História Letters - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Personagens Originais, V
Tags Boy Love, Boyxboy, Cartas, Daehwi, Drama, Fluffy, Jeongguk, Jeonjungkook, Jimin, Jungkook, Jungsu, Kimtaehyung, Kookv, Kpop, Letters, Parkjimin, Romance, Shoujo, Taehyung, Taekook, Vkook, Yaoi
Visualizações 55
Palavras 739
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


👍📖Boa leitura aê ks📖👍

Capítulo 8 - T h e C h a n g e s


Fanfic / Fanfiction Letters - Capítulo 8 - T h e C h a n g e s

●︿•3 dias depois•︿

Tinha acabado de ligar para DaeHwi para me despedir e já estava pondo minhas malas no porta malas do Fiat vermelho meio sujo. Depois do pequeno delize que dei de sem querer deixá-la ler a carta, a mesma mudou. Ficou mais firme. Apesar de doente ela não me deixou mais cuidar dela e, por causa daquilo tudo, resolveu que nos mudariamos antes do previsto.

Ela nem ao menos me deixou me encontra com meus amigos antes de irmos, nem e principalmente com meu melhor amigo. E eu sabia o motivo.

Iríamos morar na casa de minha vó, no estado vizinho e obviamente demorariamos bastantes, algumas horas, apesar de estarmos perto da fronteira.

Meus fones ligados ao aparelho celular já estavam em minhas orelhas e escutava Youth - Troye Sivan, uma das minhas música favoritas (N.A:Essa música é muito boa gente, namoralzinha!). E por algum motivo desconhecido na época, ela me fazia lembrar Dae às vezes. Talvez pois já havíamos ouvido ela juntos nas vezes que matamos aula.. ?

Minha mãe estava com a cara emburrada e tinha acabado de por as chaves na ignição quando entrei no banco de trás. Deu partida e aos poucos fomos nos distância de nossa antiga casa, das cinzas de uma história de amor. Depois de 20 minutos  já na estrada, acabei por cair no sono.

⇨◈⇨◈

Abri meus olhos lentamente, vendo a luz clara da Lua inundar meu colo através da janela do Fiat. Chequei o relógio do celular e vi que eram 8:42, eu tinha dormido algumas horas e isso provavelmente me faria ficar acordado durante a madrugada.

Sun parecia procurar pelo número do endereço enquanto vagavamos por aquela ruazinha estranha, movimentada e conhecida por nossas visitas de todos os anos e reuniãos de família.

Em alguns minutos já estávamos subindo as escadas com nossas bagagens, pois o elevador estavam quebrado, adentrando a casa e dando em levando beijos nas bochechas de minha vó e minha tia, que também morava ali.

Me dirigi ao meu pequeno e novo quarto, deixando as minhas malas em qualquer lugar e me tacando na minha nova cama que era de casal. Deixando minhas costas afundaram no colchão de molas coberto por um cobertor vermelho com detalhes em branco.

Me levantei minutos depois, indo em direção a mínima varanda e fechando os olhos, deixando o vento bagunçar meus cabelos castanhos ao som de um piano melancólico que faziam algumas memórias passarem como um filme em minhas pálpebras.

Desde criança eu queria ter aprendido a tocar piano ou teclado, mas na época minha escola não dava aula para isso e minha mãe não tinha dinheiro suficiente para pagar uma aula particular. Era um dos meu instrumentos preferidos e eu pretendia entrar em um curso quando começasse a ganhar meu próprio dinheiro.

10 minutos se passaram e fui chamado para a janta. A comida de minha vó era simplemente divina, tudo que ela fizesse sempre ficaria bom, igual a suas filhas. 

Apesar de tentar disfarçar, eu tinha certeza que todas as três tinham olhares pesados e julgadores sobre mim. Com certeza minha mãe as tinha contado sobre as cartas.. E talvez dito algo "errado" sobre mim e DaeHwi.

─ Então, JungSu, como vai sua vida? Tem ido bem na escola? - minha tia era a mais de boa, aparentemente, e tentava quebrar o clima ruim. 

─ Ah.. Sim, minhas notas andam bem Imo, semprem estiveram. - comendo. 

─ Uhmm, isso é bom. Acho que logo vai se acostumar com sua nova escola. Aqui em Busan, as pessoas mais jovens tipo você tem bastante facilidade para fazer novas amizades. - falou antes de tomar um gole de seu suco de uva. 

─ Isso é bom saber, que não terei que lutar para fazer amigos novos.. - falei - E que sejam héteros..- sussurrei para mim mesmo, apesar ter a impressão que Sun tinha ouvido pela expressão que fez. 

Fui o primeiro a acabar, tentando sair daquele desconforto, me curvei de leve à elas e levei minha louça para a pia a lavando em seguida. Andei preguiçosamente ao quarto,  procurando um conjunto de roupas nas malas e o levando para o banheiro junto a minha toalha.

Cronometrei 15 meninos em meu relógio antes de me despir e entrar em baixo da água morna, ensaboando todo meu corpo e passando shampoo nos fios escuros de minha cabeça. Deixando todos os meus problemas escaparem de meus pensamentos  durante aqueles poucos minutos.

.

🐇◇〜🐰〜◇🐇

.


Notas Finais


IEE, eu dei att finalmente sksk

Ai gente, eu to com ódio dessa família e olha que sou eu que to escrevendo elas! kkkkk

Não esqueça de favoritar se ainda não o fez e sorry for erros de PT se vcs acharem por ai hehe

Vejo ceis na próxima, beleza? 👀👌

Bjs 😝


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...