scott mas não dei atenção.

–Logo a baba seca...– disse.

–Stiles! – Scott aumentou um pouco a voz.

–Pode não cheirar muito bem,mas...– disse.

–Stiles! – Scott acabou gritando – para o carro! Nós perdemos ela de vista!

Rapidamente parei o carro. Como posso ser tão desatencioso? Percebo que estávamos em um tipo de vilarejo muito mais abandonado que o outro,casas velhas,caindo aos pedaços.

–Aonde será que essa mulher se meteu? – perguntou Lydia.

–Irei lá ver – disse Scott saindo do carro.

–Mas você...– disse o impedindo, ele levantou rapidamente a camisa e percebi que já tinha sicatrisado – é,já está melhor,vá então – mesmo que eu tentasse impedir novamente,ele não me escutaria.

–Vamos também – disse Kira saindo acompanhada de Malia e Lydia.

Não estou disposto a me arriscar. A única coisa que poderia fazer,seria correr feito um bobo. Nem meu taco de beisebol eu trouxe! Se bem que se tratando de uma possível criatura dessas,nem meu taco de beisebol ajudaria.

–Stiles! Vamos! – disse Lydia voltando.

–Não! Obrigado! Eu prefiro ficar aqui! – disse medroso – caso...caso vocês precisem sair correndo,eu estarei aqui esperando.

–Não, você vai! – disse Lydia me encarando com uma expressão de raiva – okay, então eu ficarei aqui com você! Nós temos que conversar...

–Conversar? S-sobre o que? – perguntei.

Achei que ela havia esquecido o fato de ter dito a ela “eu te amo Lydia”, eu sei que é algo comum,nem tanto,mas o fato de que todos sabem que eu sempre senti algo por ela,mas é algo confuso pra mim,não consigo muitas vezes me expressar perto dela.

–Sobre o que você me disse hoje,eu sei que você estava meio imbreagado,mas... – ela diz atravessando ao outro lado do carro – precisamos...

–O-o Scott deve estar nos procurando! – disse saindo,como sempre atrapalhado abrindo a porta.

Começamos a andar um pouco, estávamos tão próximo,no caso eu me aproximei pois sou um enorme medroso.

–Stiles...– ela disse parando em frente a um lugar muito antigo.

–O que? – disse baixo.

–É...é aqui – ela disse baixo – foi aqui que entrei nas premonições.

–A-aqui? – disse dando uma olhada pra dentro do local,escuro,muito,mas muito vazio e sombrio.

–Sim – cochichou e olhou pra todos os lados,colocou um pé a frente com o intuito de entrar.

–Aonde...aonde pensa que vai? – perguntei apavorado,apenas seguindo-a.

–Esse garoto que eu vi com a Kate...corre perigo! Não podemos o deixar aqui!

–Mas vamos procurar o Scott! Ele é o alfa e não é nada medroso – disse recuando mas Lydia segura em minha mão fazendo-nos se aproximar.

–Stiles...não confiam em mim? – ela diz como um sussurro me deixando arrepiado,como ela pode dizer tão poucas palavras e me deixar assim?

–E-eu...é claro que confio – disse desviando o olhar – mas eu tenho...

–Também tenho muito medo,tanto quanto você...– ela diz – mas eu apenas finjo com mais facilidade. Podemos ir? Qualquer coisa gritamos pelo Scott.

Apenas sorri de volta,sem dizer nada dei um passo a frente e estendi minha mão. Assim ela entendeu e começamos a por aquilo que mais pareciam túneis.

–E se fomos pelo caminho contrário ao da visão? – ela sugeriu. Em meio a isso,acho que somente ela conseguiria pensar em algo,estou tão em choque e pra piorar sem Scott.

–Sim,eu tenho medo...– disse ela me olha seriamente – mas não que algo me aconteça,mas de te perder,igual aquele dia no campo que não pude fazer nada!

–Stiles! Não precisa ter tanto medo assim! – ela disse se aproximando de mim e me abraçando,sem reação apenas a envolvi em meus braços. Era tão bom sentir novamente essa sensação,havia sentido quando Aiden morreu e eu fui o primeiro a estar ao seu lado e a confortei. Ela me olha intensamente,tentando disfarçar sua ansiedade e tranquilizar meu medo,estávamos tão mais próximos,era inevitável tentar me esquecer da vez que ela havia me beijado naquele vestiário,cada segundo parecia uma tortura para mim.

Algo que não esperávamos aconteceu,escutamos um barulho, alguém rugindo. Um lobo? Lobisomem? Coiote? Não sabemos ao certo,mas inesperadamente ela se afastou e correu em direção ao barulho.

–Lydia! – gritei a chamando de volta – nós...

Ela não me respondeu,mas tirei coragem de um lugar no qual nunca tinha visto antes e a segui.

–O que...– vejo ela parando em frente a umas grades,mas parecia uma 'cadeia' improvisada.

–Ela,ela que me avisou...– disse Lydia engolindo seco – o rugido.

–Mas é uma mulher – disse meio receoso ao ver que no chão,do outro lado tinha uma mulher com a cara voltada ao seu reflexo que vinha da água – quem será...

Ao vermos ser aquela pessoa não conseguimos acreditar. Lydia e eu nos encaramos,até que Lydia se aproximou dela para ter certeza do que víamos.

CONTINUA...




Notas Finais


Então?
O que estão achando?😂
Quem será a mulher?😮 Só acho que irão gostar quando ela aparecer 😂
Kisses😘
Demorei muito pra postar esse,mas prometo que o próximo sairá mais rápido.

-Tea Ana Louca das Kebradas❤🍕🔮


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...