História Let me see the light - Capítulo 2


Postado
Categorias Saint Seiya
Visualizações 26
Palavras 905
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá aqui ê a co- autora EU SEI QUE A MINHA PESSOA E A PESSOA DA MARIANA DEMORA
Chystial : vai dar merda
Cala a boca desgraça _-_ Se não chamo o Camus
Camus : Eu o que???
Milo : NADA (o empurra)
Enfim é por causa desses patetas kkkkk vamos ao cap

Capítulo 2 - The Mission


        Chystial ONN 

Após ter passado pelo grande portal,pausei finalmente no mundo dos humanos,aquele lugar que se diz ter maldade 

Sim sou a Chystial e estou aqui para uma missão,cuidar de um tal de Camus que mal ouvi falar 

Já recebi algumas missões como essas,anos atrás eu cuidava de Milo criança,sofreu e ainda sofre e é obrigado pelo pai para matar anjos,por isso me afastei por conta própria e a pedidos da Rainha ou Deusa do céu

Enfim,após chegar na famosa terra novamente onde nunca mais coloquei meus pés,me tornei como magia uma humana novamente,confesso que essa cidade mudou bastante de alguns anos para cá 

Comecei a andar pela rua a procura do tal de Camus de que tanto a Deusa do céu falou ou como quiserem chamar, andei com um pouco de dificuldade já que não uso muito as pernas mais uso bravimente minhas asas para poder voar,mais por enquanto não seria possível 

Após um longo tempo grande de caminhada (e quase ser atropelada por carros Chrytal-me respeita rapaz - Respeita eu rapa tua criadora é minha namorada CHYETAL-CHATA)finalmente achei a tal casa de Camus,senti sua presença dentro daquela casa,usando meus poderes escondido e com cuidado para ninguém ver,pensei um pouco sobre essa missão nova e como seria esse coração frio cheio de espinhos e alma machucada,pois é humanos são tão problemáticos,que teria bastante trabalho para esquentar esse coração frio,trabalho até demais,nunca senti sentimentos por alguém ou raiva,tristeza,felicidade,amor...e seria difícil cuidar desse tal Camus

Fiquei perdida nos meus pensamentos e mal percebi um garoto de cabelos azuis brilhantes grandes,olhos pérolados,pele pálida feito a neve,usando um uniforme para a faculdade,sua expressão era séria,não dava pra ver seus braços cortados tamanho a camisa que usava 

VI ele segurando um livro sem se distrair com as pessoas andando ao seu lado,devo admitir que ele até que era bonito,mais eu não estava aqui para ver beleza 

Andei e andei já não com dificuldade e finalmente ele entrou num prédio alto a famosa faculdade 

Entrei sem demora como se fosse uma estudante de lá,o local era lindo,cheio de pessoas conversando e quando Camus passava por alguém podia ver alguns o olhando com certo deboche,alguns fuchicando ...esses humanos são mero idiotas 

VI Camus se isolar numa sala ainda lendo,percebi pessoas conversando bastante provavelmente de Camus

-  Ei amigo aquele é o famoso Camus??;  o esquisitao da sala? - Falou um garoto com uma expressão risonha no rosto 

-  É ele mesmo,estranho né??? - Falou o tal amigo do outro que se perguntava de Camus

Olhei para Camus que estava nem se importando olhava para a às pessoas falando dele,só voltou a ler seu famoso livro novamente 

Decidi me aproximar dos dois garotos 

-  Colicenca aquele o Camus??? - Perguntei e chamando a atenção dos dois que me olharam com um certo temor,ao mesmo tempo malícia 

-   Sim ele é o esquisitao da sala  - Falou o segundo garoto de cabelos negros e pele pálida 

-  Obrigada por me dizerem 

Os dois cessaram a cabeça,me sentei calmamente um pouco longe de Camus,passou alguns minutos,ele ainda lia seu livro calmo 

Me levantei sentando na cadeira ao lado,finalmente Camus olhou pra mim,senti algo no meu peito e senti o coração acelerar,mais manti meu rosto sério retribuindo o olhar 

-   Você é o tal do Camus??? - Perguntei calma 

-   Se for para você me fazer de capacho vá embora 

Não tive medo no momento mais engoli o seco nervosa,não sou medrosa,e realmente não sou uma princesa de contos de fadas 

-  Não é isso que estas pensando Camus,oque estas pensando é longe do que quero falar a ti 

VI campus suspirar baixo e calmo,vi ele delicadamente fechar seu livro e olhar novamente para mim,realmente o garoto era belo 

-   Oque quer de mim garota

-   Falar contigo 

Camus arqueou uma sobrancelha 

-  Acha que te conheço?? 

-  Não mais vai conhecer 

-  ...Não venha me dizer que você ê um anjo que tem a missão de mim fazer feliz 

O garoto frio,e o pior que ele tá certo 

-...Realmente és idiota 

-  Não se atreva - Falou Camus fechando a cara 

-  .Vai querer deixar eu falar ou não??? 

-   Agora não que tenho aula - ele falou já mantendo a calma - depois Ok? 

Assenti suspirando vendo muitos entrarem na sala conversando e vi Camus sozinho novamente,doeu..não admito 

          1 hora depois 

           Camus ONN 

Realmente aquela garota era estranha demais,senti uma pontada no peito sentindo que algo forte nos ligava 

Mais isso era bobagem,eu mal a conheço e posso ter certeza que ela é uma idiota 

Seus olhos,cabelos rostos eram lindos,uma garota perfeita...Camus oque você tá pensando??? 

Me calei com os meus próprios pensamentos..passou uma hora e como era de se esperar fiquei sozinho na sala de aula 

A queria ver denovo e tirar satisfações então..me levantei e fui a procurar no ligar marcado,desci as escadas lentamente senti olhares para mim; mais só manti minha expressão seria e caminhei para fora da faculdade 

Finalmente a tinha achado,ela estava sentada no banco do jardim,me aproximei devagar a olhando de pé,ela me olhou com seus olhos brilhando por causa do brilho do sol 

Senti minhas bochechas um pouquinho quente com seu rosto a me olhar..Realmente nunca senti essa expressão antes 

-   Oque queria falar comigo?? 

-   ...Uma conversa seria 

-......

- Sentisse aqui Camus 

Me sentei brevemente a olhando novamente me ajeitando um pouco na banca 

-   Estou aqui para uma missão...o que disses és verdade..sou um anjo e vim te ajudar..









Notas Finais


CAP bosta podem me julgar,isso se chama sono O SONO DA POXA

só quero dormir gente T-T ora vocês verem como sou boa pessoa
Brenda : que mentira
Milo : Né
Cala a boca se não prendo os dois num quarto
Chystial : Calei aqui
Tu também com Camus logo
Camus : Aff deixa eu ler
Ok Ok espero que tenham GOSTADO desse csp basta kkkkkk e desculpa algum erro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...