História Let Me Take Care of You - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO, F(x), Girls' Generation, SHINee, Super Junior
Personagens Amber Liu, Jessica, Krystal Jung, Taeyeon, Tiffany, Yuri
Tags Kryber, Taeny, Yulsic
Visualizações 71
Palavras 1.769
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Luta, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


I'm back. Amo vocês. Obrigado por todo o carinho, e pela espera. Espero que gostem, e sem mais delongas, vamos lá.

Capítulo 1 - Capítulo 1 - Little Princess


Krystal Jung P.O.V –


    -Sim Sica-ah, já estou indo dormir!

Já era a decima vez que a mais velha me mandava dormir, eu já estava praticamente na cama. Como uma criança obediente, caminhei a minha cama me deitando quietinha esperando que a mais velha viesse me dar um beijo de boa noite.

- Yah, Soojung, não deixe a janela aberta, vai pegar um resfriado meu pequeno anjo.

Observo a castanha caminhar até minha janela e fechar a mesma logo vindo de encontro a minha cama se deitando ao meu lado.

- Omma e Appa estão subindo?

A observo fechar os olhos e suspiro pesado, me aproximando e abraçando seu corpo.

    - Estão em viagem, mas prometo que quando eles chegarem os mando subir aqui e te encher de beijinhos.

Gargalho com a mais velha que passara fazer cocegas e me dar beijos na bochecha. Eu amava Sooyeon, ela cuidou de mim até agora, era mais minha mãe do que omma. Isso me chateava mas eu sabia que eles faziam de tudo o possível para nos dar o melhor de tudo. Mesmo assim, eu só queria meus pais.

- Não prometa algo que não pode ter certeza Sica-ah. Você é suficiente, eu só preciso de você ao meu lado. Obrigado Sica-ah!

Vejo os olhos da castanha passarem a marejar e ela ficar totalmente sem jeito, me fazendo beijar sua bochecha e a abraçar forte.

Solto a mais velha me virando na cama sentindo a mesma me cobrir.

- Durma bem meu anjo.


Escuto a porta se fechar e meus olhos se fecham de maneira preguiçosa. Mas de que adianta preguiça se tudo tira meu sono? O vento forte assoviando pela fresta de alguma janela. O cachorro do vizinho que não parava de latir um segundo. Coloco o travesseiro sobre meu rosto abafando todos os sons mas sinto que algo mais me incomodava.

Me sento na cama passando meus olhos por meu corpo e me arrepio com uma lufada de vento me fazendo me virar diretamente para onde seria sua origem. A janela. Era a única ali, mas Sica tinha fechado ela. Eu tinha certeza absoluta.

    - Tem alguém ai?

    Me levanto devagar caminhando até a janela. Apoio minhas mãos na base e estico meu corpo olhando o lado de fora. Nada. Okay. Eu estava um pouco assustada.

    Desço as escadas, indo em direção a cozinha, pego um banquinho pequeno e o coloco embaixo do armário, porque eu não alcançava. Pego minha caneca da Mulan indo até a geladeira pegando um pouco de achocolatado. Deixo a caneca sobre a bancada e volto com o banquinho para baixo do micro-ondas. Um leite quentinho iria me deixar com sono e eu dormiria super bem.

    Subo as escadas correndo com medo do escuro, ah qual é não me julguem, sou apenas uma criança. Corro para de debaixo das cobertas e abraço meu travesseiro.

    Meus pequenos olhos fitavam a janela. Eles se fechavam devagar, piscadas lentas e longas. Contudo eu tinha certeza de algo.

    Naquela noite alguém velava meu sono sentado no beiral da janela.


Amber Liu P.O.V –


A noite caia e cada vez eu ficava mais agitada, sentada no sofá com os braços cruzados no peito, e meu pé batia no chão mostrando minha impaciência. Eu esperava autorização para poder vê-la e estava demorando demais.

Sabia que Krystal estava prestes a dormir e esses eram os únicos momentos que eu podia ficar perto do meu pequeno anjo. Eu sentia suas emoções um tanto elevadas, provavelmente conversava com sua irmã sobre os pais, isso sempre a afetava em um péssimo modo.

O tempo passava, Taeyeon e Yuri ainda conversavam dentro daquela maldita sala. Me aproximei a passos rápidos da porta, dando batidas fortes na mesma.

- QUAL É ?? ME DEIXEM IR LOGO !

Guio minha mão até a maçaneta na tentativa de adentrar o cômodo e percebo que a porcaria estava trancada. Ah quer saber, pouco me importo se preciso de permissão ou não.

Fecho meus olhos, e mentalizo o lugar que eu tanto conhecia, ainda não estava expert, mas conseguia me movimentar sem fazer nenhum estrago muito grande. Senti o leve formigamento em todo meu corpo, tendo a brisa acertando minha pele, fazendo com que meu corpo tremesse levemente. Abro meus olhos lentamente, já os direcionando para a rua deserta. Área limpa. Volto minha atenção a casa a minha frente e observo Jessica caminhar até a janela e a fechar. Droga.

Meus passos se direcionam até em frente a casa de minha garota, onde aproveita a cerca do vizinho para subir. Tomo um susto enorme, com um cachorro pulando em minha direção na tentativa de me morder. Sem pensar duas vezes, pulo, me pendurando na janela. Isso não daria muito certo, ou daria. Sinto meus membros formigarem, tendo o ambiente quente me acolhendo. Ela não podia me ver. Sem perder tempo, destranco a janela, a abrindo e novamente abuso de minha habilidade dessa vez parando sobre o telhado da casa.

Minhas mãos caem em meus joelhos, eu estava abusando, podia ver pequenos cortes se formando em minhas mãos.

As emoções de Krystal me faziam voltar minha atenção para ela, e somente ela. Ela estava assustada e inquieta. Escuto sua voz e respiro fundo prendendo minha respiração. Céus, como aquela garota me afetava. Eu provavelmente a assustei, e como curiosa que é, veio até a janela conferir. Por minha sorte, ela não se atentou em fechar o objeto novamente.

Eu sentia seus batimentos se acalmando conforme passava se os minutos. Quando julguei que dormia, desci do telhado até sua janela, me apoiando para não cair dali. Adentrei seu quarto, da forma mais silenciosa possível. Me sentei na janela e levei meus olhos até a garotinha na cama. Ela fechava seus olhos lentamente, se entregando ao cansaço. Ela havia me visto.

Eu não poderia voltar por um bom tempo, pelo menos, uns dois anos, ela precisava esquecer esse pequeno fato. Mesmo que com apenas oito anos, Krystal era extremamente inteligente e curiosa. Não perderia a oportunidade de descobrir, quem, ou, o que estava em seu quarto.

Seus batimentos cardíacos se normalizam assim como sua respiração se acalma. Não deixo de sorrir enquanto caminhava a passos silenciosos a sua cama. Minhas mãos se direcionam até a coberta, onde a puxo, ajeitando sobre seu corpo. Meus lábios descem ao topo de sua cabeça, onde deixo um pequeno selar.

    - Durma bem little princess...

Meu corpo formiga e meus olhos se fecham. Escuto duas respirações ao meu redor e levo diretamente minha mão a meu cabelo afagando o mesmo. Devagar, abri meus olhos e fitei as duas a minha frente.

- Temos que conversar Liu. - Escutei a voz das mais velhas sentadas em minha cama e suspirei. Elas eram como irmãs para mim.

Caminhei até elas, que me deram espaço. Taeyeon estava com sua caneta de esboço, provavelmente iria terminar seus desenhos. Sempre que conversávamos, ela se concentrava em terminar minhas tatuagens.

- Mianhae Tae Unnie...mas eu precisava vê-la. - disse baixo fitando aqueles olhos castanhos que me observavam.

Me deitei no colo da loira e apoiei minhas pernas nas coxas da morena. Fechei meus olhos ao sentir sua mão me fazendo um cafuné e Suspirei de maneira pesada assim que a voz de Yuri se faz presente.

- Nós sabemos Llama... sabemos como se sente. Também somos da mesma maneira, não se esqueça. - a morena dos olhos bem negros dizia, abri os meus para poder olha-lá, e sua feição era um tanto divertida, o que contradizia com a bronca que eu estava prestes a levar.

    - Você não sente saudades ? Não se sente fraca ? Não se sente como se algo fosse arrancado de você ? Me responda Yul Unnie, você poderia ter ido comigo, poderíamos ter visto sua garota também e... - Fui cortada ao escutar a voz da mais loira.

- Chega Liu - sua voz tinha um tom firme e rouco. Fechei meus olhos e suspirei eu sabia o que iria acontecer - Nós não podemos deixar que saibam sobre nós Liu, você sabe o que aconteceu quando souberam de nossa existência. Hoje eles esqueceram totalmente, mas não podemos deixar que eles saibam novamente Liu. Cada vez que você se move você os atraí. Se eles souberem da sua ligação com a garota eles iriam mata-la. Você me entende Liu ?

Meus olhos estavam marejados, eu sabia tudo o que poderia acontecer, mas meu impulso de ter ela perto de mim deixava tudo mais complicado. Assenti devagar e a fitei.

    - Como vocês conseguem ? - perguntei, eu nunca as via saindo da mansão, e se saiam era para resolver algo na empresa.

- Nós não conseguimos - escutei Yuri rindo baixinho e a olhei com uma das sobrancelhas arqueada- Sempre as observamos de longe, e tentamos mover nossos pauzinhos para conseguir pelo menos sentir a presença delas. Era isso que estávamos conversando antes da senhorita decidir fazer as coisas sem autorização - soltei um riso envergonhado, e fechei os olhos sentindo novamente as mãos da mais velha bagunçando meu cabelo.

- Você precisa aprender a controlar suas emoções Amber. Sabe que sua aparência está cravada em 18 anos, não é normal, alguém de sua “idade” - observo Taeyeon fazer aspas com os dedos - estar apaixonada por uma criança de oito anos. Tem de aprender a controlar suas necessidades, sabe que quando ela completar 18 anos, você vai voltar a mudar, e aí poderemos mover nossos pauzinhos para deixar vocês próximas. Mas por enquanto precisamos que você espere. São so mais alguns anos. Fique forte por ela durante esse tempo.

As palavras da loira, acertavam minha consciência de maneira pesada. Eu sabia que devia ser forte, que precisava treinar cada vez mais. Precisava aprender a controlar o espaço em que eu me movia, e não simplesmente agir por impulso.

Assenti levemente, vendo que Yuri agora, me tirava de seu colo e puxava as cobertas de minha cama pra baixo, dessa vez, me chamando para deitar. Obedeço pela primeira vez na noite, me livrando de meus sapatos e me encaixando no colchão. A coberta é colocada por sobre meu corpo e Sorrio ao sentir os lábios das duas, sobre minha cabeça.

- Eu amo vocês… Me desculpem por ter saído… Boa noite Tae e Yul.

Me viro de lado abraçando as ervilhas que havia roubada da loira e suspiro fechando meus olhos me entregando ao cansaço. Cada vez que eu usava minhas habilidades, mais eu exigia de meu corpo. A frequência com que fazia, afetava muito também. Eu precisava treinar. Precisava ficar mais forte.

Deixei que meus pensamentos me guiassem para onde eu mais queria estar, e acabei por dormir com um sorriso no rosto, ao lembrar do pequeno anjo que dormia tranquilamente.


Notas Finais


Me perdoem pela demora, estou tendo alguns problemas, que estão difíceis de serem resolvidos. A faculdade e o técnico também estão bem complicadinhos, mas prometo tentar postar pelo menos um por semana. Talvez eu poste o segundo amanhã, mas não é certeza. Mais uma vez, desculpa pela demora, amo vocês, agradeço de todo o coração pelo carinho e pela espera. Estou com algumas ideias sobre a fic e espero conseguir as transmitir da melhor forma possível. Amo vocês, fiquem bem 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...