História Letters in the sleeve - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Truque De Mestre
Personagens Arthur Tressler, Dylan Rhodes, J. Daniel "O Amante" Atlas, Jack "A morte" Wilder, Merritt "O Eremita" McKinney, Personagens Originais, Thaddeus Bradley
Tags J Daniel Atlas, Jesse Eisenberg, Truque De Mestre
Visualizações 24
Palavras 915
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Luta, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 11 - Capítulo 10



Thalia


  Enquanto escutavamos algumas das baboseiras que Lula falava dentro do elevador, sinto olhares em mim. Odiava elevadores, e me sentir observada piorava tudo.
  Suspiro e desvio meu olhar para a frente, logo dando de cara com a claridade dos olhos do Daniel. Não que ele não fosse bonito sempre, mas naquele momento, com seu olhar sério e sombrio o deixava ainda mais. Deve ser o ar esquisito de Macau que está fazendo isso com minha cabeça. Quem em sã consciência admiraria o Atlas assim? Cof cof.

  O som das portas do elevador me tira do meu devaneio com o Sr. Arrogante, e logo uma sala enorme é vista.
  A nossa frente, uma janela enorme onde era capaz de ver Macau inteira, as luzes acesas dos prédios e também um cara esquisito dançando em frente a ela. Prendo o riso, já que tenho o riso muito frouxo como já percebemos.

  — Estou muito feliz em trabalhar com vocês. - O cara diz sorrindo, diria até que um sorriso assustador.

  Enquanto todos se encaravam confusos, eu soltei uma risadinha, fazendo alguns olhares se virarem para mim.

  — Ele é a cara do Harry Potter. - Digo baixo e apenas Jack escuta, rindo junto comigo. Daniel nos olha sério, nos fazendo voltar a posição inicial.

  — Por favor, entrem! - O Harry not Potter diz, e logo os seguranças nos arrasta para fora do elevador.

  — Ô, calma aí! - Atlas reclama, assim como todos nós. — Ei, como que você trabalha com a gente?

  — Assim, um mágico que puxa um coelho de um chapéu, está trabalhando com o Coelho. - Ele ri e termina de calçar seus sapatos, vindo em nossa direção.

  Me encolho atrás de um paletó preto, e pelo perfume deduzo ser o Atlas, mas não importava, só precisava de alguma barreira entre mim e esse esquisitão. 

  — Nos vamos trabalhar juntos, sim. - O esquisito diz. — Permitam eu me apresentar.

  — Você é Walter Mabry.

  — E morreu há um ano. - Jack diz.

  — Uma ideia que copiei de você. - Walter diz, e eu rio fraco com isso. 

  Observo o lugar, estavam todos tão tensos com nosso objetivo aqui. Objetivo esse que nem sabíamos direito qual era. Eu tinha até um pouco de medo no que esse maluco estava querendo nos meter. 

  —... Eu, por outro lado, quero o oposto disso. Eu quero ficar, e estou totalmente isolado. - Tá, estava na cara que o Chase aprendeu as frases sem sentido com esse cara. Podia até parecer uma filosofia muito bonita, mas não fazia sentido algum, não para mim. — Sabem por quê?

  Levanto o braço, como quem pedisse para responder, como também uma criança da 5ª série. Nunca perco essa mania.

  — Deve ser porque a sociedade é para seres humanos. - Digo e logo ouço risadinha atrás de mim. Uma delas se destaca, era um risada curta, mas ainda assim uma risada.

  Atlas quase nunca ria, e eu deveria me sentir honrada em ter arrancado um risinho dele. Okay, Thalia, menos.

  — Não, porque num mundo de total vigilância, a única liberdade está em não ser visto. - Walter diz depois de uma risadinha. — Não se pode controlar a sociedade de dentro dela. 

  Essa era a única coisa que ele falou que no fundo fazia sentido para mim.
E então ele nos pede para segui-lo, e assim o fizemos. Como se as pilastra ambulantes atrás de nós não estivessem nos forçando a andar. Eu já teria corrido a muito tempo.

  Ele nos mostra uma máquina metálica, onde logo a frente mais dois seguranças aguardavam. — E então, querem saber como eu trouxe vocês aqui?

  — Eu quero! - Falo e logo sinto olhares em mim. — Quer dizer, nos já sabemos como fez isso.

  — Ah, não sabem. - Ele diz debochado.

 — Claro que sabemos. - Jack diz e cruza os braços. — Roubou nossos arquivos do show, depois obviamente nos hipnotizou.

  — Não foi, pare já! - Estranhei sua atitude, logo Merritt falava como se quisesse hipnotizar Walter, onde o mesmo manda desesperadamente Merritt parar.

  Eu os encarava assustada, não entendia mais o que acontecia ali. Eu não era a única, a cena dos dois cara-a-cara seria cômica, se não fosse... É estava sendo bastante cômica. Eu queria uma foto desse momento, mas ficaria apenas em minha memória.

  — Então, deixem-me mostrar como os trouxe aqui. - O esquisito disse, o ar de louco o acompanhava enquanto ele se afastava até a máquina. — Vocês sabem que os mágicos gostam de controlar percepções alheias.


  Haha, é, sabíamos sim!


  —... Com simples pistas. Tubo preto, telhado. - Ele explicava, e se orgulhava do seu perfeito plano. Blé. — É suas mentes presumiram o resto. Mas o tubo certo estava a uns seis metros à direita de vocês. 

  Realmente, o maluco era um gênio. Arqueio as sobrancelhas quando os seguranças nos empurram novamente a frente, nos fazendo sentar no enorme sofá ali. Aquilo já estava a me irritar bastante. 

  — Mas, uma vez no tubo, vocês tem razão. — Mabry diz, ainda nos fazendo sentir como tremendos vacilões. — A luz continha letras formando a palavra "durma". E combinando com o som, pôs vocês em um sono profundo. 

  Ele mantinha sua pose de orgulho, e eu estava achando aquilo tudo muito engraçado. Como não havíamos percebido que entramos no tubo errado? Acho que estávamos muito desesperados para fugir daquilo tudo. E o Dylan, onde se meteu?



Notas Finais


Olá olá!
Como estão?
Bom, comentem o que acharam e favoritem, a tia aqui vos ama! 😊💕💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...