História Let's live this adventure! - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time, Supergirl, Supernatural, The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Bobby Singer, Caroline Forbes, Castiel, Crowley, Dean Winchester, Elijah Mikaelson, Finn Mikaelson, Freya Mikaelson, Hayley Marshall, Hope Mikaelson, John Winchester, Katherine Pierce, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Lúcifer, Mary Winchester, Rebekah Mikaelson, Rowena MacLeod, Sam Winchester
Tags Bobby, Castiel, Crowley, Dean, Johw, Klaus, Mary, Mikaelson, Rebekah, Rowena, Sam, Sammy, Supernatural, The Vampire Diaries, Winchester
Visualizações 9
Palavras 1.384
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Survival, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi Hunters, eu acho que estou demorando muito para postar, o que ces acham?? Tô ficando nervosa com isso..kkkkk O ep mais importante da Fanfic.. 😘😘

Capítulo 14 - Encounter and mismatch.


Fanfic / Fanfiction Let's live this adventure! - Capítulo 14 - Encounter and mismatch.

Nos episódios anteriores de "Let's Live this adventure!": 

Chegamos no hospital e o pai estava nos esperando com o Bobby.

- Vocês dois vão.?- Dean perguntou.

- Vou ajudar ele nesse caso.- Bobby falou ajudando o pai a entrar no carro.

Dean olhou para mim, levantou a sobrancelha, e entro no carro, na estrada para Danville só se ouvia o rock e o barulho do motor.

Agora em "Let's Live this adventure!": 

26/05/2001 

JOHN (POV-ON)

      Encontros e desencontros.

Nós estamos no carro indo para Danville, estão tão calados, só se ouve o som e o barulho do motor.
 O Dean calado olhando para a estrada, o Sam do mesmo modo olhando pela janela, único e ensurdecedor som do motor.
 Eles não estão felizes e isso me mata de uma forma que nada poderia, nem mesmo a morte em carne, tudo que a Mary e eu sempre quisemos era ver os meninos felizes, o Dean vai desistir do amor por causa dessa vida, a vida que eu escolhi para ele.
 Ele era só uma criança, e a minha sede por vingança me cegou, só conseguia me ver matando aquele monstro de olhos amarelos.
 Agora eu estou no carro com os meus filhos, os acompanhando para a pior decisão que poderiam tomar, sem vingança, sem coragem para continuar minha procura, só espero que alguma coisa aconteça, que a mulher fale com o Dean sobre a criança, eu tenho certeza que ele desistiria de tudo por ela.
 Eu te prometo Dean, o seu filho não crescerá nessa vida, eu vou estar com você meu filho, não deixarei que cometa o mesmo erro que eu, o seu filho vai ser criança, como você e o Sam não conseguiram ser, principalmente você.

- Pai?- Ouvir uma voz me chamando.
Olhei para o lado, o Sam estava parado com a porta do carro aberta.

- Sim?

- Chegamos.- Ele falou.

- Cadê o Bobby?

- Foi procurar um quarto para vocês.- Sam respondeu.

Eu sair do carro e olhei para o hotel a frente.
 Nós estávamos nos aproximando quando a porta do quarto se abriu e dele saio uma moça de cabelos pretos com tons de mel.
Ela vinha na direção do Sam.

- Eu liguei para ela avisando que estávamos chegando.- Dean sussurrou no ouvido do Sam, mas o Dean não sabe como se sussurra. 

Sorri comigo mesmo depois desse pensamento e olhei para a moça que eu presumo ser a Joanna pelo modo como ela aumentou a velocidade dos passos ao ver o Sam, ela veio e praticamente pulou sobre ele, Sam deu uma arfada de surpresa, ele com certeza não estava esperando por essa.

- Que bom que está bem.- A moça falou apertando o Sam.

Dean abre um sorriso ao ver o irmão retribuindo o abraço caloroso da moça, mas o sorriso logo desaparece dando lugar a uma cara boba que ele fez ao ver uma moça loira saindo do quarto.
 Suponho que essa linda moça seja a Anna, pela cara do Dean eu tenho mais ecerteza, a moça que estava abraçando o Sam o solta e se afasta um pouco olhando para traz, a loira chega e da um sorriso para o Sam.

- Fico feliz que esteja bem Sam, você é seu irmão já salvaram minha vida mais de uma vez.- Ela falou sorrindo e deu um abraço no Sam.

- Foi o meu irmão Anna, agradeça a ele.- Ele falou e ela sorriu o soltando.

- Ela já agradeceu.- Dean falou sorrindo para a moça.- Ah Pai..- Ele falou e todo mundo olhou para mim.- Pai, essa é Anna.- Falou apontando para a moça loira.- E essa é a Jo.- Apontando para a morena.

- É, já tinha desconfiado.- Falei estendendo a mão para a morena.- Sou John Wincnestes, pai dos meninos.- Falei pegando na mão da Anna também.

- É um prazer, senhor.- Anna falou.

- "Você", por favor.- Falei.

- Claro.- Ela falou sorrindo.- Dean, podemos conversar?- Ela perguntou.
Será que é agora que ela vai falar?

- É, também preciso falar com você.- Dean falou.

O Sam olhou para Ele, Dean balançou a cabeça, Sam chamou a Jo e sairam.
 Eu dei alguns passos para traz e encostei no carro.
 Daqui eu vou poder ouvir eles, eu abaixei a cabeça para não ficar na cara que eu estava ouvindo.

- Tudo bem Anna, fale, eu estou te ouvindo.- Dean falou.

- Não, tudo bem, você disse que queria falar uma coisa, pode falar.
 O que que custa ele falar primeiro?

- Tá.- Dean falou se ajeitando sobre os pés.- Você sabe que o meu irmão foi sequestrado.- Ele falou e ela confirmou com a cabeça.- Então, não foi coincidência, era para ser ele.- Ele disse.

- O que isso quer dizer?- Ela perguntou balançando a cabeça.

- O que eu estou testando dizer é que, minha família é um alvo ambulante Anna, ninguém consegue sobreviver muito tempo quando está com a gente.- Eu levantei a cabeça e olhei para a Anna, ela olhou para o chão e colocou a mão na barriga, nesse momento eu soube que é verdade, ela está grávida.

- Um alvo?- Ela falou olhando para o Dean novamente.- Você está falando de mim? Que eu não posso ser próxima a você?

- Todo mundo Anna, ninguém pode ser próxima a mim. Olha, eu vou embora com o Sammy hoje a noite, você é a Jo vão ficar seguras.

A Anna ficou parada olhando para o Dean, ainda com a mão na barriga.

Eu olhei para longe deles e vi o Sam sentado em um banco com a Joanna, eu saí andando e passei por eles deixando o Dean e a Anna sozinhos.

Eu encostei em uma árvore que tinha atrás do banco.

- O que está acontecendo com o Dean?- Joanna perguntou.

- Ele está se despedindo.- Ele falou e a Joanna olhou para ele.

- Como é?

- Nós vamos embora hoje a noite. Vamos voltar para a estrada- Sam falou sem olhar para a Jo.
 Ela olhou para a sua irmã. 

- Nossa!!- Ela falou.- E, é isso que você quer?- Ela perguntou.

- O que? Como assim?

- Seu irmão pediu para mim cuidar das suas coisas Sam, e como ele me avisou que chegariam hoje.- Ela parou um pouco olhando para a Anna.- Eu vim com a Anna arrumar as coisas de vocês, e, a Anna encontrou isso.- Ela falou tirando um envelope do bolso do casaco e entregou para o Sam.
 Ele olhou bem para o papel.

- Você ainda não abriu né?- Ela falou e ele confirmou com a cabeça.- Quer abrir agora?

Ele afastou o lacre do envelope devagar, Sam tirou um papel e leu em voz baixa, não sei o que está escrito nele.

- Eu fui aceito.- Ele falou colocando o papel devolta no Envelope.

- Então você tem que ir Sam, é o seu sonho.- Sam olhou para ela e sorriu.- Eu sei que é, tem um monte de livros na sua mala, eu disse, eu sou curiosa e tinha que arrumar.

- Como você acha que eu vou falar para o meu irmão que vou deixá-lo para fazer faculdade.- Ele falou e parou olhando para a Jo.

- Do mesmo modo que ele está falando para a minha irmã que vai embora.- Ela falou.

- Você não conhece as razões dele.- Sam falou olhando para o Dean conversando com a Anna.

- Você tem que tomar a melhor decisão para você.

- É, você tem razão.- Ele falou e se levantou ao ver a Anna se afastando do Dean e vindo na direção da Jo.

Ela chegou e a Jo olhou para ela, ela estava com os olhos vermelhos.

- Tudo bem irmã, nós vamos cuidar disso.- Jo falou dando um abraço na irmã.- Eu sei que você vai tomar a melhor decisão Sam.- Ela falou depois de ter soltado sua irmã. 

Elas seguiram até o carro que estava estacionado do outro lado da rua.
Sam foi na direção do Dean, e eles conversaram por alguns minutos, eu vi a reação do Dean, e não foi das melhores.
Ver o meus filhos dessa forma, se separando, é horrível, Sam foi para um lado e o Dean para outro.
 Eu encostei no carro.

- Você vai ficar bem filho?- Perguntei para o Dean.

- Talvez.- Ele falou olhando para o painel.- Você vem comigo Pai?

- Não posso filho, não agora. Vou resolver os meu assuntos aqui e vou atrás de você.- Ele balancou a cabeça, deu partida no carro e seguiu sua estrada.

JOHN (POV-OFF) 


Notas Finais


Quase chorei nesse ep, e para completar esse vídeo. 😭😭😭😭
E para que vocês comecem a amar Dearoline como eu, vou colocar alguns vídeos para vocês assistirem se quiserem:
https://m.youtube.com/watch?v=FgJByiJCePo&index=1&list=PLxOcBo5B3ODRC54Z9bA3p8gAh9ck2i9s-
OBS: Os vídeos não são meus, então vamos dar os créditos aos devidos donos..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...